Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
26 pág.
PROJETO - 2 SEMESTRE - GUINDASTE HIDRÁULICO DE ELETROÍMÃ - PDF

Pré-visualização | Página 1 de 4

1 
 
UNIVERSIDADE PAULISTA 
BACHARELADO EM ENGENHARIA CIVIL 
TRABALHO DE ATIVIDADE PRÁTICA 
SUPERVISIONADA – APS 
Guindaste Hidráulico Com Eletroímã 
ELIANA DO SOCORRO NUNES DOS SANTOS - RA 20112384 
LUANNA LORRANNY CAMPOS SARAIVA - RA 20124736 
MARCELO VIEIRA LIMA - RA 20112373 
PATRÍCIO FRANÇA GUIMARÃES - RA 20102386 
THIAGO BARRAL DE OLIVEIRA - RA 20118875 
KELVIN RODRIGO LOPES GOMES - RA 20132484 
BELÉM - PA 
2020 
2 
 
ELIANA DO SOCORRO NUNES DOS SANTOS - RA 20112384 
LUANNA LORRANNY CAMPOS SARAIVA - RA 20124736 
MARCELO VIEIRA LIMA - RA 20112373 
PATRÍCIO FRANÇA GUIMARÃES - RA 20102386 
THIAGO BARRAL DE OLIVEIRA - RA 20118875 
KELVIN RODRIGO LOPES GOMES - RA 20132484 
TRABALHO DE ATIVIDADE PRÁTICA 
SUPERVISIONADA – APS 
Guindaste Hidráulico Com Eletroímã 
Trabalho avaliativo correspondente a Atividade 
Prática Supervisionada - APS do segundo semestre 
do curso de Graduação em Engenharia Civil, da 
disciplina de Engenharia Básica, apresentado à 
Universidade Paulista. 
 
Orientador: Prof. Relinaldo Pinho de Oliveira 
BELÉM - PA 
2020 
3 
 
RESUMO 
Neste trabalho, foi desenvolvido um guindaste hidráulico em uma escala 
relativamente menor. Utilizando mangueiras e seringas, cumprindo assim as 
especificações transmitidas pelo corpo docente, seguindo o conceito de hidráulica. 
Palavras-chave: Guindaste hidráulico, seringas. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
4 
 
ABSTRACT 
In this work , we developed a hydraulic crane on a relatively smaller scale. Using 
hoses and syringes in agreement with what was requested by the teaching staff, 
following the concept of hydraulics 
Keywords: Hydraulic crane , syringes. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
5 
 
OBJETIVO 
Este trabalho tem como objetivo a aplicação prática dos conhecimentos 
adquiridos em sala de aula na disciplina de Estática dos Fluídos e Física Básica. Além 
disso, estudar os princípios básicos de funcionamento de um guindaste hidráulico com 
eletroímã, logo, projetar e construir um protótipo utilizando seringas com fluido para 
executar os movimentos horizontais, verticais e circulares − que atinjam posições 
determinadas e um eletroímã para suspender e transportar uma massa padrão. O 
guindaste deverá suspender um corpo de prova, passando por três pontos com 
medidas dadas. 
Aprimorar também o desenvolvimento intelectual e dinâmico entre a equipe, 
fazendo com que o acadêmico envolvido entenda a importância dos conceitos usados 
para realização de um bom trabalho na área acadêmica e futuramente na fase 
profissional. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
6 
 
SUMÁRIO 
RESUMO..................................................................................................................... 3 
ABSTRACT ................................................................................................................. 4 
OBJETIVO .................................................................................................................. 5 
1. INTRODUÇÃO ........................................................................................................ 7 
2. A EVOLUÇÃO DAS MÁQUINAS ........................................................................... 8 
3. FUNDAMENTOS TEÓRICOS ................................................................................. 9 
3.1. Sistema hidráulico ............................................................................................ 9 
3.2. Pressão hidráulica (Princípio de Pascal) ........................................................ 10 
3.3. Eletroímã ........................................................................................................ 11 
4. MATERIAIS ........................................................................................................... 12 
5. CÁLCULOS .......................................................................................................... 13 
5.1. Fórmula da área de um cilindro ...................................................................... 13 
5.2. Fórmula de pressão ....................................................................................... 13 
5.3. Cálculo de força ............................................................................................. 13 
6. PROJETO ............................................................................................................. 14 
6.1. Esquema hidráulico ........................................................................................ 14 
6.2. Esquema elétrico (eletroímã) ......................................................................... 14 
6.3. Desenho técnico do guindaste ....................................................................... 15 
7. CONSTRUÇÃO ..................................................................................................... 17 
7.1. Pista de prova e estrutura .............................................................................. 17 
7.2. Hidráulica e eletroímã .................................................................................... 19 
8. PLANILHA DE CUSTOS ...................................................................................... 21 
9. CONSIDERAÇÕES FINAIS .................................................................................. 24 
10. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ................................................................... 25 
 
 
 
 
 
 
7 
 
1. INTRODUÇÃO 
O trabalho apresenta um relatório teórico e prático pesquisado pelo grupo sobre 
a execução do projeto exigido da disciplina de Estática dos Fluídos do 2° semestre de 
Engenharia Civil da Universidade Paulista. 
No trabalho serão descritos todos os passos necessários para a construção de 
um guindaste hidráulico com um eletroímã na extremidade do braço, sendo capaz de 
realizar movimentos (em três dimensões) nos eixos x, y e z, possibilitando assim o 
transporte de um sólido elemento de metal de um ponto a outro. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
8 
 
2. A EVOLUÇÃO DAS MÁQUINAS 
Experiências têm mostrado que a hidráulica vem se destacando e ganhando 
espaço como um meio de transmissão de energia nos mais variados segmentos do 
mercado, sendo a Hidráulica Industrial e Móbil as que apresentam um maior 
crescimento. Porém, pode-se notar que a hidráulica está presente em todos os setores 
industriais. Amplas áreas de automatização foram possíveis com a introdução de 
sistemas hidráulicos para controle de movimentos. 
A automação surgiu como o caminho para a redução da participação da ‘’mão 
humana” sobre os processos industriais. Partindo desse conceito, podemos dizer que 
a 6 utilização em larga escala do moinho hidráulico para fornecimento de farinha, no 
século X, foi uma das primeiras criações humanas com o objetivo de automatizar o 
trabalho, ainda que de forma arcaica. Esse desenvolvimento da mecanização teria 
impulsionado mais tarde o surgimento da automação. 
As primeiras máquinas movidas a eletricidade surgiram em meados do século 
XIX, graças a esforços de diversos pesquisadores – entre eles Michael Faraday e 
André Marie Ampere – que estudaram a utilização da eletricidade e do magnetismo 
em conjunto, levando ao desenvolvimento de motores que, conectados a sistemas 
elétricos, acionavam alavancas. No final do século XIX, esse tipo de motor começou 
a ficar obsoleto e deu lugar as máquinas que usavam corrente elétrica em circulação 
em condutores para interagir com o campo magnético produzido por imãs ou 
eletroímãs. 
O primeiro guindaste conhecido foi construído pelos gregos ou romanos em 
meados do século 6 a.C., com o propósito de mover cargas pesadas, as quais a força 
humana não era suficiente. 
A maior parte do conhecimento dos guindastes antigos vem de registros do 
arquiteto romano Vitrúvio (século I a.C.) e de Héron de Alexandria (século
Página1234