A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
S1P1-Refluxo Gastroesofágico

Pré-visualização | Página 4 de 4

caracteriza-se por uma protrusão do estômago 
acima do diafragma com formato de sino (Figura 37.3). As pequenas hérnias de hiato por deslizamento 
são comuns e considera-se que não tenham importância clínica quando são assintomáticas. Contudo, 
quando há esofagite erosiva grave por causa da coexistência de refluxo gastresofágico e hérnia de hiato 
volumosa, a lesão pode retardar a neutralização do ácido esofágico e contribuir para uma forma mais 
grave de esofagite, especialmente esôfago de Barrett (descrito mais adiante). Com as hérnias de hiato 
paraesofágicas, uma parte separada do estômago, geralmente ao longo da parte mais larga, entra no tórax 
por um orifício alargado e, em seguida, dilata progressivamente. Nos casos extremos, a maior parte do 
estômago sofre herniação para dentro do tórax. As hérnias de hiato paraesofágicas volumosas exigem 
tratamento cirúrgico.