A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
30 pág.
gabarito (micologia)

Pré-visualização | Página 3 de 5

julgue	os	itens	subsequentes:
I-	 O	diagnóstico	da	lobomicose	é	estabelecido	pela	identificação	
do	fungo	em	exame	direto.
a) ( ) Certo.
b)	(	X)	 Errado.
II- O S. schenckii	 causa	 uma	 lesão	 linfo	 cutânea	 com	 lesões	
múltiplas	que	seguem	os	casos	linfáticos.
a)	 (	X)	 Certo.
b) ( ) Errado.
III-	O	diagnóstico	de	cromoblastomicose	é	realizado	ao	ser	visualiza-
do	conídios	em	forma	de	margarina	na	microscopia	da	colônia.
a) ( ) Certo.
b)	(	X)	 Errado.
IV-	Micetomas	 são	 micoses	 subcutâneas	 que	 causam	 lesões	
profundas	em	tecido	muscular	e	ósseo,	levando	à	degeneração	
dos	membros.
a)	 (	X)	 Certo.
b) ( ) Errado.
14
MICOLOGIA CLÍNICA E VIROLOGIA CLÍNICA
3	 Micose	 causada	 por	 um	 fungo	 demáceo	 caracterizado	 por	
pápulas	 verrucosas	 que	 tendem	 a	 evoluir	 para	 ulcerações	
de	 caráter	 crônico.	 O	 diagnóstico,	 além	 de	 clínico,	 pode	 ser	
realizado	laboratorialmente	através	do	exame	micológico	direto.	
O	 micológico	 direto	 e	 os	 fungos	 se	 apresentam	 como	 células	
fúngicas	 globosas,	 ovaladas,	 parede	 espessa,	 coloração	 escura,	
com	ou	sem	septo	interno	e	são	denominados	corpos	fumagoides.	
Qual	é	a	patologia	que	apresenta	essas	características?
a) ( ) Esporotricose.
b)	(	X)	 Cromoblastomicose.
c) ( ) Lobomicose.
d) ( ) Micetomas eumicóticos.
TÓPICO 4
1	 Os	fungos	que	causam	infecções	sistêmicas	apresentam	diversas	
características	semelhantes,	dessa	forma,	torna-se	fundamental	o	
diagnóstico	diferencial	das	infecções	fúngicas.	Tendo	em	vista	que	
o	exame	micológico	direto	da	amostra	clínica	tem,	auxiliando	na	
identificação	do	agente	patogênico,	quais	dos	fungos	causadores	
de	 infecções	 sistêmicas	 apresenta	 o	 aspecto	 clássico	 conhecido	
como	leme	de	navio?
a)	(	X) Paracoccidioides brasiliensis.
b) ( ) Paracccidioides amazonensis.
c) ( ) Coccidioides immitis.
d) ( ) Histoplasma capsulatum.
e) ( ) Blastomyces dermatitidis.
2	 A	 histoplasmose	 é	 uma	 doença	 fúngica	 pulmonar	 e	 sistêmica	
predominante	 no	 Brasil,	 em	 relação	 a	 essa	 micose,	 analise	 as	
afirmativas	a	seguir:
15
MICOLOGIA CLÍNICA E VIROLOGIA CLÍNICA
I- O fungo apresenta dimorfismo de temperatura, sendo filamentoso 
à temperatura ambiente (37 ºC) e levedura quando inoculada no 
organismo humano.
II- Histoplasma capsulatum apresenta duas variantes, sendo a var. 
capsulatum causadora das infecções pulmonares graves levando à 
fungemia.
III- Na maioria dos indivíduos a infecção é grave, podendo levar à 
morte em poucos dias.
IV- A infecção ocorre através da inalação de esporos do fungo 
filamentoso presente no ambiente.
V- O principal exame realizado para seu diagnóstico é o micológico 
direto, onde hifas hialinas septadas podem ser observadas.
Assinale	a	alternativa	CORRETA:	
a) ( ) As sentenças I e II estão corretas.
b)	(	X)	 As	sentenças II	e	IV	estão	corretas.
c) ( ) As sentenças II, III e V estão corretas.
d) ( ) As sentenças I e V estão corretas.
e) ( ) As sentenças I, IV e V estão corretas.
3	 São	chamadas	de	sistêmicas	as	infecções	fúngicas	que	conseguem	
invadir	a	corrente	sanguínea	e	assim	ser	transportadas	para	outros	
sistemas	e	órgãos	do	indivíduo.	A	infecção	pode	ser	autolimitada	
ou	em	alguns	casos,	o	fungo	encontra	um	ambiente	propício	para	
se	propagar	e	causar	uma	infecção	sistêmica.	Os	fungos	causado-
res	 de	 infecções	 sistêmicas	 estão	 agrupados	 nessa	 classificação	
por	apresentarem	características	semelhantes,	são	elas:
a)	 (	X) Todos	eles	são	fungos	dimórficos,	causam	infecção	pulmonar	
primária	através	da	inalação	de	esporos	e	são	seres	saprófitas.
b) ( ) Todos são encontrados em locais quentes e úmidos, são 
chamados de bolores e estão presentes em todos os continentes.
c) ( ) Causam fungemia em todos os casos clínicos, a infecção 
pulmonar é a porta de entrada do fungo para a disseminação e 
todos os indivíduos apresentam alguma imunodeficiência de base.
d) ( ) São fungos dimórficos que se transformam em fungos fila-
mentosos quando se desenvolvem nos alvéolos pulmonares e cau-
sam a infecção sistêmica após transpor a barreira hematoencefálica.
16
MICOLOGIA CLÍNICA E VIROLOGIA CLÍNICA
e) ( ) Todos os fungos são leveduras, são dimórficos, saprófitas e 
crescem bem em ambientes quentes e úmidos.
TÓPICO 5
1	 O	diagnóstico	laboratorial	de	micose	é	realizado	com	a	visualização	
do	fungo	nas	amostras	clínicas	através	do	exame	micológico	direto,	
entretanto,	em	casos	de	suspeita	de	criptococose,	é	utilizado	um	
corante	diferente	que	tem	como	função	possibilitar	a	visualização	
de	uma	estrutura	fúngica	particular	deste	fungo.	Com	relação	ao	
corante	e	sua	estrutura	fúngica,	assinale	a	alternativa	CORRETA:	
a) ( ) Azul de algodão para visualização de endosporos.
b) ( ) Azul de metileno para evidenciar os septos.
c) ( ) Azul de bromo cresol para visualização dos conídios.
d) ( ) Tinta nanquim para evidenciar o espessamento da membrana 
plasmática.
e)	(	X)	 Tinta	da	china	para	visualizar	a	presença	de	capsula.
2	 A	 bola	 fúngica,	 também	 conhecida	 como	 aspergiloma,	 é	 uma	
estrutura	formada	por	uma	massa	miceliana	de	fungo	que	cresce	
no	 interior	 dos	 pulmões	 de	 indivíduos	 imunocomprometidos	
infectados	por	um	fungo.	Com	relação	a	esse	fungo,	assinale	a	
alternativa	CORRETA:	
a) ( ) Candida albicans.
b) ( ) Criptococcus neoformans.
c)	 (	X)	 Aspergillus fumigatus.
d) ( ) Histoplasma capsulatum.
e) ( ) Sporothrix schenckii.
3	 Sobre	a	criptococose	em	pacientes	imunodeprimidos,	assinale	a	
alternativa	INCORRETA:
17
MICOLOGIA CLÍNICA E VIROLOGIA CLÍNICA
a) ( ) A forma pulmonar progressiva pode apresentar sintomas 
como febre, dor no peito, tosse, perda de peso, com escarro 
mucoide e sanguinolento. 
b) ( ) Além da forma pulmonar, podem desenvolver a criptococose 
disseminada, também chamada de forma extrapulmonar, a 
pior forma da doença acometendo principalmente o SNC.
c)	 (	X)	 A	 identificação	 de	 Cryptococcus sp	 no	 líquor	 não	 tem	
associação	com	o	prognóstico	na	meningite	criptocócica.
d) ( ) A meningite criptocócica ocorre após o fungo ser disseminado 
pela via hematogênica, causando a forma mais grave da doença.
e) ( ) Um fator de virulência dessa levedura é a presença da cápsula 
formada por um complexo de carboidratos.
UNIDADE 3
TÓPICO 1
1	 Estudos	recentes	vêm	mostrando	a	 importância	dos	vírus	como	
causadores	de	infecções	hospitalares.	Monitoramentos	rotineiros	
de	 vírus	 demonstram	 que	 5%	 a	 32%	 de	 todas	 as	 infecções	
nosocomiais	são	causadas	por	esses	agentes. 
Assinale	 V	 para	 as	 alternativas	 corretas	 e	 F	 para	 as	 alternativas	
falsas.
 
( ) Apresentam uma cápsula de proteína, o capsídeo composto por 
subunidades, os capsômeros, que contém em seu interior um 
ácido nucleico.
( ) Uma infeção viral latente é aquela em que o vírus permanece 
por longos períodos dentro da célula hospedeira, sem produzir 
infecção. Ex.: herpes.
( ) Os vírus replicam-se por fissão binária
( ) O número de vírus em uma infecção aumenta exponencialmente 
entre 8 e 72 horas ou mais, com cargas de 100 a 10 mil vírus por 
célula.
18
MICOLOGIA CLÍNICA E VIROLOGIA CLÍNICA
( ) Um determinado tipo de vírus pode infectar vários tipos de 
células como: humanos, animais, bactérias, insetos e vegetais.
Assinale	a	alternativa	CORRETA:
a) ( ) F, F, V, F, F.
b) ( ) V, V, F, F, V.
c) ( ) V, F, V, V, F.
d) ( ) F, V, F, V, V.
e)	(	X)	 V,	V,	F,	V,	F.
2	 Os	vírus	são	entidades	que	só	apresentam	propriedades	de	vida	
quando	estão	no	interior	de	células	vivas.	Fora	delas,	deixam	de	
apresentar	 tais	 propriedades	 e	 podem	 até	 cristalizar-se,	 como	
os	 minerais.	 Os	 vírus	 são	 importantes	 agentes	 causadores	 de	
doenças	humanas.	Assinale	a	alternativa	que	apresenta	doenças	
causadas	por	vírus.
a)	 (	X)	 Sarampo,	influenza	e	herpes. 
b) ( ) AIDS, hepatite e difteria.
c) ( ) Dengue, febre amarela e malária.
d) ( ) Hantavirose, hanseníase e poliomielite.
e) ( ) Ebola, chikungunya,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.