A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
MFC II- Obesidade

Pré-visualização | Página 1 de 1

Medicina de Família e Comunidade II - Dr Danilo Leão
Obesidade
Aspectos chaves:
- a melhor dieta é a que for mais adequada para um indivíduo em particular
- atividade física é benéfica, mesmo quando não acompanhada de modificações ponderais
- tratamento é lento
Definição
Acúmulo excessivo de gordura corporal causada pelo balanço energético positivo, isto é, a ingestão calórica excede o
gasto calórico
Acarreta repercussões à saúde, qualidade de vida e aumento de comorbidades
O local onde a gordura se acumula, tem repercussões em suas complicações; sendo a abdominal é mais associada ao
diabetes e à doença vascular
Causas: influência genética, ambiental e social
IMC: peso / altura ²
O IMS correlaciona-se como fatores de risco à saúde e é utilizado para classificar o grau de obesidade; tem correlação
com o desenvolvimento de DCV, DM2, HAS e doença da vesícula biliar
O aumento da mortalidade em pacientes com IMC elevado é tanto para sobrepeso, como obesidade;
Prevalência
- > com a idade
- sexo feminino
- baixa renda
- negros
- baixa escolaridade
Fisiopato
O tecido adiposo em excesso é acompanhado do aumento de macrófagos e outras células imunes, que secretam
mediadores inflamatórios que contribuem para o desenvolvimento da resistência à insulina; a adiposidade generalizada
nos tecidos leva a problemas mecânicos (compressão renal, RGE, sobrecarga das articulações) e metabólicos, exemplo
a lipotoxicidade dos ácidos graxos livres, levando à esteatose e à cirrose
Avaliação inicial
Avaliar:
- história do excesso de peso
- idade de início
- história familiar de obesidade
- tentativas anteriores de emagrecimento
- sucessos obtidos no emagrecimento
- fatores precipitantes das recaídas
Anamnese
- avaliar estilo de vida (alimentação, exercício físico, etc.)
- quanto a pessoa gostaria de pesar ao final do processo de emagrecimento
- velocidade esperada da perda
- consequências físicas (comorbidades)- DM2, hipertensão, DCV, osteoartrite, dislipidemia, apneia do sono e
outros;
Gabriela de Oliveira | T3 | 6º período
1
Medicina de Família e Comunidade II - Dr Danilo Leão
Pode estar associada a causas secundárias
Exame físico
- IMC não é medida direta da adiposidade
- não se recomenda como rotina o uso de bioimpedância para medida da adiposidade geral
- avaliação da gordura abdominal (medida da circunferência) deve ser usada em adultos com IMC < 35
Exames complementares
- perfil lipídico
- glicemia
- PA
- se suspeitar de doença que ocasione a obesidade, solicitar exames adequados
Tratamento
● MEV
Em pessoas motivadas, é possível obter bons resultados;
● Tratamento nutricional
● Tratamento comportamental (auto-monitoramento das comidas; )
● Tratamento medicamentoso → é auxiliar no emagrecimento, não é um tratamento único
- Orlistat (xenical)
Inibidor de lipase gástrica e pancreática, promovendo má absorção e redução da absorção de gorduras em
aproximadamente 30%; redução média de peso de até 3kg;
Não apresenta risco CV; pode ser usado em crianças obesas acima de 12 anos;
Efeito colateral: gordura nas fezes, flatulência, diarreia;
Contraindicado: gestação, má absorção crônica
Apresentação: cp 120mg, utilizado nas refeições principais 3x/dia
Gabriela de Oliveira | T3 | 6º período
2
Medicina de Família e Comunidade II - Dr Danilo Leão
- Liraglut/ dulaglut
Hipoglicemiante, agonista do peptídeo 1 similar ao glucagon (GLP-1), provocando atraso no esvaziamento gástrico e
reduz a ingesta calórica por ação central
Reduz glicemia e a Hb glicada
Medicamento caro
Dose inicial é 0,6 mg, em dose única diária em injeção subcutânea; podendo ser aumentada semanalmente até atingir
3mg
Em paciente não diabético não causa hipoglicemia propriamente dito
Efeito colateral: constipação, náusea, diarreia, fadiga, tontura, hipoglicemia, etc.; os efeitos costumam ser transitórios
- Sibutramina
Inibidor da recaptação da serotonina, da dopa e nora;
10-15 mg/dia; age aumentando a saciedade pós-ingestão e a taxa metabólica;
Dose maior que 15 mg/dia só se deve iniciar em pacientes com valores pressóricos ‘ estabilizados
4-5 kg de perda em 12 meses
Efeitos colaterais: insônia, dismenorreia, boca seca, alteração de paladar
- Bupropiona
Antidepressivo de uso combinado, dopaminérgico e nora, unicíclico;
Dose 100-400 mg/dia
3kg em 6-12 meses
Efeitos colaterais: insônia, boca seca, tremores
Em outros países é comercializado associado à naltrexona (antagonista opióide) com melhores efeitos na perda
ponderal, porém com mais efeitos colaterais;
- Metformina
Biguanida, atua aumentando a sensibilidade à insulina nos tecidos periféricos, sobretudo fígado, diminuindo a
produção hepática de glicose;
Em mulheres com sobrepeso ou obesas com SOP, a metformina ajuda na redução de peso
Efeitos colaterais: anorexia e sintomas GI
- Topiramato
Anticonvulsivante; 25-200 mg/dia
Reduz em torno de 8% o peso
Efeitos adversos: parestesias, alteração de paladar e disfunção cognitiva
- Lorcaserina
Agonista seletivo da recaptação de serotonina
PROIBIDO PELA ANVISA
● Atividade física
● Cirurgia bariátrica: opção de tratamento para pessoas com obesidade mórbida, que não obtiveram sucesso por
pelo menos 2 anos, com alteração de hábitos alimentares, atividade física, medicamentos ou tratamentos alternativos
→ Quando referenciar?
R: quando houver suspeita de obesidade secundária, que necessite de atenção especializada para o diagnóstico e o
manejo; além disso, as pessoas com indicação para bariátrica e também indivíduos que apresentam transtornos
alimentares e/ou problemas psicológicos graves que não possam ser manejados pelo médico a família
Gabriela de Oliveira | T3 | 6º período
3

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.