Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
ava direito internacional questionário I

Pré-visualização | Página 1 de 1

Usuário
	MATHEUS QUEIROZ DE ASSIS
	Curso
	DIREITO INTERNACIONAL
	Teste
	QUESTIONÁRIO UNIDADE I
	Iniciado
	29/09/22 14:55
	Enviado
	29/09/22 15:12
	Status
	Completada
	Resultado da tentativa
	2,7 em 3 pontos  
	Tempo decorrido
	16 minutos
	Resultados exibidos
	Respostas enviadas, Perguntas respondidas incorretamente
· Pergunta 1
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	
Acerca do Direito Internacional atinente à nacionalidade e à extradição, assinale a opção correta.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	d. 
Considere que, durante uma viagem de navio, um casal de argentinos, que deixara seu país rumo a um passeio pelo Caribe, tenha uma criança no momento em que o navio transite no mar territorial brasileiro. Nessa situação, a criança terá nacionalidade brasileira.
	
	
	
· Pergunta 2
0 em 0,3 pontos
	
	
	
	Assinale a alternativa correta:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	d. 
De acordo com o Acordo de Assistência Judiciária em Matéria Penal entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo dos Estados Unidos da América, a assistência será prestada ainda que o fato sujeito a inquérito, investigação ou ação penal não seja punível na legislação de ambos os Estados.
	
	
	
· Pergunta 3
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	Com relação aos tratados internacionais, assinale a opção correta à luz da Convenção de Viena sobre Direito dos Tratados, de 1969.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	a. 
Uma parte não pode invocar as disposições de seu direito interno para justificar o inadimplemento de um tratado.
	
	
	
· Pergunta 4
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	De acordo com a Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar, os países costeiros têm direito a declarar uma Zona Econômica Exclusiva (ZEE). É delimitada por uma linha imaginária situada a:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	c. 
200 milhas marítimas da costa.
	
	
	
· Pergunta 5
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	
Dentre os enunciados, somente estão corretos:
 
I - A Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar reconhece, na zona econômica exclusiva, os direitos do Estado costeiro para exploração e aproveitamento, conservação e gestão dos recursos naturais, vivos ou não vivos das águas sobrejacentes ao leito do mar, do leito do mar e seu subsolo, bem como sua jurisdição no tocante à colocação e à utilização de ilhas artificiais.
II - O Estado costeiro, de acordo com a Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar, possui o direito de perseguição que só poderá ter início de execução quando o navio infrator estiver nas águas internas, no mar territorial ou na zona contígua, podendo continuar e terminar no mar territorial de terceiro Estado desde que a perseguição tenha sido contínua e não tiver sido interrompida.
III - De acordo com a Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar, em caso de abalroamento entre navios mercantes em alto-mar, a jurisdição penal pode ser exercida pelo Estado da bandeira de qualquer um dos navios envolvidos ou ainda por Estado terceiro em cujo porto os navios buscaram abrigo após o incidente.
IV - De acordo com a convenção sobre infrações e certos outros atos praticados a bordo de aeronaves, o Estado contratante que não for o da matrícula da aeronave pode exercer sua jurisdição penal em relação à infração cometida a bordo, caso tal exercício de jurisdição seja necessário para cumprir obrigações internacionais multilaterais.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	a. 
I e IV.
	
	
	
· Pergunta 6
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	Em razão de sua natureza descentralizada, o Direito Internacional público se desenvolveu no sentido de admitir fontes de Direito diferentes daquelas admitidas no Direito interno. Que fonte, entre as listadas a seguir, não pode ser considerada fonte de Direito Internacional?
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	b. 
Decisões de Tribunais Constitucionais dos Estados.
	
	
	
· Pergunta 7
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	
Em relação aos sujeitos de Direito Internacional público, assinale a opção correta.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	e. 
Dada a natureza da personalidade jurídica das organizações internacionais, considera-se reconhecida sua personalidade mesmo por Estados que não tenham ratificado seu tratado constitutivo.
	
	
	
· Pergunta 8
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	No que concerne à perda e à reaquisição da nacionalidade brasileira, assinale a opção correta.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	c. 
Brasileiro naturalizado que, em virtude de atividade nociva ao Estado, tiver sua naturalização cancelada por sentença judicial só poderá readquiri-la mediante ação rescisória.
	
	
	
· Pergunta 9
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	Sobre Tratados Internacionais, identifique como verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes afirmativas:
I. Em relação ao Direito dos Tratados e ao ordenamento jurídico brasileiro, a formulação de reservas é, via de regra, facultada ao Estado que assina, ratifica, aceita, aprova ou adere a um tratado, mas o próprio tratado pode proibi-las. Exemplifica tal vedação o Estatuto de Roma, que criou o Tribunal Penal Internacional.
II. Em relação ao Direito dos Tratados e ao ordenamento jurídico brasileiro, a regra que veda ao Estado invocar o fato de que seu consentimento em se obrigar por um tratado foi expresso em violação de uma disposição de seu direito interno sobre competência para concluir tratados não admite exceção.
III. Em relação ao Direito dos Tratados e ao ordenamento jurídico brasileiro, a Convenção de Viena sobre o Direito dos Tratados, concluída em 23 de maio de 1969, somente foi promulgada sem reservas, no Brasil, em 14 de dezembro de 2009, pelo Decreto n. 7.030.
IV. Com relação ao estatuto jurídico dos tratados internacionais no Direito brasileiro, os tratados internacionais se incorporam ao ordenamento jurídico brasileiro com o status de emenda constitucional.
V. Acerca do processo de incorporação, vigência e extinção dos tratados internacionais relativos a direitos humanos no ordenamento jurídico brasileiro, tratados internacionais relativos a direitos humanos podem conter autorização expressa para formulação de quaisquer reservas que o Estado-parte considere apropriadas, desde que tais reservas não sejam incompatíveis com o objeto e o fim do tratado, não estando sujeitas à aceitação ulterior dos demais Estados contratantes.
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	b. 
V, F, F, F, V.
	
	
	
· Pergunta 10
0,3 em 0,3 pontos
	
	
	
	“Até hoje, o sistema legislativo internacional é de forma horizontal, não havendo nenhum órgão legislativo da sociedade internacional. [...] Não há autoridade legislativa que adote uma legislação universalmente vinculativa e não há corte internacional com jurisdição compulsória. [...] Já que não existe uma constituição da sociedade internacional que possa esclarecer as fontes do direito internacional, as cortes internacionais têm tentado determinar as suas regras de aplicação. Essa questão é geralmente tratada como fontes do direito internacional” (Hee Moon Jo.  Introdução ao Direito Internacional. 2. ed. São Paulo: LTr, 2004, p. 77-8 – com adaptações).
 
A respeito do assunto abordado nesse fragmento de texto, assinale a opção correta, considerando que CIJ se refere à Corte Internacional de Justiça.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	a. 
Jus cogens são normas imperativas de Direito Internacional geral, aceitas e reconhecidas pela comunidade internacional dos Estados como um todo, que não podem ser derrogadas ou modificadas, salvo por norma ulterior de Direito Internacional geral da mesma natureza, e que podem ter fundamento tanto convencional quanto consuetudinário.