Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
N1 Atividade 3 (A3)- Antropologia e Cultura Brasileira (EAD)

Pré-visualização | Página 1 de 1

Atividade 3- Antropologia e Cultura Brasileira 
 
 Leia o texto e, depois, responda à questão abaixo. 
 O etnocentrismo é o ato de pôr uma cultura, nacionalidade, raça, religião no centro de tudo, ou seja, 
como se fosse a única, e como se fosse a melhor de todas em relação às outras. O etnocentrismo é 
praticado tanto individualmente como coletivamente. Acontece que o etnocentrismo não é nada saudável, 
pois engendra consequências como o racismo e a discriminação, e às vezes chega ao extremo, levando 
pessoas etnocêntricas a matarem outras por serem diferentes. [...] pode levar a atrocidades e massacres, 
assim como as atitudes de Hitler que perseguiu, discriminou e dizimou milhões de judeus apenas por 
achar sua raça melhor. Ninguém sai ganhando por ser etnocêntrico, seja uma pessoa ou até mesmo um 
povo. Por descriminarem outras culturas, acabam se isolando no seu ‘’mundo’’ e perdendo a oportunidade 
de conhecer algo diferente e aprender algo novo. 
HERCULANO, Gabriel. Etnocentrismo e suas consequências. SCRIBD, 2019. Disponível em: < 
https://pt.scribd.com/doc/127699335/Etnocentrismo-e-suas-consequencias>. Acesso em: 24 de jun. de 
2019 (adaptado). 
 Identifique situações de etnocentrismo e/ou relativismo cultural nas relações cotidianas. Associe essas 
questões do dia a dia às questões históricas mencionadas no texto. 
 
 O olhar etnocêntrico que promove seletividade e exclusão 
 
 O etnocentrismo é um conceito usado pela antropologia para designar atitudes discriminatórias de um 
determinado indivíduo ou da coletividade, que não possuem hábitos e caráter sociais iguais. Trata-se de 
uma avaliação pautada em juízos de valor daquilo que é considerado diferente, ou seja, desprezar as 
diferenças culturais existentes distintas das suas, considerando a sua cultura muito mais importante e 
relevante do que a de outras pessoas, agindo através de uma conduta de superioridade aos demais. 
 
 Contudo, pode causar consequências em uma sociedade, aumentando a discriminação e a intolerância, 
pois tudo aquilo que é diferente da cultura, em uma visão etnocêntrica, acabam por aderir a uma 
classificação desses padrões culturais próprios, como “certo” ou errado”, “normal” e “anormal”, 
atribuindo valor, muitas das vezes, de forma negativa a algumas características de um grupo, e assim, 
definindo os “lugares de poder” a serem ocupados, como por exemplo, todos os negros são considerados, 
como sendo, ladrões, traficantes, uma atitude preconceituosa e etnocêntrica, são tratados com desrespeito 
e com inferiodade pela raça, por que o branco sempre teve relação de poder, assim, como numa cultura 
 
de uma pessoa etnocêntrica apenas existam pessoas heterossexuais, que todo homem deve-se relacionar 
com mulheres e as mesmas com os homens e que gays, lésbicas, entre outros grupos LGBTQIA+ sejam 
vistos como diferentes, aumentando os casos de homofobia, transfobia através do preconceito, muitos 
são espancados, mortos, discriminados, por ter a sua orientação sexual diferente de uma cultura que 
esperam que o “normal” é se relacionar com o gênero oposto. É um grupo que luta diariamente por ocupar 
seu espaço na sociedade e possuir os mesmos direitos que todas as outras pessoas quaisquer. Pode-se 
citar também, como exemplo a xenofobia, já que o Brasil é um país altamente miscigenado proveniente 
de estrangeiros que vem em busca de novas oportunidades e que trazem consigo a sua cultura, hábito, 
etnia ou religião e sofrem com a hostilidade, ódio e rejeição através de cuja caracterização social, cultural 
se desconhece e acaba por promover preconceito contra todo e qualquer estrangeiro. 
 
 Portanto, esses são só alguns entre tantos outros exemplos que pudesse citar, pois é vasta a gama de 
situações que é perceptível o comportamento etnocêntrico, assim como, o etnocentrismo está bastante 
enraizado e presente nas relações cotidianas, podemos observar também o relativismo cultural que deve 
ser cada vez mais incentivado em busca de promover condições mais igualitárias e justas na sociedade, 
livre de todo e qualquer repúdio.