A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Hábitos e Estilo de Vida

Pré-visualização | Página 1 de 1

Hábitos e Estilo de Vida 
Objetivo 
• Identificar comportamentos ou situações 
que tragam prejuízo a saúde ou que atuem 
de forma negativa na história natural de 
uma doença. 
 
Anamnese alimentar 
• Discriminação da alimentação habitual 
(horário que acorda; quantidade e horário 
que geralmente ingere); 
• Especificar o tipo e a quantidade dos ali-
mentos ingeridos; 
• Consumo de carboidratos, proteínas, gor-
duras, fibras e água 
• Crianças: alto consumo de comidas gor-
durosas; (indicação de suplementos deve 
ser citado aqui ou em “medicamentos inge-
ridos”) 
• Vegetarianos: anemia megaloblástica e 
deficiência de vitamina B12. 
 
História ocupacional 
• Ocupação atual e anteriores; 
• “Aposentado” é estado atual; → perguntar 
ocupação anterior 
• Natureza do trabalho desempenhado 
• Contato com substâncias (químicas e alér-
genos); → fumaça, poeira, pelos animais, 
penas e aves, plumas de algodão ou lã, li-
vros velhos, látex 
• Características do ambiente de trabalho 
(ruído, desconforto térmico); 
• Grau de ajustamento ao trabalho; 
• Uso de EPIs (equipamentos de proteção 
individual). 
 Ex: Pneumoconiose = doenças ocupaci-
onais que afetam o pulmão 
 Silicose: poeira 
 
Atividade física 
• Trabalho; 
• Prática de esportes: 
 - Tipo de exercício físico 
 - Frequência; 
 - Duração; 
 - Tempo que pratica; 
• A OMS recomenda 150 minutos semanais 
de atividade física leve ou moderada (cerca 
de 20 minutos por dia) ou, pelo menos, 75 
minutos de atividade física de maior inten-
sidade por semana (cerca de 10 minutos por 
dia). 
 
→
• Pessoas sedentárias; 
• Pessoas que exercem atividades físicas 
moderadas; 
• Pessoas que exercem atividades físicas in-
tensas e constantes; 
• Pessoas que exercem atividades físicas 
ocasionais. 
Hábitos 
• Habilidade; 
• Discrição; 
• Perspicácia; 
• Uma negativa não significa necessaria-
mente a verdade; 
• Geralmente feita ao final da anamnese, de-
pois de ganhar a confiança do paciente; 
 Ex: consumo de tabaco, drogas lícitas, 
drogas ilíticas e anabolizantes 
 
 
Marianne Barone (15A) Propedêutica e Semiologia Médica I – Prof. Edson Vanderlei Zombini 
→
• Apesar de socialmente aceito, não cos-
tuma ser negado pelos pacientes, exceto 
quando tenha sido proibido de fumar; 
• Tipo; 
• Quantidade; 
• Frequência; 
• Duração; 
• Abstinência;
• Efeitos deletérios: 
 - Asma; 
 - Bronquite; 
 - Enfisema; 
 - Coronariopatia; 
 - Hipertensão arterial; 
 - Tromboembolia; 
 - Disfunção sexual feminina; 
 - Baixo peso fetal; 
 - Intoxicação do recém-nascido em aleita-
mento materno. 
 
→
• Tipo de bebida; 
• Quantidade; 
• Frequência; 
• Duração do vício; 
• Abstinência; 
• Efeitos deletérios: 
 - Fígado; 
 - Cérebro; 
 - Nervos; 
 - Pâncreas; 
• Exposição a situações de risco à saúde: 
 - Sexo desprotegido; 
 - Gravides indesejada; 
 - Superdosagem; 
 - Quedas; 
 - Violência; 
 - Acidentes de trânsito; 
 - Dificuldade escolar. 
 
Reconhecimento dos pacientes que fazem uso abusivo 
de bebidas alcoólicas: 
• Você já sentiu necessidade de diminuir a 
quantidade de bebida ou parar de beber? 
• Você já se sentiu aborrecido ao ser criti-
cado por beber? 
• Você já se sentiu culpado em relação a be-
ber? 
• Alguma vez já bebeu logo ao acordar pela 
manhã para diminuir o nervosismo ou a res-
saca? 
• 2 respostas positivas identificam 75% 
dos etilistas. 
 
→
• Tipo de droga (venosa ou não); 
• Quantidade; 
• Frequência; 
• Duração do vício; 
• Abstinência. 
 Ex: maconha, crack, cocaína, LSD, oxi, 
chá de cogumelo, cola de sapateiro, lança 
perfume. 
 
→
• Dependência química 
• Danos cardíaco, renal, hepático, neuroló-
gico. 
 
Condições 
→
• Situação profissional; 
• Renda mensal; 
• Dependência econômica; 
• Conhecer as possibilidades econômicas de 
seus pacientes; 
• Capacidade financeira em adquirir a me-
dicação prescrita. 
 
→
• Escolaridade; 
• Religiosidade; 
• Tradições; 
• Crenças; 
• Mitos; 
• Medicina popular; 
• Comportamentos; 
• Hábitos alimentares; 
• Compreensão do processo saúde-do-
ença. 
 
→
• Tempo disponibilizado em tablets, jogos 
eletrônicos e redes sociais. 
 
Vida conjugal e rela-
cionamento familiar 
• Constituição familiar; 
 - Em pais separados, saber com que fre-
quência a criança visita os pais; 
• Relacionamento entre pais e filhos; 
• Perguntar se algum dos pais está preso 
(maior incidência de DST e tuberculose). 
 
Habitação 
• Tipo e condições da moradia; 
 - Número de cômodos (cozinha conta, ba-
nheiro não); 
 - Alvenaria ou madeira; 
• Saneamento básico (água tratada, esgoto 
tratado, limpeza pública e drenagem de 
água de chuva); 
 - Encanada da rua ou do poço (se é tra-
tada); 
• Presença de animais domésticos; 
• Número de habitantes / número de cômo-
dos; 
• Poluentes no domicílio e no entorno da 
moradia. 
 Ex: casa de fumantes

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.