Buscar

Senar-Na_PASO_Apostila_M2 (1)

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 48 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 48 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 48 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Produção 
de frutas 
em sistemas 
orgânicos
Módulo 2
Foto: Gustavo Froner. Sistema CNA/Senar
pg. 2Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Abertura do módulo 2
Foto: Wenderson Araujo/Trilux. Sistema CNA/Senar
Que bom ter você aqui! Isso indica que você está indo muito 
bem com os estudos sobre a produção de alimentos em 
sistemas orgânicos. Você está pronto para aprender algumas 
particularidades sobre a produção de frutas orgânicas? 
Neste módulo, você vai compreender o planejamento, a 
produção e as atividades após a colheita de frutas orgânicas. 
O Brasil apresenta uma grande potencialidade para a 
produção de diversas espécies, e se destaca no mercado 
externo com as frutas tropicais. 
Vamos apresentar algumas especificidades da produção 
orgânica de frutas, e vamos dar dicas importantes que vão 
contribuir para você ampliar os seus conhecimentos em 
relação à produção vegetal em sistemas orgânicos.
Siga em frente e acompanhe esse 
conteúdo tão interessante!
Boa leitura!
Planejamento da 
produção de frutas 
orgânicas e uso de 
variedades para 
cultivo orgânico
Aula 1
Fotos: Wenderson Araujo. Sistema CNA/Senar
pg. 4Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Nesta primeira aula, vamos abordar alguns elementos 
importantes a serem considerados no planejamento da 
produção de frutas, como por exemplo a escolha das 
cultivares que são indicadas para o cultivo orgânico.
Então, veja a seguir o primeiro tópico sobre a 
produção orgânica.
Fotos: Wenderson Araujo. Sistema CNA/Senar
Produção orgânica de frutas 
para consumo familiar e para 
a comercialização
Pela sua ampla diversidade de climas e formação do solo, é possível produzir frutas em todas 
as regiões do Brasil. As frutas são fontes importantes de vitaminas e minerais, e estão presentes 
nos hábitos alimentares do brasileiro. 
pg. 5Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Elas são possíveis de serem produzidas em pequenas áreas, 
pela agricultura familiar, e são uma importante fonte de renda 
para as famílias; também aparecem na grande produção, 
voltada para atender a demanda do mercado consumidor 
das grandes cidades e para a exportação. Além disso, a 
nossa flora nativa apresenta espécies frutíferas que podem 
ser aproveitadas e produzidas em sistemas orgânicos, cujo 
mercado tende a crescer.
O mercado interno de frutas orgânicas no Brasil absorve 
grande parte da produção. Isso porque muito do que se 
produz é destinado para o autoconsumo e para o 
comércio local. 
Pomares para esse fim, em geral, são produzidos em 
pequena escala, e são mais diversificados do que os para 
os fins comerciais de larga escala, como os destinados para 
exportação. As principais frutas orgânicas exportadas são: Foto: Wenderson Araujo/Trilux e Tony Oliveira. Sistema CNA/Senar
LARANJA BANANA ACEROLA MANGA
pg. 6Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Além dessas frutas, são exportados também os seus produtos, como sucos e polpas. O Brasil 
tem potencial para comercializar muitas outras frutas, pois a demanda internacional por produtos 
orgânicos é crescente.
As espécies frutíferas são divididas em três categorias quanto a sua exigência climática. Veja a 
seguir essas categorias e suas principais características. Observe abaixo algumas informações 
para conhecer um pouco mais sobre o assunto:
30°
25°
20°
15°
10°
5°
0°
30°
25°
20°
15°
10°
5°
0°
Clima tropical
Acerola, banana, jabuticaba, mamão, maracujá, graviola, 
coco, caju, manga.
As frutíferas tropicais se desenvolvem bem em regiões com 
temperatura média anual superior a 22° C, e não toleram 
longos períodos com temperatura baixa.
Clima subtropical
Caqui, citros, goiaba, figo, lichia, abacate.
As de clima subtropical se desenvolvem bem numa faixa de 
temperatura entre 15° C e 22° C. 
Citros
Laranja, limão, 
tangerina.
pg. 7Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Clima temperado
Uva, maçã, pera, ameixa, ameixa-japonesa, kiwi, pêssego.
As de clima temperado exigem temperaturas médias 
entre 5° C a 15° C, e podem perder as folhas no período 
do inverno, quando as plantas passam por um período de 
repouso vegetativo.
30°
25°
20°
15°
10°
5°
0°
Essa é uma classificação geral, segundo algumas características das plantas, mas fique atento à 
dica do Roberto!
Apesar de ser uma classificação geral, isso não impede, 
por exemplo, a produção de uva, uma espécie de clima 
temperado, no cerrado ou no sertão nordestino. Há uma 
série de estratégias para viabilizar a produção, como a 
utilização de cultivares adaptadas, sistemas de irrigação, 
ambiente climatizado, entre outros, sempre considerando as 
necessidades de cada espécie.
Fica a dica
pg. 8Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
A diversidade de frutíferas é muito grande, e espécies anuais 
ou semiperenes podem ser produzidas em espaços de hortas 
ou canteiros, como o morango e maracujá, mas são produzidas 
principalmente em pomares, pois em geral são plantas perenes. 
Por isso, o planejamento dos pomares é uma etapa fundamental 
da produção agrícola de frutas em sistemas orgânicos, pois as 
plantas ficam no espaço reservado por diversos ciclos produtivos.
A produção é, em geral, comercializada in natura e, por isso, é 
importante verificar os canais de comercialização a fim de definir 
quais as espécies e as cultivares a serem implantadas. Isso irá 
determinar os períodos de colheita das frutas. Mas antes de tudo, 
é preciso conhecer o zoneamento agroclimático de sua região.
No planejamento, é necessário determinar as espécies a 
serem implantadas, considerando o que é desejado pelos 
consumidores, e pensar nas rotas de escoamento da colheita 
para, assim, determinar a área que será ocupada. 
No seu planejamento, você deve considerar também o 
crescimento da planta. Veja o que a Márcia nos traz!
Zoneamento agroclimático
O zoneamento agroclimático ajuda o agricultor a planejar seu 
pomar conforme a aptidão e condições de solo e de clima da 
sua região para a produção de determinadas espécies.
Você tem que planejar o espaço tendo em vista todo o 
crescimento das plantas, prevendo o tamanho de copas e a 
área que irão ocupar. Pense também naquelas espécies que 
precisam de sistemas de condução ou tutoramento, como a 
uva e o maracujá, e providencie a confecção das estruturas, 
que servirão para a produção dessas frutas no longo prazo.
Aplicando 
a técnica
Foto: Wenderson Araujo/Trilux. Sistema CNA/Senar
pg. 9Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Esse assunto sobre o planejamento continua a seguir, mas, 
caso queira assistir as informações, elas estão disponíveis 
no Ambiente Virtual de Aprendizagem em um vídeo, na 
seção Sistema orgânico em foco.
Se você estiver conectado à internet e quiser ir direto para a 
página do portal EAD do Senar, clique no ícone ao lado.
Sistema orgânico em foco
Você saberia dizer qual seria a melhor forma de planejar uma 
produção orgânica de frutas?! 
A maioria das frutíferas precisa de um tempo maior para que 
as plantas se desenvolvam e formem a parte vegetativa – os 
caules e as folhas – para, assim, frutificar.
Esse período varia conforme a espécie, as condições de solo 
e de clima.
Mas também é possível planejar sistemas intercalados, 
com diferentes espécies de frutas, principalmente quando 
possuem alturas diferentes, o que caracteriza um sistema 
agroflorestal, SAF.
Podem ainda ser intercaladas plantas de cultivares distintas, 
o que auxilia na oferta de frutos para a comercialização em 
vários períodos do ano.
http://ead.senar.org.br/
pg. 10Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Os primeiros anos de implantação dos pomares são uma 
época em que as mudas ainda estão se formando e não têm 
estrutura de copa formada.
Nesse momento, a área das entrelinhas pode ser utilizada 
para o cultivo de plantas anuais, ajudando como fonte de 
renda extra, alimentação das famílias, entre outros.
É o caso de lavouras como mandioca, feijão, milho,hortaliças 
e outros.
Os animais, quando mantidos em pomares, contribuem para 
o incremento da fertilidade dos solos, para a liberação 
dos estercos, e como controladores biológicos de plantas 
daninhas, pragas e doenças.
Um bom exemplo é a utilização de ovinos em plantios de 
uvas ou maracujá.
A criação de aves, como galinhas, em pomares de pêssego, 
ameixa, cítrus, entre outros, também pode ajudar com o 
controle de larvas de pragas presentes no solo.
Essa estratégia otimiza o espaço e beneficia os animais, que 
aproveitam as sombras das plantas.
Cuidado para que os animais não venham a danificar as 
plantas ou se alimentar dos frutos, danificando produtos que 
serão comercializados.
Atenção! É importante seguir as orientações da portaria 
número 52, de 2021, do Ministério da Agricultura, Pecuária e 
Abastecimento, o MAPA.
pg. 11Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
A fruticultura orgânica exige mão de obra em todas as etapas 
da produção, especialmente no plantio, na época da poda e 
na colheita.
Por isso, é importante prever a contratação de pessoas 
disponíveis para o trabalho temporário e com as 
qualificações necessárias. E fique de olho em alguns outros 
detalhes.
O tutoramento é fundamental para que a maioria das 
espécies frutíferas cresça corretamente, formando galhos e a 
copa de forma mais adequada, facilitando a poda. Porém, isso 
exige materiais resistentes e mão de obra especializada.
E, em alguns casos, será necessário instalar um sistema de 
irrigação.
O sistema por gotejamento é muito recomendado, pois seu 
alcance chega próximo às raízes das plantas.
pg. 12Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Uso de variedades mais apropriadas 
para cultivo de frutas orgânicas
Como vimos, o planejamento é fundamental na produção de 
frutas. Isso porque a maioria das plantas permanecerá por 
vários anos no pomar e produzirá por vários ciclos de cultivo. 
Escolher as melhores espécies e cultivares define a produção, 
os tempos de colheita e as podas. Além disso, uma má escolha 
durante a fase de planejamento pode ocasionar perdas 
econômicas graves por vários ciclos.
Foto: Wenderson Araujo/Trilux. Sistema CNA/Senar
Um exemplo é você escolher cultivares de frutas para 
implantar no seu pomar e, quando elas começarem 
a produzir, não serem bem aceitas pelo mercado 
consumidor. Isso irá ocasionar perdas de frutas 
e, consequentemente, perdas econômicas.
pg. 13Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Vimos que a definição das espécies a serem plantadas será muito influenciada pelo zoneamento 
agroclimático da sua região, já que as cultivares mais apropriadas são determinadas também 
pelas condições ambientais. Entretanto, há também outros fatores que podem ser até mesmo 
mais determinantes, como:
Preferência do mercado consumidor
Vejamos um exemplo. Há várias cultivares de laranjas e bergamotas (também chamadas 
de tangerina) disponíveis, mas está havendo preferência dos consumidores por frutas 
menos ácidas e mais doces, como as cultivares de bergamota ‘Ponkan’ e laranja ‘BRS 
Céu’, portanto, é aconselhável produzir essas espécies.
Resistência a pragas e doenças
É interessante conhecer com os vizinhos quais são as pragas e doenças mais comuns na 
região, e buscar cultivares que apresentem maior resistência a elas, o que vai diminuir 
muitos problemas futuros.
Época de maturação dos frutos 
É importante escolher as cultivares em função da época de maturação dos frutos, e 
priorizar o uso de variedades que possuam maturação mais precoce e mais tardia para 
que a colheita seja dividida em vários períodos, o que proporciona frutos disponíveis por 
um período maior de tempo.
pg. 14Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Ainda sobre a época de maturação dos frutos, veja que interessante o que o Roberto traz 
logo a seguir!
Caso o agricultor tenha todo o seu pomar de uma cultivar apenas, por 
exemplo, uma variedade de pêssego com maturação precoce, ele terá um 
período de colheita concentrado em poucos dias, precisará contratar mão 
de obra para auxiliar na colheita, e terá muitos frutos para o comércio em 
apenas uma ou duas semanas. Isso fará com que o agricultor tenha que 
diminuir o preço para que consiga vender todo o estoque, e a probabilidade 
de que haja perdas é muito grande. Neste caso o produtor poderia optar por 
variedade de maturação precoce e maturação tardia, para ter uma oferta 
menor por um período mais longo.
A maioria das cultivares de frutas disponíveis para 
comercialização no Brasil têm a possibilidade de serem 
utilizadas em sistemas orgânicos de produção. Entretanto, a 
Embrapa e algumas universidades têm uma série de pesquisas 
para criar cultivares específicas para a produção orgânica. 
As espécies mais pesquisadas são o café e frutas do 
clima tropical, pois são produtos destinados ao mercado 
internacional e que requerem cultivos em maiores áreas. Veja 
alguns exemplos de cultivares recomendadas: Foto: Wenderson Araujo/Trilux. Sistema CNA/Senar
Mamão ‘Havaí’, ‘Papaya’ e ‘Formosa’.
Café ‘Conilon’ (café robusta) e a ‘Icatu’, ‘Catuaí’ e ‘Bourbon’ (café arábica).
Fica a dica
pg. 15Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Para a agricultura familiar, também são desenvolvidas 
cultivares específicas, especialmente aquelas de polinização 
aberta, de alta rusticidade e com níveis mais elevados de 
resistência a pragas e doenças. Veja alguns exemplos que a 
Embrapa recomenda:
Wenderson Araujo/Trilux. Sistema CNA/Senar
Laranjeira ‘Monte Parnaso’ e ‘Westin’.
Tangerineira ‘BRSCAI Poncaí’ e ‘Miyagawa’.
Miyagawa
O Rio Grande do Sul, 
é um dos estados que 
mais produz citros na 
agricultura familiar.
Além da cultivar da planta que frutificará, é preciso conhecer as cultivares do porta-enxerto, 
técnica que é utilizada para a produção de mudas da maioria das espécies frutíferas, pois isso 
irá determinar a resistência da planta a doenças de solo e também o bom desenvolvimento 
de raízes. 
Plantas mais vigorosas, com raízes bem formadas, produzem frutos de melhor qualidade, 
pois aproveitam melhor os recursos naturais, reduzindo custos e tornando a produção mais 
competitiva no mercado.
Antes de realizar o plantio, investigue as cultivares disponíveis e recomendadas, pois, a cada 
ano que passa, as instituições de pesquisa lançam novas cultivares, mais resistentes e mais 
adaptadas. Além disso, considere as cultivares disponíveis nos viveiros da sua região. Essas 
mudas devem ser sempre de boa procedência, de viveiros certificados e que estejam produzindo 
mudas sob o sistema orgânico de produção. 
Recursos 
naturais
Solo, água e luz.
pg. 16Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Suas conquistas!
Você chegou ao fim desta primeira aula e obteve uma grande conquista de estudo. Veja só:
Siga estudando mais sobre a produção de frutas em sistemas orgânicos. Avance com a leitura 
da aula 2!
Lembre-se de que, no AVA, você deve responder uma pergunta para 
conquistar sua recompensa e, assim, desbloquear a aula seguinte. O 
desbloqueio das aulas irá lhe garantir o selo do módulo, e somente 
na tela de conclusão você poderá baixar o áudio contendo o resumo 
no canal de podcast do Um Giro no Agro. 
Ele é um excelente recurso para rever todos os temas do módulo 
quando quiser!
Boa leitura!
Fica a dica
Solo, insumos 
e manejo na 
produção de 
frutas orgânicas
Aula 2
Foto: Wenderson Araujo/Trilux. Sistema CNA/Senar
pg. 18Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Foto Tony Oliveira. Sistema CNA/Senar
Após realizado o planejamento, você irá conhecer alguns elementos importantes a serem 
considerados no manejo agrícola das espécies frutíferas, como o manejo do solo, os diferentes 
tipos de adubação permitidos, insumos e defensivos utilizados na produção orgânica de frutas.
O manejo do solo e a adubação na 
produção orgânica de frutas
Em toda a produção agrícola, o solo é a base de tudo. Manter um solo vivo, 
com sua alta atividadebiológica e química, é fundamental para a produção 
orgânica. Por isso, a utilização de insumos químicos na produção orgânica 
não é permitida, já que esses compostos alteram o bom funcionamento dos 
microrganismos do solo.
Existem inúmeras maneiras de promover a 
diversidade de microrganismos benéficos e 
melhorar a qualidade dos solos ao mesmo tempo 
em que são cultivadas espécies frutíferas. A 
maioria delas são culturas perenes e, por isso, o 
preparo é realizado pré-implantação das mudas.
Dentro das atividades de preparo, estão a aração, a subsolagem, a correção 
e a adubação, as quais devem estar previstas no planejamento, e são 
fundamentais para que o pomar expresse a sua máxima potencialidade. 
pg. 19Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Após as mudas serem implantadas, o solo receberá adubações de cobertura, ou seja, aquelas 
realizadas na superfície do solo, em geral, próximas às raízes das espécies frutíferas. 
A seguir, veja como Márcia tem implantado as mudas em sua propriedade, seguindo as 
orientações do técnico Roberto.
No momento da implantação das mudas, eu abro as covas com 
as dimensões de no mínimo 40x40x40 cm para grande parte 
das espécies que tenho implantadas. Para o preenchimento 
da cova, além da muda, fui orientada pelo Roberto a colocar 
adubo orgânico misturado com a terra retirada. Cuide sempre 
para que o solo seja bem profundo, solto e bem drenado, 
pois as frutíferas não se desenvolvem bem em solos úmidos 
e encharcados, que favorecem o aparecimento de doenças 
fúngicas, como as podridões de raízes. 
Veja outros aspectos importantes a se considerar no manejo do solo e implantação das mudas.
Aplicando 
a técnica
Solos com muitas pedras não são os mais recomendados 
para o plantio de frutas, pois podem ser empecilhos para a 
formação das raízes. 
pg. 20Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Após o plantio, é importante planejar o manejo da 
irrigação, pois a planta precisa de água para o seu 
desenvolvimento. De forma geral, realize a implantação do 
pomar em épocas de temperaturas mais amenas, como o 
outono ou o início da primavera. 
Atenção à declividade do terreno, pois declives maiores 
que 10% dificultam as operações e a utilização de 
máquinas e tratores. 
10
A localização do pomar deve ser preferencialmente na 
face norte e nordeste, pela maior incidência solar, o que 
favorecerá a maturação e coloração das frutas de forma 
mais uniforme. 
Se o terreno for ondulado e declivoso, também recomenda-
se implantar curvas de nível e construir terraços para 
evitar a erosão do solo e a perda de nutrientes. Essa etapa 
também antecede a plantação do pomar. 
pg. 21Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
O conteúdo a seguir irá complementar o assunto, 
apresentando como deve ser feita a adubação e a 
manutenção da qualidade química do solo em plantações de 
frutíferas. Ele também está disponível no AVA em um vídeo, 
na seção Sistema orgânico em foco.
Se você estiver conectado à internet e quiser ir direto para a 
página do portal EAD do Senar, clique no ícone ao lado.
Foto: Wenderson Araujo/Trilux. 
Sistema CNA/Senar
Sistema orgânico em foco
As espécies frutíferas são em sua maioria espécies perenes, e 
neste caso a aplicação de adubos pode ser realizada somente 
na linha de cultivo. Quanto à qualidade química do solo, 
seguem as mesmas orientações da produção de hortaliças.
Inicialmente, é recomendada uma análise química do solo 
para entender se há necessidade de fazer a calagem.
A calagem corrige a acidez do solo, aumentando o seu pH e 
colaborando na disponibilização de nutrientes.
A quantidade adequada de calcário a ser incorporado para 
correção do pH do solo será indicada pelo técnico, e deve ser 
feita pelo menos três meses antes da implantação das mudas.
Para algumas espécies, é recomendado realizar uma aplicação 
de cobertura, especialmente para frutas cítricas que são 
bastante exigentes em cálcio. E, para isso, o próprio calcário 
também é fonte de cálcio para as plantas.
Nas entrelinhas, é possível utilizar melhoradores de solo, ou 
seja, plantas que funcionam como adubo verde.
http://ead.senar.org.br/
pg. 22Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Mas como essas plantas podem melhorar o solo?! Veja 
alguns exemplos.
As leguminosas fixam nitrogênio do ar e disponibilizam às 
plantas. Algumas, com a sua palhada, após a colheita dos 
grãos e sementes, podem fornecer matéria orgânica ao solo.
Outra opção é a utilização de crotalária, uma espécie de 
adubação verde, nas entrelinhas do pomar.
A adubação verde é uma boa técnica para pomares, pois 
permite que o solo aumente o teor de matéria orgânica, reserve 
maiores teores de água, tenha boa estrutura e aeração.
E ainda promove a atividade biológica do solo com o 
aumento de microrganismos que agem como uma forma 
natural de defesa vegetal, afetando outros organismos 
nocivos à produção de frutas: como os fitonematóides
Também é possível utilizar os restos das podas de inverno, 
que são recomendadas para a maioria das frutíferas, para 
a cobertura do solo, formando uma camada espessa de 
palhas, chamada de mulching.
Com essa decomposição, há o incremento de matéria 
orgânica dos solos e a proteção contra o surgimento de 
plantas daninhas nas entrelinhas.
É recomendado realizar roçadas frequentes para eliminar as 
plantas daninhas que podem competir com as fruteiras.
E uma última dica! Esses restos das roçadas podem 
ser depositados ao solo, protegendo-o da erosão e 
incrementando a sua qualidade.
pg. 23Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
O manejo integrado e os defensivos 
utilizados em sistemas orgânicos de 
produção de frutas
A promoção da diversidade é a chave para alcançar o manejo integrado de plantas. Um dos 
meios de promover a diversidade é instalar sistemas consorciados entre plantas, como os SAFs.
SAFs
Sistemas 
agroflorestais
Foto Tony Oliveira. Sistema CNA/Senar
Para os pomares, podemos nos inspirar nessa ideia e estabelecer vários desenhos 
de sistemas consorciados, entre plantas apenas ou plantas e animais.
As podas são atividades de manejo que são obrigatórias em algumas espécies. Elas 
podem ser as podas de formação e de manutenção. Veja, a seguir, cada uma delas.
Esse tipo de poda é feito para conduzir 
as plantas a um formato que favorecerá a 
produção de frutos.
Poda de 
formação
Possibilita o aumento da produção, já que 
algumas espécies apenas frutificam em ramos 
do mesmo ano ou do ano anterior.
Poda de 
manutenção
pg. 24Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
De acordo com isso que você acabou de estudar, fique atento à dica do Roberto!
Analise as necessidades de cada espécie antes de aplicar 
a técnica da poda! 
 
Pensando em aproveitar ao máximo o sistema com manejo 
integrado, todos os restos de poda, folhas e resto de roçada 
podem ser incorporados diretamente na superfície dos solos 
para fornecer matéria orgânica, contribuindo para a sua 
qualidade. 
A dica do Roberto é excelente, mas saiba que alguns cuidados são importantes. Veja!
Frutos danificados
Não é recomendado deixar frutos caídos em decomposição 
no solo ou que estejam danificados nas plantas.
Composteiras
É indicado retirar todos os produtos danificados e caídos e 
utilizá-los em composteiras, pois, ao serem decompostos, 
podem voltar como adubo orgânico para o pomar.
Fica a dica
pg. 25Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Como visto anteriormente, todo uso de produtos para fins de controle de doenças e pragas em 
cultivos orgânicos de espécies frutíferas deve estar regulamentado na Portaria nº 52/2021. 
Existem algumas estratégias utilizando iscas ou armadilhas em que é possível monitorar a 
presença ou controlar algumas pragas. 
Pragas e doenças
Se eles permanecerem no pomar, podem favorecer o 
aparecimento de pragas e doenças. Então, sua retirada 
serve também como um controle desses fatores.
Portaria 
nº 52/2021
Trata-se de umaportaria assinada 
pelo MAPA.
A Márcia precisou de orientação técnica em sua 
propriedade; você pode ler o diálogo dela com Roberto 
seguindo em frente, ou, então, acessar o AVA, e ouvir o 
diálogo disponível em formato de áudio.
Se você estiver conectado à internet e quiser ir direto para a 
página do portal EAD do Senar, clique no ícone ao lado.
http://ead.senar.org.br/
pg. 26Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Quem sabe, compartilha
Márcia: Olá, Roberto! Eu preciso muito da sua ajuda! 
Meu pomar está sendo atacado por aquelas moscas 
das frutas, sabe?
Márcia: Ótimo, Roberto! Eu já não sei mais o que fazer, 
e estava passando da hora de conhecer mais sobre esse 
assunto, né!
Roberto: Oi, Márcia! Que bom que você entrou em contato. 
Fique tranquila, eu vou te explicar um pouco sobre o 
assunto, assim, você poderá escolher a melhor estratégia e 
poderá aplicar em outras situações que por ventura vierem 
a acontecer, tudo bem?
Roberto: Certo, vamos lá então!  
Para controlar as pragas na produção de frutas, é possível 
instalar iscas ou armadilhas, principalmente para o controle 
de insetos, como essas moscas das frutas que estão 
atacando o seu pomar. Essas armadilhas são construídas 
utilizando feromônios que indicam a presença de outras 
moscas, assim, elas serão atraídas e, depois, capturadas.
pg. 27Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Márcia: Uau! E pelo que você disse, existem mais formas de 
controlar as pragas, então?
Márcia: Controle biológico? Mas como eu faço 
isso, Roberto?
Roberto: Existe sim! Em alguns casos, pode ser necessário 
utilizar outras formas de controle, como o controle 
biológico.
Roberto: Então, Márcia, sabe aquela vespinha? Elas são 
parasitas naturais das moscas das frutas.
pg. 28Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Márcia: Ah, sim, Roberto! Agora entendi. E me diga uma 
coisa, eu posso usar aquelas caldas na produção de frutas?
Márcia: Nossa Roberto, eu lembro que você me orientou 
sobre o controle de formigas cortadeiras, que são um 
problema bastante comum em pomares recém implantados, 
né? Mas minha memória não está me ajudando, pode 
relembrar, por favor?
Roberto: Pode sim, Márcia! E os bioinseticidas também 
podem ser utilizados, desde que sejam de sistemas de 
produção orgânicos e permitidos pela certificadora, 
inclusive os produtos utilizados nas iscas, hein!
Roberto: Sim, sim! Essas formigas podem danificar 
seriamente o pomar. Por isso, tem que ficar bem atenta! 
Procure o formigueiro e insira fungos, como leveduras, 
que podem eliminá-lo. Você também pode fazer iscas com 
bagaço de laranja, óleos essenciais e cobre, além de outras 
plantas, como a mamona, que pode controlar a população 
de formigas.
pg. 29Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Márcia: Eu já ouvi falar de colocar fita adesiva no tronco das 
mudas para evitar que as formigas subam, isso é verdade?
Márcia: Certo, Roberto! Muito obrigada pela sua ajuda!
Roberto: Isso! Você pode fazer isso sim. Assim evita que 
elas danifiquem as folhas.
Roberto: Imagine, Márcia! Qualquer dúvida, conte comigo.
pg. 30Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
No diálogo entre Márcia e Roberto, eles mencionaram alguns nomes populares de algumas 
pragas. Veja na tabela como elas são conhecidas cientificamente.
Moscas das frutas Gêneros Anastrepha e Ceratitis.
Vespinhas Espécie Diachasmimorpha longicaudata
Formigas cortadeiras Gêneros Atta e Acromyrmex
Doenças fúngicas podem ser controladas com o uso da calda sulfocálcica e calda bordalesa, que 
são permitidas na produção orgânica, desde que em uma baixa concentração e utilizadas poucas 
vezes, conforme indica a Portaria nº 52/2021. Esse produto também tem ação acaricida 
e repelente.
Portaria 
nº 52/2021
Trata-se de uma 
portaria assinada 
pelo MAPA.
pg. 31Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Suas conquistas!
Você concluiu a leitura desta aula. Parabéns! Note que você está mais próximo de concluir 
o módulo.
Siga com a leitura da aula 3!
Lembre-se de que, no AVA, você deve responder uma 
pergunta para conquistar sua recompensa e, assim, 
desbloquear a aula seguinte. O desbloqueio das aulas irá lhe 
garantir o selo do módulo, e somente na tela de conclusão 
você poderá baixar o áudio contendo o resumo no canal de 
podcast do Um Giro no Agro. 
 
Ele é um excelente recurso para rever todos os temas do 
módulo quando quiser!
Boa leitura!
Fica a dica
Manejo na colheita 
e pós-colheita na 
produção de frutas 
orgânicas
Aula 3
Foto: Wenderson Araujo/Trilux. Sistema CNA/Senar
pg. 33Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Nesta aula, você irá conhecer como deve ser o manejo da colheita e pós-colheita, além de ter 
acesso a algumas ideias para o processamento e beneficiamento da produção. 
Manejo de colheita e pós-colheita 
de frutas orgânicas
Já cuidamos da produção, o pomar está a plena produção, e chegou a hora da colheita! Essa 
etapa requer muitos cuidados. Então, vamos analisá-los!
O ponto de colheita vai variar conforme a espécie. Frutas como o mamão, manga, banana, 
goiaba, entre outras, podem ser colhidas antes do período de maturação, ou seja, quando ainda 
estão verdes. Isso vai depender da forma que ela será comercializada:
Foto: Wenderson Araujo/Trilux. 
Sistema CNA/Senar
Supermercados ou lojas de produtos 
especializados
É interessante que elas não estejam tão maduras, porque 
permanecerão algum tempo nas prateleiras e sem o devido 
armazenamento.
Diretamente ao consumidor
Você pode realizar a colheita de frutos maduros ou que 
estão iniciando o amadurecimento.
pg. 34Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Quanto ao armazenamento, as frutas orgânicas devem ser mantidas em ambientes frescos 
logo após a colheita. Para algumas espécies e regiões do Brasil, é necessário resfriamento. A 
diminuição da temperatura retarda o amadurecimento, e, com isso, inibe o ataque de pragas e 
doenças típicas do período de pós-colheita, aumentando o tempo de prateleira. Veja um ponto 
de atenção levantado pela Márcia!
As frutas como o pêssego, nectarina, ameixa e uva são muito 
perecíveis no pós-colheita. Na minha propriedade, eu planto 
uvas e preciso comercializá-las rapidamente, seja diretamente 
ao consumidor ou para a indústria. Nesse caso, o meu 
planejamento é mais rigoroso!
Aplicando 
a técnica
O conteúdo a seguir está disponível no AVA em formato 
de vídeo, na seção Sistema orgânico em foco, e apresenta 
algumas informações importantes sobre a colheita e as 
etapas pós-colheita.
Se você estiver conectado à internet e quiser ir direto para a 
página do portal EAD do Senar, clique no ícone ao lado.
http://ead.senar.org.br/
pg. 35Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Foto: Wenderson Araujo/Trilux. 
Sistema CNA/Senar
Sistema orgânico em foco
Você saberia dizer quais passos são importantes para uma 
boa colheita? 
É necessário todo um planejamento de mão de obra, 
equipamentos para a coleta, formas de transporte dos 
produtos e materiais para armazenamento.
A colheita deve ser realizada com agilidade para não perder o 
seu tempo ideal, de forma que não prejudique os frutos.
Por isso, em alguns pomares, é necessário contratar mão de 
obra extra!
Dependendo da cultura, pode ser necessário tesouras e 
luvas para retirar os frutos sem danificá-los.
É preciso definir quais caixas e materiais serão utilizados 
para guardar os frutos, pois os recipientes poderão ser 
diretamente utilizados para a comercialização ou para o envio 
para um local específico; por exemplo, para o beneficiamento.
Tratores, veículos e carrinhos manuais serão necessários para o 
transporte do pomar até o local do destino, que, dependendo 
do plantio, pode ser o consumidor final ou a indústria.
Após a colheita, é possível que as frutas necessitem passar por 
um beneficiamento, com o correto embalamento dos frutos.
Frutas como mamão, manga e banana podem receber 
embalagensde papel ou outros materiais biodegradáveis.
pg. 36Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Foto: Tony Oliveira. Sistema 
CNA/Senar
Foto: Wenderson Araujo/Trilux. 
Sistema CNA/Senar
Enquanto frutas menores e mais delicadas, como uva, 
morango, physallis, amora, entre outras, podem ser 
acomodadas em embalagens plásticas, de isopor ou 
biodegradáveis.
A identificação com o logo da propriedade e os selos da 
certificação orgânica é obrigatória!
E, em alguns casos, é necessário realizar uma classificação 
dos frutos, quanto ao tamanho e qualidade física.
Assim, os frutos maiores e mais bonitos, aqueles sem danos 
ou imperfeições, são recomendados para comercialização 
direta com o mercado consumidor.
Os frutos destinados aos supermercados e lojas 
especializadas devem ter uma qualidade e uniformidade 
maior, pois o consumidor desses locais prioriza a aparência 
dos frutos.
O restante pode ser vendido para a indústria ou para a 
fabricação de sucos, geleias e polpas.
Esses produtos, inclusive, são uma alternativa de renda para 
as famílias, pois agregam valor aos produtos agrícolas.
E uma estratégia importante para o melhor aproveitamento 
dos frutos é o processamento das frutas, ou seja, transformá-
las em produtos.
Essa estratégia funciona tanto em pequena escala – como em 
agroindústrias familiares – quanto em indústrias de médio e 
grande porte.
pg. 37Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Foto: Wenderson Araujo/Trilux. 
Sistema CNA/Senar
Os produtos obtidos com esse processamento podem ser 
vários, tais como as polpas de frutas, sucos, geleias, tortas, 
doces, vinho, entre outros.
Mas atenção! Todas as etapas devem estar de acordo com 
a norma da produção orgânica para que os produtos sejam 
considerados orgânicos e recebam o selo do SisOrg.
A Portaria nº 52/2021 trata de regular quais aditivos e ingredientes 
são possíveis e aceitos para serem adicionados, além do percentual 
de aceitação de cada elemento. 
Portaria nº 52/2021
Trata-se de uma portaria assinada pelo MAPA.
Uma dica para quem está começando a produzir de forma 
orgânica é ter várias formas de comercialização, e evitar 
cultivar plantas mais suscetíveis ao ataque de pragas, como 
a goiabeira, logo de início. Cultive plantas mais rústicas para 
começar a produção, pois você pode se aperfeiçoar nas 
práticas de manejo integrado, de manejo de solo, além de 
entender as preferências e exigências do mercado consumidor.
Considerando a riqueza da biodiversidade dos mais diversos biomas do Brasil, o extrativismo 
pode ser uma estratégia interessante em alguns locais. Além de ser uma fonte renda para quem 
os maneja, ainda promove a conservação dos ecossistemas nativos. 
Fica a dica
pg. 38Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Instrução 
Normativa 
nº17/2009
Iniciativa conjunta do 
Ministério do Meio 
Ambiente e do MAPA.
Processamento
Polpas, sucos, geleias, 
óleos.
A Instrução Normativa nº17/2009 regula a obtenção de 
produtos oriundos do extrativismo; caso estejam adequados 
aos requisitos da produção orgânica, esses produtos também 
podem receber o selo do SisOrg. Eles podem ser explorados 
para a comercialização in natura, para o processamento da 
indústria alimentícia, medicinal e cosmética. Alguns exemplos 
são o buriti, cajá, bacuri, pinhão, pitanga, butiá, murumuru, 
entre outros.
pg. 39Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Suas conquistas!
Chegamos ao fim do módulo 2. Veja todo o seu percurso durante o estudo:
Lembre-se de que, no AVA, você deve responder uma 
pergunta para conquistar sua recompensa e, assim, 
desbloquear a aula seguinte. O desbloqueio das aulas irá lhe 
garantir o selo do módulo, e somente na tela de conclusão 
você poderá baixar o áudio contendo o resumo no canal de 
podcast do Um Giro no Agro. 
 
Ele é um excelente recurso para rever todos os temas do 
módulo quando quiser!
Avance para concluir o módulo!
Fica a dica
Foto: Wenderson Araujo/Trilux. Sistema CNA/Senar
Conclusão
Módulo 2
pg. 41Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Chegamos ao fim deste segundo módulo do curso!
Neste módulo, você compreendeu alguns passos da produção de frutas em sistemas 
orgânicos. 
Aprendeu que, no planejamento, é necessário definir o propósito da produção, a área, os 
insumos e as espécies a serem implantadas, pois, como em geral são plantas perenes, 
produzirão por vários ciclos. Ficou sabendo que é preciso escolher as cultivares mais 
resistentes a pragas e a doenças, e que sejam bem aceitas pelo mercado consumidor, o que 
poderá trazer inúmeros benefícios a longo prazo.
Você estudou também que, na produção, é necessário se atentar para o manejo correto 
dos solos, com vistas a manter a sua diversidade, com práticas como a adubação verde, o 
mulching e a compostagem. O manejo integrado favorece o controle ecológico de pragas e 
doenças, sem falar que cultivos consorciados trazem um ingresso econômico a mais para 
as famílias. 
Por fim, você viu que a colheita deve ser planejada e exige cuidados, como a redução dos 
danos e injúrias e os tratamentos pós-colheita, como o embalamento e o resfriamento, que 
contribuem para a qualidade do produto ofertado ao consumidor.
E lembre-se de que, na tela de conclusão do AVA, você 
poderá baixar sua recompensa por suas conquistas 
– o áudio contendo o resumo no canal de podcast do 
Um Giro no Agro, cujo tema é: Produção de frutas em 
sistemas orgânicos! Acesse e garanta a sua recompensa!
Siga em frente e analise as questões da Atividade de 
Aprendizagem do módulo 2.
Foto: Wenderson Araujo/Trilux. 
Sistema CNA/Senar
http://ead.senar.org.br/
Atividade de 
aprendizagem
Módulo 2
Foto: Wenderson Araujo/Trilux. Sistema CNA/Senar
pg. 43Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Foto: Wenderson Araujo/Trilux. 
Sistema CNA/Senar
Bastante informação nova, não é mesmo? Mas calma que ainda tem muito mais pela frente! 
Reveja os principais assuntos abordados antes de testar os seus conhecimentos! 
Retrospectiva da produção orgânica
Vamos realizar uma retrospectiva da produção orgânica 
de frutas?!
A variedade de fruteiras é muito ampla. Essas plantas podem 
ser produzidas em hortas, mas aparecem principalmente na 
forma de pomares.
O planejamento dos pomares é uma etapa essencial, já 
que as plantas ficam no espaço reservado por diversos 
ciclos produtivos.
No AVA, você pode acompanhar esta revisão em um vídeo. 
Não deixe de assistir!
E atenção! O conteúdo do módulo 3 só será liberado após a 
conclusão da atividade dentro do AVA. 
As respostas devem ser enviadas obrigatoriamente por lá. 
Dessa forma, você terá um feedback confirmando se você 
respondeu corretamente ou se deverá tentar novamente. 
Depois da segunda tentativa, a resposta correta será 
apresentada.
Se você estiver conectado à internet e quiser ir direto para a 
página do Portal EAD do Senar, clique no ícone ao lado.
http://ead.senar.org.br/
http://ead.senar.org.br/
pg. 44Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Foto: Wenderson Araujo/Trilux. 
Sistema CNA/Senar
As frutas, em geral, são comercializadas in natura, sendo 
importante averiguar os canais de comercialização para 
então definir quais as espécies e as cultivares.
Isso irá definir os períodos de colheita. Mas, antes de tudo, é 
preciso conhecer o zoneamento agroclimático.
Ele ajuda o agricultor a planejar as espécies que serão 
implantadas no seu pomar conforme a habilidade e 
condições de solo e de clima da sua região.
Além disso, é necessário conhecer a preferência do mercado 
e a resistência a pragas e doenças.
É recomendado utilizar diversas cultivares – as que tem 
maturação mais precoce e as mais tardias – para que a 
colheita seja dividida em vários períodos.
Para toda a produção agrícola, o solo é a base de tudo.
O uso de insumos químicos na produção orgânica é proibido, 
pois eles alteram o bom funcionamento dos microrganismos 
do solo.
A promoção da diversidade é a chave para alcançaro 
manejo integrado de plantas, e um dos meios de promovê-
la é instalando sistemas consorciados, como os sistemas 
agroflorestais.
As podas são atividades de manejo que são obrigatórias em 
algumas espécies.
Para aproveitar o máximo do sistema e do manejo integrado, 
todos os restos de poda, folhas e restos de roçada, podem 
ser incorporados aos solos para fornecer matéria orgânica.
pg. 45Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
Foto: Wenderson Araujo/Trilux. 
Sistema CNA/Senar
Foto: Wenderson Araujo/Trilux. 
Sistema CNA/Senar
Cuidado! Não é recomendado deixar frutos caídos em 
decomposição no solo ou que estejam danificados nas plantas.
Já falamos da produção; o pomar está em plena produção; 
então, chegou a hora da colheita!
O ponto de colheita vai variar conforme a cultivar. Frutas 
como mamão, manga e banana podem ser colhidas quando 
ainda estão verdes.
Para a colheita, é necessário todo um planejamento de mão 
de obra, equipamentos para a coleta, formas de transporte 
dos produtos e materiais para armazenamento.
Após a colheita, as frutas orgânicas devem ser mantidas em 
ambientes frescos, até mesmo resfriados, e podem precisar de 
uma embalagem adequada.
O Brasil apresenta uma riqueza de biodiversidade em 
seus biomas, e o extrativismo pode ser uma estratégia 
interessante em alguns locais.
Além de ser uma fonte de renda para quem os maneja, ainda 
promove a conservação dos ecossistemas nativos.
Leia os enunciados com atenção, e analise a informação trazida em cada alternativa. 
Trouxemos as perguntas para cá. Assim, caso precise, antes de responder no AVA, você poderá 
rever o conteúdo estudado.
pg. 46Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
1. A amiga de Márcia, Luzia, sempre teve hortas sob o sistema orgânico. A partir deste ano, 
ela quer começar um pomar com algumas espécies frutíferas para comercializar na feira 
juntamente com as hortaliças. Quais as dicas que Márcia deu a leu corretamente?
a. Ela precisa levar em conta não apenas o período de plantio, mas também o da colheita, 
pois precisa planejar quem fará esse trabalho e se haverá necessidade de realizar um 
beneficiamento da produção.
b. Como ela já produz hortaliças, sabe bem como é o manejo do solo e das plantas, e se 
plantar frutas cítricas este ano, além de caqui e abacate, pode começar a noticiar na 
feira que no próximo ano terá frutas para a venda.
c. Não tem segredo! Apenas é necessário considerar as preferências do mercado 
consumidor para definir as espécies a serem implantadas.
d. É possível cultivar espécies de clima temperado em todas as regiões do Brasil, pois o 
Brasil é muito diverso e há mercado consumidor para todas elas.
2. Márcia, em seu pomar orgânico, tem muitos cuidados para manter o solo vivo, diverso 
e produtivo. Ela sabe que, sem o manejo conservacionista, a produção de frutas seria 
seriamente prejudicada. O técnico Roberto lhe passou algumas dicas e gostaria que 
ela explicasse para os seus vizinhos como proceder. Dentre as alternativas, qual a que 
contém uma informação correta em relação ao manejo ecológico de solos, que Márcia 
pode ensinar a seus vizinhos?
a. A introdução de adubos verdes é uma prática que consiste na introdução de palhas 
na superfície dos solos para que haja maior proteção deste contra a radiação e para 
acumular mais água. 
b. A compostagem é uma das melhores estratégias para promover a correção da acidez 
do solo, quando este se apresenta muito ácido. 
c. A incorporação da matéria orgânica no solo deve ser realizada pelos compostos 
orgânicos oriundos da compostagem. Outras formas de incorporação de matéria 
orgânica não são permitidas na produção orgânica.
d. O uso de cobertura vegetal sobre o solo, manutenção da reciclagem de matéria 
orgânica e adubação verde são exemplos de práticas conservacionistas do solo. 
pg. 47Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
3. Márcia estava tendo problemas com pragas e doenças no pomar, o que prejudicou 
a sua produção por um tempo. Ela foi orientada a fazer um manejo integrado, o que 
iria reduzir a ocorrência de doenças e controlar as pragas no pomar. Márcia já está 
praticando algumas dessas práticas de manejo. Dentre as alternativas, indique uma 
que está de acordo com a produção orgânica.
a. O pomar todo é mantido com a mesma cultivar de uma espécie para promover a 
uniformidade e facilitar o manejo.
b. Márcia deixa sobre o solo todos os restos culturais e os frutos caídos para promover a 
adubação do pomar.
c. Para o controle de insetos e formigas, Márcia usa produtos químicos convencionais, 
mas segue todas as orientações da bula e do técnico. 
d. Márcia aplica duas vezes ao ano a calda bordalesa para controle de doenças fúngicas 
no pomar.
4. Para começar seu pomar, Luzia solicitou o catálogo de mudas do viveiro do município 
para decidir quais as cultivares que irá plantar. Ela está confusa porque são muitas 
as opções disponíveis. Ela não sabe o que deve considerar para escolher a muda mais 
adequada para seu pomar. Indique a alternativa que contém o que ela deve ter em 
mente ao adquiri-las.
a. Como Luzia é uma agricultora familiar, pode escolher qualquer tipo de cultivar, pois 
todas são adequadas ao seu pomar. 
b. Luzia deve escolher mudas cultivares de porta-enxerto que produzem plantas mais 
altas.
c. Luzia deve considerar mudas de cultivares que apresentem resistência a pragas e 
doenças.
d. A escolha de Luzia deve ser por cultivares mais precoces, pois as tardias não são 
adequadas à produção orgânica.
pg. 48Módulo 2 – Produção de alimentos em sistemas orgânicos
5. Luzia produziu frutas de forma convencional por muito tempo e, nos últimos cinco 
anos, iniciou a conversão de sistema para a produção orgânica. Ela implantou novos 
pomares de frutas orgânicas e tem estudado muito sobre o assunto, inclusive, fez um 
curso de capacitação sobre a colheita de frutas em sistemas orgânicos. Este ano, ela 
começa a se preparar para a primeira colheita de algumas frutas, e precisa estar atenta 
às lições que aprendeu no último curso. Qual das alternativas traz corretamente uma 
das lições aprendidas por Luzia?
a. Todas as espécies de frutas devem ser colhidas ainda verdes.
b. A colheita deve ser realizada de forma ágil, para não perder o tempo ideal de colheita.
c. As frutas devem ser mantidas em ambientes frescos, ou, dependo do caso, aquecidas, 
para manter a qualidade. 
d. Os frutos maiores e sem deformidades devem ser enviados para a indústria de 
processamento.
Parabéns!
Você finalizou a análise da atividade 
de aprendizagem.
Siga em frente para o módulo 3.
	_heading=h.tyjcwt
	_heading=h.gjdgxs

Outros materiais