Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
TECNICA CIRURGICA - PROVA PRATICA

Pré-visualização|Página 1 de 7

Eu
diane
2-
omchet
a.
a
.ua?iqowaioa.
TA K U M A
.name/:aa.paa
AFANA
CIRÚRGICA
oque
é
:
túnica
:
procedimento
cirúrgico
que
estabelece
o
acesso
à
luz
GEP
:
é
criada
uma
pequena
abertura
através
da
pele
do
abdome
do
estômago
através
da
parede
abdominal
.
superior
para
o
interior
do
estômago
com
o
auxílio
da
técn ic a
:
laparotomia
,
via
endoscópica
ou
laparoscópica
.
endoscopia
.
At r avé s
dessa
abertura
a
sonda
é
inserida
.
indicações
:
Dificuldade
de
deglutição
trauma
facial
queimaduras
ext e n s a s
fibrose
cística
doença
de
Crohn
obstrução
luminol
por
malignidades
ou
estenoses
benignas
#
Vi
a
alternativa
de
nutrição
enteral
por
>
e
mês
#
Disfagia
é
o
maior
motivo
1º
-
Inserção
de
endoscópio
no
estômago
e
insuf
loção
Ms
:
Av e
,
traumas
,
alterações
petista
-
ticas
2ª
Infiltração
de
anestésico
local
em
todas
as
camadas
da
27
:
câncer
de
cabeça
,
pescoço
e
esôfago
pote
de
abdominal
e
é
fei to
uma
pequena
incisão
#
Pe r m i te
que
nutrição
,
fluidos
e
medicamentos
sejam
3ª
Introdução
da
cânula
de
punção
no
estômago
sob
o
controle
colocados
diretamente
no
estômago
sem
passar
pela
boca
e
endoscópico
e
,
após
tetit at
a
agulha
de
punção
,
avan ça
-
se
o
esôfago
.
fio
duplo
pela
cânula
até
o
estômago
onde
é
preso
com
uma
#
Manute nção
do
aporte
nutricional
para
evit ar
desnutrição
agulha
de
biópsia
energética
-
proteica
4ª
Ret i r a
-
se
pela
boca
o
fio
preso
à
pinça
junto
com
o
endoscópio
#
Hidratação
,
prevenção
de
pneumonia
aspirativa
5º
Externamente
para
-
se
o
laço
do
fio
duplo
pelo
laço
de
fixação
da
sonda
,
atando
-
os
entre
si
.
6º
-
Puxando
a
ext re m i d a d e
do
fio
coloca
-
se
a
sonda
no
estômago

Eu
diane
2-
omchet
a.i.ua:1
porraaaa
motonáutica
zaao.E.ee
CIRÚRGICA
uinadicoçõeu
:
técnicas
:
MASCULINO
drenagem
ves i c a l
por
obstrução
aguda
ou
crônica
disfunção
ves i c a l
/
bexiga
neurogênica
)
1º
-
Po s i c i o n a r
o
paciente
e
higienizar
a
área
genital
drenagem
ves i c a l
após
cirurgias
uto
lógicas
e
pélvicas
masculino
:
decúbito
do
sol
,
horizontal
,
com
os
monitoramento
do
vol u m e
urinário
em
pacientes
graves
membros
inferiores
afastados
incontinência
urinária
fem i n i n o
:
decúbito
dorsal
com
as
pernas
afastados
,
joelhos
fletides
e
pés
apoiados
sobre
a
cama
#
Cateterismo
ves i c a l
de
demora
(
sonda
de
Foley
/
2º
Pa t a m e n t a ç ã o
-
abtit
o
kit
CATE T E R
DE
FOLEY
3º
-
Colocar
lubrificante
/
anestésico
na
gaze
(
ten
)
ou
na
seringa
lmoscl
contar
vindicação
:
4º
-
Te s t a r
o
bao
e
a
l v u l a
do
cateter
de
fo l ey
com
lesão
de
utetta
água
destilada
e
esvaziar
o
bao
Utetotragia
5º
-
Conectar
o
cateter
de
fo l e y
ao
coletor
Pelve
insvel
Hematoma
em
reg i ã o
pélvica
ITU
em
curso
materiais
:
#
MANTER
O
NIS
em
45º
#
AFASTAR
O
PREPÚCIO
Cateter
ves i c a l
de
fo l ey
duplo
lúmen
luvas
de
procedimento
e
estéreis
Gate
,
2
seringas
120mL
)
Kit
de
sondagem
:
Cuba
-
tim
,
pinça
-
Cheon
Anestésico
(
gel
)
(
lote
xi
dina
cos
Ag u l h a
30×10
mm
20mL
de
água
destilada
#
Introduzir
o
cateter
até
o
ref l u xo
da
urina
até
a
bifurcação
em
¥

Eu
diane
2-
omchet
ooia.ua?1qoaoEoaa.
MMMM
treme
VEREM
amazon.E.ci
CIRÚRGICA
uinadicoçõerr
:
técnicas
:
cos
Pneumotórax
Hemotórax
1º
Pa c i e n t e
em
decúbito
do
-
sol
,
o
atrás
da
cabeça
Deu
-
ame
pleural
e
2
6
2ª
Localizar
linha
axilar
dia
-
5º
EK
e
6º
EK
A
Empiema
(
acúmulo
de
pus
)
3º
-
Bet
de
superior
da
costela
inferior
CD
Quilo
rax
(
acúmulo
de
linfa
)
bode
anterior
de
grande
detsal
e
borda
lateral
do
peitoral
maior
,
linha
superior
horizontal
#
Manter
.
ou
te
estabelecer
a
preso
negativa
ao
mamilo
e
o
ápice
abaixo
da
axila
do
espaço
pleural
4º
-
Preparar
o
fiasco
coletor
com
cerca
de
500mL
de
Soto
7
8
#
Manter
a
estabilidade
hemodinâmica
fisiológica
(
p/
causar
diferença
de
preso
/
.
5º
-
Anestesiar
o
paciente
6º
-
Incio
de
1,5
a
2cm
paralelamente
a
costela
8
7º
-
Divulsionat
com
uma
Ke l l y
ou
Metzenbaum
8º
.
Com
o
dedo
indicador
exp l o r a r
o
local
q
9ª
[
tampem
o
tubo
com
uma
Ke l l y
e
inserir
10º
-
Conecta
no
tubo
coletor
11º
-
Ve r i f i c a r
borbulha
mento
e
saída
do
conteúdo
BORBULHANTE
OSCILANTE
SERO
-
HEMATICO
12º
-
fixar
o
tubo
(
ponto
em
U
+
bailarina
)
13º
-
Rx
-
rax
+
ausculta
HETICO
OU
SERO
-
LEITOSO
TURVO
OAN G U Í N O
LENTO
OU
LEITOSO
-12

Quer ver o material completo? Crie agora seu perfil grátis e acesse sem restrições!