A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
30 pág.
Aula_04 - Educação Ambiental/2015

Pré-visualização | Página 2 de 2

Assim:
*
O desenvolvimento sustentável, mais do que um conceito científico, é uma ideia-força, uma ideia mobilizadora. A escala local tem que ser compatível com uma escala planetária. As pessoas, a Sociedade Civil, em parceria com o Estado, precisam dar sua parcela de contribuição para criar cidades e campos saudáveis. 
(GADOTTI, 2001, p. 85).
*
Ecopedagogia e algumas reflexões
Desafios da Ecopedagogia:
Superação de falsos valores que estão na gênese e no crescimento da sociedade ocidental e sua cultura.
Formação de cidadãos com consciência local e planetária que valorizem a autodeterminação dos povos e a soberania das nações (cidadania planetária). 
*
*
Referências
BRANCO, S.M. O Meio Ambienta em debate. São Paulo: Moderna, 1991.
BRAVERMAN, H. Trabalho e Capital Monopolista: a degradação do Trabalho no século XX. Rio de Janeiro, Editora Guanabara, 1987. 3ª edição.
DIAS, G.F. Os quinze anos da Educação Ambiental no Brasil: um depoimento. Em Aberto, Brasília, v.10.n.49, jan/mar. 1991. Disponível em: http://www.publicacoes.inep.gov.br/resultados.asp#
DIEGUES, A. C. S. O Mito moderno da natureza intocada. São Paulo, Ed. Hucitec, 2004.
ENGELS, F. Dialética da Natureza. 4. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.
DAJOZ, R. Ecologia Geral. Petrópolis, Vozes, 1973.
GADOTTI, M. Pedagogia da terra. São Paulo: Peirópolis, 2001.
GUTIÉRREZ, F.; PRADO, C. Ecopedagogia e Cidadania Planetária. São Paulo: 
LAYRARGUES, P. P. (re)Conhecendo a Educação Ambiental Brasileira. In Identidade da Educação Ambiental. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2004.
MANZOCHI, L. H. Participação do ensino de ecologia em uma educação ambiental voltada para a formação da cidadania: a situação das escolas de 2º grau no Município de Campinas. Campinas: UNICAMP, 1994 (Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, IB, UNICAMP). 
MARX, K.; ENGELS, F. Ideologia Alemã. 5. ed. São Paulo: Hucitec, 1986.
MENEZES, E. T. de; SANTOS, T. H. dos."Ecopedagogia" (verbete). Dicionário Interativo da Educação Brasileira - EducaBrasil. São Paulo: Midiamix Editora, 2002. Disponível em: <http://www.educabrasil.com.br/eb/dic/dicionario.asp?id=11>. Acesso em 14. Julho. 2013.
*
*
Referências
NISHIKAWA, Mario. A experiências de educadores da escola pública: construindo o projeto pedagógico a partir da temática ambiental. Tese (Doutorado em Educação Escolar) – Universidade Estadual Paulista – Faculdade de Ciências e Letras, Campus de Araraquara. Araraquara, 2005.
OLIVEIRA, E. M. Temática Ambiental no Trabalho Educativo de Uma Professora Iniciante. Araraquara: FCL – UNESP, 2004. (Tese de Doutorado apresentada no Programa de Pós-Graduação em Educação Escolar).
SAUVÉ, L. Environmental Educations: possibilities and contraints. Connect, v. XXVII, n. ½, p. 1-4, 2002
SOARES DE OLIVEIRA, A. M. RELAÇÃO HOMEM/NATUREZA NO MODO DE PRODUÇÃO CAPITALISTA. REVISTA ELECTRÓNICA DE GEOGRAFÍA Y CIENCIAS SOCIALES Universidad de Barcelona. ISSN: 1138-9788. Depósito Legal: B.21.741-98 Vol. VI, núm. 119 (18), 1 de agosto de 2002.
SILVA, R. L. F.; Campina, N. N. Concepções de educação ambiental na mídia e em práticas escolares: contribuições de uma tipologia. Pesquisa em Educação Ambiental, vol. 6, n. 1 – pp. 29-46, 2011
SORRENTINO, M. De Tbilisi a Tessalonique. A Educação Ambiental no Brasil.
TANNER, R. T. Educação Ambiental. São Paulo: Edusp, 1978.
*
Educação Ambiental
Daniel Tadeu do 
Amaral
Atividade 4
*
1) O desenvolvimento de metodologias de Educação Ambiental 
relacionadas à participação pressupõe:
a consolidação de canais abertos e permanentes entre governo e sociedade civil para que o governo informe sobre as políticas públicas.
o uso de estratégias que procurem despertar o ser humano para o pensar e o agir conscientes e comprometidos com o desenvolvimento da humanidade e da vida, sem considerar o sentir, por sua subjetividade.
o acesso à informação para minimizar a pressão sobre o poder público.
o envolvimento das pessoas na solução dos problemas cotidianos e nas políticas públicas para ampliar o sentido de pertencimento ao grupo e a autossuficiência. 
a consideração de que, no diagnóstico e não no planejamento público, devem ser considerados os referenciais oferecidos pela sociedade.
*
*
2) A abordagem da Educação Ambiental e da Educação para a Cidadania implica em: 
conceber o meio ambiente articulado com as questões sociais, tais como saneamento básico, assentamentos urbanos e rurais, trabalho e geração de renda, entre outros;
estimular uma visão local acrítica das questões ambientais;
instigar o indivíduo a analisar e participar da resolução dos problemas da coletividade, de acordo com o conceito de sustentabilidade ambiental;
promover enfoque interdisciplinar que resgate e construa saberes acadêmicos e científicos.
Está correto o contido em
I e III, apenas.
II e IV, apenas.
I, II e IV, apenas.
III e IV, apenas.
I, II, III e IV.
 
*
*
*
3) Questão para reflexão:
Procure reler o material e apresente algumas diferenças entre as propostas de Educação Ambiental reducionista e crítica.