A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Crustáceos

Pré-visualização | Página 1 de 2

CRUSTACEA
 
 São artrópodes, faz parte do clado Pancrustacea= Crustacea + Hexapoda 
 Artrópodes divididos em: Chelicerata e Mandibulata (Myriapoda + Pancrustacea) 
 Pancrustacea: tem como características olhos compostos (omatídeos). Sistema nervoso central- anatomia 
dos gânglios cerebrais e lobos ópticos tem padrões parecidos 
 Crustacea 
 70 mil espécies descritas 
 Origem marinha- únicos artrópodes predominantemente aquáticos; alguns colonizam ambientes terrestres 
 Divisão corporal: cabeça e tronco ou cefalotórax e abdome; e apêndices 
 
 Região cefálica (ou céfalo) com seis segmentos (mais o ácron pré-segmentar) e um tronco pós-cefálico 
multissegmentado 
 Placas cefálicas= 2 estruturas que faz a fusão da cabeça e do corpo 
 Os segmentos da cabeça contêm o primeiro par de antenas (antênulas), o segundo par de antenas, as 
mandíbulas, as maxílulas e as maxilas. 
 Escudos cefálicos- fusão dos tergitos cefálicos dorsais, formando placa cuticular sólida 
 Carapaça= estrutura mais expansiva, no cefalotórax- escudo cefálico + dobra grande do exoesqueleto 
 Apêndices cefálicos= 5 pares: antênula (1° par), antenas (2° par), mandíbula, maxilulas e maxilas 
 Apêndices torácicos e abdominais: 
 Tórax- preópodes (pernas locomotoras) 
 Abdome- pleópodes e urópodes (último segmento abdominal, perto do télson, promove o impulso corporal 
durante a natação) 
 Sistema hemal: coração dorsal com óstios em cada segmento do corpo, sangue com amebócitos que 
ajuda na defesa do animal (fagocita toxinas, ajuda a coagulação) 
 Sistema respiratório: troca gasosa de animais mais pequenos através da parede corporal, são animais com 
pouca esclerotização; outros animais podem ter brânquias lamelares para filtrar água; tem pigmentos 
respiratórios- hemoglobina e hemocianina. Animais terrestres tem respiração traqueal 
 Excreção- nefrídios saculares, tem glândula antenal ou glândula maxilar que depende da posição corporal 
por onde sai as excretas 
 Sistema nervoso- ganglionar, varia de acordo com a espécie, em alguns grupos tem cordão nervoso 
fundido 
 Órgãos sensoriais- 
 Cerdas- quimiorreceptores 
 Estatocistos= equilíbrio, estrutura par, pode eestar na região cefálica ou no urópodes sendo uma mancha 
 Olhos compostos= com omatídeos, varia forma, tamanho e cor 
 Reprodução: maioria dioicos; fertilização interna; cópula- transferência de esperma direta ou indireta 
 Desenvolvimento- direto e indireto (larva naúplio em animais quaticos, forma 1 par de olhos naupliares 
que são vermelhos). Tem estágios variados- ocorre muda que possibilita o crescimento do animal 
 11 classes 
 Classe Branchipoda 
 Exemplo- artêmia 
 1000 espécies, maioria de água doce 
 Corpo- cabeça, tórax e abdome reduzido 
 Primeiras antenas e 2° maxila são reduzidos 
 Apêndices do tórax= filopódios (longos e foliáceos) que permite a troca gasosa, alimentação e natação 
 Abdome sem apêndices- termina em furca caudal 
 Carapaça bem desenvolvida 
 Podem ser dioicos, hermafroditas e fazer partenogênese 
 Maioria tem ciclo de vida curto e vivem em águas temporárias como piscinas vernais 
 Muitos grupos produzem ovos ou zigotos resistente à seca (cistos) 
 Desenvolvimento- larva náuplio 
 Ordens: Anostraca, Notostraca, Diplostraca 
 Ordem Anostraca 
 Artêmias são as formas mais conhecidas, camarões-fadas; 
 Não possuem carapaça, não tem exoesqueleto rígido e esclerotizado. Tem pequeno escudo cefálico 
 300 espécies- são cosmopolitas, habitam poças temporárias, lagos hipersalinos e lagoas marinhas 
 Corpo alongado (até 27 segmentos) = 15 a 30mm e alguns com até 10cm 
 Tronco procefálico dividido em tórax com 11 segmentos com apêndices + abdome com 8 segmentos e 
télson com ramos caudais 
 Apêndices do tronco birremes e filopodiais 
 Antenas: 1° par reduzido e 2° par que possibilita dimorfismo sexual 
 Olhos compostos pedunculado grandes e duplos e um único olho simples mediano (naupliar) 
 Maioria são suspensívoros, alguns carnívoros 
 Natação- corpo com a parte ventral virada para cima e o dorso para baixo 
 São gonocóricos, cópula- através da transferência direta de esperma, fêmea secreta ovissaco. Tem larva 
náuplio. Gonóporos na região genital do abdome 
 Importância: serve de alimento na aquicultura, ecotoxicologia 
Anostraca 
 Ordem Diplostraca 
 400 espécies descritas, conhecidas como pulgas d’água, camarões-moluscos e cladóceros 
 Um dos 3 táxons dominam o zooplâncton de água doce, muitos são marinhos e planctônicos 
 Corpo dividido em cabeça e tronco; tronco com 10 a 32 segmentos, todos com apêndices e sem 
regionalização do tórax e abdome, tronco geralmente termina em télson, com ramos caudais robustos 
 Gonóporos no 11° segmento do tronco 
 Possuem 2° par de antenas grande- usa para natação 
 Carapaça bivalve grande e desenvolvida que recobre a maior parte do corpo 
 Maioria suspensívoros, alguns predadores 
 Ciclo de vida com fases alternadas de partenogênese e reprodução sexuada, tem ovos de resistência 
 Ciclomorfose= muda a forma do corpo de acordo com as estações do ano 
 2 subordens- Laevicaudata (cauda achatada, aproximadamente 40 espécies, carapaça globular articulada) 
e Onychocaudata (cauda espinhosa, carapaça pregueada, não recobre todo o corpo) 
 
 
 
 
 Ordem Notostraca 
 Tórax com 11 segmentos, cada um com um par de apêndices filopodiais 
 Abdome com anéis , cada anel anterior tem vários pares de apêndices, anéis posteriores não tem 
apêndice 
 Télson no final do abdome com ramos caudais longos 
 Maioria mede entre 2 a 10 cm de comprimento 
 Vivem em águas interiores com níveis de salinidade, porém não são encontrados no oceano 
 Conhecidos como camarões-girinos 
 2 gêneros- Triops e Lepidurus, englobados em uma família- Triopsidae. Triops vive apenas em águas 
temporárias e seus ovos podem sobreviver a longos períodos de seca 
 Todas espécies tem vida curta e a maioria completa o ciclo de vida em 30 a 40 dias 
 São onívoros – alimenta de matéria orgânica dos sedimentos ou podem se alimentar de outros animais 
(como moluscos, crustáceos, ovos de sapo, girinos, peixes pequenos) 
 Gonóporos no último toracômero 
 Carapaça larga 
 Olhos compostos sésseis duplos e um olho simples perto da linha mediana anterior da carapaça 
 
 Classe Branchiura 
 Conhecidos como carrapatos-de-peixe: ectoparasitas de peixes e girinos 
 230 espécies- maioria com tamanho de 3 a 5mm, alguns com 5 a 30mm 
 Crustáceos achatados dorsoventralmente, com especializações nos apêndices cefálicos para parasitismo 
 Tem estrutura da boca sugadora, com ventosas 
 Infestação causa prejuízos econômicos 
 
 Classe Cephalocarida 
 12 espécies descritas 
 Encontrados em sedimentos não rígidos de profundidade 
 2 a 4mm de comprimento 
 Tem apêndices multirremes, segmentos abdominais sem apêndices 
 Corpo vermiforme e alongado 
 
 Classe Copepoda 
 12500 espécies descritas 
 Zooplâncton marinho, maioria marinho e alguns de água doce 
 Muitos são bioluminescentes 
 Corpo- cabeça, tórax, abdome sem apêndice, télson bifurcado 
 Ausência de olhos compostos- tem olho naupliar mediano 
 
 Classe Melacostraca 
 40.200 espécies descritas 
 Corpo com 19 a 20 segmentos 
 Cabeça (5 segmentos), tórax (8 segmentos) + 5 pares de pereópodes articulados, abdome (6 ou 7 
segmentos e pleópodes birremes relacionados com a natação) e télson no final do abdome 
 Carapaça recobre parte ou todo o tórax, podendo ser reduzida ou ausente 
 Tem apêndices abdominais 
 Carapaça- presente ou não 
 Antênula- birreme 
 Subclasse Eumalacostraca: cabeça (6 somitos), tórax (8) e abdome (6) + télson; antênulas e antenas 
birremes, maioria com carapaça bem desenvolvida, abdome muscular e longo. 3 superordens: Syncarida, 
Eucarida e Peracarida. 
 Ordem Decapoda 
 18000 espécies descritas 
 Maioria marinhos bentônicos, alguns de água doce, planctônicos, terrestres 
 Tem autotomia dos membros e regeneração durante a muda 
 24 pares de brânquias;