A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
ED Comentado bioquimica 2

Pré-visualização | Página 3 de 3

Ou seja, a quantidade de glicogênio no esportista diminui de forma regular porque ele consome glicogênio e outros produtos de fontes energéticas de forma regular, permitindo que ele tenha melhor preparo físico. Já as pessoas que não praticam esportes consomem glicogênio e outras fontes energéticas de forma desregulada, por isso elas apresentam pior preparo físico já que seu glicogênio acaba mais rápido. Uma pessoa que consome mais carboidrato terá mais energia porque terá mais glicogênio e uma pessoa que consome menos carboidrato terá menos energia porque produz menos glicogênio.
menos glicogênio, menor a glicemia, mais glucagon. Há formação de muitos corpos cetonicos.
Controle hormonal da degradação de ácidos graxos é feito quando o hormônio glucagon se liga ao receptor do adipócito, quebrando ATP e aumentando o ciclo de AMPc na célula, ativando a proteina kinase que fosforila a enzima lipase que quebra triacilglicerol em ácidos graxos livres e assim podem ser transportados pela corrente sanguínea para serem quebrados na beta oxidação, no fígado. A insulina defosforila a lipase, inativando-a.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.