A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
MFC II- Tremor essencial

Pré-visualização | Página 1 de 1

Medicina de Família e Comunidade II - Dra Camila Braga
Trem� essencial - doença de Parkinson
● Doença de Parkinson (DP)
- Tremor assimétrico inicialmente
- Tríade: tremor, rigidez e bradicinesia
Etiopatogenia
- Morte progressiva de neurônios dopaminérgicos - substância negra mesencefálica.
- A degeneração nesses neurônios é irreversível e resulta na diminuição da produção de dopamina, que é um
neurotransmissor essencial no controle dos movimentos .
- A deficiência dopaminérgica leva a alterações funcionais no circuito dos núcleos da base (estruturas localizadas
profundamente no cérebro envolvidas no controle dos movimentos), provocando o aparecimento dos principais sinais
e sintomas da doença Início dos sintomas – 60 a 80 % de dano neuronal irreversível.
- Prognóstico: ruim.
- Melhorar a qualidade de vida → é o grande objetivo do tratamento
Diagnóstico
- CLÍNICO!!!
- Precoce, diante de suspeita –
neurologista
- Não existem exames laboratoriais
ou de imagem específicos.
- TC cerebral: descartar outras
causas ( tumor cerebral, hidrocefalia,
parkinsonismo vascular)
- 4 componentes básicos:
bradicinesia, rigidez, tremor e
instabilidade postural.
- Pelo menos dois desses
componentes são necessários para a
caracterização da DP.
- A acinesia é caracterizada por pobreza de movimentos e lentidão na iniciação e execução de atos motores
voluntários e automáticos.
- Esse tipo de desordem motora pode englobar ainda incapacidade de sustentar movimentos repetitivos,
fatigabilidade anormal e dificuldade de realizar atos motores simultâneos.
- A marcha desenvolve-se a pequenos passos, às vezes arrastando os pés.
- Na fala há comprometimento da fonação e da articulação das palavras, configurando um tipo de disartria
denominada hipocinética.
- A rigidez é outra anormalidade motora quase sempre presente na síndrome parkinsoniana. Trata-se da
hipertonia denominada plástica. A resistência à movimentação do membro afetado pode ser contínua ou
intermitente, sendo que esta configura o fenômeno da “roda denteada”.
- Outra característica da hipertonia plástica é o acometimento preferencial da musculatura flexora,
determinando alterações típicas da postura, com ântero-flexão do tronco e semiflexão dos membros.
- O tremor parkinsoniano é clinicamente descrito como de repouso, exacerbando-se durante a marcha, no
esforço mental e em situações de tensão emocional, diminuindo com a movimentação voluntária do segmento
afetado e desaparecendo com o sono, em ciclos.
- A instabilidade postural não é comum em fases iniciais de evolução da DP, eventualmente evidenciando-se em
mudanças bruscas de direção durante a marcha.
Gabriela de Oliveira | T3 | 6º período
1
Medicina de Família e Comunidade II - Dra Camila Braga
- Em cerca de 15 a 20% dos casos, em fases adiantadas da
evolução da doença podem instalar-se alterações cognitivas graves,
configurando um quadro demencial.
- Depressão presente em cerca de 40% dos pacientes com DP,
podendo ocorrer em qualquer fase da evolução da doença. (quanto
maior o nível de instrução do paciente, mais ele vai sentir o
diagnóstico)
- Entre as alterações autonômicas a mais frequente (geralmente
em fases mais avançadas) é a obstipação intestinal, porém podem
estar ainda presentes: seborréia, hipotensão postural e alterações de
esfíncter vesical.
O MFC faz a condução do caso, mas não é ele sozinho que faz o
diagnóstico e o tratamento desse paciente
Tratamento
- Não farmacológico: psicoterapia, fisioterapia, apoio familiar, fonoterapia.
- Farmacológico:
- Levodopa - A eficácia da levodopa no tratamento do tremor, bradicinesia e rigidez pode chegar a 80%.
Capaz de melhorar os níveis de dopamina com melhora dos sintomas motores. Atualmente é a melhor droga
no mercado.
- A ação precisa da amantadina sobre a DP ainda é incerta, porém observou-se o aumento na síntese,
liberação e inibição da recaptação da dopamina. A amantadina atua preferencialmente sobre a bradicinesia e o
tremor.
- O deprenil é um inibidor específico da monoaminoxidase B (MAO-B), enzima que degrada a dopamina.
Este medicamento tem se mostrado eficaz na contenção das manifestações motoras da DP, parece ser bem
tolerado e oferece bons resultados em pacientes que ainda não foram tratados com Levodopa.
● Tremor essencial (TE)
- Diagnóstico diferencial – mais comum do mundo.
- Tremor simétrico, em movimento, persistente, acomete mãos e braços, ou cabeça isoladamente, sem
alteração postural.
- Fator hereditário – padrão autossômico recessivo.
- 40% dos pacientes não têm história familiar de TE.
- 50 a 70% dos pacientes referem atenuação do tremor, com a ingestão de álcool.
Tratamento
- O tratamento não está indicado em casos leves que não causam comprometimento funcional.
- Propranolol 240 a 320 mg/dia – dose alvo (é o mais usado)
- Primidona 50 a 350 mg /dia – dose alvo
Diminuem a severidade do tremor em curto prazo.
- Outras opções terapêuticas são a gabapentina (1200- 3600 mg), o topiramato (200 e 400mg), o alprazolan
(0.75-2.75 mg) e a nimodipina (120 mg).
Gabriela de Oliveira | T3 | 6º período
2

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.