A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
TRABALHO DE QUIMICA ORGANICA - AMINAS

Pré-visualização | Página 1 de 2

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE TENHA ESPERANÇA – INCISTE 
CURSO DE TÉCNICOS DE FARMÁCIA MÉDIO INICIAL TURMA – 6 
DISCIPLINA: QUÍMICA ORGÂNICA 
TRABALHO DE INVESTIGAÇÃO 
TEMA: AMINAS 
 
 
ELEMENTOS DO GRUPO: 
 DELÍCIA MOISÉIS CUMBI 
 JOANA NOÉ FILIMONE 
 VIRGÍNIA FÉLIX 
 
 
 
DOCENTE: 
SEBASTIÃO JOB CUATIA 
 
 
 
BEIRA, ABRIL DE 2022
Índice 
1. Introdução ........................................................................................................................... 1 
2. Aminas ................................................................................................................................ 2 
2.1. Estrutura das aminas.................................................................................................... 2 
2.2. Classificação das aminas ............................................................................................. 2 
2.3. Propriedades das aminas ............................................................................................. 3 
2.4. Características das aminas ........................................................................................... 3 
2.5. Nomenclatura da aminas ............................................................................................. 4 
2.5.1. Nomenclatura de aminas primárias ...................................................................... 4 
2.5.2. Nomenclatura das aminas secundárias e terciárias .............................................. 5 
2.5.3. Arilaminas ............................................................................................................ 6 
2.5.4. Aminas heterocíclicas .......................................................................................... 7 
2.6. Reações das aminas ..................................................................................................... 7 
2.6.1. Reação ácido-base ................................................................................................ 7 
2.6.2. Alquilação de aminas ........................................................................................... 7 
2.6.3. Reação de sulfonamida ........................................................................................ 8 
2.7. Usos das aminas no cotidiano ..................................................................................... 9 
3. Conclusão ......................................................................................................................... 10 
4. Referências Bibliográficas ................................................................................................ 11 
 
 
 
1 
 
1. Introdução 
As aminas são compostos que possuem pelo menos um nitrogênio orgânico em sua estrutura. 
Este nitrogênio pode estar ligado a um, dois, ou três grupos alquila ou arila. Em função do 
número de grupos alquila ligados ao nitrogênio, a amina é classificada em primária secundária 
e terciária. Existem casos em que o nitrogênio está ligado a quatro grupos, e neste caso o 
nitrogênio é carregado positivamente e é denominado sal de amônio ou amina quaternária. 
Na nomenclatura sistemática, as aminas recebem os nomes adicionando – se o sufi xo – amina 
ao nome da cadeia ou do sistema cíclico ao qual o grupo NH2 está ligado com a substituição 
do final – o por -ila. 
 
2 
 
2. Aminas 
As aminas são compostos derivados da amônia (NH3). Para cada hidrogênio substituído por 
um grupo orgânico, temos um tipo de amina (primária, secundária e terciária). São compostos 
de caráter básico e exalam forte odor de peixe. Muitas das características químicas, como ponto 
de fusão, ebulição e densidade, variam conforme o tamanho e o tipo de cadeia carbônica ligada 
ao nitrogênio. 
A nomenclatura desse grupo funcional é inconfundível, em razão da presença do termo 
“amina” como sufixo. As aminas estão presentes no nosso corpo como aminoácidos e são 
usadas na fabricação de corantes e fármacos. 
2.1.Estrutura das aminas 
A molécula de amina tem uma estrutura em formato de pirâmide triangular — na Química, é 
chamada de geometria piramidal. O nitrogênio fica no “pico da pirâmide”, conectado por meio 
de ligações do tipo (sp³) aos radicais orgânicos, ou por ligação de hidrogênio aos hidrogênios 
não substituídos, que ficam nos vértices da base da pirâmide. 
 
 
2.2.Classificação das aminas 
As aminas são derivadas da amônia (NH3). Assim, o que ocorre é a substituição dos hidrogênios 
da amônia por radicais, grupos de hidrocarbonetos (representados pela letra “R”). A 
classificação das aminas ocorre de acordo com o número de hidrogênios substituídos. 
Amina primária: substituição de um hidrogênio por um radical orgânico (R-NH2). 
 
Amina secundária: substituição de dois hidrogênios por dois radicais orgânicos (R2NH). 
3 
 
 
Amina terciária: substituição dos três hidrogênios ligados ao nitrogênio por radicais orgânicos 
(R3N). 
 
 
2.3. Propriedades das aminas 
• Solubilidade: moléculas com até cinco carbonos são solúveis em água e álcool, e 
moléculas de amina com mais de cinco carbonos são insolúveis em água. 
• Densidade: aminas com radicais orgânicos de cadeia aberta têm densidade menor que 
1 g/m³, e aminas que formam compostos aromáticos têm densidade maior que 1 g/m³. 
• Ponto de fusão e ebulição: alterados conforme o tamanho da cadeia carbônica dos 
substituintes. Quanto maior for a molécula, maior serão os pontos de fusão e ebulição. 
• Basicidade: aminas possuem caráter básico, em função do par de elétrons 
desemparelhado, fazendo com que a molécula doe esse par de elétrons e receba um íon 
H+. As aminas aromáticas tendem a ser bases mais fracas, pois o par de elétrons livres 
entra em ressonância com o anel aromático presente na molécula. 
• Toxidade: aminas aromáticas são compostos tóxicos e prejudiciais à saúde. 
• As aminas são mais polares do que os alcanos de massa molar semelhante, porém são 
menos polares do que os alcoóis (lig. de H mais fracas nas aminas do que nos alcoóis). 
2.4.Características das aminas 
• Estado físico: em condições normais de temperatura e pressão, aminas com 1 a 3 
carbonos na molécula são gasosas; de 3 a 12 carbonos, são líquidas; e aminas com mais 
de 12 carbonos na molécula são sólidas. 
• Odor: aminas com pequenos radicais orgânicos, como metilamina e etilamina, 
possuem o odor característico da amônia. A trimetilamina, por exemplo, é encontrada 
em tecidos animais e é parcialmente responsável pelo odor característico dos peixes. A 
4 
 
nicotina, por exemplo, é encontrada no tabaco. no entanto as demais aminas com 
substituintes maiores possuem odor forte de peixe. 
 
• Cor: são em sua maioria incolores. 
 
2.5.Nomenclatura da aminas 
A nomenclatura do grupo funcional amina, de acordo com a União Internacional da Química 
Pura e Aplicada (Iupac), será: 
2.5.1. Nomenclatura de aminas primárias 
Nome dos radicais substituintes + localização do carbono ligado diretamente ao nitrogênio 
+ termo amina 
• Nomenclatura para radical 
Prefixo (indicando número de carbonos) + infixo (indicando tipo de ligação). 
Prefixo Infixo 
1 carbono: met 
2 carbonos: et 
3 carbonos: prop 
4 carbonos: but 
5 carbonos: pent 
6 carbonos: hex 
7 carbonos: hept 
8 carbonos: oct 
9 carbonos: non 
10 carbonos: dec 
 
 
 
• 1 ligação simples: -an 
• 1 ligação dupla: -en 
• 1 ligação tripla: -ino 
• 2 ligações duplas: -dieno 
Localização da amina: para localizar o carbono que se liga diretamente ao nitrogênio, é 
necessário fazer a contagem dos carbonos da cadeia, começando pelo lado mais próximo da 
amina. Se a localização for no carbono, não será necessário deixar explícito na nomenclatura. 
 
5 
 
Exemplos: 
CH3-NH2 → Metanamina 
CH3-CH2-NH2 → Etanamina 
CH3-CH2-NH2 → Etanamina 
 
 
De modo alternativo, o sufixo –amina pode ser usado em substituição à terminação – o do nome 
do hidrocarboneto da cadeia principal. 
 
As aminas com mais de um grupo

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.