A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
28 pág.
Encefalo - RESUMO

Pré-visualização | Página 4 de 4

paralisia flácida (paralisia com hipotonia e
hiporreflexia), havendo também atrofia da
musculatura.
Carolina Pithon Rocha | Medicina | 4o semestre
23
lesão de broca - córtex frontal esquerdo
hemiparesia proporcionada - tudo junto
Carolina Pithon Rocha | Medicina | 4o semestre
24
completo é quando pega a face
AVC hemorrágico nessa região não é incomum
quadro de dor - hipoestesia ou parestesia dolorosa -> dormência com dor
Carolina Pithon Rocha | Medicina | 4o semestre
25
nervo oculomotor - mesencéfalo -> topografia - lesão
de tronco
face do mesmo lado por já ter pego o núcleo
oftalmoplegia internuclear - estruturas que fazem com
que tenhamos olhar conjugado
núcleo facial - teto da ponte -> emite para frente e sai
como nervo facial
lesão no tronco nos nervos cranianos seria ipsilateral
e membros contralateral
identificando na medula é ipsilateral
As Fibras de Projeção se
dispõem em dois feixes: o
fórnix e a cápsula interna.
O Fórnix une o córtex do
hipocampo ao corpo mamilar e
contribui um pouco para a
formação do centro branco
medular.
A Cápsula Interna contém a grande maioria das fibras que saem ou entram no córtex
cerebral. Estas fibras formam um feixe compacto que separa o núcleo lentiforme,
situado lateralmente, do núcleo caudado e tálamo, situados medialmente. Acima do
nível destes núcleos, as fibras da cápsula interna passam a constituir a coroa radiada.
Carolina Pithon Rocha | Medicina | 4o semestre
26
Dentre as Fibras de Associação Intra-hemisféricas, citarei
os quatro fascículos mais importantes:
Fascículo do Cíngulo – Une o lobo frontal e o temporal.
Fascículo Longitudinal Superior – Une os lobos frontal,
parietal e occipital. Chamado de fascículo arqueado.
Fascículo Longitudinal Inferior – Une o lobo occipital e
temporal.
Fascículo Unciforme – Une o lobo frontal e o temporal.
HORA DA REVISÃO:
neurônios motores superiores (1º neurônio motor), estão
localizados na faixa motora do córtex cerebral, núcleos do
tronco encefálico para nervos cranianos e na medula
espinal para nervos periféricos. Já os neurônios motores
inferiores, 2º neurônio motor, têm corpos celulares na
medula espinal (corno anterior), e seus axônios
transmitem impulsos através das raízes anteriores e dos
nervos espinais para os nervos periféricos, terminando na
junção neuromuscular.
O sistema piramidal consiste em fibras do neurônio motor superior que descem do
córtex cerebral pela cápsula interna, atravessam a pirâmide medular e, em seguida,
decussam em sua maioria, para descer no trato corticoespinhal lateral, do lado oposto
de sua origem, onde fazem sinapse com interneurônios e neurônios motores inferiores
na medula espinal. Todas as demais influências descendentes sobre os neurônios
motores inferiores pertencem ao sistema extrapiramidal e se originam principalmente
nos núcleos da base e no cerebelo. As fibras motoras que formam os nervos cranianos
e periféricos têm sua origem
nos neurônios motores
inferiores.
Carolina Pithon Rocha | Medicina | 4o semestre
27
ESTUDO DIRIGIDO
- Explique o que é a decussação das pirâmides.
A decussação das pirâmides é um fenômeno que ocorre em todos os animais vertebrados, em que
há um cruzamento das fibras nervosas no plano mediano, de maneira oblíqua, que resulta na
troca de lado destas fibras. Assim, é o lado esquerdo do cérebro que controla o direito, e o
lado direito que controla o lado esquerdo.
- Explique a anatomia do corpo caloso e do fórnix.
Corpo Caloso: é a maior das comissuras inter-hemisféricas. Formado por um grande número de
fibras mielínicas que cruzam o plano sagital mediano e penetram de cada lado no centro branco
medular do cérebro, unindo áreas simétricas do córtex de cada hemisfério. Em corte sagital do
cérebro, podemos identificar as divisões do corpo caloso: uma lâmina branca arqueada dorsalmente,
o tronco do corpo caloso, que se dilata posteriormente no esplênio do corpo caloso e se flete
anteriormente em direção da base do cérebro para constituir o joelho do corpo caloso.
Fórnix: emergindo abaixo do esplênio do corpo caloso e arqueando-se em direção à comissura
anterior, está o fórnix, feixe complexo de fibras que, entretanto, não pode ser visto em toda a sua
extensão em um corte sagital do cérebro. É constituído por duas metades laterais e simétricas
afastadas nas extremidades e unidas entre si no trajeto do corpo caloso. A porção intermédia em
que as duas metades se unem constitui o corpo do fórnix e as extremidades que se afastam são,
respectivamente, as colunas do fórnix (anteriores) e os ramos do fórnix (posteriores). As colunas
do fórnix terminam no corpo mamilar correspondente cruzando a parede lateral do III ventrículo.
Os ramos do fórnix divergem e penetram de cada lado no corno inferior do ventrículo lateral, onde
se ligam ao hipocampo. No ponto em que as pernas do fórnix se separam, algumas fibras passam de
um lado para o outro, formando a comissura do fórnix.
- Cite os giros encontrados na face inferior do encéfalo.
Giros: Giro Temporal Superior; Giro Temporal Médio e Giro Temporal Inferior.
- Cite 4 núcleos da base.
Os núcleos da base se dividem- em quatro núcleos:
(1) estriado: é formado pelos núcleos caudado (cerca de 35% do volume) e putâmen ( 55% do
volume);
(2) globo pálido: divide-se em segmentos externo (lateral) e interno (medial);
(3) substância negra: dividida em parte compacta e reticular;
(4) núcleo subtalâmico: localizado no telencéfalo.
Carolina Pithon Rocha | Medicina | 4o semestre
28
12 pares
I. Nervo Olfatório: sensitivo e olfato
II. Nervo Óptico: sensitivo e visão
III. Nervo Oculomotor; motor e Motricidade dos músculos ciliar,
esfíncter da pupila, todos os músculos extrínsecos do bulbo do
olho, exceto os listados para os nervos cranianos IV e VI
IV. Nervo Troclear/Patético; motor e motricidade do músculo
oblíquo superior do bulbo do olho. É um nervo com parte
sensitiva e motora, também relacionado com a movimentação dos
olhos e a visão.
V. Nervo Trigêmeo: motor e sensitivo e Controle dos
movimentos da mastigação (ramo motor); Percepções sensoriais
da face, seios da face e dentes (ramo sensorial)
VI. Nervo Abducente/Motor ocular externo: motor e
Motricidade do músculo reto lateral do bulbo do olho
VII. Nervo Facial: sensitivo e motor e Controle dos músculos
faciais – mímica facial e liberação de lágrimas e saliva (ramo
motor); Percepção gustativa nos dois terços anteriores da língua
(ramo sensorial).
VIII. Nervo Vestibulococlear/Auditivo: sensitivo e Vestibular:
orientação e movimento. Coclear: audição
IX. Nervo Glossofaríngeo: sensitivo e motor e Percepção
gustativa no terço posterior da língua, percep sensoriais da
faringe, laringe e palato.
X. Nervo Vago/Pneumogástrico: sensitivo e motor e Percepções
sensoriais da orelha, faringe, laringe, tórax e vísceras.
Inervação das vísceras torácicas e abdominais.
XI. Nervo Acessório/Espinhal: motor e Rotação da cabeça e elevação do ombro, inervação dos músculos
esternocleidomastóideo e trapézio.
XII. Nervo Hipoglosso: motor e Motricidade dos músculos da língua (exceto o músculo palatoglosso)
EXAME PRÁTICA
olfatório: cheirar café; óptico, troclear/patético e abducente/motor ocular externo: fazer
H e campos mexer mãos; oculomotor: lanterna na pupila; trigêmeo: passar fio na testa,
bochecha e maxila; facial: botox enrugar testa; vestibulococlear/auditivo: sons ouvido;
glossofaríngeo e vago/pneumogástrico: ver a garganta (mov para vê se ta com infecção),
induzir vômito; acessório/espinhal: elevar ombros, rodar a cabeça pros lados; hipoglosso:
examina a língua em repouso, vê se têm dificuldade para falar, mastigar e engolir.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.