Moderna Gramática Portuguesa - Evanildo Bechara

@ ESTÁCIO

Pré-visualização

que se refere à palavra freguês.) 
     
      Os pronomes relativos são: qual, o qual (a qual, os quais, as quais), 
    cujo (cuja, cujos, cujas), que, quanto (quanta, quantos, quantas), onde. 
      Quem se refere a pessoas ou coisas personificadas e sempre aparece 
    precedido de preposição. Que e o qual se referem a pessoas ou coisas. 



 103 

    Que e quem funcionam como pronomes substantivos. O qual aparece 
    como substantivo ou adjetivo: 
     
    As pessoas de quem falas não vieram. 
    O ônibus que esperamos está atrasado. 
    Não são poucas as alunas que faltaram. 
    Este é o assunto sobre o qual falará o professor. 
    Não vi o menino, o qual menino os colegas procuram. 
    A casa onde moro é espaçosa. 
     
      Cujo, sempre com função adjetiva, exprime que o antecedente é pos- 
    suidor do ser indicado pelo substantivo a que se refere: 
     
    Ali vai            o homem cuja casa comprei 
        (a casa do homem). 
     
      Quanto tem por antecedente um pronome indefinido (tudo, todo, 
    todos, todas, tanto): 
     
    Esqueça-se de tudo quanto lhe disse. 
     
    100 
# 
     
 
 
 
 
      PRONOMES RELATIVOS SEM ANTECEDENTE. - Os pronomes relativos quem 
    e onde podem aparecer com emprego absoluto, sem referência a ante- 
    cedentes: 
     
    Quem tudo quer tudo perde. 
    Dize-me com quem andas e eu te direi quem és. 
    Moro onde mais me agrada. 
     
      Quem, assim empregado, é considerado como do gênero masculino 
    do número singular: 
               Quem com ferro fere com ferro será ferido. 
     
      OBSERVAÇÃO: Os relativos sem antecedentes também se dizem relativos 
indefinidos. 
    Muitos autores preferem, neste caso, subentender um antecedente adaptável 
ao contexto. 
    Interpretando quem como a pessoa que, onde como o lugar em que, assim 
substituem: 
         Quem tudo quer tudo perde = a pessoa que tudo quer tudo perde. 
      Este duplo modo de encarar o problema tem repercussões diferentes na 
classificação 
    das orações subordinadas, conforme veremos na pág. 221. 
     
    5 - NUMERAL 
     
    Numeral é a palavra que denota nome de número. 
     
        "A vida tem uma só entrada: a saída é por cem portas" 
                                 (Marquês de MARICÁ). 



 104 

     
      Tipos de numeral. - Dividem-se os numerais em cardinais, ordinais, 
    multiplicativos e fracionórios. 
      Cardinais são osque exprimem a quantidade em si mesma ou a 
    quantidade certa dos seres. Respondem à pergunta quantos? quantas?.- 
                  um, dois, três, quatro, cinco, etc. 
     
      OBSERVAÇÃO: Em vez de dois, duas, podemos empregar o numeral dual ambos, 
    ambas, se os seres são nossos conhecidos ou já foram expressos 
anteriormente: 
     
                 Ambas as casas já foram alugadas. 
     
      Ordinais são os que denotam o número de ordem dos seres numa série: 
     
              primeiro, segundo, terceiro, quarto, quinto, etc. 
     
      OBSERVAÇÃO: Oltimo, penúltimo, antepenúltimo, anterior, posterior, 
derradeiro, an- 
    tero-posterior e outros que tais, ainda que exprimam posição do ser, não 
têm corres- 
    pondência entre os numerais e por isso devem ser considerados meros 
adjetivos. 
     
      Multiplicativos são os que exprimem a multiplicidade dos seres. Os, 
    mais usados são: 
     
    duplo ou                             dobro, triplo ou tríplice, quádruplo, 
quintuplo, sêxtuplo, 
         séptuplo, óctuplo, nônuplo, décuplo, cêntuplo. 
     
    101 
# 
     
 
 
 
 
    Fraciondrios são os que indicam frações dos seres: 
     
    avos. 
     
    OBURVAÇõFJ: 
       1.a) Emprega-se ainda conto, em lugar de milhílo, na expressão conto 
de réis. 
      2.a) Podem ser grafados com li ou [h os seguintes cardinais: bililo (ou 
bilháo), 
    trililo, quatrilião, quintililo, sextililo, setililo, octililo. As formas 
com lh alo mais 
    _freqüentes. 
     
    meio, terço, quarto, quinto, sexto, sétimo, oitavo, nono, décimo, vigésimo, 
centésimo, 
    milésimo, milionésimo, empregados como equivalentes de metade, terça 
parte, quarta 
                                    parte, etc. 
     



 105 

    Para muitos fracionários empregamos o cardinal seguido da palavra 
     
    onze avos, treze avos, 
     
    Lista dos principais ordinais com o 
     
    primeiro 
    segundo 
    terceiro 
    quarto 
    quinto 
    sexto 
    aétimo 
    I 
    oitavo 
    nono 
    décimo 
    undécimo ou décimo primeiro - 
    duodécimo ou décimo segundo - 
    décimo terceiro 
    décimo quarto 
    Vigésimo 
    vigésimo primeiro 
    trigésimo 
    quadragésimo 
    qüinquag ' ésimo 
    sexagésimo 
    septuagésimo, setuagésimo 
    octogésimo 
    nonagésimo 
    centésimo 
    ducentésimo 
    trecentésimo 
    quadringentésimo 
    qüingent4simo 
    seiscentésimo, sexcentésimo 
    septingentésimo, setingentésimo 
    octingentésimo 
    nongentésimo, noningentésimo 
    milésimo 
    dez milésimos 
    cem milésimos 
    milionésimo 
    bilionésimo 
     
    quinze avos, etc. 
     
    cardinal correspondente: 
     
    um 
    dois 
    trés 
# 
     
 
 
 



 106 

 
    quatro 
    cinco 
    seis 
    sete 
    oito 
    nove 
    dez 
    onze 
    doze (e não douze 1) 
    treze 
    quatorze, catorze 
    vinte 
    vinte e um 
    trinta 
    quarenta 
    cinqüenta 
    sessenta 
    setenta 
    oitenta 
    noventa 
    cem 
    duzentos 
    trezentos 
    quatrocentos 
    quinhentos 
    seiscentos 
    setecentos 
    oitocentos 
    novecentos 
    mil 
    dez mil 
    cem mil 
    um milhão 
    um bilhâo 
     
    102 
# 
     
 
 
 
 
     . 3.a) A tradição da língua estabelece que, se o ordinal é de 2.000 em 
diante, o 
    primeiro numeral usado é cardinal: 2345.2 - a duas milésima trecentésima 
quadragé- 
    sima quinta. A língua moderna, entretanto, parece preferir o primeiro 
numeral como 
    ordinal, se o número é redondo: décimo milésimo aniverário. 
     
    6          - VERBO 
     
      Verbo é a palavra que, exprimindo ação ou apresentando estado ou 
    mudança de um estado a outro, pode fazer indicação de pessoa, número, 
    tempo, modo e voz. 
      Caetaremos é uma forma verbal, porque exprime uma ação (a de 



 107 

    cantar), exercida (referência à voz) pela 1.a pessoa (referência à pessoa) 
    do plural (referência ao número), do presente (referência ao tempo) do 
    indicativo (referência ao modo). 
     
      As pessoas do verbo. - Geralmente as formas verbais indicam as três 
    pessoas do discurso, Para o singular e o pluxal- 
     
    1.a pessoa do singular: 
    " pessoa do singular: 
    3.a pessoa do singular: 
     
    eu canto 
    tu cantas 
    ele canta 
     
    La pessoa do plural:     nós cantamos 
    2.a pessoa do plural:    vós cantais 
    3.a pessoa do plural:    eles cantam 
     
    Os                 tempos do verbo. - São: 
     
a)PREsENTE - em referência a fatos que se passam ou se estendem 
      ao momento em que falamos: 
     
    eu   canto; 
     
    I 
     
b) PRETÉRrro - em referência a fatos anteriores ao momento em que 
      falamos e subdividido em imperfeito, perfeito e mais-que-perfeito: 
      cantava (imperfeito), cantei (perfeito) e 
      cantara (mais-que-perfeito); 
     
C) FUTURO - em referência a fatos ainda não realizados e subdividido 
      em futuro do presente e futuro do pretérito4 
      cantarei (futuro do presente), 
      cantaria (futuro do pretérito). 
     
    Os modos do verbo. - São: 
     
    a)                          INDICATIVO - em referência a fatos reais: 
                  canto, cantei, cantarei 
     
    103 
# 
     
 
 
 
 
    b)                                         SUBJUNTIVO - em referência a 
fatos duvidosos, prováveis, possi- 
      veis, etc. 
     
    talvez cante, se cantasse 
     
    C)         IMPERATIVO - 



 108 

      etc.: 
     
    exprime ordem, pedido, convite, conselho, súplica, 
     
    cantai.
rodrigo fez um comentário
  • pqp!! isso foi datilografado!! Está de acordo c o acordo ortográfico sim, aquele q os niandertais utilizavam! kkkkkkkm
    • 0 aprovações
    Raicacol fez um comentário
  • Não gostei me parece ser muito antiga...
    • 2 aprovações
    Marcelo Alves Siqueira fez um comentário
  • Muito complexa essa gramática, não recomendo
    • 1 aprovações
    Benedito J Calixto fez um comentário
  • Gostaria de saber a edição e o ano desta gramática, por favor?
    • 3 aprovações
    Rariane Rodrigues fez um comentário
  • Alguém sabe dizer se essa gramática está atualizada com o novo acordo ortográfico?
    • 0 aprovações
    Carregar mais