A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
DIFERENÇAS ENTRE LEI E COSTUME

Pré-visualização | Página 1 de 1

DIREITO
DIFERENÇAS ENTRE LEI E COSTUME
	Factor
	Lei
	Costume
	Origem
	A origem é determinada, prefixada, não dá margem de dúvida, quanto a seu nascimento (quando e onde), se revestindo de segurança e certeza. 
	Nasce de forma anónima. Não se sabe onde surgiu, ou seja, sua origem é incerta. 
	Forma de Elaboração
	O órgão elaborador é certo e os trâmites prefixados. As fases são: Iniciativa; Discussão e votação; Sanção ou veto; Promulgação (da lei, não do projecto de lei) declaração formal da existência da lei; Publicação. 
	Sua génese se dá de forma indeterminada, sendo sua forma imprevista. Ninguém poderia predeterminar os processos reveladores dos usos e costumes. 
	Âmbito de eficácia
	A lei é genérica, ou seja, possui um elemento de universalidade. 
Assim como há leis desprovidas de generalidade, também há costumes genéricos, como os que vigoram no Direito Internacional. 
	São particulares, em sua maioria, referindo-se a um grupo de pessoas, a determinada região. 
	Forma
	Escrita, podendo ser oriunda, inclusive, da positivação de costumes. 
	Não escrita. O costume pode ser reduzido a escrito, porém isto não tem relação com a sua vigência. 
	Vigência
	Vigora até o surgimento de uma nova lei que a modifique ou a revogue, se não houver prazo para sua vigência. 
	Vigora até o desuso ocorrer. 
O costume é por excelência eficaz, pois é 
Elaborado por: Nilton Adamo Vaz 	/ Email:niltonadamovaz@gmail.com
Linha Verde: +258 84 600 9196 ou +258 87 200 9196

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.