A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
67 pág.
Comunicação científica - aspectos introdutórios

Pré-visualização | Página 1 de 3

Comunicação científica: aspectos 
introdutórios 
Fernando Leite 
Michelli Costa 
michellicosta11@gmail.com 
 
 
Universidade de Brasília 
Faculdade de Ciência da Informação 
mailto:michellicosta11@gmail.com
Como se produz, comunica e utiliza 
conhecimento na sociedade? 
PRODUÇÃO 
DISSEMINAÇÃO USO 
Informação & 
Conhecimento 
Contextos da comunicação da 
informação 
 A comunicação da informação ocorre em diferentes 
contextos, como, por exemplo: 
 
 contexto da comunicação científica 
 contexto da comunicação tecnológica 
 contexto da comunicação organizacional 
 contexto da comunicação para negócios 
 contexto da comunicação comunitária 
 contexto da comunicação governamental 
 
Comunidade Científica 
Sentido estrito: 
 
 Agrupamento de pares que compartilham um 
tópico de estudo, desenvolvem pesquisas e 
dominam um campo de conhecimento 
específico, em nível internacional. 
 
Sentido amplo: 
 Definida pelo agrupamento de atrizes/atores 
diversas(os) que constituem o sistema 
científico: pesquisadoras(es), editores, 
bibliotecas, provedores de acesso, agências de 
fomento, sociedades científicas e outros. 
 
Costa (2000) 
Como se produz, comunica e 
utiliza conhecimento 
científico? 
Pesquisa científica 
Pressupõe método científico. É envolvida pelo conjunto de normas 
e padrões que indicam aquilo que constitui conhecimento 
científico: 
 novo 
 sistematicamente obtido 
 validado pela comunidade científica 
Pesquisa científica 
Trabalho de pesquisadoras(es) de diferentes campos do 
conhecimento, realizado por meio de um conjunto 
sistemático e ordenado de etapas, guardadas as 
diferenças entre disciplinas, abordagens, métodos e 
outros aspectos do mundo da ciência. 
Processo da pesquisa científica 
Problema; Objetivos; 
Hipóteses/Perguntas da pesquisa 
Possíveis metodologias Revisão da literatura 
Escolher método específico 
de investigação 
Criar/adotar 
modelo/referencial teórico 
Realizar investigação 
Analisar resultados 
Conclusões 
Costa (material de aula) 
Discutir resultados e inseri-
los no contexto 
(Contribuição do estudo ao corpo 
de conhecimentos já estabelecido) 
Estudo piloto (quando pertinente) 
O sistema de comunicação científica 
É um mecanismo complexo constituído de uma variedade de 
elementos (atrizes(atores), processos, canais) que são intimamente 
ligados/relacionados e que interagem uns com os outros. Todas as 
partes são importantes para o funcionamento normal do sistema e a 
nenhuma parte deve ser dada preferência sobre as outras. 
O sistema de comunicação científica: 
componentes 
• Criadoras(es) / autoras(es) / pesquisadoras(es). 
• Ideias, conhecimentos gerados, informação. 
• Canais informais (colégios invisíveis, conferências, listas, blogs…). 
• Canais formais (literatura científica: periódicos, livros…). 
• Meios de distribuição e acesso. 
• Usuárias(os) (pesquisadoras(es) e pesquisadoras(es) em 
potencial). 
• Instituições. 
O sistema de comunicação científica: 
atores 
Atrizes/atores: 
 
 Pesquisadoras(es) - autoras(es) 
 Pesquisadoras(es) – leitoras(es) 
 Agências de fomento 
 Universidades 
 Institutos de pesquisa 
 Sociedades científicas 
 Editores 
 Bibliotecas 
 Contribuintes (cidadãs(os) que pagam 
impostos) 
“A comunicação situa-se no próprio coração da 
ciência. É para ela tão vital quanto a própria pesquisa, pois 
a esta não cabe reivindicar com legitimidade este nome 
enquanto não houver sido analisada e aceita pelos 
pares. Isso exige, necessariamente, que seja comunicada. 
Ademais, o apoio às atividades científicas é dispendioso, e os 
recursos financeiros que lhes são alocados serão 
desperdiçados a menos que os resultados das pesquisas 
sejam mostrados aos públicos pertinentes. Qualquer que 
seja o ângulo pelo qual examinemos, a 
comunicação eficiente e eficaz constitui parte 
essencial do processo de investigação científica” 
Meadows (1999) 
Comunicação científica: definições 
Conjunto de todas as atividades que englobam a produção, 
disseminação e uso da informação desde o início do processo de 
criação científica, o seu princípio, em que as idéias da pesquisa 
são geradas, até o momento da aceitação dos resultados como 
parte do corpo de conhecimento científico (GARVEY, 1979). 
Produção Uso Disseminação 
Portanto... 
 
A produção do conhecimento ocorre sempre a 
partir de resultados anteriores. 
 
 
A produção do conhecimento é viabilizada mediante 
processos de comunicação científica! 
“Se eu vi mais longe do que outros, foi por estar sobre os ombros 
de gigantes” Isaac Newton (1676) 
Portanto... 
Pesquisadores consomem e 
comunicam informação do 
princípio ao fim da pesquisa 
 
Informação constitui input e 
output da produção do 
conhecimento. 
 
 
A ciência depende da ampla 
difusão daquilo que é produzido! 
A ciência depende de processos 
de comunicação! 
O Sistema de Comunicação Científica 
Nesse contexto o periódico científico se tornou 
um dos principais meios de comunicação entre 
pesquisadores. 
 
 
O Sistema de Comunicação Científica 
Elementos do sistema 
de comunicação 
científica, suas 
funções e processos 
mudam em função do 
tempo e dos avanços 
tecnológicos. 
 
 
Funções da Comunicação 
Científica 
4 
ARQUIVAMENTO 
Preservar a 
pesquisa para o 
uso futuro 
3 
CIRCULAÇÃO 
Assegurar a 
acessibilidade à 
pesquisa 
2 
CERTIFICAÇÃO 
Certificação da 
Validade/qualidade 
da pesquisa 
1 
REGISTRO 
Estabelecimento 
da propriedade 
intelectual 
 
Funções da Comunicação Científica 
(Roosendaal & Geurts) 
 
Prover à(ao) cientista 
as melhores respostas 
a questões específicas 
Contribuir para que 
a(o) cientista esteja 
ciente de novos 
desenvolvimentos em 
seu campo de 
atuação 
Estimular cientistas a 
buscarem novos 
conhecimentos além 
de suas áreas de 
interesses 
Divulgar principais tendências 
de áreas emergentes, 
fornecendo aos cientistas idéia 
da relevância de seu trabalho 
Testar a confiabilidade 
de novos 
conhecimentos, diante 
da possibilidade de 
testemunhos e 
verificações 
Redirecionar ou 
ampliar o rol de 
interesse das(os) 
cientistas 
Fornecer feedback 
para o 
aperfeiçoamento 
da produção do(a) 
pesquisador(a). 
 Informação científica é entrada e saída do sistema de produção do 
conhecimento científico 
 O fluxo da informação que alimenta e que resulta das atividades de pesquisa 
é promovido pelo sistema de comunicação científica 
 Quanto mais rapidamente e completamente pesquisadores receberem a 
informação científica que necessitam mais e melhores resultados serão 
obtidos e à custos menores 
 A comunicação rápida e adequada aos resultados de pesquisa influencia o 
desempenho das instituições e o avanço científico. 
Informação científica 
Fluxo da informação científica 
Bibliotecas 
Acadêmicas Editora 
Editor 
Avaliadores 
(pares) 
Criação 
Manuscritos 
Disseminação 
Publicação (Registro e 
Certificação) 
Reutilização 
ACRL Scholarly Communication 101 
Fluxo da informação científica 
Canais de comunicação científica 
CANAIS FORMAIS CANAIS INFORMAIS 
Periódicos científicos 
Livros 
Capítulos de livros 
Obras de referência 
Reuniões 
Contatos interpessoais 
Participação em eventos 
Listas de discussão 
PESSOA A PESSOA LITERATURA CIENTÍFICA 
Relatórios científicos Recursos não formais 
Canais de comunicação científica 
Consolidação da ciência 
(literatura científica) 
Construção da ciência 
(trocas informais) 
Diferenças disciplinares X canais de 
comunicação científica 
CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS 
periódico; maior uso das TIC’s; publicação em co-autoria; estrutura rígida do 
texto; metodologias quantitativas, experimentos. ENGENHARIAS: eventos, 
idem. 
 
CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS 
livro e periódico; menor uso das TIC’s; publicação de mais de um(a) autor(a) 
em crescimento; estrutura de texto flexível (importância da revisão da 
literatura); métodos mistos (quantitativos

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.