A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Bradiarritmias

Pré-visualização | Página 1 de 1

Bradiarritmias
FC= 300/ Número de quadrados grandes
Se estiver arrítmico (RR irregular): Contar 15 quadrados grandes, e contar o número
de QRS’s dentro desses quadrados. (Multiplica o número de complexos QRS por
20).
Bradicardia sinusal: Bradi mais comum.
- (Onda P + em D2).
- Cada onda P é seguida por um QRS.
- Intervalo PR: até 5 quadradinhos
- FC baixa.
● Conduta:
- Assintomático: Observar
- Sintomático: Atropina 1mg a cada 3-5 min. Max. de 3mg.
- Se não resolver: Adrenalina ou Marca passo ou Dopamina.
Bloqueios av:
Acima do feixe de Hiss > Alto ou Benigno
Abaixo do feixe de Hiss > Baixo ou Maligno
- Benigno:
● 1º grau (Lentificação do estímulo, não há bloqueio). PR > 200ms (1
quadradão)
● 2º grau Mobitz 1- Às vezes bloqueia Alargamento progressivo de PR
● Conduta: Atropina.
- Maligno:
● 2ºgrau Mobitz 2 - Às vezes bloqueia. PR normal e as vezes bloqueia.
● 3º grau Dissociação entre P e QRS. SEMPRE BLOQUEIA.
● Conduta: Marca passo.
Marca passo:
- Transcutâneo:
● Colocar a FC: 60-70bpm
● Modo: Fixo
● Carga: 10 a 20 % acima do limiar encontrado suficiente para estimular
o coração.
- Transvenoso
- Definitivo.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.