A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 - Planejamento classe I e II

Pré-visualização | Página 2 de 2

torno do qual ela pode girar eu preciso de uma 
retenção indireta. Assim uma prótese que gira em torno de uma linha de fulcro (instável em relação ao eixo de rotação) 
tem falta de retenção indireta! Rotação não se relaciona com estabilidade! 
 A prótese sempre se movimenta não há como impedir isso, o que não pode acontecer é um movimento contrário, 
ou seja, o paciente mastigou e algum alimento se aderiu na prótese, e está fazendo ela sair (p/ cima) e girar - aí sim é 
algo ruim. Essa movimentação para cima cria um espaço entre a prótese e o rebordo que favorece a entrada de 
resíduos alimentares causando desconforto. Portanto distante da linha de fulcro e o mais anterior possível deve ser 
colocado algum elemento que servirá como retentor indireto e impedirá o movimento de sair de rotação 
 
5. Determinação do conector maior 
 Barra lingual dupla ou de Kennedy 
 Conexão e retenção indireta: distribui a carga para todos os dentes situados anteriormente a linha de 
Fogo fulcro 
 Apoiada em nichos definidos 
 Mínimo 2mm entre as barras 
 Barra lingual dupla descontínua: diastema  O problema de barra lingual descontínua é a presença 
de muitos conectores menores e os espaços resultantes podem servir de nicho para retenção 
alimentar 
 
 
 
Maior braço de alavanca x Menor braço de alavanca 
Se eu puder evitar a colocação do segundo molar é melhor, pois eu diminuo a força gerada, no entanto a extensão da 
base da prótese não deve ser alterada, já que eu consigo manter a área de distribuição de força e diminuo a superfície 
geradora de reabsorção. Após entregar a ppr, não encerramos o caso. O paciente precisa de acompanhamento, pois 
é inevitável que ocorrerá reabsorção óssea (fisiológico), assim nos retornos eu consigo avaliar se a base da prótese 
continua dando o suporte necessário. 
 
 
Mesa oclusal e sela 
 Redução da mesa oclusal no sentido mésio-distal e vestíbulo-lingual 
 Sela com a maior amplitude possível (dentro dos limites da área chapeável) 
 
Suporte mucoso 
 A próteses de extremidade livre devem ser planejadas para obter efetivo suporte mucoso 
 Finalidade do suporte mucoso: efetiva distribuição das cargas mastigatórias e prevenção de reabsorções ósseas 
localizadas 
Como obter o suporte mucoso efetivo? 
- Desenho correto da base da prótese 
- Moldagens funcionais 
- Retornos periódicos 
- Reembasamentos 
 
 
Exemplos de PPR em classe I inf 
 
 
 
Planejamento Classe I Superior 
 Semelhante ao planejamento da classe I inferior 
 Conector maior: Conector Palatino Completo / placa palatina maior 
 Necessidade de suporte 
 Confeccionado em metal 
 Confeccionado em metal + resina (reembasamento) 
 
 
 
Exemplos de PPR em classe I sup 
 
 
 
 
Planejamento Classe II 
 Semelhante ao planejamento da classe I 
 Retentores diretos (grampos): 
 Geminado / Circular duplo  preparo de canaletas 
Exemplos de PPR em classe II