A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
59 pág.
Tema 3 - Abordagem Ergonômica e sua Relação com os Aspectos Humanos e de Qualidade

Pré-visualização | Página 5 de 11

CANDIDATO E CONSTATOU-SE
QUE DOIS DELES ESTAVAM COM SOBREPESO. O OUTRO
ESTAVA COM PESO CONSIDERADO NORMAL. OS
RESULTADOS FORAM ENVIADOS PARA O GESTOR DO
TRABALHO. SE VOCÊ FOSSE ESSE GESTOR, QUAL
DECISÃO TOMARIA EM RELAÇÃO AO PROCESSO
SELETIVO, JUSTIFICANDO A SUA ESCOLHA POR MEIO DA
CLASSIFICAÇÃO DE TIPOS FÍSICOS BÁSICOS ESTUDADOS
EM ERGONOMIA?
RESPOSTA
A decisão a ser tomada pelo gestor deveria considerar apenas o candidato com o peso normal para ocupar
uma das três vagas para o trabalho. Esse candidato poderia ser classificado conforme o tipo físico
“mesomorfo”. Geralmente, ele possui um índice de massa corpórea (IMC) dentro de um intervalo normal. Os
demais candidatos, com sobrepeso, em função dos resultados dos testes, poderiam ser classificados como
endomorfos.
javascript:void(0)
CONCEITO DE ANTROPOMETRIA.
Neste módulo, falaremos de um conteúdo fundamental para o estudo da Ergonomia: a Antropometria,
que tem o seu foco voltado para as medidas dos seres humanos. Este conhecimento possui aplicação
direta em situações dentro do trabalho, em que é preciso compreender as características inerentes aos
biótipos que compõem a mão de obra dentro das indústrias.
INTRODUÇÃO
Relatos indicam que a origem da Antropometria foi na Antiguidade, no Egito (3000 a.C.) e na Grécia, por
meio de estudos sobre a relação existente entre as diversas partes que compõem os segmentos
corporais.
Seguindo um pouco mais adiante, no fim do século XIX e início do século XX foram feitas pesquisas
considerando o homem vivo e as suas marcas no esqueleto. O propósito era atender a demandas que
partiram de interesses de meios militares, de mercados de produtos e de anotações médicas.
 VOCÊ SABIA
As pesquisas tinham como alvo investigar a relação entre as medidas do corpo do homem e os
equipamentos ou as máquinas que iam ser utilizados nas situações de guerra. E outras áreas do saber
(Engenharia, Medicina, Psicologia etc.) viabilizaram tais pesquisas.
A junção de tantos conhecimentos permitiu que surgisse a Antropometria, chamada assim na maior
parte do mundo e, mais particularmente, Engenharia Humana no Estados Unidos.
Até meados da década de 1940, as medidas antropométricas visavam determinar apenas algumas
grandezas médias da população, como: pesos, tamanhos de braços e pernas etc. Em seguida, o foco
passou a ser a necessidade de se encontrar as variações e os alcances inerentes aos movimentos dos
corpos humanos.
 COMENTÁRIO
Muito provavelmente em função de demandas que partiam dos sistemas produtivos, que almejavam
dados mais confiáveis para dimensionar maquinários e equipamentos.
Percorrendo as décadas subsequentes a partir dos anos 1950 e chegando até os nossos dias, podemos
dizer que os interesses estão concentrados em pesquisas que estabelecem parâmetros para avaliar
diferenças existentes entre grupos, bem como influência de certas variáveis, tais como: sexo, idade,
raça, cultura e status socioeconômico. Somado a isso, temos também a determinação de padrões
mundiais de dimensões antropométricas.
ESSES PADRÕES SERVEM DE BASE PARA EMPRESAS QUE
TÊM UMA ATUAÇÃO A NÍVEL INTERNACIONAL, QUE
CONTAM COM A UTILIZAÇÃO DE MÃO DE OBRA BASTANTE
DIVERSIFICADA EM TERMOS DE NACIONALIDADE.
E complementando tudo isso, é importante que sejam adquiridas a noção de escala e as proporções
quando se pretende elaborar projetos de ambientes, móveis, instrumentos de qualquer natureza, que
serão destinados aos seres humanos para os mais variados contextos, incluindo as atividades laborais.
SIGNIFICADO
A respeito do significado de Antropometria, podemos dizer que é a ciência que trata de medidas físicas
do corpo humano. É formada por duas palavras gregas: “antro” – homem e “metro” – medida.
ANTROPOMETRIA ‒ DIFERENÇAS INDIVIDUAIS
Realizar medições em pessoas nunca é uma das tarefas mais triviais de ser realizada por uma série de
motivos. As pessoas apresentam características bem peculiares, com formatos bem específicos em
diferentes partes da anatomia humana, entre outros detalhes.
 
Foto: Shutterstock.com
Além disso, cabe salientar que deve ser respeitada a existência de um conjunto de condições quando
forem realizadas as medidas do corpo humano. Tais condições contam essencialmente com trabalho de
profissionais qualificados, com climatização correta do ambiente em que se vai receber a pessoa,
instrumentação e aparelhos corretamente calibrados, pisos sem elevações, níveis de estresse baixos,
entre outros fatores que podem interferir nas avaliações.
COMO UMA POPULAÇÃO É COMPOSTA POR INDIVÍDUOS
COM TRAÇOS BEM DISTINTOS, ESTUDIOSOS
PROCURARAM ESTABELECER PADRÕES INTERNACIONAIS
EM RELAÇÃO ÀS MEDIDAS CORPÓREAS.
E a razão disso estava atrelada ao atendimento dos interesses econômicos, ou mercadológicos, que
formam a base das relações de consumo. Isso porque os muitos projetos de produtos que foram e
continuam sendo concebidos contemplam cada vez mais, além dos quesitos tecnológicos, as interfaces
ergonômicas.
 EXEMPLO
Carros, aparelhos de celular, eletrodomésticos, aeronaves, aparelhos de exames de imagens, entre
outros.
É fundamental a realização de medidas da população que vai receber o futuro produto que será
elaborado com todas as suas especificações ou seus atributos. Caso estes não sejam plenamente
atendidos, algumas consequências podem ser identificadas no momento do seu uso, como, por
exemplo: situações de estresse, exposição aos riscos de incidentes ou de acidentes graves etc.
 ATENÇÃO
As medidas antropométricas são representadas por um valor médio e um desvio padrão, que chamamos
tecnicamente de tolerância. Por outro lado, a utilidade dessas inferências é muito dependente do projeto
no qual serão realmente aplicadas.
Dentro de uma visão mais industrial, caso se tenha um produto com um padrão definido, ou que seja
padronizado, muito possivelmente os seus custos de produção, entre outros, podem ser reduzidos.
Embora não existissem medidas que fossem totalmente precisas para qualquer povo pertencente a
dada nação, por muitas décadas foram adotadas como referência aquelas provenientes dos meios
militares para a criação de muitos projetos.
 SAIBA MAIS
Os dados eram extraídos de uma faixa de uma população geralmente adulta (entre 18 e 30 anos de
idade) e de gênero masculino.
Considerando o cenário mais condizente para os dias atuais, muitos dos projetos de produtos são
direcionados para o atendimento de pessoas com dimensões em torno da média. Isso justificado pela
ideia de que, dessa forma, pode-se alcançar um maior nível de conforto durante o uso do produto. No
entanto, isso produz uma interpretação equivocada e não condiz com a realidade, pois existem
diferenças significativas entre as médias de homens e mulheres. Além disso, quando se estabelece uma
média geral para um grupo de indivíduos, é comum que outros fiquem de fora da média adotada,
implicando expectativas totalmente distintas perante o consumo do produto.
EM PERCENTUAIS MAIS PRÓXIMOS DA REALIDADE, A
PROBABILIDADE DE PROJETOS PARA A “PESSOA MÉDIA”
COLOCA PELO MENOS 50% DA POPULAÇÃO EM
DESVANTAGEM.
Um dos estudos mais interessantes feitos, até então, pelo pesquisador Willian Sheldon, em 1940, reuniu
uma amostra de 4.000 estudantes de uma população de norte-americanos. Basicamente, o experimento
centralizou as discussões sobre os conhecimentos construídos até o presente momento pertinentes à
Antropometria. Foi realizada uma análise fotográfica de todos os indivíduos selecionados
cuidadosamente em várias posições (de frente, perfil e costas). Esses ensaios permitiram a Sheldon
propor três tipos físicos básicos, cada um reunindo características próprias. Os tipos ou grupos básicos
foram:
Endomorfo
Mesomorfo
Ectomorfo
Cada um desses tipos básicos será descrito abaixo.
ENDOMORFO
 
Imagem: Shutterstock.com
Este tipo básico pode ser caracterizado por indivíduos que possuem formas arredondadas e macias,
com regiões do corpo compostas por gorduras bem evidentes. O metabolismo deles