A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
17 pág.
Historiografia 5 desafios e 25 exercícios

Pré-visualização | Página 1 de 7

Historiografia contemporânea e dinamicidade da informação
Desafio
A Internet é um elemento fundamental para a pesquisa historiográfica contemporânea. Isso porque, a partir de um clique, permite encontrar fontes e consultar bibliografias. Sites como a Hemeroteca Digital têm um banco de dados contendo diversos jornais, revistas, folhetins, livros, entre outros objetos possíveis de pesquisa, que vão desde o primeiro periódico publicado no Brasil até os mais recentes.
Nesse contexto, imagine que você está desenvolvendo uma pesquisa para o acervo de um museu.
Sabendo disso, você deverá refletir sobre os meios (sites, bancos de dados, indexadores, entre outros) que serão consultados e investigados, a fim de realizar as etapas descritas, bem como descrever o caminho a ser percorrido e as possíveis armadilhas, contidas nos meios digitais, as quais um pesquisador deverá estar sempre atento.
Resposta
Como pesquisador, seria possível buscar em sites de publicação científica, como SciELO, Periódicos Capes, ERIC e Google Acadêmico, a bibliografia já existente sobre esse personagem. Com efeito, uma contemplação dos aspectos mais relevantes do autor, da bibliografia produzida sobre sua vida, bem como dos autores que já trabalharam suas obras, seriam mapeadas, a fim de evitar o desenvolvimento de pesquisas que já tenham sido realizadas e, até mesmo, o plágio.
Nesse primeiro levantamento, é importante que leia tudo o que puder e levante tudo o que houver de produção acerca do autor. Contudo, deve-se tomar um cuidado especial com as "armadilhas" da Internet, ou seja, sites de procedência duvidosa, vídeos ou artigos de pessoas que não são especialistas, etc.
É importante, para um historiador, que sua pesquisa seja desenvolvida com fontes confiáveis que, assim como você, utilizaram um método e uma teoria científica de análise e apuração de dados. Por isso, valorize e dê prioridade aos artigos, às dissertações e às teses acadêmicas em detrimento de sites, blogs ou vlogs. A menos, é claro, que seja um canal reconhecido pelo meio, como é o caso do Café História.
Após esse primeiro levantamento, você poderia buscar as produções do autor em diversos meios de comunicação, órgãos e instituições governamentais, a partir do site da Hemeroteca Digital. Desse modo, suas possibilidades, diante do autor, seriam ampliadas, posto que teria outras fontes e, consequentemente, enfoques, para realizar sua pesquisa, expandindo o rol de documentos expostos no museu, o que ajudaria na construção de uma narrativa mais completa sobre sua vida e obra. 
Exercícios
1. 
Em sua célebre obra, Apologia da História: ou o ofício do historiador, Marc Bloch (2002, p. 67), historiador e fundador do movimento dos Annales, conclui que:
"Em certas de suas características fundamentais, nossa paisagem rural, já o sabemos, data de épocas extremamente remotas. Mas, para interpretar os raros documentos que nos permitem penetrar nessa brumosa gênese, para formular corretamente os problemas, para até mesmo fazer uma ideia deles, uma primeira condição teve que ser cumprida: observar, analisar a paisagem de hoje."
Analisando esse trecho, que traz consigo uma importante reflexão sobre a pesquisa histórica, assinale a alternativa correta.
A. Fala da observação e divisão que há entre o passado e o futuro, de modo que se torna impossível aproximar o estudo da História, portanto, dos mortos aos vivos, uma vez que aquilo que passou ficou enterrado no passado.
B. Fala do anacronismo, constante e comum em todas as obras e produções historiográficas, uma vez que se vive em tempos diferentes dos que se analisa.
C. Do reconhecimento de que, de alguma forma, o presente molda as preferências. Sendo assim, influencia na formulação e até elaborações de questões que se encaminham na pesquisa.
D. Fala da possibilidade e necessidade de o historiador se colocar em um degrau superior, a fim de observar os fatos, tais quais eles ocorreram. Obtém-se assim, de certa forma, uma visão privilegiada, em relação ao passado.
E. Do esforço ininterrupto, ao qual deve se submeter um historiador, a fim de não permitir que o presente o atrapalhe. Só assim será possível reconstituir todos os fatos do passado.
2. 
"Há uma pergunta central na História que não pode ser evitada, no mínimo porque todos nós queremos saber a resposta: como a humanidade passou do homem das cavernas para o astronauta, de um tempo em que era assustado por tigres de dentes de sabre para um tempo em que é assustado por explosões nucleares – isto é, não assustado pelos perigos da natureza, mas por aqueles que ele mesmo cria? O que faz dessa uma pergunta essencialmente histórica é que os seres humanos, embora recentemente bem mais altos e pesados que nunca, são biologicamente quase os mesmos que no início do registro histórico" (HOBSBAWM, 2013, p. 42 [adaptado]).
Nesse trecho da obra de Hobsbawn, podemos verificar uma questão central no trabalho do historiador, que deve se deparar constantemente com as novas dinâmicas sociais e, consequentemente, tecnológicas que assolam a humanidade. Responda a alternativa que trata dessa questão.
A. Trata-se da investigação dos padrões e mecanismos da mudança histórica e das transformações das sociedades humanas, que devem ser constantes, apesar dos avanços tecnológicos, adequando-se e adaptando-se a eles, quando necessário, a fim de compreendê-los.
B. Trata-se da escrita e do estudo do passado, a fim de prospectar os acontecimentos futuros, de modo que seja possível impedi-los de acontecer, quando perceber uma irregularidade no caminho.
C. Trata-se da busca pelos fatores comuns da humanidade, problemas que abarcaram os antepassados e persistem até os dias de hoje. Desse modo, a partir da compreensão da natureza humana, é possível melhorar a sociedade.
D. Trata-se da elaboração de um modelo predeterminado da evolução humana no globo, a fim de compreender o mundo tal qual ele se apresenta, de modo que seja possível reconhecer a realidade em que vive.
E. Trata-se da procura por regras que regem a humanidade, bem como a compreensão da natureza do homem, a fim de projetar o destino da humanidade.
3. 
"Certamente não existem considerações, por mais gerais que sejam, nem leituras, tanto quanto se possa estendê-las, capazes de suprimir a particularidade do lugar de onde falo e do domínio em que realizo uma investigação. Esta marca é indelével"(CERTEAU, 1982, p. 65).
Assinale a alternativa correta.
A. O trecho diz que é necessário utilizar parâmetros dos próprios tempos, a fim de conseguir ter um olhar mais apurado para os costumes, a cultura e os modos do passado.
B. O trecho diz que, antes de tudo, deve-se ser imparcial, pois apenas assim se consegue escrever uma história verdadeira. Do contrário, pode-se correr o risco de ser partidário de algo.
C. O trecho trata da impossibilidade de lançar mão do presente, de conceitos e subjetividades, de modo que em tudo o que se escreve, nas escolhas teóricas e metodológicas, tem-se impresso algum traço do presente.
D. O autor fala da forma como o presente se coloca na vida, não permitindo que o futuro e o passado sejam analisados, somente descritos a partir de documentos, sem a necessidade de grandes elaborações.
E. O autor está focado em pensar a forma como o passado se estende ao futuro. Sendo assim, compreender a marca indelével do presente significa interpretar o passado para se projetar no futuro.
4. 
"A atenção teórica e historiográfica em relação ao ofício dos historiadores assume tanto uma postura epistemológica, definindo a História como algo distinto da memória e de outros modos de relação com o passado, quanto ética e política, criando a possibilidade de reflexão crítica sobre as distintas maneiras pelas quais o passado é utilizado na sociedade contemporânea. A História da historiografia seria uma espécie de antídoto ao uso desmesurado, por vezes irresponsável, da História" (NICOLAZZI, 2017, p. 15).
Sobre esse trecho do texto de Nicolazzi, é correto afirmar que:
A. a historiografia é uma corrente histórica que visa entrar em contato

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.