Buscar

MODELOS DE RELATÓRIOS DIVERSOS-1 (1)

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 52 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 52 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 9, do total de 52 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

MODELO DE RELATÓRIO – CRECHE
Aspecto psicomotor
Demonstra firmeza, equilíbrio e facilidade ao: 
Andar: sim, anda com equilíbrio.
Correr: sim, corre com mudança de direção.
Pular: sim, pula dez saltos para frente sem cair.
Consegue andar numa linha? 
Sim, consegue andar em uma linha com equilíbrio sem cair.
Apresenta equilíbrio corporal? 
Sim, equilibra-se em um pé mais de 5″.
Aspecto pedagógico
Em relação as atividades abaixo, demonstra interesse em realizar as propostas feitas pela professora? 
(s) sim    (n) não   (av) às vezes 
Modelagem  (s)
Colagem       (s)
Recorte         (s)
Pintura          (s)
Sucata           (s)
Desenho        (s)
Rodinha         (s)
Chamadinha  (s)
Demonstra cuidado com:
Material escolar: sim mantém o material limpo e organizado.
Objeto de uso pessoal: sim arruma-os, guarda-os em locais a eles destinados.
Próprio corpo: sim apresenta-se uniformizado adequadamente.
Brinquedos: sim organiza os brinquedos, ajuda a arrumá-los.
Outras observações:
Alimentação: (s) sim     (n) não   (av) as vezes
Precisa de ajuda                             (n)
Alimenta-se sozinho                      (s)
Experimenta novos alimentos      (av)
Demonstra prazer ao se alimenta   (s)
Higiene:
Banho: toma banho com a ajuda e supervisão de um adulto responsável pelo banho.
Escovação de dentes: escova os dentes sozinhos, com a supervisão de um adulto.
Desfralde: não faz mais uso de fraldas.
Linguagem
Atingiu satisfatoriamente os conteúdos do primeiro semestre em linguagem.
Matemática
Atingiu satisfatoriamente os conteúdos do primeiro semestre em matemática.
Natureza e sociedade
Atingiu satisfatoriamente os conteúdos do primeiro semestre em natureza e sociedade
Observações gerais:
· (NOME DO ALUNO) obteve avanços no seu processo de aprendizagem dos conteúdos propostos para o período. Vem desenvolvendo sua sociabilidade e exercitando sua capacidade de acatar as regras de convivência em grupo, apresentou desenvolvimento psicomotor compatível com sua idade e adquiriu conceitos de conteúdos lógico-matemático.
· É uma criança muito observadora, curiosa e ativa, gosta de atividades ao ar livre, correr, pular, enfim, de estar sempre em movimento, (NOME DO ALUNO) brinca com os amigos e suas brincadeiras preferidas são sempre coletivas, onde pode interagir com o grupo, compartilhando brinquedos pessoais e materiais de uso coletivo, diverte-se também com os brinquedos emprestados pelos amigos.
· Toma a iniciativa nas atividades desenvolvidas em grupo e gosta de estar em evidência, gosta de ajudar, é prestativo e fica muito contente quando é escolhido o ajudante do dia.
· (NOME DO ALUNO) não gosta de ter suas vontades contrariadas, e mostra-se impaciente, quando tem que esperar sua vez de participar nestas ocasiões procuramos conversar com ele e explicar que todos terão sua vez, sua oportunidade de participar.
· (NOME DO ALUNO) é muito criativo e demonstra toda não só nas construções de bonecos, carros, dinossauros e casas com jogos de montar, como também  em seus desenhos, que são sempre muito coloridos e com detalhes especiais.
· Nas refeições alimenta-se bem.
· Não tem o habito de dormir na escola.
· Mostra-se sempre muito falante, relatando suas experiências fora da escola. Algumas vezes usa de muita imaginação, ao relatar situações ocorridas com os amigos durante as atividades fora de sala, e, às vezes, se faz necessário um atendimento individualizado para redirecionar o foco de sua atenção e um pedido incisivo para que interrompa seu “discurso” esse comportamento, algumas vezes, prejudica seu desempenho.
Foi muito prazeroso acompanhar o desenvolvimento de (NOME DO ALUNO) ao longo deste período.
Enviado por E-mail por: PAULA DANTAS – Retirado do TIA DA CRECHE
Relatório Individual para criança da Educação Infantil
Idade:_______________
Nome da Criança:__________________________
            Durante o período letivo o aluno Vítor Hugo, apresentou diversas habilidades, no início era uma criança, que gostava de ficar um pouco mais isolado. Mas, aos poucos começou um processo de socialização com os coleguinhas.
            Participava ativamente de todas as tarefinhas, rodinhas de conversa, dramatizações e dinâmicas. Tinha uma autoestima boa para a hora das ações que envolvia a psicomotricidade.
Na hora do lanche se recusava a sentar-se com todos na mesa, mas com o tempo foi aprendendo a compartilhar os momentos juntos com os amiguinhos. Em relação aos cuidados, estimulamos a autonomia, incentivando ao aprendizado da forma correta de se alimentar sozinho, antecipados com regrinhas de hábitos higiênicos, bem como lavar as mãos, antes e após as refeições, após as brincadeiras e o uso correto do banheiro. 
            Uma das maiores dificuldades no início foi execução das tarefinhas de casa, que ele não costumava trazer respondida, que ao longo do ano letivo a família que é bastante presente quando solicitada, começou a ajudar o aluno a responder a atividade que levava para fazer entre papai/mamãe ou responsável direto.
            No segundo semestre, muitas atividades foram introduzidas, mas, também outras importantes precisavam ser consolidadas pela criança como roda de música, roda de história, brincadeiras dirigidas, experiências e o contato com diversos  papéis, tintas, giz de cera e de lousa, com o intuito de desenvolver a criatividade. Por meio das encenações teatrais, DVD e CD contribuímos para a ampliação da imaginação das crianças. 
            Vítor Hugo apresentou um desenvolvimento bastante significativo, expressando suas emoções e sentimentos, relata pequenos fatos de seu cotidiano familiar e situações diversas ocorridas em sala de aula, tanto com ela quanto com os amigos. É uma criança tranquila, raramente se envolve em conflitos com os demais, costuma dividir os brinquedos sem maiores problemas, quando necessário. Colabora com as solicitações do professor (a). Vítor Hugo é muito observador e curioso, sempre fazendo perguntas diversas aos professores sobre diferentes fatos. Enfim, teve momentos significativos neste ano, onde lhe foi propiciado diferentes oportunidades de interação com crianças, adultos, objetos e participou de um processo contínuo de muita aprendizagem, contribuindo para que tenha uma infância saudável e feliz.
______________________________________________
Professor
______________________________________________
Coordenador Dezembro/2015.
Relatório Final do aluno
Escola:_____________________________________________
Aluno:_____________________________________________
Idade:_____________________________________________
Série:______________________________________________
            O referido aluno apresenta grande dificuldade de comunicação, não se socializa com os colegas, inicialmente em fevereiro (início das aulas) foi recebido na turma no nível muito baixo de desempenho - pré-silábico com muita dificuldade de aprendizagem, não identificava letras nem fazia correspondência de som/palavra.
Durante as aulas, as atividades propostas para a turma era dispensada pelo aluno, não mostrava interesse, nem estímulo em resolvê-las, o aluno também não trazia as atividades de casa resolvidas.
            Os professores juntamente tentaram com aulas lúdicas, visitas domiciliares, reuniões, conversas individuais, reforço escolar, mudar um pouco o quadro/diagnóstico do aluno para que o mesmo se sentisse inserido na turma.
Pouco a pouco houve uma mudança significativa de socialização, começou a participar mais das ações, conversava no reforço individual e conseguia por alguns momentos ler palavrinhas estabilizadas de no máximo três sílabas simples, além de aprender o nome completo.
Permanece neste final de ano letivo, reconhecendo todas as letras, formulando algumas palavras com ajuda do professor, fala e escreve os números e demonstra possibilidades de melhoria, mas não o suficiente para agir com autonomia de escrita nem de leitura ainda.
            Acreditamos que com um acompanhamento profissional e da família mais constante e diferenciado, o aluno possa ao longo do ciclode alfabetização obter melhorias e avançar na aprendizagem.
Dezembro/2016.
______________________________________
Assinatura do professor
MODELO - RELATÓRIO INDIVIDUAL DE ALUNO (EDUCAÇÃO INFANTIL) 
* obs: Modelo de relatório avaliativo de uma criança de berçário, ao final do segundo semestre.
                                      
Neste segundo semestre, demos continuidade às atividades de roda de música, roda de história, brincadeiras dirigidas e proporcionamos as experiências e o contato com diversos  papeis, tintas, giz de cera e de lousa, com o intuito de desenvolver a criatividade. Por meio das encenações teatrais, DVD e CD contribuímos para a ampliação da imaginação das crianças. Em relação aos cuidados, estimulamos as mesmas a adquirirem autonomia, incentivando-as ao aprendizado da forma correta de se alimentarem sozinhas, fazendo o descarte dos restos de alimentos em recipientes próprios. Também dos hábitos higiênicos, bem como lavar as mãos, antes e após as refeições, após as brincadeiras e o uso correto do banheiro. O desfralde ocorreu de maneira tranquila e neste momento é muito importante para consolidar essa autonomia.
(NOME DA CRIANÇA) apresentou um desenvolvimento bastante significativo neste segundo semestre. Sua linguagem verbal a cada dia tem desenvolvido mais, o repertório de palavras tem crescido progressivamente e já formula frases completas, expressando suas emoções e sentimentos, relata pequenos fatos de seu cotidiano familiar e situações diversas ocorridas em sala de aula, tanto com ela quanto com os amigos. É uma criança tranquila, raramente se envolve em conflitos com os demais, costuma ceder sua vez nos brinquedos e brincadeiras sem maiores problemas, quando necessário. Colabora com a organização da sala de aula, ajudando a guardar brinquedos e outros objetos. Participa com muito entusiasmo das rodas de música, sugerindo algumas de suas canções prediletas. Aprecia os momentos de rodas de histórias, sejam com livros, fantoches ou outros recursos. Ao final de histórias lidas pelas professoras, sempre solicita o livro para que possa manuseá-lo, observando atentamente cada ilustração e recontando alguns trechos das mesmas. Seu personagem preferido é o Lobo Mau, que aparece inclusive em suas brincadeiras nos espaços externos do CEI, onde o imita ou finge que algum colega é o personagem. Em suas brincadeiras de faz de conta, percebe-se sua predileção por bonecas e bolsas, onde representa o papel da “mamãe” com sua “filha”, em diferentes situações, como passear, ir ao médico, ir à escola... Nas atividades de pintura e desenho, tem bastante concentração e demonstra grande prazer em realizá-las., manuseando objetos e papéis corretamente. No solário gosta muito de brincar na casinha e escorregador, já no parque aprecia brincadeiras com areia e potinhos, bem como correr, saltar, pular e brincar livremente. Na hora das refeições, procura comer de tudo um pouco do que lhe é oferecido, porém seu prato preferido é sopa. Come bem as frutas em geral, mas maçã e banana são as que mais gosta. Seu processo de desfralde foi bem tranquilo, usa fraldas somente na hora do sono e às vezes para ir embora. Costuma avisar as professoras quando está com vontade de usar o banheiro, somente algumas vezes acontecem “escapes”, em situações em que está completamente envolvida em suas brincadeiras, o que é absolutamente normal nessa fase. (NOME DA CRIANÇA) é muito observadora e curiosa, sempre fazendo perguntas diversas às professoras sobre diferentes fatos. Enfim, (   CRIANÇA          ) teve momentos significativos neste ano, onde lhe foi propiciado diferentes oportunidades de interação com crianças, adultos, objetos e participou de um processo contínuo de muita aprendizagem, contribuindo para que tenha uma infância saudável e feliz.
PARECER DESCRITIVO FINAL – EDUCAÇÃO INFANTIL 
Sugestão do Blog http://simonehelendrumond.blogspot.com.br/
Aspectos relacionados ao emocional:
Durante a maior parte ano letivo .................. apresentou uma oscilação nas suas relações afetivas com os colegas. Demonstra que compreende os limites de convivência em grupo, porém, de um momento para o outro vai da criança amável a criança traquina. Seu emocional afetivo precisa ser mais trabalhado para o companheirismo e aceitação do outro para que no futuro consiga obter bons êxitos em suas relações. 
Nos momentos de conversas com a professora sobre limites de convivência, apresentou uma maior aceitação dos mesmos. 
Aspectos psicomotor :
Neste aspecto foram realizadas atividades diversificadas, para que o aluno desenvolva de forma harmoniosa suas habilidades psicomotoras. 
Aspectos relacionados à atenção e concentração: 
Nas atividades que exigem concentração, o aluno não consegue direcionar atenção necessária, precisando que a professora esteja todo tempo ao seu lado orientando-lhe para que o mesmo possa realizar no tempo previsto suas atividades dentro. 
Aspectos relacionados à aprendizagem:
Com relação à leitura e a escrita vem desenvolvendo leitura de imagens, leitura com a ajuda de um colega e interpretação das mesmas oralmente ou através de desenhos, porém devido a sua imaturidade o processo de alfabetização e letramento, esta avançando de forma lenta. Aconselho a família um melhor acompanhamento escolar. 
Sugestões de trabalho familiar 
Proporcionar um melhor acompanhamento das atividades diárias escolares e acompanhar e procurando a escola para sanar qualquer duvida acerca do contexto escolar do aluno, ou delegar o acompanhamento das atividades escolares a uma professora de reforço.
Afinal, assistir, criar e educar é dever dos pais ou do responsável.
RELATÓRIO DESCRITIVO (SIMONE HELEN DRUMOND)
RELATÓRIO DESCRITIVO DA CRIANÇA
 Aspecto sócio-emocional
Demonstrou uma criança alegre, prestativa e carinhosa, mas durante o trimestre apresentou insegurança a sua nova turma ( resistência em obedecer as regras estabelecidas para o desenvolvimento das atividades nos ambientes de aprendizagem da escola ) sendo necessário as professoras e a supervisora intervir para o mesmo aceitar.
Nos momentos de realização das atividades individuais e em grupo a criança só realizava as atividades e participava mediante a intervenção da professora.
Apresentou um bom relacionamento com os colegas e professores.
A criança manifesta bons hábitos de higiene e utiliza expressões de cortesia.
Apresenta pontualidade nas tarefas de casa, mas em algumas situações não concluiu o dever de sala no tempo determinado, sendo necessário ficar após o horário para copiar ou concluir o dever em casa. Em alguns momentos faltou ter mais responsabilidades com os objetos pessoais e se concentrar durante as explicações das atividades.
 Aspectos psicomotor
Apresenta equilíbrio corporal acompanhando com segurança e agilidade os movimentos sugeridos nos jogos. Participa ativamente das brincadeiras propostas.
Consegue recortar corretamente o contorno solicitado. Tem uma boa coordenação motora fina ao traçar as letras.
 Aspecto cognitivo (aprendizagem)
Em língua portuguesa a criança tem um bom desenvolvimento nas habilidades de leitura, interpretação e escrita.
Na expressão oral, a criança só expõe suas idéias mediante a solicitação da professora, mas consegue organizar informações para expor com coerência.
Na matemática em algumas situações necessita da ajuda da professora para resolver operações de adições e subtrações.
• Trabalho realizado pela escola referente a dificuldade da criança
A professora conversou com a mãe sobre as dificuldades que a criança tinha em obedecer as normas estabelecidas para o desenvolvimento das atividades pedagógicas, e sobre o problema de dicção. Foi sugerido à família que trabalhassem a questão da autonomia com a criança através do desenvolvimento de atividades que a propicie em momentos de exercício dessa habilidade e manter o diálogo, orientando e trabalhando limites e sugeriu que levassem a um especialista para investigar as causas do problema de dicção.
Na sala de aula a professorasempre procurou trabalhar através de conversas sobre a importância do cumprimento das regras e limites para poder ter um melhor desempenho nas atividades propostas. A criança tem apresentado melhoras em obedecer as regras estabelecidas na escola.
Com relação a dicção a criança está em tratamento com a fonoaudióloga onde a mesma enviou um parecer explicando que a gagueira é uma síndrome complexa e de difícil tratamento, e que a criança não se encontrava em um nível avançado mas que necessitava de varias sessões fonoterápicas. ( A mesma está anexada no relatório)
Aspectos relacionados ao acompanhamento familiar
A criança tem apresentado um ótimo acompanhamento.
A família e escola devem caminhar juntas para o desenvolvimento da criança.
• Recomendações a serem seguidas no próximo período
É importante que treine diariamente a leitura e a escrita, para quando construir frases e textos pequenos possa organizar melhor as idéias para escrever de forma correta. A prática dessas habilidades desperta o interesse e a atenção da criança, desenvolvendo a imaginação, a criatividade, a expressão das idéias e o prazer pela leitura e a escrita.
Exercitar a adição e subtração ( de acordo com o que vem sendo abordado), para que no próximo trimestre a criança continue avançando.
Algumas dicas importantes para a realização do dever de casa
1. Estimular sim, executar não - Os responsáveis não devem fazer o dever pela criança e sim demonstrar interesse pelo que a criança está aprendendo, dando algumas explicações com boa vontade e paciência.
2. Estipular um horário - É importante que a criança realize sua tarefa de casa sempre no mesmo horário, para que se possa criar hábitos de estudo.
3. Local apropriado – Esta é uma das regras básicas para tornar o dever satisfatório. Não dá para realizar uma tarefa enquanto se assiste à televisão ou se ouve música, muito menos durante os intervalos de qualquer outra atividade isso pode atrapalhar a concentração da criança.
4. Pensamento positivo - Fique atenta para não transmitir, inconscientemente, que fazer o dever de casa é chato. Ao invés de cobrar “já fez o dever?“ ou “ainda não acabou a lição?“ tente participar: “prendeu algo novo na escola?“ ou “o que tem de bom no seu dever de hoje?“. Se demonstrar pressa ou aflição em se livrar da tarefa, a criança vai acreditar que estudar não é bom.
5. Quando os pais trabalham fora - Para suprir a ausência no momento do dever certifique-se, antes de sair, de que seu filho dispõe de todo o material necessário para cumprir a lição do dia. O ideal é que os adultos reservem um tempinho para se informar sobre o dever passado, assegurando-se de que a criança não tenha dúvida.
Assinatura do responsável: ............................................................................
RELATÓRIO DESCRITIVO/ MODELOS/INFANTIL  BLOG http://jogoseativeducativasprofmarinnamap.blogspot.com.br/
MODELO DE RELATÓRIO PARA EDUCAÇÃO INFANTIL
RELATÓRIO 2º SEMESTRE 
(NOME ALUNO(A) _____________________________________________________________
É uma criança muito alegre, comunicativa e disposta a participar de tudo o que é proposto.
Brinca com todas as amigas tendo uma forte característica de liderança.
Ainda, é necessário lembrar-lhe algumas regras, como: deixar as amigas iniciarem um jogo, esperar a vez, etc.
 Precisa ser lembrada constantemente quanto à organização dos materiais utilizados e da arrumação de sua gaveta.
Sempre toma a iniciativa nas atividades desenvolvidas em grupo e gosta de ajudar as amigas que apresentam alguma dificuldade.
Em suas produções individuais demonstra muito capricho, autonomia e criatividade.
Participa das rodas de conversa e projetos com muita atenção e sempre contribuindo com vivências pertinentes ao tema tratado.
No parque prefere brincar na casinha e no tanque de areia.
Neste 2º semestre foi possível observar muitos avanços em relação ao seu aprendizado. 
Vem manifestando constantemente desejo pela descoberta de palavras, tanto na leitura quanto na escrita das mesmas.
Reconhece todas as letras do alfabeto e as escreve sem utilizar apoio.
Está na fase silábica com valor sonoro, isto é, escreve uma letra para cada sílaba utilizando letras que correspondem ao som da sílaba, às vezes usa somente vogal em outras vogais e consoantes. Muitas vezes, consegue perceber que para cada letra é necessário à companhia de uma vogal.
Em matemática já consegue recitar a série numérica até o número 100, não necessitando de ajuda nas trocas das dezenas.
Reconhece a escrita dos números até 50, porém ainda vem se confundindo na hora de grafá-los, ex: 13 pelo 31 e, em alguns números, costuma espelhar como, o número 7, 5, porém quando chamada a sua atenção pela forma que os grafou corrige imediatamente.
Participa ativamente de jogos que envolvem raciocínio lógico, faz cálculos mentais, compara e ordena quantidades e quando necessário registra os resultados utilizando a escrita convencional.
Os seus desenhos apresentam muitos detalhes, como pessoas, flores, sol, nuvens, corações e os faz utilizando cores variadas e alegres.
Desenha a figura humana representando os pés, mãos, pescoço, dedos, roupas e acessórios.
RELATÓRIO 2º SEMESTRE 
(NOME ALUNO(A) _____________________________________________________________
É uma criança muito meiga e alegre.
Relaciona-se bem com  todas as amigas  e, vem aprendendo a trabalhar em grupo.
Em situações de conflito pela posse de algum objeto ou pela liderança nas brincadeiras, nem sempre, consegue resolver sozinha, necessitando da interferência .
Interessou-se mais em participar das atividades nos cantos e o seu preferido é o do desenho.
Ampliou seu vocabulário e vem se expressando- com mais clareza.
Em suas produções individuais, ainda, necessita da orientação da mora para que entenda a proposta e os finalize.
Organiza seu material e colabora na organização  após as brincadeiras.
Participa das rodas de história e projetos com interesse e trazendo, agora, contribuições pertinentes ao assunto tratado.
Escreve o seu nome sem apoio, mas ainda necessita de apoio para escrever o nome das amigas.
Recita oralmente o alfabeto, mais ainda não consegue identificar todas as letras nos diferentes contextos, ou seja, nas atividades propostas para a identificação de letras iniciais, finais e de palavras trabalhadas.
Ao realizar atividades que envolvem o raciocínio lógico-matemático, faz contagens de rotina até o número 30, mas, às vezes, se perde durante a contagem sendo necessário retomar com o auxílio da mora.
Ainda não consegue identificar a escrita dos números até 20.
Foi possível observar muitos avanços em seus desenhos.
Vem utilizando melhor o espaço da folha e representa os objetos em posições mais bem definidas, ex: o sol no alto da folha, as flores no chão.
Representa a figura humana com braços, pernas, cabelos, olhos e sempre com roupas.  
RELATÓRIO 2º SEMESTRE – 
(NOME ALUNO(A) _____________________________________________________________
É uma criança muito meiga que fala pouco, mas está sempre atenta ao que acontece ao seu redor.
Brinca com todas as amigas, mas prefere estar em companhia da Hannah. Muitas vezes, ainda foi necessário incentivá-la a brincar com as outras meninas e, também, para que deixasse a Hannah agir por conta própria e a manifestar os próprios desejos.
É organizada com os seus materiais e gosta de colaborar na arrumação da kitá após as atividades.
Participa com interesse das rodas de conversa, ouvindo e contribuindo com suas vivências.
Possui um bom vocabulário e se expressa com clareza.
Escreve seu nome sem apoio, mas ainda, necessita de apoio para escrever o nome das amigas.
Na realização das atividades propostas, ainda, necessita de ajuda da mora ou de alguma amiga para entender a proposta e conseguir finalizá-la.
Recita oralmente o alfabeto e reconhece todas as letras.
Nas atividades que envolvem escrita espontânea, ainda, não faz relação entre o fonema (unidade sonora) e o grafema (letra).
Recita a série numérica convencionalmente até o número 30, porém só reconhece os números escritosaté o 10.
Nas atividades relacionadas aos numerais ao grafá-los, quando não sabe como fazer, utiliza traços e bolinhas para representá-los. Nestes momentos, venho utilizando diferentes recursos para que consiga escrevê-los da maneira convencional.
Seus desenhos estão mais definidos e apresentando uma maior riqueza de detalhes.
Representa a figura humana com cabeça, olhos, cabelos, braços e pernas.
RELATÓRIO 2º SEMESTRE – 
(NOME ALUNO(A) _____________________________________________________________
É uma criança meiga, alegre e muito falante. 
Gosta de contar suas vivências com riqueza de detalhes.
Relaciona-se bem com todas as amigas 
Ainda, necessita ser cobrada quanto à organização de materiais, brinquedos e seus pertences após serem utilizados.
Participa com interesse das rodas de conversa e projetos ouvindo e contribuindo com fatos pertinentes aos assuntos tratados e, os faz com clareza e com bom vocabulário.
Nos cantos prefere os destinados ao desenho e recortes.
No parque gosta de brincar na casinha e na areia. 
tem avançado a cada dia em seus conhecimentos.
Recita o alfabeto de forma convencional e reconhece quase todas as letras.
Tem se empenhado muito em escrever novas palavras e sempre pergunta se as está escrevendo de forma correta.
Sua escrita é silábica com valor sonoro, isto é, escreve uma letra para cada sílaba, utilizando letras que correspondem ao som das sílabas.
Recita a série numérica até o número 50, precisando de ajuda na troca das dezenas.
Ao grafar os números, ainda, escreve alguns de forma espelhada, mas quando incentivada a consultar a tabela, percebe seu erro e os corrige.
Seus desenhos possuem formas bem definidas, utiliza o espaço da folha de forma organizada e explora todas as cores ao pintar.
Suas produções em artes são muito criativas e caprichadas o que demonstra satisfação em realiza-las.
RELATÓRIO 2º SEMESTRE 
(NOME ALUNO(A) _____________________________________________________________
 É uma criança muito alegre, falante e carinhosa.
Costuma expressar de forma tranquila e carinhosa suas emoções e sentimentos.
Relaciona-se bem com todas as amigas e, agora, vem brincando mais com outras meninas
Na disputa por um brinquedo ou quando sua amiga fez algo que não gostou costuma pedir ajuda . Nestes momentos, procuro incentivá-la a conversar e tentar resolvê-los sozinha e se caso não conseguir tentarei ajudá-la.
É muito cuidadosa na hora de guardar seus pertences e os materiais que utilizou organizando- os de forma detalhada.
Gosta de ajudar  as amigas na hora da arrumação
Tem preferência pelos cantos de bonecas e desenho, onde permanece entretida por um longo tempo, demonstrando estar com um maior grau de concentração.
Tem se envolvido em todas as propostas desenvolvidas com maior atenção e concentração.
Nas rodas de conversa e projetos contribui com fatos pertinentes aos assuntos trabalhados.
Ao se expressar, ainda, omite algumas palavras na frase e troca algumas letras, ex: ao invés de pipoca fala picoca.
Escreve seu nome sem necessitar de apoio .
Recita o alfabeto de forma convencional e reconhece todas as letras.
Tornou-se mais confiante para escrever e demonstra sempre muito interesse em aprender.
Está na fase silábica com valor sonoro, isto é, escreve uma letra para cada sílaba, utilizando letras que correspondem ao som da sílaba.
Recita a sequência numérica convencionalmente até o número 50, precisando de ajuda na troca das dezenas.
Nas atividades e jogos que envolvem números até 30, ainda confunde alguns e ao escrevê-los os faz de forma espelhada, mas quando chamada a sua atenção para que verifique como s grafou percebe e os corrige imediatamente.
Vem desenhando formas mais definidas, utilizando melhor o espaço da folha e explorando melhor as cores ao pintar.
Sua figura humana vem sendo mais bem representada, agora com braços, mãos pés, cabelos, olhos, sobrancelhas e roupa.
   
 
RELATÓRIO 2º SEMESTRE –
É uma criança alegre, tranquila e persistente.
Mantém um bom relacionamento com as amigas e brinca com todas.
Em alguns momentos, na disputa de um objeto ou quando alguém faz algo que não gostou reage se isolando e não querendo falar. Passado algum tempo, às vezes, vem contar o que ocorreu e juntas tentamos encontrar uma solução.  
Necessita ser lembrada, constantemente, para que guarde os materiais e brinquedos utilizados, organize sua gaveta e guarde seus pertences na mochila.
Participa de tudo o que é oferecido com entusiasmo e no trabalho diversificado seu cantinho preferido é o das artes, onde além de fazer desenhos, escreve o alfabeto e procura escrever novas palavras, perguntando sempre:
- O que escrevi? 
Participou com interesse nas rodas de conversa e de projetos trazendo fatos pertinentes aos assuntos trabalhados.
Tem avançado em seus conhecimentos compartilhando com as amigas suas descobertas.
Recita o alfabeto de forma convencional e reconhece todas as letras. 
Está na fase silábica com valor sonoro, isto é, escreve uma letra para cada sílaba, utilizando letras que correspondem ao som da sílaba.
Na hora de grafar letras e palavras gosta de fazer tudo da maneira correta e fica chateada quando lhe peço que faça do seu jeitinho para que depois eu faça as interferências necessárias.
Recita a série numérica até o número 50, necessitando de ajuda nas trocas das dezenas.
Algumas vezes, ao grafar os números 1, 2, 5 e 7 os faz de forma espelhada, mas quando chamada a sua atenção para o fato os corrige imediatamente.
Neste semestre, teve maior interesse em desenhar e em colorir com maior capricho as atividades.
Modelos de Relatórios 
                                     FICHA PARA ALUNO QUE NÃO TEM DIFICULDADE
            Registro(s) do processo de desenvolvimento cognitivo e sócio-afetivo do(a) educando(a) e intervenções pedagógicas realizadas:
Para o ano de dois mil e quinze foi proposta a temática valores para o exercício da cidadania como uma forma de resgatar os valores mais simples do cotidiano que têm deixado o ser humano cada vez mais distante do fazer o bem. Expusemos também a importância de algumas datas importantes como carnaval, páscoa, dia internacional da mulher, além de momentos semanais destinados a produção textual e conceitos matemáticos com o intuito de  desenvolver o raciocínio lógico, além da construção e cumprimento das regras pré-estabelecidas. Observando o(a) ___________________ durante este trimestre percebemos boa socialização, teve uma relação amigável com seus pares e com o coletivo de profissionais da escola. Respeitou as regras construídas coletivamente, manteve concentrado nas ações propostas para o âmbito escolar e para fora dele. Demonstrou boa percepção e organização ao transcrever atividades do quadro para o caderno, foi cuidadoso com seus pertences, demonstrou boa localização espacial e temporal, apropriação de conceitos como ontem, hoje e amanhã. Identifica os dias da semana, os meses do ano. Expressa-se  com clareza fazendo entender e ser entendido. Cognitivamente demonstrou apropriação do currículo. Sua leitura é feita de maneira clara, respeitando a pontuação. Compreende o que foi lido além de encontrar informações explícitas e implícitas em gêneros trabalhados, tais como: _________________________. Sua escrita é correta, mantendo uma relação coesa entre grafema e fonema, utilizando letra maiúscula para início de frases e substantivos próprios. Nas produções textuais fez uso de conectivos, mostrando a compreensão da importância de um texto coeso, com adequação de pronome e verbo, adequação quanto modo, tempo e gênero. Compreendeu e aplicou em frases, palavras e textos as regras ortográficas postas: ___________________________. Leu, interpretou e resolveu situação problema, gráficos e tabelas envolvendo adição e subtração. Compôs e decompôs algarismos até centena, escrevendo-os por extenso sem erros. Calculou mentalmente adições e subtrações sem reversa. Mostrou apropriação das temáticas discutidas em sala, quais sejam: _________________
FICHA PARA ALUNO Não alfabetizado mas desinteressadoe com dificuldade em socializar bem
  Registro(s) do processo de desenvolvimento cognitivo e sócio-afetivo do(a) educando(a) e intervenções pedagógicas realizadas:
Os principais desafios da sociedade atual é o resgate de valores mais simples que tem se perdido ao longo do tempo. Com o intuito de contribuir para a melhoria desses fatores a escola desenvolverá durante todo o ano em dois mil e quinze a temática, valores para o exercício da cidadania. Enfatizamos também a importância de algumas datas importantes como carnaval, páscoa, dia internacional da mulher, além de momentos semanais destinados a produção textual com intuito de contribuir com a construção da escrita. Neste trimestre o(a) __________ se mostrou desinteressado na execução das atividades postas, teve uma relação conflituosa com seus pares e professores, descumprido as regras postas. Foi faltoso, pontual e desinteressado. Na apropriação dos conteúdos programáticos não demonstrou compreensão. Por não sistematizar leitura e escrita, não produz textos, tão pouco interpreta o que lê, apenas a faz oralmente quando a leitura é feita por outro. Identifica apenas algumas letras do alfabeto de maneira aleatória e reconhece alguns fonemas, mas ainda não consegue fazer junções. Apenas com auxílio resolveu situações problemas que envolvessem adição, subtração e multiplicação, não faz cálculos utilizando as regras próprias necessitando de material concreto para execução, compôs e decompôs com dificuldade algarismos até centena. Também compôs e decompôs com dificuldade algarismos até ______. Demonstrou incompreensão nas discussões sobre os demais conteúdos: ________________________
FICHA PARA ALUNO Não alfabetizado mas Interessado
  Registro(s) do processo de desenvolvimento cognitivo e sócio-afetivo do(a) educando(a) e intervenções pedagógicas realizadas:
Nos dias atuais pensar em valores é refletir sobre mudanças desde nossos hábitos corriqueiros a situações de grande abrangência. No intuito de contribuir para mudanças significativas na sociedade atual é que daremos ênfase a temática valores para o exercício da cidadania durante todo o ano.  Refletimos também a importância de algumas datas importantes como carnaval, páscoa, dia internacional da mulher, além de momentos semanais destinados a produção textual com intuito de contribuir com a construção da escrita. Neste trimestre o(a) __________ se mostrou interessado na execução das atividades postas, teve uma relação amistosa com seus pares e professores, não descumprido as regras postas. Foi assíduo, pontual e interessado. Na apropriação dos conteúdos programáticos não demonstrou compreensão. Por não sistematizar leitura e escrita, não produz textos, tão pouco interpreta o que lê, apenas a faz oralmente quando a leitura é feita por outro. Identifica apenas algumas letras do alfabeto de maneira aleatória e reconhece alguns fonemas, mas ainda não consegue fazer junções. Apenas com auxílio resolveu situações problemas que envolvessem adição, subtração e multiplicação, não faz cálculos utilizando as regras próprias necessitando de material concreto para execução, compôs e decompôs com dificuldade algarismos até ______, assim como nos demais conteúdos: ________________________________
 FICHA PARA ALUNO Parcial
Registro(s) do processo de desenvolvimento cognitivo e sócio-afetivo do(a) educando(a) e intervenções pedagógicas realizadas:
Ser um ser social é ser partícipe na construção de sua História, por isso somos necessários na construção de nossa Identidade, considerando as perdas de valores do sujeito na sociedade atual, buscamos como estratégia de resgate desenvolver ações com a temática valores para o exercício da cidadania, temática essa que será abordada todo ano. Refletimos também sobre temáticas como carnaval, páscoa, dia internacional da mulher e outros. Neste trimestre o(a) __________ se mostrou interessado na execução das atividades postas, teve uma relação amistosa com seus pares e professores, não descumprido as regras postas. Foi assíduo, pontual e interessado. Cognitivamente apropriou-se parcialmente dos objetivos propostos. Sua leitura é pausada, em alguns momentos com desrespeito a pontuação. Isso faz com que aumente a dificuldade em encontrar informações explícitas e implícitas em gêneros como: _______________. Participou ativamente dos momentos destinados as produções textuais mas demonstrou dificuldade na organização das ideias e da escrita alfabética coesa, pois em alguns momentos houve troca de fonemas e erros ortográficos. Mas fez usos de conectivos. Nas construções de frases compreendeu a importância da adequação do tempo, modo e gênero do verbo e da necessidade do uso dos pronomes.  Ao transcrever atividades do quadro para o caderno faltou atenção, assim a escrita apresentava erros, com isso houve em alguns momentos dificuldade em compreender o que estava escrito para assim resolver. Leu, interpretou e resolveu com certa dificuldade situação problema, gráficos e tabelas que envolvessem operações matemáticas. Compôs e decompôs algarismos até _______, em alguns momentos com dúvida para estabelecer os valores absolutos e relativos dos números. Compreendeu parcialmente o sistema de numeração natural e o uso deles no dia a dia. Fez cálculos mentais mais simplificados e resolveu operações envolvendo adição e subtração. Fez discussões à cerca de temáticas como: __________ mas em alguns momentos faltou clareza na exposição das ideias, demonstrado incompreensão de alguns assuntos supracitados
Obs: São somente sugestões cabe agora o professor adaptar sua realidade....
sexta-feira, 9 de maio de 2014
RELATÓRIO DESCRITIVO DEFICIÊNCIA INTELECTUAL 
Nome do aluno:        
Data de Nascimento: 13/09/2002
Série:  3º ANO      
Área de deficiência: DEFICIÊNCIA INTELECTUAL
  Aspecto sócio-emocional
 Demonstra ser uma criança retraída, durante o ano letivo apresentou insegurança a sua nova turma (resistência em obedecer as regras estabelecidas para o desenvolvimento das atividades nos ambientes de aprendizagem da escola) sendo necessário as professoras da sala regular e do atendimento educacional especializado intervirem para o mesmo aceitar sua turma.
 Nos momentos de realização das atividades individuais e em grupo a criança só realizava as atividades e participava mediante a intervenção da professora.  Apresentou um bom relacionamento com os colegas e professores, porém, quando não está tomando seu remédio, tornasse agressivo com seus pares.
 A criança manifesta  bons hábitos de higiene  e  utiliza expressões  de cortesia.       
  Aspectos psicomotores
           Apresenta equilíbrio corporal acompanhando com segurança e agilidade os movimentos sugeridos nos jogos. Não gosta participa  ativamente das brincadeiras propostas, só quando sente vontade. Possui controle na marcha, postura, pula corda, dança, realizou a atividade de recorte e colagem com dificuldade por não ter desenvolvido força de apreensão, tem equilíbrio, coordenação olho-mão, joga e arremessa bola, lateralidade (direita e esquerda, encima e embaixo, frente, traz, dentro, fora, em pé, sentado, agachado) orientação espaço-temporal (longe, perto, noite, dia, chovendo, ensolarado, nublado, ontem, hoje, conseguiu realizar com auxilio) etc.
Esquema corporal: observar condições de equilíbrio motor aplica conceitos espaciais e de lateralidade em seu próprio corpo, é capaz de reproduzir estruturas rítmicas. Coordenação - grafo - manual: observou-se que o educando ainda não domina totalmente a qualidade dos traçados com instrumentos grossos e finos, fez representação gráfica esquemática e reconhecível.
       
  Aspecto  cognitivo (aprendizagem)
Devido O educando faltar frequentemente na escola e posteriormente nos atendimentos, tivemos que retomar as atividades desenvolvidas no primeiro semestre, pois o mesmo regrediu na aprendizagem, encontrasse no nível pré-silábico. Tem dificuldade em copiar as letras e palavras; porém, no que diz respeito à oralidade e narrar acontecimentos do cotidiano, o mesmo descrevecom perfeição, faz questionamentos a professora do AEE e quando sentisse a vontade na sala de aula regular, também faz perguntas. O aluno quando não toma seu remédio, fica agressivo com seus pares, preferindo ficar sozinho. Seus colegas ficam tristes e com receio de chegar perto dele; xxxx gosta de sua turma e de ficar na companhia de seus colegas e de sua professora. Porém, todo o trabalho que foi feito em conjunto com a professora do AEE e da sala regular em relação à socialização e alfabetização do educando sofreram uma regressão; pois o mesmo falta muito e acaba retrocedendo todo seu desenvolvimento. Sendo assim, necessitou da ajuda da professora para realizar a atividade proposta, pois o mesmo desconheceu grande parte do alfabeto, manuseou corretamente o mouse e com orientação levou a letra a figura.
            Ainda não consegue compreender as relações de igualdade e diferença, não reconhece os absurdos e capacidades de conclusões lógicas; não compreende os enunciados; resolução de problemas cotidianos; resolução de situações problema, compreensão do mundo que o cerca, compreensão de ordens e enunciados, causalidade, sequência lógica, etc. Faz movimento de pinça e pareamento das cores primarias e secundarias seguindo comando do avaliador; porém, não reconhece as mesmas; identifica as formas geométricas, não identifica os números em sua sequência de 1 a 10, quando estão desordenados, desconhece os mesmos. Relaciona quantidades ao numeral, não identifica os dias da semana, não tem noção de tempo e espaço. Consegue realizar atividade de encaixe com perfeição.
  Trabalho realizado pela escola referente à dificuldade da criança
            Conversamos com a mãe sobre as dificuldades que a criança tinha em obedecer às normas estabelecidas para o desenvolvimento das atividades pedagógicas, e sobre o problema de dicção.  Foi sugerido à família que trabalhassem a questão da autonomia com a criança através do desenvolvimento de atividades que a propicie em momentos de exercício dessa habilidade e manter o diálogo, orientando e trabalhando limites e sugeriu que levassem a um especialista para investigar  as  causas do problema de dicção. 
            Na  sala de aula a professora sempre procurou trabalhar através de conversas sobre a importância do cumprimento das regras e limites para poder ter um melhor desempenho nas atividades propostas. A criança tem apresentado melhoras em obedecer às regras estabelecidas na escola. Em relação à dicção a criança ainda não iniciou o tratamento que está marcado para o inicio de 2012, por falta de recursos financeiros e pelo município não dispor de fonoaudiólogo no centro de reabilitação, sendo assim, ouve uma quebra no tratamento do educando.
  Aspectos relacionados ao acompanhamento familiar
           A criança não tem apresentado um ótimo acompanhamento, devido o descaso de seus pais, ficou muito tempo sem vir à escola e ao acompanhamento, porque seu remédio tinha acabado e seus pais demoraram a procurar o especialista para que o mesmo fosse submetido a novos exames e ser receitado. Sendo assim, ouve uma quebra no desenvolvimento da criança.  A família e escola devem caminhar juntas para o desenvolvimento da criança.
  Recomendações a serem seguidas no próximo ano
As dificuldades apresentadas por xxxxx são notórias. Acredita-se que ao freqüentar a sala de aula regular e o atendimento educacional especializado assiduamente, e periodicamente acompanhamento com a equipe multidisciplinar e de seus pais, exista a oportunidade de um atendimento mais focado nas dificuldades específicas do mesmo, contribuindo assim para os avanços  na conquista de sua autonomia e aprendizagem. O trabalho com atividades diferenciadas e específicas contribuirão no processo de desenvolvimento de habilidades do aluno, contexto este que pode ser trabalhado junto aos demais alunos na sala regular como:
  Trabalhar as competências e habilidades que o educando possui;
  Manter uma rotina diária de trabalhos;
  As atividades devem ser explicadas de forma lenta e tranqüila, repetindo quantas vezes forem necessárias, (a repetição e rotina de aplicação das atividades, possui grande importância no desenvolvimento, compreensão e aprendizagem de alunos com deficiência intelectual;
  É importante utilizar o interesse que o educando apresenta por determinados assuntos, temas e formas de realizar as atividades, (assim é possível estar organizando e planejando adequadamente os desafios propostos aos alunos;
  Observar como o educando reage e age em cada situação e atividades aplicadas, como as realiza. Estar atento auxiliá-lo, para que desenvolva uma melhor forma de Trabalho em duplas ou grupos em sala de aula;
  Cantinhos, (onde o educando poderá estar realizando atividades diversificadas em sua própria sala de aula regular, como leitura, escrita, jogos, recorte, pintura, desenho, etc.);
  Propor trabalhos e atividades que possam auxiliar o desenvolvimento de habilidades adaptativas: sociais, de comunicação, cuidados pessoais, autonomia;
  Trabalhar partindo do concreto, visando operar com conceitos, abstrações, hipóteses, generalizações, propiciando atividades organizadas para desafiar o pensamento do educando;
  Utilizar diferentes recursos para produção de escrita e leitura: letras móveis, jogos, etc.
  Em atividades de matemática poderão ser utilizados os seguintes recursos: blocos lógicos, calculadoras, dados, jogos, etc.;
  Dramatizações com músicas, teatros e leituras;
  Adotar procedimentos pedagógicos visando à descoberta do educando nas situações problemas;
  O educando deve saber quando respondeu corretamente. Se a resposta estiver incorreta deve-se dizer a criança, mas faça com que esteja próxima a resposta correta;
  Trabalhar juntamente com o educando a auto-correção de suas atividades;
  Proporcionar maior espaço de tempo entre as repetições de temas, a acumular experiências num curto espaço de tempo; Cartazes: calendário, presença, rotina, aniversário, alfabeto, números, etc.;
  Trabalho de campo, pesquisas, atividades com práticas e vivências estimulando o conhecimento e novas ações.
O educando participará do programa Mais Educação na modalidade de judô, com o objetivo de trabalhar a autoconfiança, defesa, disciplina e que ele possa interagir com seus pares.
sexta-feira, 9 de maio de 2014
RELATÓRIO DESCRITIVO AUTISTA 
Nome do aluno:  
Data de Nascimento: 13/03/03
Série:  3º ANO            
Área de deficiência: AUTISTA
  Aspecto sócio-emocional
É uma criança alegre, prestativa e carinhosa, gosta de estar na presença de seus colegas de classe e da professora. Demonstra interesse em ajudar os mesmos a realizarem as tarefas de sala de aula e no acompanhamento na sala de recurso multifuncional. Ainda não desenvolveu hábitos e atitudes próprias de convívio social; além de ter relação com a questão do interesse de regular o comportamento, as interrelações em sala de aula oportunizam “trocas” que resultam em aprendizagens significativas para o educando.
 Nos momentos de realização das atividades individuais e em grupo a criança só realizava as atividades e participava mediante a intervenção da professora.        
        A criança manifesta  bons hábitos de higiene  e  utiliza expressões  de cortesia.     
   
  Aspectos psicomotores     
As funções motoras fina, motora grossa estão bem evoluídas, não apresenta dificuldade na marchar, consegue equilibrar-se, tem postura adequada, pula corda. Faz uso da mão direita e segura o lápis corretamente. Na atividade de recorte e colagem; recorta corretamente o contorno solicitado. Tem uma boa coordenação motora fina ao traçar as letras.  Na coordenação olho-mão realizou com agilidade, consegue arremessar e jogar a bola, sente dificuldade nas atividades que envolvem noções de lateralidade e orientação espaço-temporal, etc.
Esquema corporal: observamos que ainda não possui condições de equilíbrio motor e capacidade de aplicar conceitos espaciais e de lateralidade em seu próprio corpo, se reconhece em frente ao espelhoe é capaz de identificar as partes de seu corpo e de reproduzir estruturas rítmicas. Coordenação - grafo - manual: detectamos que o educando possui a qualidade dos traçados realizados com instrumentos grossos e finos e faz representação gráfica esquemática ou reconhecível.
  Aspecto  cognitivo (aprendizagem)      
Encontrasse no nível pré-silábico, identifica quase todas as letras do alfabeto e faz a associação da letra à figura. Possui limite na pintura e recorta com autonomia. Faz movimento de pinça e pareamento das cores primarias e secundarias seguindo comando do avaliador e as reconhece. Identifica as formas geométricas, identifica os números em sua sequência e desordenados de 1 a 10. Relaciona quantidades ao numeral, não identifica os dias da semana, não tem noção de tempo e espaço. Consegue realizar atividade de encaixe com perfeição.
 Na expressão oral, a criança só expõe suas idéias mediante a solicitação da professora, não consegue organizar informações para expor com coerência.           
  Trabalho realizado pela escola referente à dificuldade da criança
Foi sugerido à família que trabalhassem a questão da autonomia com a criança através do desenvolvimento de atividades que a propicie em momentos de exercício dessa habilidade e manter o diálogo, orientando e trabalhando limites e Orientamos os pais do educando a procurarem o Centro Raimundo Nonato para que o mesmo pudesse ser atendido pela equipe multidisciplinar que o centro dispõe, para ajudá-lo no desenvolvimento de suas competências e habilidades. Na  sala de aula a professora sempre procurou trabalhar através de conversas sobre a importância do cumprimento das regras e limites para poder ter um melhor desempenho nas atividades propostas. A criança tem apresentado melhoras em obedecer às regras estabelecidas na escola.         
  Aspectos relacionados ao acompanhamento familiar          
 A criança tem apresentado um excelente acompanhamento. Seu relacionamento com a família é ótimo, seus pais tem muito carinho e afeto pelo mesmo; procuram estudar sobre a síndrome e a buscar recursos e atendimento que possam melhorar a desenvolvimento de xxxxxx.
 A família e escola devem caminhar juntas para o desenvolvimento da criança.
  Recomendações a serem seguidas no próximo ano        
As dificuldades apresentadas por xxxxx são notórias. Acredita-se que ao continuar freqüentando a sala de aula regular, o atendimento educacional especializado e o acompanhamento no Centro Raimundo Nonato, exista a oportunidade de um atendimento mais focado nas dificuldades específicas do mesmo, contribuindo assim para os avanços  na conquista de sua autonomia e aprendizagem. O trabalho com atividades diferenciadas e específicas contribuirão no processo de desenvolvimento de habilidades do aluno, contexto este difícil de ser trabalhado junto aos demais alunos na sala regular.
sexta-feira, 9 de maio de 2014
RELATÓRIO DESCRITIVO DEFICIÊNCIA MULTIPLA 
Nome do aluno:          
Data de Nascimento: 18/09/01
Série: 1º ANO       
Área de deficiência: DEFICIÊNCIA MULTIPLA
  Aspecto sócio-emocional
O aluno xxxxx, com dez anos de idade, é cadeirante, tem deficiência Múltipla: Deficiência Física (paralisia cerebral do tipo tetraplegia espástica associado a atraso cognitivo e epilepsia sintomática parcialmente controlada) é deficiência visual. Possui como fatores de risco para lesão cerebral intercorrências gestacionais, prematuridade, anoxia neonatal com necessidade de oxigenioterapia e intercorrências neonatais. A interação de xxxxx com seus pares aconteceram da seguinte maneira: nas aulas de educação física, recreio e nos projetos desenvolvidos pela escola (acompanhado em todos os momentos na escola pela professora do atendimento educacional especializado). Podemos perceber que nestes momentos o aluno se sentia parte da escola, pois sempre expressava satisfação e seus pares o aceitaram sem preconceito.
  Aspectos psicomotores
           O aluno necessita constantemente de minha presença, não consegue se locomover sozinho faz uso da cadeira de roda, não fala, porém, entende tudo o que falamos e comunicasse através de sorrisos (quando está gostando de algo fica feliz, quando irritasse fica inquieto grita e chora), consegue manifestar seus desejos através desses gestos.  Não consegue realizar as atividades da vida diária e nem a funcional, precisa da ajuda de terceiros para realizar as atividades de rotina de casa e da escola; como no recreio, não controla os esfíncteres, utiliza fralda descartável. 
  Aspecto  cognitivo (aprendizagem)
O mesmo beneficiasse por atividades de caráter lúdico e de socialização com seus pares, contudo é respeitada sua fase de desenvolvimento e suas características, sem enfatizar a aprendizagem de conteúdos. O atendimento na sala de recursos com xxxxx tem como objetivo favorecer a socialização e estimulação da exploração do brinquedo e da brincadeira, enfatizando o treino de atividades da vida diária e da funcionalidade. As atividades realizadas com o educando eram estimuladas através da audição e tato, cada vez que utilizávamos os objetos descrevíamos os mesmos e em seguida pegávamos nas mãos dele, mesmo atrofiadas ele os tocava, respondia as atividades através da face, quando gostava ficava contente, quando não entendia ou não se interessava pela mesma, gritava ou ficava serio. Apesar das limitações do aluno, não impediu o mesmo de realizar as atividades propostas e de interagir com seus pares. 
  Trabalho realizado pela escola referente à dificuldade da criança
Conversamos com a mãe sobre as dificuldades acima descritas e orientamos que a mãe continuasse no acompanhamento com a equipe multidisciplinar na Rede SARAH de Reabilitação, apesar da dificuldade que a mesma encontra para levá-lo até Macapá, pois não dispõe de transporte próprio para locomoção do aluno, dependendo de itinerário, como não pode levar a cadeira de rodas, é necessário colocá-lo no colo. Esse acompanhamento é necessário para o desenvolvimento de suas competências e habilidade, melhorando assim o processo de socialização e interação do mesmo na escola. Proporcionamos a interação de xxxxx com seus pares através das aulas de educação física, recreio e nos projetos desenvolvidos pela escola (acompanhado em todos os momentos na escola pela professora do atendimento educacional especializado). Podemos perceber que nestes momentos o aluno se sentia parte da escola, pois sempre expressava satisfação e seus pares o aceitaram sem preconceitos. O educando não participou das aulas de educação física devido à rotatividade de professor e o receio dos mesmos em trabalhar com xxxxx, devido eles não saberem como envolvê-lo nas atividades devido suas limitações, não foi má vontade dos professores e sim a formação de como trabalhar atividades psicomotoras com a criança.
  Aspectos relacionados ao acompanhamento familiar
  A criança tem apresentado um ótimo acompanhamento.
   A família e escola devem caminhar juntas para o desenvolvimento da criança.
  Recomendações a serem seguidas no próximo ano
As dificuldades apresentadas por xxxxx são notórias. Acredita-se que ao continuar freqüentando a sala de recursos multifuncional, participando dos projetos da escola e dos atendimentos na Rede Sarah, exista a oportunidade de um atendimento mais focado nas dificuldades específicas do mesmo, contribuindo assim para os avanços  na conquista de sua autonomia e interação com seus pares. O trabalho com atividades de caráter lúdico e de socialização e específicas contribuirão no processo de desenvolvimento de habilidades do aluno, contexto este difícil de ser trabalhado junto aos demais alunos na sala regular.
É necessário também, a elaboração de um projeto para ser desenvolvido com as crianças na sala regular de maneira dinâmica para ser explorado a questão da inclusão das diferenças (as deficiências, suas dificuldades e habilidades); para que as crianças tomem consciência de que essas crianças também podem freqüentar a escola e aprender igualmente a elas; só precisamde tempo para seu desenvolvimento, pode demorar ou não, dependendo do grau da deficiência.
RELATÓRIO DESCRITIVO SÍNDROME DE DOWN 
Nome do aluno:
Data de Nascimento: 23/09/04
Série:  1º ANO      
Área de deficiência: SÍNDROME DE DOWN
  Aspecto sócio-emocional
Em relação à socialização com seus pares a educanda consegue manter uma boa relação; demonstra gostar da escola, dos seus colegas e professora, xxxxxx é uma criança tímida e retraída, porém, seus colegas e demais funcionários da escola têm uma boa relação com a mesma. Em se tratando do comportamento, prefere na maioria das vezes ficar sozinha, apenas observando.  Demonstra ser uma criança alegre, prestativa e carinhosa, No intervalo fica calada, apenas observando seus pares. Quando está no acompanhamento, é comunicativa e gosta de cantar. Gosta de estar na companhia deles, porém, não brinca com os mesmos, preferindo só observá-los.
 Nos momentos de realização das atividades individuais e em grupo a criança só realiza as atividades e participa mediante a intervenção da professora. Manifesta  bons hábitos de higiene  e  utiliza expressões  de cortesia quando é estimulada.
Apresenta lentidão para realizar as tarefas, dispersasse com facilidade necessitando da ajuda da professora para concluí-las; principalmente as atividades que envolvem a escrita e pintura. Em algumas situações não concluiu o dever no tempo determinado, sendo necessária a intervenção para realizar as mesmas. Em alguns momentos faltou ter mais atenção com os materiais da sala de recurso multifuncional e se concentrar  durante as explicações das atividades.
  Aspectos psicomotores
 A educanda apresenta dificuldade na motricidade fina e ampla; porém, foi possível verificar que em relação à coordenação motora global, a mesma faz movimentos de arremessar e captar objetos; ainda não consegue pular corda, não tem noção de lateralidade (direita e esquerda, encima e embaixo, frente, traz, dentro, fora, em pé, sentado, agachado); orientação espaço-temporal (longe, perto, noite, dia, chovendo, ensolarado, nublado, ontem, hoje, conseguiu realizar com auxilio) etc. Na motricidade fina, faz uso da mão direita, segue com dificuldade os traçados e recorta também com dificuldade, devido à mesma ainda não ter desenvolvido força e apreensão; consegue realizar a atividade de encaixe e pareamento com auxilio faz movimento de rosca e de pinça com autonomia. Ainda não apresenta equilíbrio corporal acompanhando com insegurança e os movimentos sugeridos nos jogos. Participa  ativamente das brincadeiras propostas.
       
  Aspecto  cognitivo (aprendizagem)
            Apresenta atraso na linguagem; está no nível pré - silábico conforme Emilia Ferreiro. Identifica as letras (a, e, o, u, f, m e b), e os números (1 e 4). Em relação à atividade no computador (softwares) a aluna realiza com entusiasmo e no tempo estipulado; necessitando de ajuda para movimentar o mouse ao local solicitado.
Na expressão oral, a criança só expõe suas idéias mediante a solicitação da professora, ainda não consegue organizar essas informações de maneira correta para expor com coerência quando lhe é solicitado.
A educanda apresenta um quadro acentuado de desatenção e atraso no desenvolvimento cognitivo; nos jogos que envolvem raciocínio lógico a mesma apresenta dificuldade, necessitando de auxilio para realizá-los; como quebra-cabeça, jogo da memória, encaixe. Não relaciona os números a sua sequência numérica, não estabelece a relação entre número e quantidade; identifica algumas cores primárias e as nomeia.   Ainda não consegue nomear as formas geométricas, identificar os sons dos objetos do cotidiano.
  Trabalho realizado pela escola referente à dificuldade da criança
 Conversamos com a mãe sobre as dificuldades acima descritas e orientamos que buscasse atendimento com outros especialistas; uma equipe multidisciplinar, como fonoaudiólogo, fisioterapeuta e psicopedagogo, para que a aluna possa desenvolver melhor suas competências e habilidade, melhorando assim o processo ensino aprendizagem.  Foi sugerido à família que trabalhassem a questão da autonomia com a criança através do desenvolvimento de atividades que a propicie em momentos de exercício dessa habilidade e manter o diálogo, orientando e trabalhando limites.
Em relação à dicção a criança ainda não iniciou o tratamento no ano de 2011, por falta de recursos financeiros e pelo município não dispor de fonoaudiólogo no centro de reabilitação, sendo assim, ouve uma quebra no tratamento. Segundo o relato da mãe a criança não se encontrava em um nível avançado, pois necessita de varias sessões fonoterápicas. 
  Aspectos relacionados ao acompanhamento familiar
           A criança tem apresentado um ótimo acompanhamento.
           A família e escola devem caminhar juntas para o desenvolvimento da criança.
  Recomendações a serem seguidas no próximo ano.
As dificuldades apresentadas por xxxxxx são notórias. Acredita-se que ao continuar freqüentando a sala de recurso multifuncional, o acompanhamento com a equipe multidisciplinar e as aulas de balé, exista a oportunidade de um atendimento mais focado nas dificuldades específicas da mesma, contribuindo assim para os avanços  na conquista de sua autonomia e aprendizagem. O trabalho com atividades diferenciadas e específicas nas seguintes áreas:
Linguagem Oral:
- Método Fônico: Sons das letras e palavras;
- Aliterações;
-Utilizar cantigas e músicas infantis;
-Proporcionar a interação e comunicação, através de fantoches;
Percepção
· Proporcionar a brincadeira de esconde-esconde, com o intuito de procurar localizar de onde vem determinado som.
· Proporcionar o manuseio de instrumentos musicais, discriminando-os através de seus sons,
· Identificar ruídos de animais conhecidos, fazendo o pareamento entre a imagem, o som e a palavra (verificar material);
· Diferenciar animais domésticos e silvestres
· Diferenciar sabores e para que servem no cotidiano. (sal, café, açúcar, leite, etc..)
· Diferenciar comestível de não comestível
· Provar alimentos sólidos, líquidos, crocantes, macios, duros.
· Experimentar coisas que têm e que não têm cheiro.
· Experimentar odores fortes e fracos, agradáveis e desagradáveis em materiais como: vinagre, álcool, café, perfumes.
· Montar quebra cabeça-simples,
· Exploração do ambiente escolar através dos sentidos, utilizando a linguagem oral e gestual como sensores.
Psicomotricidade
Exercícios de Coordenação Dinâmica Global
· Trabalhar a expressão corporal;
· Produção de movimentos, danças;
· Atividades rítmicas;
· Proporcionar brincadeiras de pula- corda, corrida de saco e cabo de guerra;
· Exercitar tensão e relaxamento no corpo (amolecer, murchar, endurecer, etc.)
Exercícios de Orientação Temporal
· Ouvir histórias, ou músicas que contenham histórias, e depois contar a seqüência dos fatos.
· Ordenar cartões com figuras e formas e recompor uma história com início, meio e fim.
· Observar animais (Caracol, largatixa, gato, tartaruga, etc.) e dizer quais são os mais velozes e os mais lentos.
· Mover carrinhos rapidamente e lentamente, seguindo instruções do professor;
· Saber localizar os dias da semana, através do calendário e quadro de rotina.
Exercícios de Coordenação óculo- motora
Recortar com tesoura
· Treinar o modo de segurar a tesoura e seu manuseio, cortando o ar, sem papel.
· Recortar vários tipos de papel com a tesoura livremente.
· Recortar tiras de papel largas e compridas.
· Recortar formas geométricas e figuras simples desenhadas em papel dobrado.
Colar
· Colar recortes em folha de papel, livremente.
· Colar recortes em folha de papel, apenas numa área determinada.
· Colar recortes sobre apenas uma linha vertical.
· Colar recortes sobre apenas uma linha horizontal.
        Colar recortes sobre apenas uma linha diagonal.
Modelar
        Modelar com massa e argila: formas circulares, esféricas, achatadas nos pólos (como tomate), ovais, cônicas (como cenoura), cilíndricas (como pau de vassoura), quadrangulares (como tijolo), etc.
Perfurar
· Perfurar livrementeuma folha de isopor com agulha de tricô ou caneta de ponta fina sem carga.
· Perfurar folha de cartolina em seqüência semelhante à proposta para o trabalho com isopor.
        Perfurar o contorno de figuras desenhadas em cartolina e procurar recortá-las apenas perfurando.
Bordar
· Enfiar macarrão e contas em fio de náilon ou de plástico.
· De início as contas e o macarrão terão orifícios graúdos e o fio será bem grosso e firme.
· Numa segunda etapa, o material deverá ter orifícios menores e os fios deverão ser mais finos e flexíveis.
· Alinhavar em cartões de cartolina.
· Pregar botões.
Pintar
· Pintar áreas delimitadas por formas geométricas e partes de desenhos de objetos.
Exercícios Grafomotores
· Passar o dedo indicador da mão dominante sobre uma reta horizontal traçada pelo educador, com pincel, na cartolina. Seguir a orientação da esquerda para a direita.
· Com o dedo indicador, traçar uma mesma reta no ar, de olhos abertos. Repetir o exercício de olhos fechados.
· Passar giz sobre o traço feito pelo educador. Fazer outros traços iguais ao lado.
Atividades da Vida Diária
· Saber distinguir diferentes tipos de alimentos através de figuras: gelados (sorvete), naturais (frutas), cozidas (legumes), fritos (ovo) etc...
· Noção de família (membros, história familiar, significado de uniões (casamento), formas de lazer com a família)
· Trabalhar localização na escola através de placas, contendo as palavras.
· Aprender à usar botões, fechos, velcro, ganchos, colchetes e amarrar cadarços.
· Ter noção do uso do dinheiro.
· Noções de higiene (desenvolver pequenas atividades, tais como: lavar as mãos antes do lanche, após o uso do banheiro, escovar os dentes após o lanche, pentear os cabelos, etc..
Cognitivo – Verbal
         Contar o que vê em fotos ou gravuras, começar com gravuras que contenham poucos elementos.
          Contar a história de seus próprios desenhos.
         Brincar de "o que é o que é"? A professora diz: "É redonda, serve para jogar e para chutar". A resposta é: "Uma bola".
         Imitar algo, somente com gestos, para a criança adivinhar o que é, e se for preciso, usar sons.
         Fazer pareamento de singular e plural com imagens.
         Fazer pareamento de aumentativo e diminutivo com imagens
Matemática
         Observar uma coleção de objetos pequenos misturados: pedrinhas, botões, grãos de milho, peteca, clipes, etc. Separar esses objetos pela classe a que pertencem: conjunto de pedras, de botões, de clipes.
         Seriar objetos de acordo com o tamanho (do menor para o maior), com a cor (da mais clara à mais escura), com a espessura ( do mais fino para o mais grosso), conservando a mesma categoria.
         Distribuir o mesmo número de objetos, observando que a quantidade não se altera quando modificamos sua posição.
         Cortar frutas ao meio para dividi-las com um colega ou com a professora (dois pedaços: um para cada um).
         Jogos (contribuem para desenvolvimento de noções matemáticas): pega- varetas, memória, dominó, etc..
         Exercícios com blocos lógicos de vários tamanhos, espessura, cor, forma.
Estas atividades contribuirão no processo de desenvolvimento das habilidades da aluna, contexto este que pode ser trabalhado junto aos demais alunos na sala regular.
SUGESTÕES DE RELATÓRIO 
O relatório de desempenho escolar deve ser elaborado considerando o desenvolvimento do aluno e as intervenções realizadas. Utilizar vocabulário de linguagem culta dando ênfase para os avanços do alunos. As dificuldades a serem trabalhadas, devem ser indicadas como possibilidades e um bom prognóstico apontando sugestões viáveis de serem realizadas para a superação das dificuldades. O relatório de desempenho, deve sempre enfatizar os avanços e não apenas os fracassos. Registrar o que o aluno conseguiu e em que aspecto progrediu, valorizar e registrar o desenvolvimento sócio afetivo como: participação, solidariedade, posicionamento, sentimentos. Diversificar a redação de um aluno para o outro, buscando ser fiel em suas colocações.
Sugestões para iniciar relatórios
• Com base nos objetivos trabalhados no bimestre, foi possível observar que o aluno...
• Observando diariamente o desempenho do aluno, foi constatado que neste bimestre...
• A partir das atividades apresentadas, o aluno demonstrou habilidades em...
• Com base na observação diária, foi possível constatar que o aluno...
Português.
• faz uso de linguagem para comunicar-se,expressar idéias e opiniões;
• elabora perguntas e respostas de acordo com o contexto;
• faz pratica de escrita de próprio punho, utilizando o conhecimento que dispõe, quanto ao sistema de escrita;
• forma grupos de acordo com critérios estabelecidos;
• participa nas situações em que a professora lê textos de diferentes gêneros como historias, musica adivinhas, noticias;
• com auxilio identifica letras e silabas que compõem palavras contextualizadas;
• com auxilio observa a relação entre fonema e grafema;
• participa em atividades que envolvam pesquisas;
• valoriza suas próprias produções e a dos outros;
• participa de atividades que envolvem a linguagem musical e faz interpretações;
• participa de atividades que envolvem leitura, mesmo que de forma não convencional;
• com auxilio forma palavras a partir de uma determinada letra;
• com auxilio organiza as partes (silabas) para a composição do todo (palavras);
• faz leitura de uma paisagem a partir da observação, narração, descrição e interpretação de imagens;
• conhece quase todas as letras do alfabeto;
• encontra-se no nível pré-silábico.
Matemática.
• percebe as semelhanças entre objetos redondos e não redondos e explora com auxilio diferentes procedimentos para comparar grandezas;
• com auxilio, explora medidas de comprimento utilizando unidades não convencionais;
• compõe e decompõe quantidades através da escrita numérica;
• participa de atividades que envolva pesquisa;
• com auxilio identifica números nos diferentes contextos de: posição, comparação, ordenação;
• explora e identifica as formas geométricas pela observação de objetos;
• percebe semelhanças e diferenças entre as figuras;
• identifica quantidades de elementos e faz correspondência um a um;
• com auxilio identifica a posição de um numa série numérica.
Artes.
• Produz trabalhos como desenhos, pinturas, modelagens, colagens desenvolvendo gosto pelo processo de produção e criação;
• reconhece formas, tamanhos, texturas e algumas cores realizando as atividades com coordenação motora fina e ampla;
• participa de atividades que envolvam regras, hesitando um pouco em respeitá-las;
• expressa-se corporalmente por meio de dança, brincadeiras e de outros movimentos;
• participa de atividades que envolvam a linguagem musical;
• faz interpretações musicais;
• expressa a produção de som e de silencio com voz, o corpo e objetos sonoros;
• percebe com auxilio de estrutura rítmica para expressar-se corporalmente, por meio da dança, brincadeira e de outros movimentos;
• expressa sensações e ritmos corporais por meio de gestos, posturas e da linguagem oral.
Geografia.
• reconhece a importância da moradia;
• explora e identifica objetos que tem casa;
• identifica animais que constroem a própria casa;
• identifica pontos para situar e deslocar-se no espaço;
• participa da construção de painéis referentes a diferentes lugares;
• tem noção de atitudes perante a preservação e conservação do meio ambiente.
Ciências.
• valoriza suas conquistas corporais;
• aprecia imagens e faz relação com experiências vividas e pessoais;
• percebe a importância de conhecer as características do próprio corpo e asseio corporal para manter uma boa saúde;
• reconhece as fases do desenvolvimento das pessoas;
• importância dos alimentos.
História.
• interessa-se pelo patrimônio cultural de seu grupo social e em conhecer diferentes formas de expressões culturais;
• reconhece nomes de familiares.
• faz relatos de noticias ouvidas ou histórias vivenciadas;
• participação nas atividades;
• tem idéia formada sobre crenças, valores, religiosidade;
• datas comemorativase religiosas;
Educação Física.
• vivencia e participa de atividades recreativas, respeitando total ou parcialmente as regras;
• apropriou-se de habilidades especificas à cultura corporal tendo um ótimo desenvolvimento psicomotor;
• interage com grupo envolvido agindo na maioria das vezes de maneira cooperativa;
• ajusta-se parcialmente à normas da escola.
1. ÁREA SÓCIO-AFETIVA
Comentar sobre o período de adaptação: Como ficou? Como evoluiu? Mostra dependências? Usa apoio de objetos? Toma mamadeira, chupa bico?
Relacionamento: com a professora, Equipe Multiprofissional, Atendentes, colegas e funcionários. Participa de atividades propostas pelo professor?
Funcionamento no grupo: É aceita? Rejeitada? Isola-se? Lidera? É agressiva?
Demonstra preferência por colegas? Coopera com o grupo? É capaz de ouvir os outros?
Tem cacoetes?
Tolerância às frustrações: perder e ganhar, acertar e errar.
Controle esfincteriano resolvido?
Brinquedo: com o que prefere brincar na sala e no pátio? Como brinca (sozinho, com o grupo em pequenos grupos, com companheiro)?
Autonomia: Está organizado na rotina? Aceita regras, cumpre combinações? Espera a decisão dos outros para tomar a sua? Tem condições de escolher e recusar-se ao que não quer? Envolve-se em conflitos? Como os resolve? Encontra suas próprias respostas?
Explica seus pensamentos?
2. ÁREA PSICOMOTORA
Esquema corporal: domínio e conhecimento de seu corpo, imagem corporal.
Lateralidade. Motricidade ampla: ritmo de ação – rápido, lento, acompanha o grupo, não consegue parar, precisa de estimulação, tem freio inibitório. Desempenho com bolas, cordas, rodas cantadas, movimentos.
Coordenação motora: rola sobre o corpo, engatinha, vira cambalhota, sobe e desce escadas, pula.
Motricidade fina/visomotricidade: coordenação – abotoa, dá nós, faz laços. Preensão do lápis. Colore dentro de limites. Enfia contas, amassa papeis. Modelar, rasgar, amassar, picar, alinhavar, recortar. Manusear talheres. Acerta alvos, copia figuras.
3. ÁREA COGNITIVA
a) Desenvolvimento da linguagem compreensiva e expressiva:
Comunica-se com clareza, expressando de modo organizado seu pensamento? Tem vocabulário adequado à idade? Compreende comunicações verbais? Quando fala, gagueja ou troca letras? Quando relata fatos, fala muito rápido, muito devagar? Relata em seqüência? Relata sempre os mesmos fatos, coisas imaginárias? Assopra balão, velas e assovia? É expressivo ao falar? Manifesta suas emoções?
b) Construção da representação:
1. Gráfica: descrever o desenho da criança, caracterizando a etapa em que se encontra
(garatuja, garatuja ordenada, representação completa ou incompleta da figura humana,
etc).
2. Escrita:
Mostra interesse por escrita? Observa livros? Representa letras e números? Escreve seu nome? Identifica nomes de colegas escritos? Em que etapa da alfabetização se encontra (pré-silábica, silábica, silábico-alfabéticas, alfabética)?
c) Expressão através de artes plásticas, danças e dramatização:
É mais expressivo em alguma dessas formas? É criativa? Apresenta soluções originais?
Usa recursos variados? É inibida? Prefere papéis sem destaque? Brinca de faz de conta?
d) Desenvolvimento perceptivo:
Visão, audição, tato, olfato e paladar.
e) Atenção:
Condições de atenção e concentração em brincadeiras e atividades, condições de perseverar na tarefa.
f) Memória:
Condições de memorização de canções, versos e brincadeiras.
Observações sobre memória visual e auditiva.
g) Experiências lógico-matemáticas:
• Noções de espaço-tempo, conservação de quantidades, de seriação e
classificação.
• Identifica propriedades, atributos de cor, forma, etc.
• Encontra soluções para resoluções de problemas?
• Reconhece numerais?
• Relaciona número e quantidade?
• Reconhece as relações entre fala e escrita;
• Explora várias formas de linguagens e diferentes tipos de suporte textual para ampliação de informações;
• Ouve historias e comentários valorizando impressões afetivas;
• Lê e escreve textos desenvolvendo a compreensão do sistema alfabético, utilizando a escrita de acordo com as concepções e hipóteses que possui no momento;
• Produz textos individuais e coletivamente, utilizando gestos, desenhos, sons movimentos e palavras;
• Distingue a língua escrita da língua oral;
• Demonstra compreensão do sistema alfabético;
• Lê silabicamente palavras, formadas por grupo de silabas compostas por vogal e consoante;
• Produz frases com lógica;
• Produz pequenos textos sem preocupação ortográfica;
• Distingue letras na linguagem oral e escrita;
• Encontra-se na fase pré-silábica, começando a diferenciar letras de números, desenhos ou símbolos.
Obs:
Adequar relatório para as atividades das turmas das Oficinas Profissionalizantes, relatando os trabalhos realizados e as habilidade desenvolvidas de acordo com Plano de Trabalho Docente.
Alunos de 0 a 3 anos fazer relatório geral, com enfoque nas áreas do desenvolvimento.
Religião, se contida no PPP ou se não, incorporar na disciplina de História;
Adaptação: Lides Maria Baldissera - Pedagoga - FEAPAEs/PR
1ª Avaliação Descritiva 
Estes são alguns tópicos que poderão ser aproveitados para a realização das avaliações descritivas. Você poderá aproveitá-los na integra, ou acrescentando e alterando palavras, conforme cada aluno.
As avaliações podem ter a mesma estrutura para todos os alunos, sendo que as alterações devem acontecer de acordo com o nível de cada um.
Começar sempre com os elogios, procurando lembrar primeiro os aspectos positivos da criança. Não há necessidade de ordem por disciplina, porém todas deverão ser abordadas mesmo que com pequenos textos, que descrevam o desempenho do aluno.
Abaixo você tem alguns parágrafos retirados de avaliações anteriores e que poderão ser aproveitados encaixando nas partes da avaliação que melhor couber. 
Emende, costure, recorte, cole, crie, copie. Junte com suas palavras, mude, troque de lugar, altere da maneira que achar mais conveniente.
Lembre-se, são apenas sugestões e você não tem obrigação de usá-las, porém todas as disciplinas deverão ser abordadas para que a avaliação fique bem completa.
1º parágrafo: Começar sempre com os aspectos positivos do aluno:
- Sua adaptação ao novo grupo ocorreu tranqüilamente. Não demonstrou nenhuma dificuldade em interagir, apresentando-se aos colegas com facilidade, característica de uma criança segura e confiante.
- No início demonstrou certa disputa com alguns amigos, normal da idade, porém, após conversa e intervenção da mãe e professora superou tornando-se bastante sociável, fazendo trocas constantes de amizades.
- Sente-se insegura em determinadas atividades, porém após receber incentivos e elogios da professora, consegue executá-las, alegrando-se e percebendo o quanto é capaz;
- Tem curiosidade pela letra cursiva, demonstrando alegria a cada palavra escrita;
- É um aluno capaz, participando com entusiasmo e responsabilidade de todas as atividades propostas pela escola
- Sua adaptação ao novo grupo ocorreu tranqüilamente. Não demonstrou dificuldade em interagir, apresentando-se aos novos amigos com espontaneidade, característica de uma criança segura e confiante.
- é alegre e inteligente.
- Sabe ser companheira, amiga e cativante, sem fazer distinção entre os colegas. Está sempre disposta a ajudar.
- é uma criança calma e carinhosa. Está sempre disposto a ajudar quando é solicitado.
- Participa com entusiasmo, expondo suas idéias com clareza e questionando sempre que se faz necessário.
- Demonstra ser responsável e sempre tem suas tarefas em dia.
- Expressa de forma clara e direta o que aprendeu e/ou entendeu do que lhe foi passado.
- Demonstra interesse nos temas abordados, participa questionando e expondo sua opinião de forma sempre coerente com o que está sendo passado e tem suas tarefas em dia.
- Realiza todos os seus trabalhos com capricho e dedicação
- Gosta de ser desafiado, pois te confiança em sua capacidade. É prestativo e está sempre disposto a ajudar. Não faz distinção entre os colegas, tratando todos com respeito e consideração.
- Demonstra ser responsável e sempre

Continue navegando

Outros materiais