A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
PROPULSÃO E MISTURA DOS ALIMENTOS NO TRATO ALIMENTAR capítulo 64 Guyton

Pré-visualização | Página 5 de 6

peristáltico. Esse 
fenômeno é desencadeado, em parte, por reflexos nervosos que envolvem o sistema nervoso autônomo e o tronco 
cerebral e, em parte, pela intensificação intrínseca de reflexos no plexo mioentérico da parede do trato intestinal. As 
intensas contrações peristálticas percorrem longas distâncias no intestino delgado em questão de minutos, varrendo os 
conteúdos do intestino para o cólon e, assim, aliviando o intestino delgado do quimo irritativo e da distensão excessiva. 
 
A VÁLVULA ILEOCECAL EVITA O REFLUXO DO CÓLON PARA O INTESTINO DELGADO 
 
A válvula ileocecal se projeta para o lúmen do ceco e é fechada quando o aumento da pressão no ceco empurra o 
conteúdo contra a abertura da válvula. A válvula usualmente resiste à pressão reversa de 50 a 60 centímetros de água. 
Além disso, a parede do íleo, alguns centímetros acima da válvula ileocecal, tem musculatura circular espessada, 
denominada esfíncter ileocecal. Esse esfíncter em geral permanece levemente contraído e retarda o esvaziamento do 
conteúdo ileal no ceco. Entretanto, imediatamente após a refeição, o reflexo gastroileal intensifica o peristaltismo no íleo 
e lança o conteúdo ileal no ceco. 
A resistência ao esvaziamento pela válvula ileocecal prolonga a permanência do quimo no íleo e, assim, facilita a 
absorção. Normalmente, apenas 1.500 a 2.000 mililitros de quimo se esvaziam no ceco por dia. 
 
 Controle por Feedback do Esfíncter Ileocecal: 
O grau de contração do esfíncter ileocecal e a intensidade do peristaltismo no íleo terminal são controlados, 
significativamente, por reflexos originados no ceco. Quando o ceco se distende, a contração do esfíncter ileocecal se 
intensifica e o peristaltismo ileal é inibido, fatos que retardam bastante o esvaziamento de mais quimo do íleo para o 
ceco. Além disso, qualquer irritação no ceco retarda o esvaziamento. Por exemplo, quando a pessoa está com o apêndice 
inflamado, a irritação desse remanescente vestigial do ceco pode causar espasmo intenso do esfíncter ileocecal e paralisia 
parcial do íleo, de tal forma que esses efeitos em conjunto bloqueiam o esvaziamento do íleo no ceco. Os reflexos do ceco 
para o esfíncter ileocecal e o íleo são mediados pelo plexo mioentérico na parede do trato intestinal, pelos nervos 
autônomos extrínsecos, especialmente, por meio dos gânglios simpáticos pré-vertebrais. 
 
MOVIMENTOS DO CÓLON 
 
As principais funções do cólon são (1) absorção de água e de eletrólitos do quimo para formar fezes sólidas; e (2) 
armazenamento de material fecal, até que possa ser expelido. A metade proximal do cólon está envolvida principalmente 
na absorção, e a metade distal, no armazenamento. Já que movimentos intensos da parede do cólon não são necessários 
para essas funções, os movimentos do cólon são normalmente muito lentos. Embora lentos, os movimentos ainda têm 
características semelhantes às do intestino delgado e podem ser divididos, mais uma vez, em movimentos de mistura e 
movimentos propulsivos. 
 
 Movimentos de Mistura — “Haustrações”: 
Da mesma maneira que os movimentos de segmentação ocorrem 
no intestino delgado, grandes constrições circulares ocorrem no 
intestino grosso. A cada uma dessas constrições, extensão de cerca 
de 2,5 centímetros de músculo circular se contrai, às vezes 
constringindo o lúmen do cólon até quase oclusão. Ao mesmo 
tempo, o músculo longitudinal do cólon, que se reúne em três faixas 
longitudinais, denominadas tênias cólicas, se contrai. Essas 
contrações combinadas de faixas circulares e longitudinais de 
músculos fazem com que a porção não estimulada do intestino 
grosso se infle em sacos denominados haustrações. Cada 
haustração normalmente atinge a intensidade máxima em cerca de 
30 segundos e desaparece nos próximos 60 segundos. Às vezes, elas 
ainda se movem lentamente na direção do ânus, durante a 
contração, em especial no ceco e no cólon ascendente e, assim, contribuem com alguma propulsão do conteúdo colônico 
para adiante. Após poucos minutos, novas contrações haustrais ocorrem em áreas próximas. Assim, o material fecal no 
intestino grosso é lentamente revolvido, de forma que todo o material fecal é gradualmente exposto à superfície mucosa 
do intestino grosso, para que os líquidos e as substâncias dissolvidas sejam de maneira progressiva absorvidos. Apenas 80 
a 200 mililitros de fezes são expelidos a cada dia. 
 
 Movimentos Propulsivos — “Movimentos de Massa”: 
Grande parte da propulsão no ceco e no cólon ascendente resulta de contrações haustrais lentas, mas persistentes; o 
quimo leva de 8 a 15 horas para se mover da válvula ileocecal pelo cólon, passando a ser fecal em qualidade ao se 
transformar de material semilíquido em material semissólido. 
Do ceco ao sigmoide, movimentos de massa podem, por vários minutos a cada surto, assumir o papel propulsivo. Esses 
movimentos normalmente ocorrem apenas uma a três vezes por dia, e em muitas pessoas particularmente por cerca de 
15 minutos, durante a primeira hora seguinte ao desjejum. 
O movimento de massa é tipo modificado de peristaltismo caracterizado pela seguinte sequência de eventos: primeiro, 
um anel constritivo ocorre em resposta à distensão ou irritação em um ponto no cólon, o que costuma ser no cólon 
transverso. Então, rapidamente nos 20 centímetros ou mais do cólon distal ao anel constritivo, as haustrações 
desaparecem e o segmento passa a se contrair como unidade, impulsionando o material fecal em massa para regiões 
mais adiante no cólon. A contração se desenvolve progressivamente por volta de 30 segundos, e o relaxamento ocorre 
nos próximos 2 a 3 minutos. Em seguida, ocorrem outros movimentos de massa, algumas vezes mais adiante no cólon. 
A série de movimentos de massa normalmente se mantém por 10 a 30 minutos. Cessam para retornar mais ou menos 
meio dia depois. Quando tiverem forçado a massa de fezes para o reto, surge a vontade de defecar. 
 
 Iniciação de Movimentos de Massa por Reflexos Gastrocólicos e Duodenocólicos: 
O aparecimento dos movimentos de massa depois das refeições é facilitado por reflexos gastrocólicos e duodenocólicos. 
Esses reflexos resultam da distensão do estômago e do duodeno. Podem não ocorrer ou só ocorrer raramente, quando os 
nervos autônomos extrínsecos ao cólon tiverem sido removidos; portanto, os reflexos quase certamente são transmitidos 
por meio do sistema nervoso autônomo. A irritação do cólon também pode iniciar intensos movimentos de massa. Por 
exemplo, a pessoa acometida por condição ulcerativa da mucosa do cólon (colite ulcerativa), com frequência, tem 
movimentos de massa que persistem quase todo o tempo. 
 
DEFECAÇÃO 
 
A maior parte do tempo, o reto fica vazio, sem fezes, o que resulta, em parte, do fato de existir fraco esfíncter funcional a 
aproximadamente 20 centímetros do ânus, na junção entre o cólon sigmoide e o reto. Ocorre também angulação aguda 
nesse local que contribui com resistência adicional ao enchimento do reto. 
Quando o movimento de massa força as fezes para o reto, imediatamente surge a vontade de defecar, com a contração 
reflexa do reto e o relaxamento dos esfíncteres anais. 
A passagem de material fecal pelo ânus é evitada pela constrição tônica dos (1) esfíncter anal interno, que é um espesso 
músculo liso com vários centímetros de comprimento na região do ânus; e (2) esfíncter anal externo, composto por 
músculo estriado voluntário que circunda o esfíncter interno e estende-se distalmente a ele. O esfíncter externo é 
controlado por fibras nervosas do nervo pudendo, que faz parte do sistema nervoso somático e, assim, está sob controle 
voluntário, consciente ou pelo menos subconsciente; por subsequência, o esfíncter externo é mantido contraído, a menos 
que sinais conscientes inibam a constrição. 
 
 Reflexos da Defecação: 
A defecação é iniciada por reflexos de defecação. Um desses reflexos 
é o reflexo intrínseco, mediado pelo sistema nervoso entérico local 
na parede do reto. Quando as fezes entram no reto, a distensão da 
parede retal desencadeia

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.