Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
231 pág.
livro (1)Ecologia Biodiversidade Áreas protegidas

Pré-visualização | Página 11 de 50

do fogo, através 
das queimadas naturais, para a renovação do substrato das gramíneas, bem como ao 
ciclo de vida das gramíneas típicas das pradarias. Mas quando mal conduzida através 
de queimadas criminosas, atividade agropecuária desordenada, florestamentos para a 
TÓPICO 3 | BIOMAS
39
produção de celulose (monocultura), podem causar enormes perdas ambientais, como 
a desertificação. A flora é composta por diversas espécies de gramíneas, já citadas 
anteriormente, como também por herbáceas e alguns arbustos, e árvores típicas de 
clima quente e seco. Nas pradarias, a fauna é composta por cabras muito usadas em 
áreas de pastagens (criação de gado). E pelos animais nativos como os ratos do campo, 
espécies de cabras, bois, raposas, bisões, pequenos antílopes, búfalos, lebres, cães-da-
pradaria, entre outros (ODUM; BARRETT, 2008; TOWNSEND; BEGON; HARPER, 
2006; RICKLEFS, 2003; PLANETABIO, 2013). (Figura 17 a; b).
FIGURA 17 – (a) ESTEPE NORTE-AMERICANA E (b) PAMPAS SULINOS, BRASIL
FONTE: Disponível em: <www.geografiadoalfredo.blogspot.com>. Acesso em: 11 mar. 2013.
3.7 BIOMA CAMPOS TROPICAIS DO TIPO SAVANAS OU 
CERRADOS
A maior área se encontra na África, as “savanas africanas”, parte da Austrália, 
e na América do Sul, “o cerrado brasileiro” e os “pampas argentinos”. As savanas 
são campos com árvores esparsas, que se espalham nos trópicos secos, limitando o 
crescimento da vegetação, cujos climas tropicais frequentemente apresentam uma ou 
duas estações de secas prolongadas. Os incêndios e as migrações dos pastejadores são 
importantes para a manutenção das características deste bioma, e quando o fogo for 
de forma controlada neste habitat de savana, a floresta seca começa a se desenvolver. 
As precipitações sazonais, nos locais mais quentes, chegam à média de 1000 a 1500 
mm/ano (pouca umidade), que é maior no verão e geralmente seco no inverno, 
restringindo a diversidade de espécies animais e vegetais na savana. Assim, as estações 
são reguladas pelas precipitações e não pela temperatura, como nos campos de clima 
temperado. As temperaturas variam de acordo com a latitude: no cerrado brasileiro 
varia entre 10ºC (inverno) e 38ºC (verão), na savana africana as médias anuais ficam 
acima de 20ºC. No Brasil chove principalmente entre outubro e março. Devido à forte 
sazonalidade, com abundância de sementes e insetos, as savanas podem suportar 
grandes populações de aves migratórias, mas poucas espécies encontram recursos 
para o ano inteiro. A flora é composta por espécies de gramíneas, herbáceas, arbustos 
40
UNIDADE 1 | VIDA E AMBIENTE FÍSICO
ou árvores de pequeno porte, como: barbatimão, jacarandá, entre outros; e acácias na 
savana africana, com raízes de mais de 10 metros (absorção água do lençol freático). A 
fauna na savana africana é composta por elefantes, rinocerontes, antílopes, guepardos, 
hienas, leões, zebras, girafas, leopardos; no cerrado brasileiro encontra-se: emas, lobo-
guará, tamanduá, onça, suçuarana, veado-campeiro, porcos selvagens (queixada e 
caititus), tatu etc. (ODUM; BARRETT, 2008; TOWNSEND; BEGON; HARPER, 2006; 
RICKLEFS, 2003) (Figura 18).
FIGURA 18 – SAVANAS AFRICANAS
FONTE: Disponível em: (a) <http://www.unicamp.br>. (b) <www.brasilescola.com>. Acesso 
em: 11 mar. 2013.
3.8 BIOMA DE BOSQUE OU CAMPOS DE VEGETAÇÃO 
MEDITERRÂNEA
O clima mediterrâneo encontra-se principalmente no sul da Europa 
Ocidental, com pequenos trechos ao sul da Califórnia (Hemisfério Norte), no Chile 
Central (região do Cabo da África do Sul) e sudoeste da Austrália (Hemisfério 
Sul). O clima é ameno, caracterizado por temperaturas de inverno moderado (0ºC) 
e chuvas moderadas, mais intensas no inverno e outono (500 e 1000 mm/ano), e o 
verão é quente e seco, com uma grande amplitude térmica: durante o dia (próximo 
30ºC), caindo bruscamente à noite. Cujo clima proporciona uma vegetação 
arbustiva, espessa, perene (1-3m altura), com raízes profundas e folhas pequenas e 
duráveis (vegetação esclerofilosa – folha dura), como maquis (vegetação mais densa 
e fechada) e o gaguirres (arbustos de pequeno porte e esparsos), com predomínio 
de arbustos/plantas xerófitas (adaptação à perda excessiva água por transpiração), 
cutícula espessa e tronco com casca grossa (carvalho, cactáceas, alecrim, oliveiras, 
loureiro, alfazema etc.). A maioria dos vegetais apresentam sementes resistentes 
ao fogo, que renascem após o fogo. Os animais mais frequentes são: insetos, javalis, 
veados, coelhos, répteis e muitas espécies de aves migratórias (ODUM; BARRETT, 
2008; TOWNSEND; BEGON; HARPER, 2006; RICKLEFS, 2003) (Figura 19).
TÓPICO 3 | BIOMAS
41
FIGURA 19 – FLORESTA DO MEDITERRÂNEO – COIMBRA, PORTUGAL
FONTE: Disponível em: <www.naturlink.sapo.pt>. Acesso em: 11 mar. 2013.
3.9 BIOMA DESERTO 
O termo deserto refere-se às áreas secas, que quase não recebem chuva; 
dependendo da zona climática em que se localizam, apresentam suas características 
típicas. Os desertos subtropicais das Américas desenvolvem-se em latitudes de 20º a 
30º norte e sul do Equador, com alta pressão atmosférica, chuvas esparsas (menos 
de 250 mm/ano) e estações de crescimento vegetal longo, que com a presença das 
chuvas de verão, muitas plantas herbáceas, como os arbustos creotoso (Larrea 
tridentata) são dominantes, suculentos cactos (Carnegiea gigantea) e pequenas 
árvores como a mesquita e o palo verde (Parkinsonia) e as sementes dormentes 
crescem rapidamente e se reproduzem antes que o solo seque novamente. As 
plantas dos desertos subtropicais não resistem aos invernos gelados. Devido à 
baixa precipitação, o solo é raso (aridossolos), com ausência de matéria orgânica 
e de pH neutro, formação de muitos lençóis freáticos nas camadas inferiores, e há 
muitos depósitos de sal. No deserto de clima continental, com baixa precipitação e 
invernos frios, como nos desertos do Great Basin, encontra-se a sálvia (Artemisia) 
como vegetação dominante. Os principais desertos se encontram na África (Saara 
e Kalahari), Emirados Árabes, Argentina, Bolívia, Tibete, Chile (Atacama), China, 
México, Austrália e Estados Unidos. Existe uma grande amplitude térmica: no 
deserto do Atacama (Chile), durante o dia a temperatura chega aos 40ºC, caindo à 
noite para 0ºC, e no deserto do Saara (maior deserto do mundo) já chegou a 57ºC 
durante o dia e pode cair a 0ºC à noite. Segundo estudos, aparentemente, os únicos 
lugares em que quase não ocorre precipitação ou nenhuma chuva localizam-se no 
centro do Saara e no norte do Chile. A flora é composta por plantas xerófitas, folhas 
pequenas ou transformadas em espinhos, folhas com cutícula espessa, poucos 
estômatos ou contidos em criptas. As raízes são longas, para poderem absorver 
água nos lençóis freáticos, com predomínio de cactáceas. A fauna é composta por 
animais adaptados a pouca água. A maioria apresenta hábitos noturnos (evitar 
excesso de transpiração), como os roedores, insetos, escorpiões, cobras, lacraias e 
42
UNIDADE 1 | VIDA E AMBIENTE FÍSICO
lagartos. Os camelos e dromedários conseguem atravessar grandes áreas do deserto 
africano e do Oriente Médio sem beber água, porque seus tecidos toleram um grau 
de desidratação que seria fatal para a maioria dos animais (ODUM; BARRETT, 
2008; TOWNSEND; BEGON; HARPER, 2006; RICKLEFS, 2003) (Figura 20 a; b).
FIGURA 20 – (a) DESERTO DO WHITE SANDS, NOVO MÉXICO; (b) DESERTO DO SAARA, ÁFRICA
FONTE: Disponível em: (a) <http://www.unicamp.br>, (b) <www.brasilescola.com>. Acesso 
em: 11 mar. 2013.
Os camelos não armazenam água em suas corcovas, isto é um mito. Nas corcovas 
é que os camelos acumulam a maioria da sua gordura, podendo sobreviver por muitos dias 
sem se alimentar no deserto, que é imprescindível, devido à escassez de alimento. 
3.10 PRINCIPAIS BIOMAS TERRESTRES BRASILEIROS
Bioma é a relação entre a flora e a fauna, cuja diversidade depende desde 
aspectos fitogeográficos a aspectos abióticos (água, luz, minerais no solo e ventos) 
encontrados nos grandes domínios da natureza brasileira. Os principais biomas
Página1...789101112131415...50