A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
tsk

Pré-visualização | Página 1 de 2

TSK 
Acoplamentos Série T METASTREAM® 
A - Membranas 
Flexíveis de Aço 
Inoxidável 
B - Colares de 
Sobrecarga 
C - Unidade de 
Transmissão de 
Cartucho 
D - Recurso Anti-
Deslocamento 
E - Tratamento Anti-
Corrosão 
F - Cubos com 
furos para 
extrator 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
TSK
 
Descrição do Produto 
 
Os acoplamentos Série T Metastream®, 
desenvolvidos pela John Crane Flexibox®, 
incorporam uma membrana flexível de aço 
inoxidável. Este design garante a solução 
mais flexível para altos torques e 
desalinhamento. 
 
■ Fácil de instalar 
■ Em conformidade cm a API 610 8ª edição. 
Pode ser fornecido de acordo com a API 671
■ Equilíbrio intrínseco em conformidade com a 
classe 9 da AGMA 
■ Ideal para motores elétricos e propulsores 
de turbinas em aplicações do setor de 
processamentos perigosos, industria naval e 
unidades de geração de energia 
 
. 
Características de Projeto 
 
 Excelente relação energia-peso 
 Alta capacidade para desalinhamento 
 Baixas forças impostas nas máquinas causando: 
— Vibração reduzida nas máquinas 
— Maior vida útil dos mancais 
 Membranas flexíveis de aço inoxidável para maior 
vida útil 
 Unidade de transmissão de cartuchos facilita a 
montagem e garante equilíbrio constante 
 Os colares de sobrecarga são adequados para 
proteger as membranas flexíveis no caso de uma 
sobrecarga torsional mais grave 
 Retenção antideslocamento do espaçador para o 
caso improvável de falha da membrana. 
 Recurso de parafuso elevador para fácil 
instalação e remoção do conjunto espaçador 
disponível 
 Furos para extrator incorporados nos cubos como 
recurso padrão. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
TSK 
Acoplamentos Série T METASTREAM® 
 
 TSK – Dados Técnicos 
 
 
 
 
 
 Observe que para o acopla
A tolerância padrão de usin
As ranhuras de chavetas T
 
 TSK – Arranjo Típic
 
 
 
 TSK – Dados Dimen
 
 
 Todas as dimensões em mm
mediante pedido. 
NOTES: * Estas Distâncias 
 ser fornecidos 
** Os diâmetros má
*** Baseados em eix
 
TSK
 
 
DB 
Unid. Transmissão 
Extra DBSE Kg/m 
 Peso Cubos sem Furos Kg 
 Padrão Grande Longo 
M
Rel. kW/ 
1000 rpm 
Tamanho do 
Acoplamento 
Max. 
rpm 
A
PRO
 
Max. Torque
Contínuo 
Nm 
mento comple
agem dos fur
SK têm o pad
o 
sionais (m
 – salvo indicaç
Entre Extremid
ximos exibidos
os cônicos típic
NEL 
TETOR 
Distân
ax. Torque 
Sobrecarga 
Nm 
to, são necessários os pesos 
os paralelos é de Grau 7, para
rão BS 4235 Pt.1 (métrico) ou 
m) 
ão em contrário – que não deve
ades do Eixo (DBSE) estão disp
 são baseados no padrão ISO/B
os. Consulte a John Crane. 
cia Entre Extremidades do Eixo 
C-Preferencial* 
Peso 
Max. 
SE-Kg
 
de dois cubos adequados e uma unidade de transmissão. 
 causar uma leve interferência no eixo. 
BS 46 Pt. 1 (polegadas). 
 
‡ Para Aplicações Específicas 
m ser usadas para fabricação. Dimensõe
oníveis de imediato. Outros tamanhos es
S para chaves retangulares. 
COLAR DE SOBRECARGA 
RECURSO ANTIDESLOCAMENTO 
DIÂMETRO XIMOS 
C
Gr
C
Pa * 
C
Lo * 
ubo 
drão*
s certifica
pecíficos 
S MÁ
ubo 
ande**
das forn
também
ubo 
ngo*
 
ecidas 
 poder 
 
 
TSK 
Acoplamentos Série T METASTREAM® 
 
Procedimento de Seleção 
 
1. Selecione o fator de serviço (SF) apropriado. 
2. Calcule a relação de acoplamento (R) a partir de 
R = kW x 1000 x SF / N 
onde: 
kW = energia nominal do propulsor 
N = velocidade (rev./min.) 
3. Selecione uma junção com a mesma relação ou maior. 
4. Verifique se a capacidade do cubo é adequada. 
5. Verifique se a máxima capacidade de torque é adequada 
para a aplicação. 
6. Verifique a capacidade de velocidade. 
7. Verifique se há necessidade de equilíbrio dinâmico 
adicional. 
8. Especifique a Distância Entre Extremidades do Eixo 
(DBSE). 
 
 
 Exemplo: Motor elétrico de 150 kW para bomba centrífuga 
de 2960 rpm 
R = 150 x 1000 x 1 / 2960 
R = 50.7 kW per 1000 rpm 
 
Seleção: TSK - 0075 
 
Diâmetro cubo padrão de até 65 mm. 
Diâmetro cubo grande de até 90 mm. 
Capacidade de torque máx. - 1790 Nm 
 
Equilíbrio dinâmico adicional não deve ser necessário. 
 
Fator de Serviço – SF 
Sugestões de fatores de serviço para motores elétricos, 
turbinas a vapor e turbinas a gás são fornecidas abaixo. 
 
 
Variação de Torque Fator de Serviço 
Torque Constante Bomba Centrífuga 
Compressor Centrífugo 
Compressor Axial 
Ventilador Centrífugo 
1,0* 
Flutuação de 
Torque Leve 
Bombas de Compressão, 
Lóbulos e Aletas 
Ventilador de Tiragem 
Forçada 
Misturador Serviço Médio 
Soprador de Lóbulos 
1,5 
Flutuação de 
Torque 
Substancial 
Bombas-Pistão 
Misturadores Industriais 
Ventiladores 
2,0 
 
* Use um Fator de serviço mínimo de 1,25 em motores elétricos 
através de uma caixa de câmbio. 
 
 
Os exemplos fornecidos são para máquinas comuns e constituem 
diretrizes empíricas. As características do torque em questão podem 
indicar um fator de serviço diferente. Por exemplo, motores elétricos de 
velocidade variável podem apresentar uma característica de torque 
flutuante. Consulte a John Crane. 
 
 
 
Um programa de seleção baseado em Windows® está disponível para 
a TSK. Este programa de seleção fornece todos os dados técnicos 
necessários, tais como inércias, rigidez torsional, etc. Entre em contato 
com a John Crane. 
 
 
 
Opções Disponíveis 
 
 Junções resistentes a centelhas para ares de operações 
perigosas. 
 Materiais especiais para aplicações de baixa temperatura 
e/ou alta resistência à corrosão. 
 Isolamento elétrico 
. 
 Projetos de limites de torque e pinos rentes. 
Consulte a John Crane para outros requisitos especiais. 
Os acoplamentos Metastream podem ser adaptados para 
virtualmente todas as necessidades de transmissão de 
energia. 
 
 
 
 
TSK 
Acoplamentos Série T METASTREAM® 
 
Alinhamento das Junções 
 
A correta instalação e alinhamento das junções são 
essenciais para um desempenho seguro da maquinaria. 
A John Crane fornece uma série de equipamentos para 
alinhamento de eixos e oferece cursos de treinamento. 
 As forças restauradoras angulares e axiais na tabela abaixo 
são determinadas em deflexões máximas. A tabela pode ser 
usada para determinar forças em toda a faixa de deflexão. As 
características não lineares podem propiciar um sistema para 
evitar vibração axial de alta amplitude. 
 
NOTAS: * Em conformidade com as espe
 sem modificação. 
** Valores baseados em desvio an
extremidade e mínima DBSE. M
desalinhamento é possível aum
 
Recomendações para Equilíbrio
 
O equilíbrio inerente da faixa TSK est
com o padrão 9000-C90 Classe 9 da 
lado relaciona as dimensões TSK com
operacionais com base na Classe 9 d
fornecer um guia geral para determina
equilíbrio dinâmico é necessária. 
 
Quando uma melhoria de equilíbrio é 
Crane equilibra a unidade de transmis
Os cubos também podem ser equilibr
e, normalmente, isso é feito depois de
ntes de fazer as ranhuras de chavetaa
. 
 
 
D
+/+/ Equiv. kN 
DESALINHAMENTO TSK 
Tamanho 
da 
Junção 
FORÇA X DEFLEXÃO 
do
r 
 
 
 
Américas do Norte e Latina 
Morton Grove, Illinois USA 
 
Tel: 1-847-967-2400 
Fax: 1-847-967-3915 
1-800-SEALING 
 
E
S
 
T
F
 
Para uma instalação da John Crane, por favor en
 
Se os produtos apresentados forem usados em 
Visando o desenvolvimento contínuo, as Compa
 
©1999 John Crane Impressão 11/99 
 
esalinhamento 
Paralelo Máx* 
–mm. Momento 
Desalinhamento 
Axial Máx* 
–mm. Empuxo 
 
cificações da NEMA 
gular de 1/2 por 
aior acomodação de 
entando a dimensão C. 
 Max. % de Deslocamento 
 
 
 
á em conformidade 
AGMA. A tabela ao 
 as velocidades 
a AGMA a fim de 
r se uma melhoria de 
solicitada, a John 
são dinamicamente. 
ados dinamicamente 
 usinar o furo, mas 
s. 
 
 
 
Rest. kN 
Ma
x. 
%
 E
m
pu
xo
 A
xia
l 
Ma
x. 
%
 M
om
en
to
 R
es
ta
ur
a
Tam. da Junção 
M
Melhor Equilíbrio 
geralmente não 
é Necessário 
Velocidade Operacional (
 
uropa, Oriente Médio, África 
lough, UK 
el: 44-1753-224000 
ax: 44-1753-224224 
 
Pacífico Asiático 
Cingapura 
 
Tel: 65-222-9161

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.