CRIMES CONTRA DESENHO INDUSTRIAL

Disciplina:Propriedade Imaterial7 materiais77 seguidores
Pré-visualização1 página
CRIMES CONTRA DESENHO INDUSTRIAL

 Conceito
	O conceito de desenho industrial deve ser entendido como um determinado objeto ou coisa que tenha uma finalidade útil, devendo a forma seguir a função.
	No entanto, é importante ressaltar que o registro de desenho industrial protege a configuração externa do objeto e não o funcionamento do mesmo.

De acordo com Código de Propriedade Industrial em seu artigo 95, o desenho industrial nada mais é do que a forma plástica ornamental de um objeto ou conjunto ornamental de linhas e cores que possa ser aplicado a um produto, proporcionando resultado visual novo e original na sua configuração externa e que possa servir de tipo de fabricação industrial.

 Registro

O Registro de Desenho Industrial é um título de propriedade temporária sobre um desenho industrial, outorgado pelo Estado aos autores ou a outras pessoas físicas ou jurídicas, detentoras dos direitos sobre a criação, regido pela Lei da Propriedade Industrial.
Segundo o artigo 96 da Lei de Propriedade Industrial, é aquele que não é compreendido no estado da técnica, ou seja, aquele que não se insere entre os conhecidos pelo povo, desde que antes da data do depósito do pedido.

A originalidade é outro requisito para obtenção do registro do desenho industrial. Segundo o artigo 97 da Lei de Propriedade Industrial, o desenho industrial é original quando possuir uma configuração distintiva, diferente de outros objetos anteriores, podendo o resultado visual ser decorrente de elementos já conhecidos. O terceiro requisito do desenho industrial é tratado no artigo 95 da Lei de Propriedade Industrial, a saber, servir de tipo de fabricação industrial.
O registro de desenho industrial tem validade durante dez anos contados da data do depósito, prorrogáveis por mais três períodos sucessivos de cinco anos, até atingir o prazo máximo de 25 anos contados da data do depósito. Enquanto vigorar o registro, o titular tem o direito de impedir que terceiros utilizem o desenho, sem seu consentimento ou contribuam para que outros o façam.

 O desenho industrial poderá ser utilizado por terceiros desde que o mesmo seja usado para fins experimentais, direcionados a estudo e pesquisas tecnológicas ou científicas.

 Crime
A Lei de Propriedade Industrial, em seu artigo 187, tipifica como crime a fabricação de produto que incorpore desenho industrial registrado, ou imitação substancial que possa induzir em erro ou confusão, sem a devida autorização.
Art. 187. Fabricar, sem autorização do titular, produto que incorpore desenho industrial registrado, ou imitação substancial que possa induzir em erro ou confusão.
 
Pena – detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa.

Essa lei, em seu artigo 188, considera crime contra o registro de desenho industrial quem exporta, vende, expõe ou oferece à venda, quem tem em estoque, oculta ou recebe, para utilização com fins econômicos, objeto que incorpore ilicitamente desenho industrial registrado, ou imitação substancial que possa induzir erro ou confusão, não se resumindo apenas à imagem ou à forma.

Art. 188. Comete crime contra registro de desenho industrial quem:
        I – exporta, vende, expõe ou oferece à venda, tem em estoque, oculta ou recebe, para utilização com fins econômicos, objeto que incorpore ilicitamente desenho industrial registrado, ou imitação substancial que possa induzir em erro ou confusão; ou
            II – importa produto que incorpore desenho industrial registrado no País, ou imitação substancial que possa induzir em erro ou confusão, para os fins previstos no inciso anterior, e que não tenha sido colocado no mercado externo diretamente pelo titular ou com seu consentimento.
               Pena – detenção, de 1 (um) a 3 (três) meses, ou multa.