A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
Aleitamento materno

Pré-visualização | Página 1 de 4

1 
UC7 – Tutoria | Maria Clara Cabral – 3º Período 
 
 
OBJETIVO 1 
DESCREVER OS MECANISMOS NEUROENDÓCRINOS 
QUE REGULAM O PROCESSO DE LACTAÇÃO E AS 
MODIFICAÇÕES NO CORPO DA MULHER. 
 
Hormônios neuroendócrinos: 
Lobo anterior: TSH, FSH, LH, ACTH, hormônio 
do crescimento e prolactina. 
Lobo posterior: ADH e ocitocina. 
 
Desenvolvimento das mamas 
 
o Começam a se desenvolver na puberdade, 
quando os níveis de estrogênio, que regula 
o ciclo sexual feminino, estão elevados. 
o O estrogênio regula o processo de 
crescimento das mamas através do 
estímulo ao crescimento das glândulas 
mamárias, além do depósito de gordura, o 
que confere massa às mamas. 
o Crescimento ainda mais intenso na 
gravidez, diante dos níveis de estrogênio 
ainda mais elevados durante este período. 
Desenvolvendo, inteiramente, o tecido 
glandular para a produção de leite. 
o Tecido adiposo → Glândulas mamárias = 
lóbulos e alvéolos → nos alvéolos possui 
células epiteliais secretoras de leite → 
secretam leite na gestação → ejeção para o 
dúcto. 
o 
 
HORMÔNIOS RELACIONADOS AO CRESCIMENTO DO 
SISTEMA DE DUCTOS 
 
 Sabe-se que cada um desses hormônios 
tem algum papel relacionado ao metabolismo 
das proteínas, o que pode explicar a função 
deles no desenvolvimento da mama. 
 
Estrogênio 
 
o Placenta secreta grande quantidade de 
estrogênio durante a gravidez 
o Importante para fazer com que o sistema 
de ductos das mamas cresça e se 
ramifique. 
o Aumento do estroma das mamas e grande 
depósito de gordura nele. 
o Inibir a verdadeira secreção de leite durante 
a gestação. 
 
Hormônio do crescimento – GH e 
Somatotropina 
 
Agosnistas α-adrenérgicos ajudam a estimular 
o hormônio. Já a gestação o inibe. 
 
Atua no fígado, estimulando a produção de 
substâncias (somatomedinas ou IGF-1), as 
quais atuam no crescimento ósseo e 
cartilaginoso. 
IGF-1 
Hormônio homólogo à insulina, (fator de 
crescimento insulina símile-1). São 
considerados hormônios anabólicos, 
responsáveis pelo aumento da captação de 
glicose e aminoácidos pelas fibras musculares. 
o Mediador do hormônio GH, promovendo a 
mitose de condroblastos, fibroblastos e 
mioblastos, acarretando o crescimento 
ósseo e muscular. 
o Papel na diferenciação celular no período 
pré (IGF-2) e pós-natal (IGF-1). 
 
 
Glicocorticoides adrenais 
ACTH (hormônio adrenocorticotrófico) é 
hipofisário e estimula a produção de 
glicocorticoides (pelo córtex da adrenal), o 
principal é o cortisol. E o cortisol é importante 
para o crescimento do sistema de ductos. 
 
Insulina 
 
Prolactina 
 
 
Processo de lactação e aleitamento materno. 
 
Problema 2 – 21/03/2022 
 
 
2 
UC7 – Tutoria | Maria Clara Cabral – 3º Período 
 
HORMÔNIOS RELACIONADOS AO DESENVOLVIMENTO 
TOTAL DO SISTEMA LÓBULO-ALVEOLAR 
 O desenvolvimento final das mamas em 
órgãos secretores de leite também requer 
progesterona. 
 
Progesterona 
 
o Age sinergicamente com o estrogênio 
(preparação do tecido mamário) e os 
demais hormônios citados. 
o Quando o sistema de ductos já 
desenvolvido, ela causará o crescimento 
adicional do lóbulo mamário e 
multiplicação dos alvéolos mamários, 
desenvolvendo as características secretoras 
de leite na célula dos alvéolos. 
o Mudanças análogas aos efeitos secretores 
da progesterona no endométrio uterino na 
última metade do ciclo menstrual 
feminino. 
o Inibir a verdadeira secreção de leite durante 
a gestação. 
 
FSH E LH 
 
o FSH desenvolve os folículos ovarianos e, 
com isso; 
o LH dá origem à ovulação e formação do 
corpo lúteo no ovário; 
o Promove o estímulo para a produção de 
estrogênio e progesterona pelos ovários. 
 
 
HORMÔNIOS RELACIONADOS À LACTAÇÃO E EJEÇÃO DO 
LEITE 
 
Prolactina - lactação 
o Produzido na hipófise anterior materna. 
o Efeito contrário ao estrogênio e a 
progesterona. 
o Promove a secreção de leite. 
o Possui níveis aumentados uniformemente a 
partir da quinta semana de gestação até o 
nascimento, onde aumenta de 10 a 20 
vezes o nível normal não gravídico. 
 
A placenta também secreta grande parte de 
somatomamotropina coriônica humana, 
que tem propriedades lactogênicas, tendo 
efeito apoiador da prolactina da hipófise 
materna durante a gravidez. Mas, mesmo 
assim, o estrogênio e a progesterona possuem 
efeitos supressivos, fazendo com que os 
poucos mililitros de líquido sejam secretados a 
cada dia até o nascimento do bebê. 
 
o O líquido secretado nos últimos dias antes 
do parto e nos primeiros dias após o parto 
é denominada colostro. 
o Perda súbita de secreção de estrogênio e 
de progesterona da placenta, 
imediatamente após o nascimento do 
bebê. Isso permite que os níveis de 
prolactina da hipófise sejam aumentados e 
o efeito lactogênico dela promova o 
aumento da secreção de leite, em vez de 
colostro. 
o Período de 1 a 7 dias as mamas começam 
essa secreção de maiores quantidades de 
leite. 
o Existem outros hormônios que também são 
suporte para o processo de lactação, 
necessários para fornecer aminoácidos, 
ácidos graxos, glicose e cálcio, 
fundamentais para a formação do leite: 
- Hormônio do Crescimento - GH 
- Cortisol 
- Paratormônio: responsável por regular os 
níveis de alguns nutrientes circulando no 
sangue de um indivíduo, como o cálcio e o 
fósforo, e a vitamina D. 
- Insulina: Desenvolvimento total do sistema 
lóbulo-alveolar. 
 
 
 O hipotálamo estimula efetivamente a 
produção de todos os outros hormônios e 
inibe ativamente a produção de prolactina, por 
meio da secreção do hormônio Fator Inibidor 
da Prolactina (PIF). O qual é secretado nos 
núcleos arqueados do hipotálamo e pode 
diminuir a secreção de prolactina até 10x. 
 
 Aumento da secreção de prolactina e 
depleção dos demais hormônios hipofisários 
anteriores podem estar associados ao: 
o Comprometimento do hipotálamo 
o Bloqueio do sistema portal 
hipotalâmico-hipofisário 
 
Ocitocina - ejeção 
o Promove a ejeção do leite dos alvéolos para 
o sistema de ductos. 
 
 
3 
UC7 – Tutoria | Maria Clara Cabral – 3º Período 
 
o É um hormônio hipofisário posterior, 
o Ejeção ou descida do leite é um processo 
promovido por um reflexo neurogênico e 
hormonal combinado. 
o Quando o bebê suga, não recebe nenhum 
leite por mais ou menos 30 segundos. 
 
 
Impulsos sensoriais → nervos somáticos dos 
mamilos para a medula espinal da mãe → 
hipotálamo → sinais neurais produtores de 
ocitocina e prolactina. 
 
Ocitocina → sangue → mamas → células 
mioepiteliais que circundam os alvéolos 
mamários são contraídas → transporte do leite 
dos alvéolos para os dúctos. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Fisiologia da Lactação 
 
o Dividida em 3 processos: 
1. Mamogênese: o desenvolvimento da 
glândula mamária. 
2. Lactogênese: o início da lactação. 
3. Lactopoese: a manutenção da lactação. 
 
 
 Os mecanismos neuroendócrinos 
envolvidos na lactação são complexos. 
o A progesterona, o estrogênio e o 
lactogênio placentário humano (hPL), assim 
como a PRL, o cortisol, a tireoxina e a 
insulina, agem em conjunto para estimular 
o crescimento e o desenvolvimento do 
aparelho lácteo secretor da glândula 
mamária. 
 
 
 
4 
UC7 – Tutoria | Maria Clara Cabral – 3º Período 
 
 
 
Mamogênese 
o Inicia-se com a puberdade. 
o Acelerado na gravidez 
o Esteroides sexuais atuam no 
desenvolvimento do sistema de ductos e 
lóbulo-alveolar. 
o A diferenciação completa do tecido 
funcional da mama (glândula mamária) 
requer a participação de outros hormônios 
que constituem o complexo lactogênico: 
PRL, GH, cortisol, tireoxina e insulina. 
o Na gestação, a produção acentuada de 
estrogênios e progesterona, o crescimento 
das estruturas glandulares mamárias é 
acentuado. 
 
 
Lactogênese 
o É considerada o início da produção láctea, 
que não ocorre inteiramente na gravidez 
em virtude do efeito do PIF, que impede a 
atuação da prolactina nos seus receptores 
nas células mamárias alveolares. 
o A produção láctea

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.