A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
Introdução ao Direito Constitucional - Exercícios de Fixação - Módulo I

Pré-visualização | Página 1 de 4

27/06/2022 15:06 Exercícios de Fixação - Módulo I
https://saberes.senado.leg.br/mod/quiz/review.php?attempt=7464726&cmid=51849 1/8
Página inicial / Meus cursos / IDCT-2022-1 / Módulo I / Exercícios de Fixação - Módulo I
Questão 1
Correto
Atingiu 1,00 de
1,00
Iniciado em segunda, 27 jun 2022, 14:46
Estado Finalizada
Concluída em segunda, 27 jun 2022, 15:06
Tempo
empregado
20 minutos 14 segundos
Notas 15,00/15,00
Avaliar 100,00 de um máximo de 100,00
Considerando o comentário que se segue do Senador Nabuco de Araújo (1868, apud PILA, 1999, p. 141) e relacionando-o
com o conteúdo estudado, assinale a única alternativa correta: "O Poder Moderador chama a quem quiser para organizar
o Ministério: esta pessoa faz a eleição, porque há de fazê-la; esta eleição faz a maioria. Eis, aí está o sistema
representativo do nosso país."
Escolha uma opção:
1.A alternância da representação política no Brasil imperial obedecia a critérios democráticos.
2.O Imperador brasileiro não tinha a prerrogativa de indicar os integrantes do Poder Judiciário, apenas para nomear e
demitir os Ministros de Estado.
3.O Poder Moderador não foi de fato exercido no Brasil.
4.A alternância da representação política no Império brasileiro dependia exclusivamente da vontade do Imperador. 

5.O Poder Executivo e o Poder Moderador eram atribuídos a agentes distintos pela Constituição de 1824.
Resposta: 4. A alternância da representação política dependia exclusivamente da vontade do Imperador.
Feedback: Na CF/1824, o Imperador brasileiro exercia o Poder Moderador e era o chefe do Poder Executivo.
Paralelamente, nomeava os integrantes do Poder Legislativo e indicava os integrantes do Poder Judiciário. Pela Carta
Política da época, ele tinha ainda poder para adiar a Assembleia Geral (Poder Legislativo do Império, composto pela
Câmara dos Deputados e pelo Senado), dissolver a Câmara dos Deputados e convocar outra que a substituísse, nomear e
demitir livremente os Ministros de Estado e suspender os Magistrados, em caso de queixas contra eles. Como se vê, o
poder era demasiadamente centralizado na figura do Imperador. Módulo 1, Unidade 2
A resposta correta é: 4.A alternância da representação política no Império brasileiro dependia exclusivamente da vontade
do Imperador.
https://saberes.senado.leg.br/
https://saberes.senado.leg.br/course/view.php?id=1895
https://saberes.senado.leg.br/course/view.php?id=1895#section-2
https://saberes.senado.leg.br/mod/quiz/view.php?id=51849
27/06/2022 15:06 Exercícios de Fixação - Módulo I
https://saberes.senado.leg.br/mod/quiz/review.php?attempt=7464726&cmid=51849 2/8
Questão 2
Correto
Atingiu 1,00 de
1,00
Questão 3
Correto
Atingiu 1,00 de
1,00
Considerando a Constituição brasileira de 1934, analise as afirmações a seguir e assinale a sequência correta: I. Promoveu
a mudança do Estado Liberal para o Estado Social de Direito, enfatizando os direitos trabalhistas, o direito de greve, à
saúde e à educação. II. Implantou o sufrágio universal, abrangendo o voto feminino. III. Instituiu a Justiça Eleitoral, a
Justiça do Trabalho, o Mandado de Segurança e a Ação Popular. IV. No âmbito do Legislativo, criou as comissões
parlamentares de inquérito (CPIs). V. No âmbito do Executivo, criou as comissões parlamentares de inquérito (CPIs).
Escolha uma opção:
1.V, V, V, V, F. 
2.V, V, V, F, V.
3.V, V, F, F, V.
4.V, V, V, V, V.
5.V, F, V, V, F.
Resposta: 1. V, V, V, V, F.
Feedback: A CF/34 teve uma marca social muito grande, influenciada pela Constituição Alemã de 1919 (Constituição de
Weimar), com previsão de garantia de direitos sociais, como saúde, educação e greve, além dos direitos de primeira
geração (direitos civis e políticos). Passamos, assim, do Estado Liberal ao Estado Social de Direito, em que o Estado
assume sua responsabilidade perante a sociedade e busca garantir uma vida digna às pessoas. O sufrágio universal,
direto e secreto, abrangendo o voto feminino, foi constitucionalizado. A CF/34 inseriu no nível constitucional a Justiça
Eleitoral e criou a Justiça do Trabalho e as Comissões Parlamentares de Inquérito – CPIs, colegiados de investigação no
âmbito do Legislativo. Previu ainda, pela primeira vez, o mandado de segurança e a ação popular. Módulo 1, Unidade 3
A resposta correta é: 1.V, V, V, V, F.
Assinale a resposta correta a respeito da ordem constitucional do Brasil Imperial.
Escolha uma opção:
1.O Brasil era um Estado laico, isto é, adotava uma posição neutra no campo religioso, sem apoiar nem discriminar
nenhum credo, embora houvesse franca simpatia pela Igreja Católica Apostólica Romana, que era seguida pela
maioria da população.
2.Nosso Estado detinha a forma unitária, ou seja, o poder era centralizado em um único órgão, a Coroa, havendo,
contudo, autonomia política das províncias para certas matérias.
3.O Brasil era um Estado confessional, adotando como religião oficial o Catolicismo Apostólico Romano, não
podendo outras formas religiosas ter manifestação externa. 
4.O Estado Brasileiro era federal, ou seja, o poder político era repartido entre o órgão central e as diversas províncias
regionais.
5.Os presidentes das províncias do Império brasileiro eram eleitos diretamente pelo povo das respectivas províncias.
Resposta: 3. O Brasil era um Estado confessional, adotando como religião oficial o Catolicismo Apostólico Romano.
Feedback: Uma característica importante de nossa primeira Carta Maior (1824) foi o fato de termos uma religião oficial no
Brasil Império: a Católica Apostólica Romana. Em virtude disso, todas as outras formas religiosas não podiam ter
manifestação externa. Aceitava-se, apenas, seu culto doméstico. O Brasil era, portanto, um Estado confessional, isto é, que
possuía uma religião oficial. Quanto à forma de Estado, nosso Estado detinha a forma unitária, ou seja, o poder era
centralizado em um único órgão, a Coroa, não havendo autonomia política das províncias. Esse estado só foi substituído
com a Constituição de 1891, quando se adotou o federalismo, em que os Estados (antigas províncias) passaram a ter
autonomia política. As províncias do Império brasileiro eram administradas por presidentes nomeados pelo Imperador.
Módulo 1, Unidade 2
A resposta correta é: 3.O Brasil era um Estado confessional, adotando como religião oficial o Catolicismo Apostólico
Romano, não podendo outras formas religiosas ter manifestação externa.
27/06/2022 15:06 Exercícios de Fixação - Módulo I
https://saberes.senado.leg.br/mod/quiz/review.php?attempt=7464726&cmid=51849 3/8
Questão 4
Correto
Atingiu 1,00 de
1,00
Questão 5
Correto
Atingiu 1,00 de
1,00
Questão 6
Correto
Atingiu 1,00 de
1,00
Considerando a Constituição brasileira de 1891, analise as afirmações a seguir e assinale a alternativa CORRETA: I. Adotou
o bicameralismo e as eleições diretas para os poderes Executivo e Legislativo. II. Criou o Supremo Tribunal Federal e
instituiu o “habeas corpus”. III. Adotou o unicameralismo e as eleições diretas para os poderes Executivo e Legislativo. IV.
Adotou o unicameralismo e as eleições indiretas para os poderes Executivo e Legislativo. V. O republicanismo e o
federalismo substituíram o monarquismo e o unitarismo. VI. O Estado tornou-se laico, não confessional. Escolha uma:
Escolha uma opção:
1.Somente as alternativas I, III e IV são verdadeiras.
2.Somente a alternativa IV é falsa.
3.Somente as alternativas IV e V são falsas.
4.Somente as alternativas I, II, V e VI são verdadeiras. 
5.Todas as alternativas são verdadeiras.
Resposta: 4.
Somente as alternativas I, II, V e VI são verdadeiras. Feedback: A partir da CF/1891, deixamos de ser um Estado unitário
centralizado para ser uma Federação, em que os estados federados passam a ter autonomia para legislar e administrar
seus territórios. A Monarquia hereditária e vitalícia é substituída pela República eletiva e mandatícia (governantes com
mandato temporário). O Poder Legislativo era comandado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal, em um
modelo bicameral. O Poder Executivo passou a ser exercido

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.