Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
126 pág.
LIVRO - PERÍCIA CONTÁBIL E ARBITRAGEM

Pré-visualização | Página 1 de 34

O objetivo desta obra é apresentar uma 
visão prática da perícia e da arbitragem, 
traduzindo a teoria em experiência vivi-
da nessa área. Para isso, busca-se nas 
normas tudo aquilo que é necessário para 
a realização de um trabalho pericial e de 
arbitragem com excelência, sempre se 
atentando para a necessidade de atender à 
legislação vigente.
Com o estudo da perícia e da arbitragem 
de modo prático, abordando desde os 
conceitos teóricos elementares até as apli-
cações recentes do trabalho pericial com 
base em recursos tecnológicos, esta obra 
representa um importante insumo a ser uti-
lizado tanto por quem já está atuando na 
área da perícia e da arbitragem como por 
aqueles que desejam conhecer aspectos 
dessa área para nela futuramente adentrar.
J
O
E
L
 P
E
R
E
IR
A
 M
U
N
H
O
Z
 J
U
N
IO
R
P
E
R
ÍC
IA
 C
O
N
T
Á
B
IL
 E
 A
R
B
IT
R
A
G
E
M
 
Código Logístico
59455
Fundação Biblioteca Nacional
ISBN 978-85-387-6648-3
9 7 8 8 5 3 8 7 6 6 4 8 3
Perícia Contábil e 
Arbitragem 
Joel Pereira Munhoz Junior
IESDE BRASIL
2020
Todos os direitos reservados.
IESDE BRASIL S/A. 
Al. Dr. Carlos de Carvalho, 1.482. CEP: 80730-200 
Batel – Curitiba – PR 
0800 708 88 88 – www.iesde.com.br
© 2020 – IESDE BRASIL S/A. 
É proibida a reprodução, mesmo parcial, por qualquer processo, sem autorização por escrito do autor e do 
detentor dos direitos autorais.
Projeto de capa: IESDE BRASIL S/A. Imagem da capa: TanahAirStudio/Envato Elements
CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO 
SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ
M932p
Munhoz Junior, Joel Pereira
Perícia Contábil e Arbitragem / Joel Pereira Munhoz Junior. - 1. ed. - 
Curitiba [PR] : IESDE, 2020
122 p. : il.
Inclui bibliografia
ISBN 978-85-387-6648-3
1. Contabilidade. 2. Perícia contábil - Brasil. 3. Auditoria - Brasil. I. Título.
20-65223 CDD: 657
CDU: 657(81)
Joel Pereira Munhoz 
Junior
Mestre em Administração pela Pontifícia Universidade 
Católica do Paraná (PUCPR). Especialista – MBA em 
Gestão em Finanças e Controladoria pelo Instituto 
Brasileiro de Pós-Graduação e Extensão (IBPEX); 
extensão em Magistério Superior pela mesma 
instituição. Graduado em Ciências Contábeis pela 
Universidade Tuiuti do Paraná (UTP). Técnico em 
Contabilidade pela Escola Técnica da Universidade 
Federal do Paraná (ET-UFPR). Docente nas modalidades 
presencial e EaD.
Agora é possível acessar os vídeos do livro por 
meio de QR codes (códigos de barras) presentes 
no início de cada seção de capítulo.
Acesse os vídeos automaticamente, direcionando 
a câmera fotográ�ca de seu smartphone ou tablet 
para o QR code.
Em alguns dispositivos é necessário ter instalado 
um leitor de QR code, que pode ser adquirido 
gratuitamente em lojas de aplicativos.
Vídeos
em QR code!
SUMÁRIO
1 Fundamentos da perícia contábil 9
1.1 Fundamentos da perícia 9
1.2 Diferenças entre perícia e auditoria 15
1.3 Conceito e rito de processo 18
1.4 Processo judicial 20
2 Perito e a Legislação 25
2.1 Definição do perito contábil 25
2.2 Características do perito contábil 27
2.3 Impedimento e suspeição 40
2.4 Honorários 42
3 Planejamento da perícia contábil e procedimentos necessários 53
3.1 Planejamento: conceito e objetivos 53
3.2 Fases do procedimento 55
3.3 Objetivos do planejamento da perícia contábil 62
3.4 Desenvolvimento do planejamento da perícia contábil 63
3.5 Cronograma do planejamento da perícia contábil 65
4 O laudo e o parecer pericial contábil 69
4.1 Laudo pericial contábil 69
4.2 Parecer pericial contábil 77
5 Informação e a Arbitragem 82
5.1 Arbitragem – apresentação e terminologia 82
5.2 Reforma da Lei de Arbitragem 89
5.3 O contador e o processo arbitral 96
6 Inovação na perícia contábil e na arbitragem 101
6.1 Mineração de dados 101
6.2 Informação gerada pela Inteligência Artificial 105
6.3 Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) 112
6.4 Eficiência na gestão do contador 117
O objetivo desta obra é trazer uma visão prática da perícia e da 
arbitragem para perto dos estudantes, traduzindo a teoria em expe-
riência vivida nessa área. Para isso, busca-se nas normas tudo aquilo 
que é necessário para a realização de um trabalho pericial e de ar-
bitragem com excelência, sempre se atentando para a necessidade 
de atender à legislação vigente.
Iniciamos o primeiro capítulo discorrendo sobre os fundamen-
tos da perícia contábil e demonstrando as diferenças entre perícia 
e auditoria. Ainda, abordamos o conceito de rito do processo – para 
isso, falamos de Processo Judicial, Extrajudicial e Arbitral. Concluí-
mos o capítulo com um panorama do surgimento da perícia, apon-
tando como ela surgiu e evoluiu com o passar dos anos e qual o seu 
papel nos dias de hoje.
No segundo capítulo, apresentamos as normas que regulamen-
tam e disciplinam o perito contábil, trazendo características ineren-
tes à profissão, assim como situações que poderão ser antecipadas 
para que o processo transcorra da melhor maneira, sem intercor-
rências. Nesse sentido, abordamos a elaboração da proposta de 
honorários, na qual se deve fazer um levantamento dos custos en-
volvidos no decorrer da perícia. É importante que o leitor perceba, 
nesse ponto, as competências que o perito deve possuir, pois, sem 
elas, o caminho se torna mais difícil. Também explicamos a forma de 
construir uma proposta de honorários que vai realmente demons-
trar todos os custos envolvidos no processo pericial.
A proposta no terceiro capítulo é abordar o planejamento dos 
trabalhos periciais, em que o perito estabelece os procedimentos 
gerais dos exames a serem efetuados. Trazemos, assim, a importân-
cia de se planejar no sentido de proporcionar uma visão geral sobre 
o trabalho do perito, de modo a construir um panorama dos traba-
lhos a serem realizados, no qual é possível ver todos os objetivos 
e procedimentos interligados, observando cada relação com muita 
clareza. Ainda, nesse capítulo, construímos o cronograma da perícia, 
vivenciando de maneira prática suas implicações e seus prazos.
Em seguida, chegamos ao laudo e parecer pericial contábil, no 
quarto capítulo, quando vemos o trabalho final da perícia. Trata-se 
do momento em que o perito contábil apresenta seus resultados 
APRESENTAÇÃOVídeo
8 Perícia Contábil e Arbitragem 
depois de um trabalho minucioso sobre a matéria que lhe foi solicitada. É impor-
tante ressaltar que, quando o laudo for emitido, devem ser seguidas algumas 
regras de apresentação, estrutura e utilização de termos técnicos, das quais o 
perito não pode se afastar, pois segui-las implica uma boa receptividade do juiz 
e das partes envolvidas no processo. Além disso, abordamos a distinção entre 
laudo pericial e parecer pericial – documentos diferentes, gerados por dois profis-
sionais igualmente capacitados, mas que podem divergir na opinião final apresen-
tada. Nesse contexto, caso concordem com os cálculos efetuados, podem assinar 
o mesmo documento, que seria o laudo pericial contábil. Entretanto, se não con-
cordarem, há a emissão do laudo pericial pelo perito contador e a emissão do 
parecer pericial contábil pelo perito contador assistente, apresentando cada qual 
seus cálculos e seus motivos para ter chegado a determinado resultado.
No capítulo quinto, conhecemos o processo de arbitragem, o qual visa esta-
belecer a conciliação entre as partes quando os objetos de disputa são direitos 
patrimoniais disponíveis que podem ser avaliados monetariamente e dos quais 
as partes podem dispor. Também, nesse capítulo, abordamos a reforma da Lei 
de Arbitragem, trazendo os principais pontos que foram mudados e qual o seu 
impacto para a arbitragem. Ainda, vemos de que maneira o envolvimento do pro-
fissional contábil é válido e quais são as informações que podem ser geradas pela 
contabilidade no processo de arbitragem.
No último capítulo, tratamos das inovações na perícia e arbitragem. Com a 
tecnologia a nosso dispor, podemos, cada vez mais,
Página123456789...34