Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
25 pág.
Apresentação Saúde Renovada

Pré-visualização | Página 1 de 2

Saúde Renovada
Acadêmicos: Elvis ABREU
Gustavo Queiroga
LincoLn BORGES 
Lucas FAQUETI
Rafael Lima
		
		
A Saúde Renovada possui base positivista e tem por objetivo introduzir a saúde como eixo norteador nas aulas de Educação Física escolar, procurando atender a todos os alunos, inclusive os que mais necessitam, como os sedentários, os de baixa aptidão física, os obesos e as pessoas deficientes, confirmando assim a sua utilidade nas aulas. 
Porém a abordagem não é a única maneira de se tratar a temática Saúde, e ela considera que o programa de Educação Física escolar como um todo não deve consistir apenas em modalidades esportivas e jogos. Algumas competências como a aquisição de conhecimentos sobre a cultura corporal e aptidão física (reconhecimento e valorização das diferenças de desempenho, linguagem e expressão) são sugeridas para se trabalhar em aula.
A perspectiva da Saúde Renovada tem por paradigma a aptidão física relacionada à saúde, com objetivos de informar, conscientizar e mudar atitudes e promover a prática sistemática de exercícios físicos.
Sendo assim, sugere a redefinição do papel dos programas de Educação Física escolar utilizando estratégias de ensino direcionadas à promoção da saúde e de um estilo de vida fisicamente ativo.
Nessa abordagem, para além do saber fazer (dimensão procedimental), existe uma indicação de que a Educação Física na escola se preocupe também com a dimensão conceitual (saber sobre a saúde e qualidade de vida), e ter uma atitude favorável à prática regular de exercícios físicos (dimensão atitudinal).
Guedes e Guedes (1996) e Nahas (1997), discursam em prol de uma Educação Física escolar que compreende temáticas relacionadas à saúde e qualidade de vida. Para os autores, as práticas de atividades físicas vivenciadas na infância e na adolescência favorecem a adoção de atitudes e hábitos voltados para um estilo de vida fisicamente ativo na idade adulta.
Nahas, Barros & Francalacci, (2000), propuseram o “Pentáculo do Bem Estar” como uma forma de avaliação dos cinco aspectos fundamentais do estilo de vida individual. Os autores consideram que a nutrição, o estresse, a atividade física, o comportamento preventivo e os relacionamentos humanos são os componentes que afetam a saúde geral e estão associados ao bem estar psicológico e ao desenvolvimento de diversas doenças. 
Para Lancha Júnior (2011), a nutrição quando aplicada a atividade motora divide-se em quatro áreas do movimento, podendo assim direcionar a intervenção nutricional adequada para a população alvo. O movimento humano sempre fez parte da vida cotidiana do organismo humano, e, para realizá-los são acionadas fontes de energia que variam de acordo com a intensidade e a duração da atividade.
Para Carvalho e Mara (2010), os distúrbios ocasionados pela falha na alimentação e reposição hídrica, eletrolítica e de substrato energético, prejudicam a tolerância ao esforço e colocam em risco a saúde do praticante de atividades físicas, podendo causar a morte. Estes distúrbios são mais frequentes em atividades de longa duração e são bastante influenciados pelas condições ambientais. Estes problemas podem acometer tanto em atletas competitivos quanto em anônimos frequentadores de parques e academias, portanto devem ser considerados por todos.
O termo estresse foi tomado emprestado da física, onde designa a tensão e o desgaste a que estão expostos os materiais. Pode se dizer que é a soma de respostas físicas e mentais causadas por determinados estímulos externos (estressores) e que permitem ao indivíduo (humano ou animal) superar determinadas exigências do meio ambiente gerando, desgaste físico e mental. É ele quem te prepara para reagir a algum ataque ou situação difícil, para agir ou fugir da situação e isso é muito importante para a nossa sobrevivência. 
EXEMPLOS DE ESTRESSORES:
Desprezo amoroso;
Dor e mágoa;
Luz forte;
Níveis altos de som;
Eventos: nascimentos, morte, guerras, reuniões, casamentos, divórcios, mudanças, doenças crônicas, desemprego e amnésia.
TIPOS BASICOS DE ESTRESSE
Eustresse: Indica uma situação em que o indivíduo possui meios (físicos, psíquicos) de lidar com a situação.
Distresse ou esgotamento: indica uma situação em que a exigência é maior do que os meios para enfrentá-la.
Estresse crônico: É aquele que afeta a maioria das pessoas, sendo constante no dia a dia, mas de uma forma mais suave. 
Estresse agudo: É mais intenso e curto, sendo causado normalmente por situações traumáticas, mas passageiras como a depressão na morte de um parente.
Busca promover a saúde e um modo de vida mais saudável (qualidade de vida), tendo como foco a prevenção, através de hábitos que possam evitar possíveis problemas.
O estilo de vida de cada indivíduo é determinante para sua saúde, sendo assim, dependendo do seu modo de vida, terá uma vida mais saudável ou menos saudável.
Segundo ZANCHA et al.(2013), a infância e adolescência são épocas decisivas na construção de condutas do ser humano, por isso a escola passa a ter papel de destaque nesse processo de educar para a saúde por ser um dos espaços de convívio social da criança e do adolescente. A escola deve levar em consideração que os indivíduos trazem hábitos de seu contexto favoráveis e desfavoráveis a saúde, então em conjunto com o professor deve elaborar um projeto pedagógico que um dos focos seja a promoção de hábitos saudáveis para poderem prevenir possíveis doenças.
Nahas (2000, p. 53) cita alguns comportamentos preventivos que considera essenciais para os indivíduos nos dias atuais, exemplos: não usar drogas, ingestão moderada de bebidas alcoólicas, não fumar, uso de equipamentos de segurança no trabalho, observação de princípios ergonômicos, uso de preservativos, uso de protetor solar.
A atividade física deve ser praticada em todos os períodos da vida, pois se aplicada de forma adequada trará benefícios à saúde de maneira a prevenir e retardar doenças que se desencadeiam naturalmente ao longo da vida, tendo assim um envelhecimento saudável.
Alguns benefícios da atividade física incluem:
Combate o excesso de peso;
Melhora a autoestima;
Diminui o estresse, o cansaço e a depressão;
Ajuda no controle do Diabetes, artrite, Doença cardíaca;
Melhora da ingestão alimentar;
Diminui o risco de doença cardiovascular.
Trabalhar com atividades físicas na escola é essencial para o desenvolvimento da criança. É possível utilizar as atividades juntamente de outra disciplina agregando algum conhecimento e também deve se praticar exercícios pensando no lado da realização pessoal, de um clima satisfatório e prazeroso com a prática.
É imprescindível que as crianças e os jovens tenham acesso a informações que lhes permitam estruturar conceitos mais claros quanto ao por que e como praticar, sendo assim o aluno poderá aprender e vivenciar o aprendizado, sugerindo-lhe uma mudança de hábitos e comportamentos.
A forma com que o indivíduo se relaciona consigo mesmo, com a natureza e com a sociedade à sua volta, pode ser fator condicionante à incidência ou não de doenças crônicas, uma vez que a qualidade de vida e o bem-estar dependem dessas inter-relações de sentimentos.
Partindo desse raciocínio, pessoas que costumam ser hostis, cínicas ou com excesso de individualismo apresentam fortes indícios de risco para eventos cardíacos, como o infarto do miocárdio assim como pessoas que sentem isoladas são levadas ao stress crônico, por outro lado um bom convívio em sociedade, um bom relacionamento socioambiental age no indivíduo como um remédio preventivo, porém não erradicante, às doenças crônico-degenerativas. 
Sendo o início da vida social do indivíduo na escola, pode o professor de educação física se utilizar dos esportes coletivos para mostrar a importância desse convívio social, da boa comunicação, do bom relacionamento com o colega, para que o grupo em conjunto consiga pensar em soluções para vencer os obstáculos proporcionados pela equipe adversária e vice versa, assim como quando em sociedade precisamos do convívio
Página12