A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
APOSTILA_01

Pré-visualização | Página 2 de 3

Saúde e dos Serviços 
de Saúde do Trabalhador.
11História da Segurança do Trabalho
Conteúdo On-line
Acesse Recurso Multimídia e obtenha mais informações 
sobre a Convenção 155 e a Convenção 161 que falam sobre 
Segurança e saúde dos trabalhadores e Serviços de saúde no 
trabalho respectivamente.
Profissionais que podem atuar na área de Segurança do Trabalho:
• Médicos;
• Enfermeiros do trabalho;
• Técnicos do trabalho;
• Físicos;
• Químicos;
• Psicólogos;
• Engenheiros.
Lei Nº 7.410, de 27/11/1985
Dispõe sobre a Especialização de Engenheiros 
e Arquitetos em Engenharia de Segurança do 
Trabalho, a Profissão de Técnico de Segurança 
do Trabalho, e dá outras Providências.
Lei Nº 9.719, de 27/11/1998
Dispõe sobre normas e condições gerais de 
proteção ao trabalho portuário, institui mul-
tas pela inobservância de seus preceitos, e dá 
outras providências.
12História da Segurança do Trabalho
Muito embora haja um avanço no plano econômico direto, não se pode deixar de 
considerar os males a que está exposto o homem em seus meios de trabalho e até na 
comunidade. 
Principalmente, se não são resolvidos os problemas de base como a educação e as 
consequências do desenvolvimento, tais como sanitárias e sociais.
3. Acidente de Trabalho
A Lei 8213/91 (Lei de Benefícios da Previdência Social) define acidente do trabalho 
como:
Art. 19. Acidente do trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço de empresa ou 
de empregador doméstico ou pelo exercício do trabalho dos segurados referidos no inciso VII 
do art. 11 (produtor, parceiro, meeiro e arrendatário rural, pescador artesanal e assemelhados) 
desta Lei, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte ou a perda 
ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho.
Todo acidente é aquele evento não desejado o qual tem, por 
resultado, uma lesão ou enfermidade a um trabalhador ou um 
dano a propriedade
Importante!
Em geral, os acidentes envolvem algum tipo de contato inesperado entre o trabalhador 
e alguma coisa ao seu redor, acidentes interrompem o trabalho.
13História da Segurança do Trabalho
Doença Profissional
Produzida ou desencadeada pelo 
exercício de uma determinada atividade 
e constante da relação elaborada 
pelo Ministério do trabalho e da 
Previdência Social.
Doença Ocupacional
De natureza crônica, surge após períodos 
de trabalho — Como exemplo, um 
 trabalho repetitivo e contínuo que cause 
LER (lesão por Esforços Repetitivos), 
problema auditivo etc. 
Acidente Típico
Acidente decorrente da característica 
da atividade profissional desempenhada 
pelo trabalhador acidentado.
Tipos de Acidentes
Acidente de Trajeto
Acidente ocorrido no trajeto entre 
a residência e o local de trabalho 
do segurado e vice-versa.
14História da Segurança do Trabalho
Causas e Consequências dos Acidentes
Ato Inseguro 
É a ação ou omissão que, contrariando preceito de segurança, pode causar ou 
favorecer a ocorrência de acidente.
Caracterização do ato inseguro — O ato inseguro pode ser algo que a pessoa fez 
quando não deveria fazer ou deveria fazer de outra maneira, ou ainda, algo que deixou de 
fazer, quando deveria ter feito.
O ato inseguro tanto pode ser praticado pelo próprio 
acidentado como por terceiros.
Importante!
Condição Insegura 
As condições inseguras podem ser relacionadas como:
• Equipamento defeituoso;
• Falta de proteção nas máquinas;
• Iluminação e ventilação inadequadas;
• Falta de arrumação;
• Falta de higiene;
• Falta de EPI (Equipamento de Proteção Individual).
15História da Segurança do Trabalho
As condições inseguras são riscos gerais do local de trabalho, que afetam a todos 
que trabalham na área, independente de suas atribuições. Elas podem ser inerentes ao 
ambiente ou à execução das atividades.
Ambiente
Ruídos, calor excessivo, 
iluminação e ventilação 
inadequados, presença 
de gases, vapores etc. 
Execução
Máquinas desprotegidas, 
pisos defeituosos, 
escorregadios, ambiente 
desarrumado, empilhamento 
precário, falta de EPI’s.
Fatores Pessoais de Insegurança
• Falta de conhecimento ou experiência;
• Desinteresse;
• Alcoolismo;
• Drogas;
• Monotonia;
• Desleixo;
16História da Segurança do Trabalho
Consequências dos Acidentes
• Morte;
• Doença;
• Ferimentos;
• Incapacidade;
• Perda de tempo;
• Danos materiais;
• Desamparo à família;
Conteúdo On-line
Acesse o Recurso Multimídia e assista ao vídeo sobre cau-
sas de acidente no trabalho e suas formas de prevenção. 
Classificação dos Acidentes
Acidente sem perda de tempo (sem afastamento) — é quando o acidentado retorna no 
mesmo dia da ocorrência ou no dia seguinte, no início do expediente normal de trabalho, 
pelo que, se diz que não houve nenhum dia de trabalho perdido, pois, sabidamente, o dia 
da ocorrência do acidente se considera como dia trabalhado integralmente, independente 
da hora em que tenha ocorrido no começo, no meio ou no fim da jornada laboral.
Acidentes com perda de tempo — É o acidente pessoal que impede o trabalhador 
de retornar ao trabalho no dia útil imediato ao do acidente de que resulte incapacidade 
permanente. Esse tipo de lesão pode provocar morte, incapacidade.
17História da Segurança do Trabalho
Acesse o Recurso Multimídia e assista a série especial 
sobre acidente de trabalho na construção civil.
Conteúdo On-line
A Comunicação de Acidente do Trabalho – CAT foi prevista 
inicialmente na Lei nº. 5.316/67, com todas as alterações ocorridas 
posteriormente até a Lei nº. 9.032/95, regulamentada pelo Decreto 
nº. 2.172/97.
Importante!
A comunicação por parte do empregador sobre os acidentes, tenha ocorrido 
afastamento ou não, é de suma importância para garantir a proteção ao trabalhador, pois 
mesmo que isso não seja feita a empresa garante que está preocupada com a segurança 
dos mesmos.
Auxílio-doença: Concedido ao segurado impedido de trabalhar por doença ou acidente por 
15 dias consecutivos. Para os trabalhadores com carteira assinada, os primeiros 15 dias são 
pagos pelo empregador, e a Previdência Social paga a partir do 16º dia de afastamento do 
trabalho.
Auxílio-doença acidentário: Concedido ao segurado incapacitado para o trabalho em decor-
rência de acidente de trabalho ou de doença profissional.
Auxílio-acidente: Concedido ao trabalhador que sofre um acidente com sequelas que redu-
zem sua capacidade de trabalho. É concedido para segurados que recebiam auxílio-doença.
18História da Segurança do Trabalho
Reabilitação Profissional: Tem por objetivo oferecer, aos segurados incapacitados para o 
trabalho (por motivo de doença ou acidente), os meios de reeducação ou readaptação profis-
sional.
Pensão por morte: Concedido à família do trabalhador quando ele morre.
 É necessário que todos empregadores possuam a consciência 
de que os acidentes acontecem, mas para evitá-los a prevenção é o 
melhor remédio, assim investir em programas de prevenção são de 
suma importância.
4. Principais Leis sobre Segurança
Legislação de Segurança e Medicina do Trabalho
1. CLT;
 2. Normas Regulamentadoras;
Normas Regulamentadoras - Segurança E Saúde Do Trabalho 
As Normas Regulamentadoras — NR, relativas à segurança e medicina do trabalho 
são de observância obrigatória pelas empresas privadas e públicas e pelos órgãos públicos 
da administração direta e indireta, bem como pelos órgãos dos Poderes Legislativo e 
Judiciário, que possuam empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho — 
CLT.
O não cumprimento das disposições legais e regulamentares sobre segurança e 
medicina do trabalho acarretará ao empregador a aplicação das penalidades previstas na 
legislação pertinente. 
19História da Segurança do Trabalho