Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
AVALIAÇÃO

Pré-visualização | Página 1 de 2

Disciplina: DGT0747 - ARTE E EDUCAÇÃO -  
	Período: 2022.3 EAD (G)
	Aluno: AMANDA DE OLIVEIRA SABINO
	Matr.: 202001064362
	
	Turma: 9001
	
Prezado(a) Aluno(a),
Responda a todas as questões com atenção. Somente clique no botão FINALIZAR PROVA ao ter certeza de que respondeu a todas as questões e que não precisará mais alterá-las. 
A prova será SEM consulta. O aluno poderá fazer uso, durante a prova, de uma folha em branco, para rascunho. Nesta folha não será permitido qualquer tipo de anotação prévia, cabendo ao aplicador, nestes casos, recolher a folha de rascunho do aluno.
Valor da prova: 10 pontos.
	
	 
	 
		1 ponto
	
		1.
		Para que a passagem da produção ininterrupta de novidade a seu consumo seja feita continuamente, há necessidade de mecanismos, de engrenagens.
Uma espécie de grande máquina industrial, incitante, tentacular, entra em ação. Mas, bem depressa, a simples lei da oferta e da procura, segundo as necessidades, não vale mais: é preciso excitar a demanda, excitar o acontecimento, provocá-lo, espicaçá-lo, fabricá-lo, pois a modernidade se alimenta disso.
(CAUQUELIN, A. Arte contemporânea: uma introdução. São Paulo: Martins Fontes, 2005 (adaptado))
 
No contexto da arte contemporânea, o texto da autora Anne Cauquelin reflete ações que explicitam:
 (Ref.: 202005325094)
	
	
	
	
	fomentos públicos à cultura.
	
	
	práticas cotidianas do artista.
	
	
	interesses do consumidor de arte.
	
	
	investimentos realizados por mecenas.
	
	
	métodos utilizados pelo mercado de arte.
	
	 
	 
		1 ponto
	
		2.
		
Marilyn, de Mimmo Rotella
Fonte: https://www.wikiart.org/pt/mimmo-rotella/marylin-1963
 
A técnica da décollage, utilizada pelo artista Mimmo Rotella, em sua obra Marilyn, é um procedimento artístico representativo da década de 1960 por:
 (Ref.: 202005340064)
	
	
	
	
	abolir o trabalho manual do artista na confecção das imagens recontextualizadas.
	
	
	visar a conservação das representações e dos registros visuais.
	
	
	fazer conviver campos de expressão diferentes e integrar novos significados.
	
	
	basear-se na reciclagem de material gráfico, contribuindo para a sustentabilidade.
	
	
	encobrir o passado, abrindo caminho para novas formas plásticas, pela releitura.
	
	 
	 
		1 ponto
	
		3.
		Em ambiente de educação universitária, foram vivenciados conflitos de geração entre adolescentes, jovens e adultos, todos juntos em turmas de cursos e disciplinas diversas. A liderança opta por organizar um suporte de apoio pedagógico para lidar com essa questão.  Uma das sugestões é a adoção de metodologias diferenciadas. Neste sentido, fez-se a seguinte proposta:
I - Adotar metodologias mais tradicionais, afinal assim os conflitos seriam reduzidos pelo foco no professor.
II - Propor modelos sociointeracionistas, pensando em como as aprendizagens diversas e as experiências diferentes podem organizar novas leituras.
III - Adotar Metodologias Ativas, para que os grupos possam interagir com o conhecimento de maneira mais ativa e individualizada.
IV - Equilibrar as formas de trocas, permitindo que as diversas tradições sejam reconhecidas e trabalhadas, sempre buscando experimentações e não a estagnação do processo.
 
Estão corretas as afirmativas:
 (Ref.: 202006498946)
	
	
	
	
	I, II e III somente.
	
	
	II, III e IV somente.
	
	
	I e II somente.
	
	
	III e IV somente.
	
	
	I, III e IV somente.
	
	 
	 
		1 ponto
	
		4.
		 (Pedagogia - Processo de ensino-aprendizagem - Fundação Carlos Chagas (FCC) - 2018 - Prefeitura de Macapá - AP - Educador Social)
Crianças, adolescentes, jovens e adultos dos quilombos reclamam que, muitas vezes, a escola onde estudam não consegue dialogar com suas vivências, experiências. Reclamam também que muitos de seus professores não conhecem a história e realidade dos quilombos, das lutas enfrentadas pelas suas famílias e descendentes. Quanto à educação nos quilombos, é correto afirmar que:
 (Ref.: 202006498948)
	
	
	
	
	A organização das escolas pode ser de uma forma diferente, com um estudo contextualizado da comunidade quilombola, mas que não prejudique a transmissão dos conteúdos da Base Nacional Comum Curricular.
	
	
	As aulas e atividades na escola devem dialogar com as necessidades, desejos e realidade dos estudantes e os professores devem conhecer a história das comunidades quilombolas.
	
	
	Para garantir o direito de todos a uma educação de qualidade social, os conteúdos abordados nas aulas não precisam considerar a identidade étnico racial do grupo.
	
	
	Os valores, tradições e cultura da comunidade quilombola são importantes, mas não podem comprometer a formação básica que toda escola precisa garantir.
	
	
	A atuação de profissionais deve buscar a valorização cultural dessas comunidades étnicas, adotando obrigatoriamente um conteúdo comum a todas as escolas como direito à igualdade.
	
	 
	 
		1 ponto
	
		5.
		Os estudos históricos e críticos que atualmente utilizamos para compreender os objetos artísticos e as construções promovidas pelo homem podem ter como fontes de pesquisa os remanescentes dos materiais utilizados para produção artística, as próprias obras de Arte, os documentos pessoais dos(as) artistas e de suas conexões sociais, registros diversos da época de produção da obra, além de outros estudos prévios. A partir do exposto, assinale a alternativa correta:
 (Ref.: 202006490239)
	
	
	
	
	A variedade de objetos de análise para realização de um estudo da Arte revela que as restrições da estética associada ao que é belo não influencia o pensamento crítico sobre as obra e seus contextos.
	
	
	Pode-se concluir que as imagens, os objetos e as próprias obras de Arte são apenas resquícios desconexos de um contexto sociocultural.
	
	
	A variedade de fontes de pesquisa para além das próprias obras demonstra que a Arte se faz presente em aspectos do cotidiano que não dizem respeito somente aos objetos estéticos.
	
	
	Tanto as produções artísticas (fontes primárias) quanto os juízos proferidos sobre elas (fontes secundárias) geraram somente estudos sobre o que é formalmente harmônico.
	
	
	A pesquisa em Arte se faz apenas por meio da análise das obras.
	
	 
	 
		1 ponto
	
		6.
		A pesquisa a/r/tográfica privilegia a forma artística imagética, promovendo um contato híbrido que, em seu corpo teórico, é chamado de mestiçagem. Ainda sobre a artografia, Springgay (2008, p. 38) estabelece seis conceitos de reflexão: a contiguidade, o questionamento vivo, a metáfora e metonímia, as aberturas, as reverberações e o excesso. Considerando o enunciado, assinale a alternativa que apresenta a correta associação entre conceito de reflexão e sua respectiva definição:
 (Ref.: 202006490232)
	
	
	
	
	Questionamento vivo - constrói o significado através de conexões criativas.
	
	
	Aberturas - se referem às formas de possibilitar conversações e também resistências.
	
	
	Contiguidade - trata da provocação de novos sentidos e significados entrelaçados.
	
	
	Reverberações - são as identidades integradas do artista, professor e pesquisador.
	
	
	Metáfora e metonímia - relações entre coisas que produzem dados qualitativos.
	
	 
	 
		1 ponto
	
		7.
		(ENADE 2014, Artes Visuais, ADAPTADO)
O trecho da música "Nos Bailes da Vida", de Milton Nascimento, "todo artista tem de ir aonde o povo está", é antigo, e a música, de tão tocada, acabou por se tornar um estereótipo de tocadores de violões e de rodas de amigos em Visconde de Mauá, nos anos 1970. Em termos digitais, porém, ela ficou mais atual do que nunca.
É fácil entender o motivo: antigamente, quando a informação se concentrava em centros de exposição, veículos de comunicação, editoras, museus e gravadoras, era preciso passar por uma série de curadores para garantir a publicação de um artigo ou livro, a gravação de um disco ou a produção de uma exposição.
O mesmo funil, que poderia ser injusto e deixar grandes talentos de fora, simplesmente porque não tinham acesso às ferramentas,
Página12