A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
22 pág.
Artefatos culturais do povo surdo - Religião

Pré-visualização | Página 1 de 1

Artefatos culturais do povo surdo: religião
DIEGO DOS SANTOS ROCHA
1
introdução
 A cultura de um povo apresenta elementos que estão a nossa volta e elementos que estão dentro de nós;
 Acréscimo do Artefato Cultural Religioso;
 “Cultura surda é o jeito de o sujeito surdo entender o mundo e de modificá-lo a fim de torná-lo acessível e habitável, ajustando-os com as suas percepções visuais, que contribuem para a definição das identidades surdas e das ‘almas’ das comunidades surdas. Isto significa que abrange a língua, as ideias, as crenças, os costumes e os hábitos do povo surdo” (STROBEL, 2008, p. 22 apud PEIXOTO, 2018, p. 190).
2
2
Religiosidade da comunidade surda
 A sociedade e a natural busca do sagrado;
 Aproximação entre as ciências e as religiões;
 Visão pluralista e interdisciplinar;
 A cultura sempre se modifica e se atualiza.
3
Relações culturais e sinais religiosos em libras
Figura I - Sinal DEUS
Figura 2 - Sinal RELIGIÃO
4
Figura 3 - Sinal ESPIRITISMO
Figura 4 - Sinal CRISTIANISMO
Figura 5 - Sinal CATOLICISMO
5
Figura 6 - Sinal BATISTA
Figura 7 - Sinal PRESBITERIANA
6
Figura 8 – Sinais PROTESTANTISMO, UMBANDA E CANDOMBLÉ
Figura 9 - Sinal BUDISMO
Figura I0 - Sinais JUDAÍSMO E ISLAMISMO
7
RELIGIOSIDADE NA LITERATURA SURDA
 A Fábula da Arca de Noé
Figuras 11 e 12 – Páginas de A Fábula da Arca de Noé (2015), de Claudio Mourão. 
8
 As Luvas Mágicas do Papai Noel
Figura 13 – Página de As Luvas Mágicas do Papai Noel (2012), de Claudio Mourão. 
9
práticas e costumes religiosos da comunidade surda
 Atuação dos sujeitos surdos no cenário religioso atual;
 Evangelização de surdos no Brasil na década de 70;
 “Direito de ser iguais quando a diferença nos inferioriza e a ser diferentes quando a igualdade nos descaracteriza” (SANTOS, 2002, p. 75);
 Multiculturalismo no ambiente religioso.
10
 Os surdos expressam os cânticos através das mãos e de expressões corporais;
 Instrumento de percussão denominado surdo.
Figura 14 – Cântico sinalizado com o acompanhamento do instrumento de percussão surdo.
11
Rituais de meditação, oração ou reza
Figura 15 – Ouvintes em momentos de oração de joelhos.
Figura 16 – Formação em círculo com pés unidos.
12
 Torna-se crescente o número de reuniões, missas, cultos, acampamentos, congressos e encontros no âmbito religioso organizados por surdos;
 Crescimento de expressões artísticas dentro desse contexto.
Figura 17 – Missa ministrada por padre surdo.
Figura 18 –Vídeo produzido para surdos por
Testemunhas de Jeová: “O Que Jeová Uniu (LIBRAS)”. 
13
ANÁLISE DA VARIAÇÃO LINGUÍSTICA
 Revisão bibliográfica;
 Glossários de LIBRAS das religiões;
 Dicionário enciclopédico ilustrado trilíngue da língua de sinais brasileira (COPOVILLA, 2008) – Parâmetro Vocabulário Laico;
 Santo; Deus; Céu; Diabo; Alma; Morte; Pecado; Fé; Oração e Amor. 
14
15
16
 O fato de uma identidade religiosa ser identificada pela variação linguística não ocorre apenas no povo surdo;
 O linguista Vossler (1959, p. 66) cita que, na França, protestantes pronunciam Jesykrist e os católicos, Jesykri (JESUS CRISTO). Em espanhol, Dios (Deus) e sofre variação para Dio no espanhol judeu;
 Além da LIBRAS, outros idiomas também refletem variações linguísticas por consequência da fé religiosa professada pelo usuário.
17
Entrevista 
 Oito surdos;
 Ter surdez congênita; ter como língua materna a língua de sinais; possuir ou estar cursando ensino médio; 20 a 50 anos;
 3 Católicos; 2 Evangélicos; 3 Sem religião;
 1 Intérprete;
Santo, Deus e Alma.
18
santo
 Surdo R: Pessoa boa, nome de santo, aquele que ajuda contra o mal.
 Surda A: Jesus é Santo.
 Surdo D: Deus, os anjos.
 Surdo H: Jesus nos ensina o que é ser santo. É ser bom.
 Surda G: Limpo.
 Surdo T: Pessoas de paz, que abençoam os outros. Pessoas seguras que oram. Pessoas que têm cuidado no caminhar e que evitam cair em tentação. Pessoas que cuidam dos outros com carinho.
 Surdo N: Ser comportado.
 Surdo Dg: Uma pessoa que tem juízo, que se relaciona com a família, que não faz certas coisas porque é santo, é direito e pensa no futuro. Sabe avaliar o que é errado. Pessoa maravilhosa que tem um relacionamento de paz com a família.
19
deus
 Surda A: Primeiro de tudo, está acima de tudo, Jesus é Deus.
 Surda G: É superior, está acima. É o mais poderoso. Dono do mundo.
 Surdo T: Deus é aquele que vê lá de cima.
Obs.: Não há outra forma de referir-se a Deus sem olhar para cima.
20
alma
 Foram apresentadas duas ideias para o léxico alma:
 1°: Ficou evidenciado que a resposta mais espontânea dos surdos à visualização do sinal ALMA diz respeito à experiências com “almas penadas”;
 2°: Alma como algo da própria pessoa, ligada à personalidade, sentimentos, ânimo e conduta moral. A alma é aquilo que se desprende do corpo e vai para cima (céu) ou para baixo (inferno).
Figura 19 – Segundo sinal de ALMA encontrado durante a pesquisa.
21
referências
FERNANDES, Francyllayans da Silva; PEIXOTO, Janaína Aguiar. A identificação de artefatos culturais nos livros em língua portuguesa do autor surdo Claudio Mourão: uma reflexão sobre a relação língua, cultura e literatura. Acta Semiotica et Lingvistica, João Pessoa, v. 26, n. 1, p. 88-104, 2021.
NUNES, Valeria Fernandes; BERNARDO, Sandra Pereira. Relações culturais e sinais religiosos em libras: estudo de metáforas e de metonímias. Revista do Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada da UECE, Fortaleza, v. 10, n. 2, p. 113-123, 2018.
PEIXOTO, Janaína Aguiar; VIEIRA, Maysa Ramos (org). Artefatos culturais do povo surdo. João Pessoa: Sal da Terra, 2018. p. 190-204.
22