A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
Transtornos afetivos (depressao), do sono, ansiedade - RESUMO

Pré-visualização | Página 1 de 1

Carolina Pithon Rocha | Medicina | 4o semestre
1
Transtorn� afetiv� (depressã�), d� son�,
ansiedad�
CORRELAÇÃO CLÍNICA DE SINAPSE E NEUROTRANSMISSORES
estresse agudo -> resposta simpática
estresse crônico -> reduz cortisol - aumentando a atividade inflamatória do sistema
imunológico
citocinas inflamatórias acabam atuando desinibindo
Carolina Pithon Rocha | Medicina | 4o semestre
2
O Sistema límbico não é propriamente um lobo. Ele é muito difuso. Circuito de papeis -
geraria ou modular os circuitos de emoções.
- hipocampo
- giro parahipocampal
- fórnix
- corpos mamilares
- giro do cíngulo
- hipotálamo
Modular nossas emoções - medo, prazer, raiva
circuito de papez -> imaginava que a saída do circuito seria o hipocampo que através do giro
levaria um estímulo ao fórnix que parariam nos corpos mamilares e se direcionariam para
outras regiões como tálamo, córtex pré frontal…
Carolina Pithon Rocha | Medicina | 4o semestre
3
SISTEMA LÍMBICO
emoções -> sentimentos subjetivos que suscitam manifestações fisiológicas
(SNAutonomo) e comportamentais (SNSomatico).
composto pelo circuito de papez (memória), amígdala e área septal (emoções)
estruturas localizadas na face medial de cada hemisfério
estrutura verde -> giro do cíngulo
rosa - hipocampo e atrás o giro para hipocampal
Circuito de Papez -> formado pelo hipocampo que lia informações dos corpos
mamilares, dos núcleos anteriores do tálamo que iria conversar com o giro do cíngulo,
giro para-hipocampal e voltar para o hipocampo.
Córtex cingular anterior:
função - emoções especialmente tristeza
lesão - domestica animais, tratamento de psicóticos agressivos
depressão severa -> córtex cingular anterior é mais delgado, mais fino
Córtex insular: empatia, sensação de nojo, conhecimento da própria fisionomia e
percepção dos componentes subjetivos das emoções
Hipotálamo: função - regulação dos processos emocionais -> manifestações periféricas
das emoções SNA -> taquicardia
Núcleo accumbens: função - centro do prazer -> é o mais importante componente do
sistema mesolímbico (sistema recompensa). Se encontra na base
Habenula -> regulação dos níveis de dopamina; frustração (não recompensa). Lesão ->
melhora no quadro depressivo
Hipocampo -> memória
Carolina Pithon Rocha | Medicina | 4o semestre
4
algo que nos causa uma emoção muito grande + ou - tende a ser aqueles eventos que a gnt
nunca esquece.
região anterior tálamo - cognição
hipotálamo -> emoções - ação de modular respostas endócrinas ou autonômicas
formação reticular - conjunto anárquico de diversos pequenos núcleos desenvolvidos no
nosso núcleo encefálico.
Funções - no ciclo sono-vigília, características do nosso sono, controle ou modulação
de comportamento, de movimento…
núcleos ou locus coeruleus -> é um núcleo que fica na ponte e é noradrenérgico que
inicia o nosso sistema de vigilância, mantém o nosso córtex aceso.
Carolina Pithon Rocha | Medicina | 4o semestre
5
síndrome do encarceramento/locked in -> quando ficamos conscientes, mas perdemos
a capacidade de nos movermos. Isso acontece quando pegamos as fibras motoras
lesionadas e o locus coeruleus continua preservado. Parece que o paciente está em
coma. Mas ele está acordado, vê tudo que está acontecendo, mas não consegue se
mexer.
existe uma interseção entre eles
age no lobo frontal (comportamento), lobo occiptal
modulação do nosso humor (felicidade), controlar funções autonômicas (digestivas),
motoras.
Carolina Pithon Rocha | Medicina | 4o semestre
6
em excesso -> hiperalucinacao, comportamentos autodestrutivos (expõe pessoas a
riscos), hipersexualizados, síndromes serotoninérgicas, delirium
Na depressão -> menos serotonina, dopamina. Antidepressivos-> aumentam nosso
nível de serotonina nas sinapses.
papel igualmente importante tanto de ativação do SN, sono-vigília
vias ascendentes, e parte descendentes que vai lá para medula. Durante o sono temos
às fases de sono morrein (locus ceruleus - redução significativa da atividade, sono
mais superficial), sono rrein (aumento da ativação do locus ceruleus -> estímulos, mss
inibem os nossos movimentos) é o sono profundo -> atômica, onde têm ativação do
córtex -> começamos a "sonhar" devido a hiperativação do córtex. Corpo bem
relaxado.
excesso -> transtornos de ansiedade -> insônia inicial, hiperativação
A ativação do corpus cerelus ao córtex é tão alta que -> paralisia do sono -> atomia do
nosso corpo, não conseguimos nos mexer.
Carolina Pithon Rocha | Medicina | 4o semestre
7
substância negra -> acaba tempo papel fundamental no controle motor e pouco no cognitivo.
papel importante -> pegando a parte dos núcleos dá base e regiões mais frontais. Na base ->
temos núcleo accumbens -> núcleo dá recompensa (sensação de prazer acaba ativando esse
núcleo).
O prazer libera dopamina.
poda neuronal -> apoptose de neurônios. A criança é atacada, quieta, imaginativa ->
perde esses neurônios na adolescência -> comportamentos mais responsáveis
antidopaminérgica para tratar esquizofrenia
tronco encefálico -> teto, tegmento, base
evitar hiperestimulacoes
doença psiquiátrica, uma das mais
comuns perdendo para depressão. O
Brasil é o país que mais tem.
redução da serotonina e aumento da
noradrenalina.
insônia inicial, sintomas
antecipatórios
Generalizado, síndrome do pânico …..
descarga adrenérgica constante
pessoas que têm pânico - costumam ter agorafobia - medo/desconforto de sair de casa
Carolina Pithon Rocha | Medicina | 4o semestre
8
contraposição do estímulo adrenérgico excessivo
ansiolíticos -> rivotril -> benzodiazepínicos -> agem nos receptores GABAa -> são
agonistas desses receptores -> ativando os -> consegue dar sono -> diminuição da
ativação cortical cerebral.
ansiolítico usados para tratar os sintomas de ansiedade. Mas não é o que trata.
Carolina Pithon Rocha | Medicina | 4o semestre
9
depressão - transtorno depressivo maior
redução da atividade da serotonina e dopamina
alteração do sono pois pode ter aumento de noradrenalina - dorme, acorda de
madrugada e não consegue mais dormir
humor deprimido, pensamentos autodepreciativos, desatenção, lentificado
Carolina Pithon Rocha | Medicina | 4o semestre
10
medicamentos agem nas monoaminas - aumentando o seu aporte principalmente a
serotonina para melhorar os sintomas.
Antidepressivos agem em vias diferentes - inibidores da MAO -> aumentando
serotonina na fenda sináptica
inibindo a recaptação de serotonina - aumentando a serotonina na fenda
inibidores da serotonina e noradrenalina - sintomas de fadiga
Serotonina - emoções, modula sensações
Noradrenalina -> gás , energia, concentração, memória
Dopamina -> prazer

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.