Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
15 pág.
1967-Texto do artigo-8248-1-10-20151201

Pré-visualização | Página 1 de 5

Ciências humanas e sociais | Maceió | v. 3 | n.1 | p. 185-200 | Novembro 2015 | periodicos.set.edu.br
A MENTORIA COMO INFLUÊNCIA DE PESSOAS 
NO AMBIENTE ORGANIZACIONAL
Andrea Christina Cavalcanti Belo1
Sérgio Accioly2
Administração
ISSN IMPRESSO 2317-1693
ISSN ELETRÔNICO 2316-672X
RESUMO
O presente artigo tem como objetivo demonstrar a influência do processo chamado de 
“mentoria” no desenvolvimento de pessoas em seu ambiente de trabalho. A mentoria é 
um modelo de gestão, onde de forma mais ampla gere o indivíduo para aprimorar ou 
desenvolver suas competências. Para tanto, foi aplicado questionário de desenvolvimen-
to próprio, com 15 questões fechadas, onde os entrevistados deveriam assinalar sim ou 
não, em três empresas de Maceió, de diferentes seguimentos, varejo, entretenimento e 
saúde. Os questionários foram aplicados em uma população de 107 funcionários e em 
seguida tirada uma amostra aleatória de 58 questionários para facilitar a apresentação 
dos dados. Os questionários baseavam-se em situações do cotidiano organizacional e 
foram compostos por perguntas do tipo: Você sabe o que é mentoria? No meu ambiente 
de trabalho possuo chefia que me inspira com exemplo, como fonte de conhecimento, 
valores, e comportamentos dignos de serem seguidos? Observou-se que 47% dos en-
trevistados mostraram saber o que é mentoria e 79% afirmaram que a conversa pessoal 
é o meio mais utilizado para interação e trocas de conhecimentos na empresa. Os re-
sultados da pesquisa de campo sinalizaram a influência positiva desse processo para as 
pessoas nas organizações. 
PALAVRAS-CHAVE
Mentoria. Organizacional. Pessoas
ciências humanas e sociais
Ciências humanas e sociais | Maceió | v. 3 | n.1 | p. 185-200 | Novembro 2015 | periodicos.set.edu.br
186 | Cadernos de Graduação
ABSTRACT
This article aims to demonstrate the influence of the process called “mentoring” in the 
development of people in their working environment. Mentoring is a management 
model, which more broadly manages the individual to improve or develop their skills. 
To this end, we applied own development questionnaire with 15 closed questions 
where respondents were to mark yes or no, in Maceió three companies from differ-
ent segments, retail, entertainment and health. The questionnaires were applied in a 
population of 107 officials and then taken a random sample of 58 questionnaires to 
facilitate the presentation of data. The questionnaire was based on the organizational 
everyday situations and were composed of questions such as: Do You know what 
mentoring is? In my work environment has leadership that inspires me with example 
as a source of knowledge, values, and behaviors worthy of emulation? It was observed 
that 47% of respondents showed to know what is mentoring and 79% said personal 
conversation is the most used means of interaction and exchange of knowledge in 
the company. The field survey results indicate the positive influence of that process 
for people in organizations.
KEYWORDS
Mentoring. Organizational. People.
1 INTRODUÇÃO
Acredita-se que o bem-estar pessoal conduz o individuo para uma evolução pes-
soal e profissional, e com isso as organizações são beneficiadas. O interesse em estu-
dar esse tema partiu da vivência no meio organizacional, e em perceber, que pessoas 
geridas de forma mais ampla respondem com maior comprometimento aos processos 
organizacionais, por perceber que o indivíduo se compromete com o gestor a partir de 
toda dedicação e empenho no seu desenvolvimento pessoal e/ou de carreira.
A partir das relações pessoais, percebe-se que há uma grande variância com-
portamental do indivíduo dentro da organização. Observando isso, muitas organiza-
ções têm voltado suas atenções para a transferência de conhecimento no ambiente 
organizacional, acreditando que isso contribuirá para o alcance dos seus objetivos. 
O modelo de gestão de mentoria age diretamente no desenvolvimento pessoal do 
mentorado, tornando-o mais capacitado para seu trabalho e induzindo-o a buscar 
seu desenvolvimento profissional.
A partir disso, muitas empresas estão buscando fazer uso da mentoria como 
influência de pessoas no seu mundo corporativo, para, a partir das melhores compe-
tências humanas, que se alcancem os objetivos da organização. 
Ciências humanas e sociais | Maceió | v. 3 | n.1 | p. 185-200 | Novembro 2015 | periodicos.set.edu.br
Cadernos de Graduação | 187
Observa-se que embora a mentoria exista no dia a dia das organizações, ela 
não é de fato identificada como uma ferramenta usada para o desenvolvimento da 
organização e do indivíduo, no ambiente de trabalho. Sua utilização se dá de forma 
espontânea agregando de forma “não” planejada o modelo de aprendizado cognitivo.
Em nível mundial ou nacional, observam-se algumas organizações, utilizando 
de forma eficiente e obtendo resultados satisfatórios desse tipo de gestão.
Porém, o que se percebe nas empresas pesquisadas, na cidade de Maceió, é que 
este sistema organizacional, embora tenha sido adotada por algumas empresas, não é 
aplicada de forma eficiente em função de um não-conhecimento aprofundado das pes-
soas responsáveis por sua gestão, informações obtidas a partir do questionário aplicado. 
É preciso entender o funcionário, e que isso gera um desafio para o gestor, em 
buscar compreender a personalidade humana: o ser emocional e o racional. O foco 
na competência estratégica e técnica não é certeza da eficácia da atuação gerencial, 
que dentro das suas funções deve-se formar sua equipe em situação realista de tra-
balho, tendo em vista a flexibilidade e a agilidade organizacional impostas, muitas ve-
zes, pelo ambiente de desafios competitivos cada vez maiores. Com isso, o intuito foi 
identificar a aplicabilidade desse modelo de gestão em empresas alagoanas a fim de 
evidenciar os beneficíos pessoais e operacionais nesses profissionais e organizações. 
Sendo assim, este estudo avalia o emprego desse tipo de gestão nas três orga-
nizações (analisadas) de Maceió face ao desenvolvimento do profissional e modifi-
cação dos processos de relação entre o empregado e o empregador, tornando mais 
eficiente, permitindo a implantação de um sistema que vise melhorar o desempenho 
do funcionário, como alternativa de uso nos devidos segmentos organizacionais. 
Este artigo contém quatro capítulos subdivididos em doze subcapítulos, onde 
no primeiro, fala-se em mentoria e seus tipos. Depois, trata-se da metodologia e, em 
seguida, abordam-se os resultados.
2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
2.1 MENTORIA
Para Vergara (2010) Mentoria é a ação de influenciar, aconselhar, ouvir, ajudar a 
clarificar ideias e a fazer escolhas, guiar. Mentor é aquele que o auxilia a aprender al-
guma coisa que você, sozinho não poderia aprender ou, pelo menos, teria dificuldade. 
De acordo com Sousa e Rigo (2007, p. 2), em 2002 foi realizada uma pesquisa no 
Brasil em empresas de médio e grande porte, sobre as práticas de Recursos Humanos 
e constatou-se que apenas 12% delas tinham programas formais de incentivos às prá-
Ciências humanas e sociais | Maceió | v. 3 | n.1 | p. 185-200 | Novembro 2015 | periodicos.set.edu.br
188 | Cadernos de Graduação
ticas de mentoria. Por outro lado, uma pesquisa realizada pela Work Fundation, na In-
glaterra revelou que 73% das empresas utilizavam formalmente práticas de mentoria.
No Brasil, programas de mentoria estão iniciando e empresas como Promon, 
Natura e Petrobrás; as quais adotaram a prática de mentoria nos últimos anos 
(BERNHOEFT, 2003).
Na visão de Kram (1988), mentores são geralmente definidos como indivíduos 
com avançada experiência e conhecimento, os quais são responsáveis por dar supor-
te e promover a mobilidade ascendente de carreira para seus protegidos. Ampliando 
esta linha de pensamento, Shea (2001) diz que os mentores são aqueles seres espe-
ciais que surgem
Página12345