A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Vacinas- imunologia

Pré-visualização | Página 1 de 1

Vacinas
Princípio da vacinação: 
- Injeção de microrganismo morto/ enfraquecido 
- Treina o sistema imune, ou seja, não vai causar a doença no individuo 
- Quando o sistema imune for desafiado contra o microrganismo, já estará treinado para defender. Monta resposta imune efetiva 
- Baixo risco de reações adversas
-> A infecção natural não é melhorar para o sistema imune, porque não estav pronto, pode sofrer sequelas com a doença. Quando há a vacinação, seleciona os melhores mecanismos imunes para quando entrar em contato. Não sofre com as consequências mais graves da doença 
Efetividade de vacina: 
- Segura: não pode causar a doença 
- Proteção: se entrar em contato com o microrganismo, deve estar protegido 
- Proteção prolongada: a proteção deve durar muitos anos 
- Induzir anticorpos neutralizantes: Essencial para prevenir infecção das células 
- Induzir células T efetoras: quando há um microrganismo intracelular. 
- Em relação ao agente infeccioso: não estabelecer latência, não sofrer variação antigênica e não interfere na resposta imune do hospedeiro (por isso é tão difícil produzir vacina contra o HIV: varia muito)
- Considerações práticas: baixo custo, estabilidade biológica, fácil administração, poucos efeitos colaterais 
Desenvolvimento de vacinas:
- Fase pré-clínica: testa em animais 
- Estudos clincios: fase 1, 2 e 3
- Fase 1: teste em numero pequeno de pessoas. Teste se é imunogênica 
- Fase 2: teste a dose, grupos mais heterogêneos 
- Fase 3: já viu se é segura e imunogênica. Avalia a eficácia. Ensaio randomizado duplo cego 
- Aprovação: submissão aos órgãos regulamentadores 
. Avaliação de efeitos adversos quando injeta em massa (farmacovigilância)
Tipos de vacina: 
- Microrganismo inativado
- Microrganismo atenuado
- Antígeno purificado 
- Toxoide 
Vacinas atenuadas:
- Vacinas vivas enfraquecidas
- Boas indutoras de resposta imune humoral e celular 
- Boas indutoras de resposta imune humoral e celular duradoura 
- Maior preocupação: segurança 
-Ex: tríplice viral; BCG
- Retira o vírus do humano e cultiva em célula por exemplo de macaco
. Ele vai ter que se adaptar e assim vai perder a infectividade
- Passagem repetida em culturas celulares 
- DNA recombinante com mutação ou deleção de genes 
- A resposta imune é boa: ativa resposta humoral e celular 
- Segurança e estabilidade: menos. Chance de reversão
- Indivíduos imunocomprometidos 
Vacinas inativadas: 
- Microrganismo morto 
- VIP, raiva, influenza
- Forma mais antiga de produzir vacina 
- A resposta imune delas não é tão potente, necessita de adjuvante 
- Estabilidade na proteção 
. Sem risco de causar doença (o microrganismo está morto)
Antígeno purificado: 
- Antígenos purificados a partir de microrganismo 
- Geralmente precisa de adjuvante: aumenta a resposta imune. Aumenta a expressão de moléculas coestimuladoras
- Vacinas conjugadas: antígeno timo-independente; haptenos (ele sozinho não induz resposta imune) 
- Vacinas conjugadas. Ex: meningo ACWY
- Resposta imune menor que as atenuadas
- Segurança e estabilidade: sem risco de induzir a doença 
Vacinas de toxinas inativadas:
- Toxoide diftérico e tetânico 
- Adsorvidas em sais de cálcio 
- Requerem várias doses
- Precisam de adjuvante
- Boa estabilidade e segurança 
Vacinas combinadas
- Dois ou mais antígenos para prevenção de diferentes doenças na mesma preparação
- Ex: pentavalente
- Redução de custos e visitas ao centro de saúde 
Vacinas de DNA: 
- Usa o material genético 
- Insere no plasmídeo 
- Não tem sido tão eficaz quanto esperado em ensaios clínicos 
- Fatores não estão completamente definidos
Vacinas de vírus vivo envolvendo vírus recombinante:
- Dengue, COVID- atrazeneca
- Introduzir gene que codifica m antígenos microbianos em um vírus não citopático 
- Vírus funcionaria como fonte de antígeno 
- Ex: adenovírus carregando a proteína do SARS-Cov 2 
Vacinas COVID-19
- Coronavac: inativada
- Astrazeneca: vetor viral modificado. Adenovírus de chimpanzé 
- Pfizer: vacina de RNA. É instável, mas envolve o RNA em uma película de nanopartículas lipídicas para aumentar a estabilidade. O RNAm é da proteína S 
- Janssen: vetor viral modificado. Adenovírus humano
Componentes das vacinas:
- Antígeno: alvo da resposta imune. Pode ser morto, atenuado 
- Estabilizante: proteção contra condições adversas: calor, pH
- Adjuvante: vacinas inativadas e purificadas para estimular a resposta imune 
. Sais de alumínio 
. Não coloca em todas as vacinas
- Antibióticos: quantidade considerada em traços 
. Evitar contaminação viral 
. Ex: Tríplice viral contém neomicina, que é um antibiótico 
- Conservantes: adicionado a vacinas multidoses para prevenir crescimento bacteriano e fúngico 
. Principalmente em vacinas de múltiplas doses
Contraindicação e precauções 
- Reação alérgica a algum componente da vacina 
- Reação alérgica após primeira dose da vacina 
- Grávida: vacinas atenuadas como febre amarela 
- Imunodeprimidos: vacinas atenuadas: chance de reversão 
- Idosos: vacinas atenuadas. O sistema imune é mais prejudicado
- Adiamento: doença febril. Deve esperar melhorar o quadro 
- Vacinas atenuadas não podem ser aplicadas no mesmo dia: aguardar 30 dias. Atenuada e inativada pode 
-

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.