Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
15 pág.
Case - Aumento da produtividade de liga de cobre

Pré-visualização | Página 1 de 2

Sem fronteiras para o conhecimento
Case de Sucesso
Projeto Lean Seis Sigma: Aumento da 
Produtividade de Liga de Cobre
❑ Lição 1: Fase de Definição;
❑ Lição 2: Fase de Medição;
❑ Lição 3: Fase de Análise;
❑ Lição 4: Fase de Melhoria;
❑ Lição 5: Fase de Controle.
Aumento da Produtividade de Liga de Cobre
A empresa Copper é uma empresa do setor metalúrgico, que atualmente deseja
aumentar a produção de ligas de cobre. O aumento da produção deste produto está
de acordo com o planejamento estratégico da empresa, uma vez que a liga de cobre
é seu principal produto de fabricação.
Atualmente a média de produção é de 1,52 toneladas/hora, considerando o período
de Abr/2014 a Mar/15.
Descrição e Histórico D I CAM
Aumento da Produtividade de Liga de Cobre
Meta
➢ Aumentar a produtividade de liga de cobre para 1,84 tonelada/hora, até 31/12/15.
Ganho Previsto
➢ Com o aumento da produtividade, o ganho esperado é de aproximadamente
R$ 1.633.000,00 reais/ano.
Meta e Ganho Financeiro D I CAM
Almoxarifado Escorificante (Escoricol) Adicionar escorificante
Escória para proteção 
superficial do banho
Fornos 1 e 5
Rede ar comprimido
Central elétrica
Ar comprimido
Energia elétrica
Lingotar Carro empilhadorLingotes
Adicionar as ligas Lingoteira de Zamac
Lingoteira de ZamacRede de ar comprimido Ar comprimido
Homogeinizar o banho 
metálico
Banho líquido homogêneo
Suppliers
FORNECEDORES
Lingoteira de Zamac
S I P O
Inputs
INSUMOS
Process
PROCESSO
Outputs
PRODUTOS
Customers
CONSUMIDORES / 
Fornos 1 e 5 cheios
Almoxarifado
Al
Mg
Cu
Liga preparada
C
Forno B
Rede de ar comprimido
Central elétrica
Zn líquido
Ar comprimido
Energia elétrica
Receber o Zn líquido do 
Forno B nos Fornos 1 e 5
Projeto Lean Seis Sigma: Aumento da 
Produtividade de Liga de Cobre
❑ Lição 1: Fase de Definição;
❑ Lição 2: Fase de Medição;
❑ Lição 3: Fase de Análise;
❑ Lição 4: Fase de Melhoria;
❑ Lição 5: Fase de Controle.
❑ Estratificação do problema em: equipamento, setor e operador;
❑ Carta de Controle, demonstrou que o processo não está sob controle estatístico;
Aumento da Produtividade de Liga de Cobre
Levantamento de Dados D I CAM
Produção 
de Cobre
Período
Turno 1
Turno 3
Turno 2
Equipamento
Forno 1
Forno 5
Operador
Equipe A
Equipe B
Equipe D
Equipe C
Aumento da Produtividade de Liga de Cobre
Levantamento de Dados D I CAM
C
o
u
n
t
P
e
r
c
e
n
t
Forno
Count 1594 1326
Percent 54,6 45,4
Cum % 54,6 100,0
Forno 5Forno 1
3000
2500
2000
1500
1000
500
0
100
80
60
40
20
0
Pareto Chart of Forno
C
o
u
n
t
P
e
r
c
e
n
t
Turno
Count
34,6 68,7 100,0
1015 1001 919
Percent 34,6 34,1 31,3
Cum %
Turno 2Turno 3Turno 1
3000
2500
2000
1500
1000
500
0
100
80
60
40
20
0
Pareto Chart of Turno
❑ Capabilidade atual de 0,7 Sigma;
❑ A princípio não existe diferença significativa entre equipamentos, turnos de produção e
equipe.
Projeto Lean Seis Sigma: Aumento da 
Produtividade de Liga de Cobre
❑ Lição 1: Fase de Definição;
❑ Lição 2: Fase de Medição;
❑ Lição 3: Fase de Análise;
❑ Lição 4: Fase de Melhoria;
❑ Lição 5: Fase de Controle.
❑ Verificou-se que 74% do tempo de máquina parada é devido a motivos operacionais e
26% devido a manutenção;
❑ Cerca de 80% do tempo parado por motivos operacionais são por Limpeza,
Preparação, Refeição/Lanche e Reunião.
Aumento da Produtividade de Liga de Cobre
Análises Realizadas D I CAM
C
o
u
n
t
P
e
r
c
e
n
t
Evento2
Count
29,2 27,9 18,4 14,1 4,3 1,5 4,6
Cum % 29,2 57,1
11944
75,5 89,6 93,9 95,4 100,0
11394 7526 5762 1758 615 1878
Percent
O
th
er
Li
be
ra
çã
o
O
u t
ro
s 
Ev
en
to
s
Li
m
pe
za
Re
u
ni
ão
Re
fe
içã
o 
/ 
La
n
ch
e
P r
ep
ar
aç
ão
40000
30000
20000
10000
0
100
80
60
40
20
0
Pareto dos Eventos de Paradas Operacionais
C
o
u
n
t
P
e
r
c
e
n
t
Componente
Count
14,8
Cum % 66,1 79,3 85,2 100,0
3230 650 285 725
Percent 66,1 13,3 5,8
OtherSensorBomba F1Extrator
5000
4000
3000
2000
1000
0
100
80
60
40
20
0
Pareto Tempo Indisponível x Componente
Aumento da Produtividade de Liga de Cobre
Análises Realizadas D I CAM
E
q
u
ip
e
95% Bonferroni Confidence Intervals for StDevs
Letra D
Letra C
Letra B
Letra A
5,04,54,03,53,02,5
Bartlett's Test
0,004
Test Statistic 17,52
P-Value 0,001
Levene's Test
Test Statistic 4,47
P-Value
Test for Equal Variances para Produção entre as Equipes
❑ Aproximadamente 90% das paradas para manutenção ocorrem por falha no
equipamento;
❑ Através do mapeamento do processo, percebe-se que existem mais de 26 tipos de
variação;
❑ A análise da Mediana de Mood mostrou que uma das equipes apresentou maior
produtividade que as outras.
C
o
u
n
t
P
e
r
c
e
n
t
Evento3
Count 9347 1530
Percent 85,9 14,1
Cum % 85,9 100,0
OtherFalha Equipamento
12000
10000
8000
6000
4000
2000
0
100
80
60
40
20
0
Pareto por Evento de Manutenção
Componente
C
o
u
n
t
O
th
er
M
on
ta
do
r
Se
ns
or
Bo
mb
a 
F1
Ex
tra
to
r
16
12
8
4
0
Ot
he
r
M
on
ta
do
r
Se
ns
or
Bo
mb
a 
F1
Ex
tra
to
r
16
12
8
4
0
Letra = A Letra = B
Letra = C Letra = D
Componente
Other
Extrator
Bomba F1
Sensor
Montador pacotes
Projeto Lean Seis Sigma: Aumento da 
Produtividade de Liga de Cobre
❑ Lição 1: Fase de Definição;
❑ Lição 2: Fase de Medição;
❑ Lição 3: Fase de Análise;
❑ Lição 4: Fase de Melhoria;
❑ Lição 5: Fase de Controle.
Aumento da Produtividade de Liga de Cobre
❑ Alocação de um operador específico para limpeza do maquinário;
❑ Padronização do procedimento de acordo com testes realizados na equipe com melhor
desempenho;
❑ Orientação para operadores em manter o nível de produtividade, independente se a
meta foi atingida;
❑ Melhoria no planejamento de manutenção preventiva.
Ações Realizadas D I CAM
Início
O valor da produção da 
corrida de Zamac está
igual ou maior que o 
orçado?
O equipamento está
parado devido a 
alguma quebra / falha 
(elétrica ou 
mecânica)?
Legenda
Ativadores
Pontos de verificação
Finalizadores
Continue o 
processamento 
normal
NãoSim
“Plano de Ação para Falta de Controle (OCAP) para a Produção de Zamac.”
Variável: Produção Zamac (ton)
Comunicar ao supervisor e acionar a equipe de 
manutenção para reparar o equipamento. 
Abrir o relato de quebra/falha. Após a liberação do 
equipamento, continuar o processo de lingotamento
normalmente.
Sim
Houve atraso na 
preparação do 
forno?
Foi devido a correção 
do banho?
Foi por falta de 
matéria prima (Zn
líquido)?
Não
Sim
Sim
Não
Verificar a possibilidade de 
abastecer por outro forno.
Caso não seja possível, 
aguardar a disponibilidade 
de matéria-prima (Zn
líquido).
Não
Não
Sim
Não
Sim
O nível do banho no 
forno está no padrão 
(nível de referência)? 
Encher ou corrigir o forno 
conforme o nível de 
referência.
Não
O peso da corrida e o 
cálculo dos insumos 
estão corretos?
Rever a pesagem e os 
cálculos dos insumos 
conforme o PO VM-ZINCO-
JF-FB-013.
Houve falta de 
operador?
O equipamento está
em período de 
manutenção 
preventiva?
Houve problema com 
a qualidade dos 
lingotes?
O ritmo de 
lingotamento está
fora do normal?
O equipamento ficou 
parado devido a 
estoque elevado (falta 
de programação do 
PCP)?
O operador está com 
dificuldades de 
operar o 
equipamento?
Verificar a possibilidade de 
alocar um outro operador na 
lingoteira de Zamac.
Aguardar a liberação do 
equipamento pela 
manutenção. Após a 
liberação, checar se o 
equipamento está
funcionando corretamente.
Aproveitar o tempo 
disponível sem 
programação para limpeza 
do equipamento, dentro da 
metodologia da Manutenção 
Autônoma.
Checar a regulagem do 
equipamento antes do início da 
operação.
Abrir etiquetas caso seja 
problema relacionado a 
manutenção do equipamento e 
solicitar os reparos necessários.
Informar o supervisor.
Checar a regulagem do 
equipamento antes do início da 
operação.
Abrir etiquetas caso
Página12