A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
av2 adm pessoal para up

Pré-visualização | Página 1 de 1

Fechar
	Avaliação: GST0521_AV2_201204060533 » ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL
	Tipo de Avaliação: AV2
	Aluno: 
	Professor:
	MARCIO GONCALVES DE PINHO
GRIMALDE MAXIMO BARBOSA FILHO
	Turma: 9003/AC
	Nota da Prova:         Nota do Trabalho:        Nota de Participação:          Data: 12/03/2013 20:21:50
	
	 1a Questão (Cód.: 41912)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	O acidente de trabalho acarreta, no contrato de trabalho:
		
	 
	Suspensão;
	
	Dispensa.
	
	Interrupção.
	
	Inexecução;
	
	Rescisão;
	
	
	 2a Questão (Cód.: 22143)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	A gratificação natalina corresponde a 1/12 avos da remuneração devida em dezembro, por mês de serviço, do ano correspondente. Desta forma um funcionário para fazer jus a este avo terá:
		
	 
	que trabalhar fração igual ou superior a 15 dias
	
	que trabalhar fração superior a 17 dias.
	
	que trabalhar fração superior a 15 dias;
	
	que trabalhar fração igual ou superior a 16 dias;
	
	que trabalhar fração superior a 16 dias;
	
	
	 3a Questão (Cód.: 22162)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Todo empregado urbano, rural e doméstico tem direito ao Repouso Semanal Remunerado (RSR) de 24 horas consecutivas, preferencialmente aos domingos. Logo, além do descanso, faz jus também a respectiva remuneração, conforme Lei 605/49. Assim sendo, um empregado horista que sofre uma penalidade de suspensão:
		
	 
	Perderá Descanso Remunerado porque a suspensão será considerada como uma falta justificada.
	
	Irá depender do motivo da suspensão;
	
	Não perderá o RSR, porque o não cumprimento integral de seu horário de trabalho foi por um motivo justificado;
	
	Não perderá o RSR, porque para os funcionários horistas o RSR está incluído em seu salário hora;
	
	Perderá o RSR, porque seu horário de trabalho não foi integralmente cumprido;
	
	
	 4a Questão (Cód.: 41899)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	A contratada como prestadora de serviços para o fornecimento de mão de obra é:
		
	
	Empregador porque é o beneficiário direto da prestação de trabalho.
	 
	Solidariamente responsável à empresa contratante para os efeitos da relação de emprego;
	
	Empregador por equiparação legal;
	
	Empregador porque assume os riscos da atividade econômica;
	
	Simples terceirizada;
	
	
	 5a Questão (Cód.: 29472)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	As principais rotinas da administração de pessoal são: Admissão; Desligamento; Gestão da duração do trabalho; Gestão da folha de pagamento; Gestão das atividades fiscalizatórias; Gestão de conflitos na justiça do trabalho; Gestão de férias, benefícios; Gestão do recolhimento dos encargos sociais; Elaboração de relatórios.
		
	
	A listagem é incompleta, pois falta listar o cálculo da rescisões.
	 
	A listagem é completa e relaciona todas as rotinas típicas.
	
	A listagem é incompleta, pois falta listar o RAIS.
	
	A listagem é incompleta, pois falta listar o preenchimento da GPS.
	
	A listagem é completa, mas poderia listar também o controle de fequência.
	
	
	 6a Questão (Cód.: 22163)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Os contratatos regidos pela Lei 6.019/74 são contratos por prazo determinado prestados por pessoa física a uma empresa, para atender às necessidades transitórias de substituição de seu pessoal regular e permanente ou a acréscimo extraordinário de trabalho. Estes contratos possuem duração máxima de:
		
	
	até 90 dias mediante autorização do Ministério do Trabalho;
	 
	até 2 anos;
	
	45 dias, podendo ser prorrogado por mais 45 dias.
	
	60 dias;
	 
	até 180 dias mediante autorização do Ministério do Trabalho;
	
	
	 7a Questão (Cód.: 41907)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	De acordo com a jurisprudência sumulada do Tribunal Superior do Trabalho:
		
	 
	O contrato de experiência pode ser prorrogado, desde que respeitado o limite máximo de noventa dias.
	
	O contrato de experiência pode ser prorrogado, desde que respeitado o limite máximo de trinta dias.
	
	O contrato de experiência só pode ser prorrogado se o empregado concordar expressa ou tacitamente.
	 
	O contrato de experiência pode ser prorrogado, desde que respeitado o limite máximo de 120 dias.
	
	O contrato de experiência não pode ser prorrogado.
	
	
	 8a Questão (Cód.: 43544)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	As anotações na CTPs do empregado após a sua admissão são obrigatórias de acordo com a CLT. Estas anotações devem ser efetuadas e a CTPs deve ser devolvida ao empregado dentro de um prazo legal. Qual é o prazo legal que a CTPS deve ser devolvida ao empregado com as devidas anotações?
		
	 
	A CTPS, após as devidas anotações e devidamente assinada pelo empregador ou seu preposto, deve ser devolvida ao empregado no prazo máximo de 48 horas.
	
	Em razão do tempo que o empregador tem para efetuar o registro do empregado, a CTPS deve ser devolvida em até 30 dias após a admissão do empregado, se não realizado, poderá o empregado solicitar demissão da empresa, sem pagamento de multa.
	
	Depende do porte da empresa, no passado havia um prazo legal, mas nos dias atuais, em razão do número elevado de admissões a empresa pode devolver a CTPS do empregado em qualquer prazo.
	
	A CTPS deve ser devolvida ao empregado em até 5 dias após o primeiro dia de trabalho, com todas as anotações previstas em lei.
	
	A CTPS deve ser devolvida ao empregado no primeiro dia de trabalho, ou seja, deve ser recolhida pela manhã e obrigatoriamente devolvida com todas as anotações no final do primeiro dia de trabalho.
	
	
	 9a Questão (Cód.: 64844)
	Pontos: 1,5  / 1,5
	Pedro Henrique trabalha todos os dias das 22:00 às 05:00 h na empresa XYZ, sabendo que por lei o horário noturno é reduzido, determine de quantas horas é a jornada de trabalho de Pedro Henrique e qual é a proporção entre o horário diurno e o noturno?
		
	
Resposta: O Pedro Henrique trabalhará apenas 7 horas, porém, equivalerá a 8 horas. Ao contrário do horário diurno em que cada hora real é de 60 minutos, a hora noturna equivale a 52,30min. A proporção é 52,5.
	
Gabarito: O aluno deverá ter em sua resposta pelo menos a afirmação de que segundo a lei, a jornada de trabalho de Pedro Henrique é de 8 horas, e que a proporção entre o horário diurno e o horário noturno é de 60 minutos para 52,5 minutos .
	
	
	 10a Questão (Cód.: 64849)
	Pontos: 1,5  / 1,5
	Pedro Paulo trabalha numa empresa e ganha R$ 1,800 por mês, com uma carga horária de 240 horas mensais, e cumpriu 10 horas extras acrescidas de 50%. Com as informações acima determine quanto ele receberá de horas extras.
		
	
Resposta: Salário: R$ 1800,00 Horas trabalhadas: 240 horas Qtd de Horas Extras: 10 horas + 50% 1800,00/240 = R$ 7,50 (valor de cada hora) 7,50*10 = R$ 75,00 50% = R$ 37,50 Total a receber de horas extras: R$ 112,50
	
Gabarito: O aluno deverá ter em sua resposta pelo menos que o funcionário Pedro Paulo receberá R$ 112,5 de horas extras.