A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
Questões de residência - OBSTETRÍCIA com gabarito [parte 2]

Pré-visualização | Página 1 de 5

Caderno de questões
Obstetrícia 2021.2
Monitoras:
Ayla Nóbrega, Louyse Morais e
Raquel Hoffmann
LISTA DE QUESTÕES - OBSTETRÍCIA
3ª PROVA
MONITORAS: AYLA NÓBREGA, LOUYSE MORAIS E RAQUEL HOFFMANN
1. Raquel, 33 anos, G4P3A0C2 com IG de 27 semanas e 4 dias, vem à consulta apresentando
sangramento vaginal há uma hora, sem outras queixas. Ao exame físico, PA 122x71 mmHg,
FC 87 bpm, altura uterina 25 cm, tônus uterino normal, dinâmica uterina negativa, situação
transversa, BCF 142 bpm. Ao exame especular, observou-se uma pequena quantidade de
sangue saindo pelo orifício cervical externo. A conduta é:
a. Solicitar ultrassonografia
b. Solicitar toque vaginal
c. Solicitar RNM
d. Realizar toque e solicitar ultrassonografia
2. O acretismo placentário está comumente associado a:
a. Descolamento prematuro da placenta
b. Nuliparidade
c. Placenta prévia
d. Útero bicorno
3. Giovanna, multípara, com idade gestacional de 36 semanas, procura atendimento no HULW
referindo uma intensa dor abdominal, que começou há 30 minutos. Além disso, refere
sangramento vaginal iniciado há cerca de 15 minutos. Ao exame físico, PA normal, FC 60
bpm, colo pérvio para 5 cm e bolsa íntegra. O útero se encontra hipertônico. Na vagina,
observa-se sangue em moderada quantidade, exteriorizando do colo do útero. Um dos
diagnósticos e a conduta são, respectivamente:
a. Descolamento prematuro de placenta, amniotomia para indução do parto.
b. Placenta prévia centro-total, cesária
c. Descolamento prematuro de placenta, cesária
d. Placenta prévia centro-total, parto por via obstétrica
e. Placenta de inserção baixa, pegar acesso venoso calibroso e administrar inibina.
4. Joana, 27 anos, vem para iniciar pré-natal. É hipertensa crônica diagnosticada aos 22 anos de
idade, fez uso de enalapril por 3 anos e, após mudança de hábitos de vida, suspendeu o
tratamento medicamentoso. Tem diabetes tipo 2, usava metformina antes de engravidar que
também suspendeu. Idade gestacional de 9 semanas, assintomática. Ao exame clínico inicial,
apresenta pressão arterial de 166x102mmHg, confirmada em segunda ocasião. Nesse
momento, qual é a conduta com relação à pressão arterial?
a. Tratamento medicamentoso ambulatorial.
b. Tratamento endovenoso em regime de internação.
c. Sulfato de magnésio em regime de urgência.
d. Não há necessidade de tratamento pressórico.
5. Valéria, 33a, G3P2C0A0, IG 37s, chega à Maternidade após crise convulsiva há 1 hora
(tônico-clônica generalizada). Refere dor de cabeça de forte intensidade há 3 dias.
Antecedentes pessoais: primeiro filho com o atual parceiro, nega complicações em gestações
anteriores. Exame físico: PA= 142x86 mmHg, FC= 86 bpm, FR= 22 irpm; Edema em face,
mãos, membros inferiores, exame neurológico: normal. Exame ginecológico: altura uterina
35cm, ausência de contrações, feto cefálico. Plaquetas= 230.000 mm3 , RNI= 1,02,
creatinina= 0,9mg/dL, AST= 15 UI/L, bilirrubina total= 0,8 mg/dL, relação
proteína/creatinina urinária= 0,4. Cardiotocografia: A CONDUTA É:
A) Sulfato de magnésio e parto cesárea imediato.
B) Tomografia computadorizada de crânio e parto cesárea imediato.
C) Sulfato de magnésio e indução de parto.
D) Tomografia computadorizada de crânio e indução de parto.
6. Beatriz, 15a, G1P0C0A0, comparece à consulta pré-natal, com idade gestacional 35 semanas,
queixa-se de dor em hipocôndrio direito, náuseas e ganho de 1 kg em 1 semana. Exame físico:
PA= 130x90 mmHg, Exame ginecológico: altura uterina de 32 cm, batimentos cardíacos
fetais= 130 bpm. A CONDUTA É:
 A) Internação para cesárea de emergência.
 B) Internação, exames e avaliação de vitalidade fetal.
 C) Retorno em 7 dias com exames e avaliação de vitalidade fetal.
 D) Orientar dieta, repouso, controle de pressão e retorno em pré-natal em 7 dias.
7. Isabela, G1P0A0, 18 anos, negra, com 37 semanas e três dias de gravidez, chegou ao
pronto‐socorro com queixa de dor epigástrica e escotomas. Na triagem, foram verificadas
pressão arterial de 170 x 110 mmHg e frequência cardíaca fetal de 140 bpm, com
variabilidade presente e aparentemente normal. Há apenas uma técnica de enfermagem e ela
não consegue atender a todas as solicitações ao mesmo tempo. Com base nessa situação
hipotética, assinale a alternativa que apresenta a primeira conduta que ela deverá adotar.
A) administrar anti‐hipertensivo oral para controle da pressão arterial
B) colher exames laboratoriais de rotina hipertensiva
C) encaminhar paciente para cesariana imediata
D) administrar anti‐hipertensivo intravenoso para controle da pressão arterial
E) administrar dose de ataque de sulfato de magnésio
8. Alana, G2P1A0, IG 32 s, com 1 parto vaginal há 3 anos, vem ao pronto atendimento com
queixa de corrimento de odor fétido há 6 dias, inicialmente em pequena quantidade, hoje
chegou a molhar a roupa. Ao exame clínico, bom estado geral afebril, FC114, PA 10x7, altura
uterina 27 cm, BCF 162, dinâmica uterina 3 contrações fracas em 10 minutos. Forro vaginal
úmido. Aspecto de forro vaginal e de exame especular abaixo. Colo médio, 2cm de dilatação.
Qual deve ser a conduta obstétrica?
A) Inibição do trabalho de parto.
B) Indução de parto.
C) Realização de cerclagem do colo.
D) Tratamento antimicrobiano vaginal.
9. Lisbela de 23 anos, G1P0, com 35 semanas de gestação, apresenta infecção por HIV, em
terapia antirretroviral correta. Carga viral indetectável realizada há 3 dias. A via de parto
recomendada e a conduta, quanto à utilização de antirretroviral profilático no parto, são:
A) parto cesário eletivo, a partir da 38a semana; utilizar zido-vudina por via intravenosa três
horas antes do parto.
B) parto segundo indicação obstétrica, podendo ser vaginal; utilizar zidovudina por via
intravenosa três horas antes do parto.
C) parto cesário eletivo, a partir da 38a semana; utilizar zido-vudina por via intravenosa no
momento do parto.
D) parto segundo indicação obstétrica, podendo ser vaginal; manter terapia antirretroviral
habitual oral.
10. Gestante G1P0A0, IG 30s, procura a maternidade referindo perda de líquido claro, em grande
quantidade, há 4 horas. Nega intercorrências pré-natais. Nega dores. Refere boa
movimentação fetal. Exame obstétrico: altura uterina de 25 cm, foco de 148 bpm, dinâmica
uterina ausente. Exame especular: saída de líquido claro pelo orifício externo do colo. A
melhor conduta é:
A) não realizar o toque vaginal, colher cultura para estreptococo do grupo B e iniciar
corticoide e tocolítico.
B) realizar o toque vaginal e se houver dilatação cervical superior a 4 cm, prescrever
corticoide e tocolítico.
C) não realizar o toque vaginal, colher cultura para estreptococo do grupo B e prescrever
corticoide.
D) realizar o toque vaginal e se não tiver dilatação, observação e prescrever corticoide.
E) realizar o toque vaginal e dependendo do índice de Bishop, prescrever ocitocina ou
misoprostol.
11. Paula, G1P0A0, 24 anos, 33 semanas, apresenta-se ao centro obstétrico com queixa de perda
líquida genital em grande quantidade há 18 horas. Refere contrações esporádicas. Relata
pré-natal sem intercorrências até o momento. Exame físico geral normal. Altura uterina de 28
cm, atividade uterina ausente e ao exame especular observou-se grande quantidade de líquido
em fundo de saco vaginal. Toque vaginal mostrou colo dilatado 2 cm. O resultado do exame
de cristalização foi positivo. Cardiotocografia com feto reativo. No manejo desse caso, qual
prescrição é a mais adequada?
A) Betametasona e penicilina cristalina.
B) Ocitocina e penicilina cristalina.
C) Betametasona e sulfato de magnésio.
D) Misoprostol e sulfato de magnésio.
12. Viviane, 30 anos de idade, primigesta, 36 semanas de gestação, relata perda de líquido pela
vagina há 2h, nega febre, nega dores. Ao exame físico: bom estado geral, afebril, normotensa,
altura uterina 31 cm, BCF 150 bpm, dinâmica uterina ausente, cefálico. Especular: saída de
líquido claro pelo colo. Toque: colo grosso posterior, consistência mediana, esvaecido 10%,
pérvio para 2cm, plano-2, bacia favorável. Cardiotocografia categoria I. Traz como exames do

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.