Anatomia Locomotora/ Anatomia do Aparelho Locomotor - Generalidades
20 pág.

Anatomia Locomotora/ Anatomia do Aparelho Locomotor - Generalidades


DisciplinaAnatomia do Aparelho Locomotor7.626 materiais172.756 seguidores
Pré-visualização2 páginas
ANATOMIA HUMANA	
Ciência que estuda macroscopicamente (exame geral) e microcroscopicamente (microscópio) a forma e estrutura do corpo humano e suas relações. [Ana = em partes; tomein = cortar]
Ramos da Anatomia
Citologia ( Estudo da célula
Histologia ( Estudo dos tecidos e da formação dos órgãos
Embriologia ( Estudo do desenvolvimento do indivíduo
Anatomia Radiológica ( Estudo por meio de Raios X
Anatomia Antropológica ( Estudo dos tipos raciais
Anatomia Biotipológica ( Estudo dos tipos morfológicos
Anatomia Comparativa ( Estudo comparado de espécies
Anatomia de Superfície ( Estudo dos relevos morfológicos superficiais
Variação Anatômica, Normalidade, Anomalia e Monstruosidade
Variação Anatômica ( diferenças morfológicas entre diferentes indivíduos ou órgãos sem prejuízo para a função. Ex.: a postura de indivíduos, diferenças no tamanho da cabeça entre raças, etc.
Normalidade ( padrão que ocorre no corpo do indivíduo, ocorre na maioria dos casos, é mais freqüente estatisticamente. Ex.: o coração, normalmente, se localiza na região do mediastino médio.
Anomalia ( Variações morfológicas que acarretam prejuízo funcional. Ex.: o indivíduo nascer com um dedo a mais em uma das mãos.
Monstruosidade (Anomalia acentuada incompatível com a vida. Ex.: Agenesia (não formação) do encéfalo.
\ufffd
NOMENCLATURA ANATÔMICA
Critérios para adoção de nomes anatômicos:
Forma: músculo trapézio
Trajeto: artéria circunflexa da escápula
Relação com o esqueleto: artéria radial
Conexões ou interrelações: ligamento sacro-ilíaco
Função: músculo levantador da escápula
Critério misto: músculo flexor superficial dos dedos (função e situação)
POSIÇÃO ANATÔMICA
Objetivo:
Posição padrão para evitar termos diferentes nas descrições anatômicas
Posição bípede (em pé)
Corpo ereto
Face voltada para frente
Membros superiores estendidos ao longo do corpo, com as palmas das mãos voltadas para frente
Membros inferiores unidos, com as pontas dos pés voltadas para frente
	\ufffd
PLANOS DE DELIMITAÇÃO
Anterior ou Ventral
Posterior ou Dorsal
Superior ou Cranial
Inferior ou Podálico
Lateral
PLANOS DE SECÇÃO
(Dividir/Cortar)
SAGITAL - Divide o corpo em 2 partes simétricas (Direita e Esquerda)
FRONTAL OU CORONAL - Divide o corpo em 2 partes diferentes (Anterior e Posterior)
TRANSVERSAL OU HORIZONTAL - Divide o corpo em 2 partes diferentes
(Superior e Inferior)
EIXOS DE MOVIMENTO
LÁTERO LATERAL
Cruza os lados direito e esquerdo, orientando os movimentos de Flexão e Extensão, perpendicular ao Plano Sagital
ÂNTERO POSTERIOR
Cruza as partes anterior e posterior, orientando os movimentos de Abdução e Adução, perpendicular ao Plano Frontal
LONGITUDINAL OU CRÂNIO PODÁLICO
Cruza as partes superior e inferior, orientando os movimentos de Rotação Medial e Rotação Lateral, perpendicular ao Plano Horizontal ou Transversal
DIVISÃO DO CORPO HUMANO
 Cabeça 		( Crânio (crânio neural) \u2013 proteção do encéfalo
			( Face (crânio visceral) \u2013 sistemas viscerais
 Pescoço 	( União da cabeça com o tronco.
 Tronco 		( Tórax
			( Abdome
			( Pelve
 Membros 	( Superior (raiz, região do ombro e partes livres, braço, antebraço e mão).
	( Inferior (raiz, região do quadril e partes livres, coxa, perna e pé).
\ufffd
SISTEMA ESQUELÉTICO / OSTEOLOGIA
Osteologia é a parte da Anatomia Humana que estuda os ossos, que são estruturas rígidas, esbranquiçadas e resistentes, que apresentam, em um adulto, a quantidade de aproximadamente 206 ossos. Em conjunto, os ossos formam o esqueleto.
TIPOS DE ESQUELETO
Podemos apresentar o esqueleto de várias formas, de acordo com o critério estabelecido:
A \u2013 esqueleto articulado \u2013 as peças ósseas estão unidas.
B \u2013 esqueleto desarticulado \u2013 as peças ósseas estão isoladas umas das outras.
C \u2013 exoesqueleto \u2013 esqueleto externo, apresentado em alguns animais (p. ex.: tartaruga).
D \u2013 endoesqueleto \u2013 esqueleto interno, apresentado em animais mais avançados na escala evolutiva e no próprio homem.
DIVISÕES DO ESQUELETO
Podemos dividir o esqueleto em duas grandes porções:
Esqueleto axial: forma o eixo do corpo, e é composto pelos ossos da cabeça, pescoço e tronco (tórax e abdome)
Esqueleto apendicular: forma os membros, está apensa ao esqueleto axial
A união entre as duas é feita por cinturas: escapular, composta por escápula e clavícula, e pélvica, composta pelos ossos do quadril.
	CATEGORIA
	NÚMERO DE OSSOS
	ESQUELETO AXIAL
CABEÇA
COLUNA VERTEBRAL
TÓRAX (COSTELAS/ESTERNO)
	
29 (22+7)
26
25
	80
	ESQUELETO APENDICULAR
CINTURA ESCAPULAR
MEMBROS SUPERIORES
CINTURA PÉLVICA
MEMBROS INFERIORES
	
04
60
02
60
	126
	TOTAL
	206
	206
\ufffd
FUNÇÕES DO ESQUELETO
P
ROTEÇÃO: protege de lesões órgãos vitais internos
	
		
S 
UPORTE: atua como arcabouço do corpo, dando sustentação aos tecidos moles e provendo pontos de fixação para a maioria dos músculos do corpo.
M
OVIMENTO: músculos fixados ao esqueleto e ossos se relacionando por articulações móveis, determinam o tipo e a amplitude do movimento que o corpo é capaz de fazer.
D
EPÓSITO DE MINERAIS: Cálcio, fósforo, potássio e outros minerais são estocados nos ossos do esqueleto. Estes minerais podem ser mobilizados e distribuídos pelo sistema vascular sangüíneo e para outras regiões do corpo.
H
EMATOPOIESE: A medula óssea vermelha de certos ossos produz as células sangüíneas encontradas no sistema circulatório.	
\ufffd
CLASSIFICAÇÃO DOS OSSOS
LONGOS: Comprimento maior que a largura e espessura.
	
Úmero	 Rádio	 Ulna	 Fêmur	 Tíbia 	Falanges
CURTOS: comprimento, largura e altura se equivalem.
	
Carpo (mão)				Tarso (pé)
PLANOS OU LAMINARES: Comprimento e largura equivalentes, sendo maiores que a espessura.
Escápula	Frontal	 Parietal	Occipital
IRREGULARES: Formas variadas, não se encaixando em nenhuma das categorias anteriores.
Vértebras	Esfenóide	Etmóide
PNEUMÁTICOS: Presença de cavidades com ar, cuja função é atuar na fala.
Frontal	Maxilar	Esfenóide
SESAMÓIDES: o que os caracteriza é o local onde estão inseridos: dentro de cartilagem (tendão) ou dentro de cápsula articular.
.
Patela	 Pisiforme	Hióideo
\ufffd
TIPOS DE SUBSTÂNCIA ÓSSEA
 
Substância Óssea Compacta (A): as lamínulas de tecido ósseo estão firmemente aderidas umas äs outras, sem espaço livre interposto. É um tipo mais denso e rijo.
Substância Óssea Esponjosa (B): as lamínulas de tecido ósseo são mais irregulares em forma e tamanho, deixando espaços entre si.
Periósteo: delicada membrana conjuntiva, revestindo todo o osso, exceto as superfícies articulares.
ELEMENTOS DESCRITIVOS DA SUPERFÍCIE ÓSSEA
	Saliências
	Servem para articular ossos ou para fixar músculos, ligamentos, etc.
	Cabeça
	Superfície globosa, serve como superfície articular
	Côndilo
	Tubérculo ósseo arredondado que sustenta uma parte de uma articulação
	Face
	Superfície articular achatada ou pouco profunda
	Crista
	Superfície estreita e alongada. Serve como ponto de fixação
	Epicôndilo
	Processo proeminente acima ou lateralmente ao cöndilo, serve para fixação
	Eminência
	Superfície saliente, serve como ponto de fixação
	Tubérculo
	Uma pequena proeminência arredondada. Serve como ponto de fixação
	Tuberosidade
	Uma saliência rugosa, serve como ponto de fixação
	Trocânter
	Um grande processo para inserção muscular
	Processo
	Saliência óssea acentuada, serve como ponto de fixação
	Linha
	Crista pequena e pouco saliente, serve como ponto de fixação
	Espinha
	Superfície pontiaguda, serve como ponto de fixação
	Tróclea
	Superfície articular em forma de carretel.
	Depressões
	Assim como as saliências, podem
Rodrigo
Rodrigo fez um comentário
Excelente trabalho. Pode me enviar por email sbdigo@hotmail.com
0 aprovações
Carregar mais