Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
ATIVIDADE TRATAMENTO DAS ANEMIAS

Pré-visualização | Página 1 de 3

NAYSA GABRIELLY ALVES DE ANDRADE 1 
 
TRATAMENTO DAS ANEMIAS 
1. FALE SOBRE OS COMPONENTES DO SANGUE E SUAS FUNÇÕES. QUAIS SÃO AS 
LINHAGENS HEMATOPOÉTICAS? 
PLASMA: 
 90% água 
 9% proteínas  albumina, alfa, beta e gama globulinas e proteínas da coagulação 
 ~1% compostos orgânicos  aminoácidos, vitaminas, hormônios, glicose 
 Sais inorgânicos, íons, gases 
- É o componente líquido do sangue no qual os glóbulos vermelhos, brancos e as plaquetas estão suspensos 
- Constitui mais da metade do volume do sangue e é composto, principalmente, por sais (eletrólito) e proteínas 
dissolvidos em água 
- Ele também atua como um reservatório que pode tanto repor água como absorver o excesso de água dos tecidos. 
Quando os tecidos do corpo carecem de líquidos adicionais, a água do plasma é o primeiro recurso utilizado para 
atender essa necessidade 
CÉLULAS: 
 
 Glóbulos vermelhos  compõem cerca de 40% do volume do sangue. Contêm hemoglobina, uma proteína 
que confere a cor vermelha ao sangue e que permite a este transportar oxigênio dos pulmões a todos os 
tecidos corporais 
 
 Glóbulos brancos  também denominados leucócitos. Existem em menor quantidade do que os glóbulos 
vermelhos, numa proporção aproximada de um glóbulo branco para cada 600-700 glóbulos vermelhos. São 
responsáveis, sobretudo, pela defesa do corpo contra infecções. Existem 5 tipos principais: neutrófilos, 
linfócitos, monócitos, eosinófilos e basófilos 
 
 Plaquetas  são partículas semelhantes a células, menores que os glóbulos vermelhos ou brancos. Existem 
em menor número do que os glóbulos vermelhos, numa proporção de cerca de uma plaqueta para cada 20 
glóbulos vermelhos. As plaquetas atuam no processo de coagulação reunindo-se no local da hemorragia e se 
aglutinando, de maneira a formar um tampão que ajuda a vedar o vaso sanguíneo 
 
- A célula tronco multipotente dará origem a duas linhagens: mieloide e linfoide. A linhagem mieloide dará origem as 
células sanguíneas, sendo elas: megacariócito (que irá se fragmentar, dando origem aos trombócitos), eritrócito, 
mastócito e mieloblasto. A linhagem linfoide, dará origem aos linfócitos (T e B). 
 
NAYSA GABRIELLY ALVES DE ANDRADE 2 
 
 
2. O QUE É ANEMIA? 
- É definida pela OMS como a condição na qual o conteúdo de hemoglobina no sangue está abaixo do normal como 
resultado da carência de um ou mais nutrientes essenciais 
- Podem ser causadas por deficiência de vários nutrientes como ferro, zinco, vitamina B12 e proteínas 
3. COMO ESTÃO AS HEMÁCIAS NA ANEMIA FERROPRIVA E NA DEFICIÊNCIA DE 
COBALAMINA E/OU ÁCIDO FÓLICO? 
ANEMIA FERROPRIVA: 
- Hemácias microcíticas e hipocrômicas 
ANEMIA MEGALOBLÁSTICA: 
- Hemácias macrocíticas (decorrente de um bloqueio na síntese de DNA por uma assincronia da maturação do núcleo 
em relação ao citoplasma. O núcleo celular amadurece mais lentamente e, quando a divisão celular ocorre, a célula 
apresenta tamanho aumentado) 
4. DESCREVA A DIFERENCIAÇÃO DA HEMÁCIA DESDE A CÉLULA TRONCO NA MEDULA 
ÓSSEA VERMELHA. 
- As células maduras do sangue apresentam origem comum a partir de células tronco hematopoiéticas presentes na 
medula óssea. A palavra hematopoiese significa formação das células do sangue. Abrange o estudo de todos os 
fenômenos relacionados com a origem, com a multiplicação e a maturação das células primordiais ou precursoras das 
células sanguíneas, à nível da medula óssea. 
 
- Para ocorrer a hematopoese é necessário um 
microambiente normal, capaz de sintetizar 
fatores necessários para a sobrevivência das 
células progenitoras, favorecer as interações 
entre células de diferentes tipos e acomodar as 
células em desenvolvimento, por isso, além 
das células precursoras hematopoiéticas, 
existem outras células que constituem o 
estroma, formado por fibroblastos, 
osteoblastos, osteoclastos, células-tronco 
mesenquimais, adipócitos, macrófagos, 
linfócitos e células endoteliais dos sinusoides 
medulares, e um componente acelular, 
composto por substâncias que modulam as 
atividades celulares, chamadas fatores de 
crescimento, citocinas e proteínas de matriz 
extracelular. 
 
- As hemácias iniciam suas vidas na medula óssea pela célula tronco hematopoiética pluripotente, da qual derivam 
todas as células circulante no sangue. A medida que essas células se reproduzem, uma pequena parcela permanece 
exatamente como células pluripotentes originais, retidas na medula óssea como reserva, e a outra parte, que é maioria, 
se diferencia formando as outras células, que são as células tronco comprometidas, que são também chamadas de 
unidade formadora de colônia de eritrócitos (conhecida com a sigla CFU-E, do inglês, colony-forming unit erythrocyte). 
 
- O crescimento e reprodução das células tronco são controlados por múltiplas proteínas, denominadas indutores de 
crescimento. Dentre esses indutores, temos a interleucina-3, que irá promover o crescimento e a reprodução de 
praticamente todos os diferentes tipos de células-tronco comprometidas. Porém, eles promovem o crescimento, e NÃO 
a diferenciação. Essa função será dos próprios indutores de diferenciação. A formação desses indutores é determinada 
por fatores externos, como por exemplo, exposição do sangue a baixas concentrações de oxigênio. 
 
 
NAYSA GABRIELLY ALVES DE ANDRADE 3 
 
- A célula tronco multipotente dará origem a duas linhagens: mieloide e linfoide. A linhagem mieloide dará origem as 
células sanguíneas, sendo elas: megacariócito (que irá se fragmentar, dando origem aos trombócitos), eritrócito, 
mastócito e mieloblasto. A linhagem linfoide, dará origem aos linfócitos. 
5. DESCREVA A ESTRUTURA DA HEMOGLOBINA? 
- A hemoglobina é uma proteína com estrutura quaternária formada por 4 subunidades 
- Cada subunidade é formada por uma porção proteica (globina) e um grupo protético (heme) 
- Existem diferentes tipos de globinas  alfa, beta, delta e gama 
- O grupo heme, por sua vez, apresenta um átomo de ferro, que está geralmente na forma ferrosa 
- Tipos normais de hemoglobina: 
o Hemoglobina A1: representa 95 a 98% da hemoglobina 
encontrada em adultos, e contém duas cadeias proteicas alfa (α) e duas 
cadeias proteicas beta (β). 
o Hemoglobina A2: Equivale a cerca de 2 a 3% da hemoglobina 
total em adultos, e possui duas cadeias proteicas alfa (α) e duas cadeias 
proteicas delta (δ). 
o Hemoglobina F: É a principal hemoglobina produzida pelo feto 
durante a gestação, sendo essa produção diminuída após o 
nascimento. Equivale até 2% da hemoglobina total em adultos, e 
apresenta duas cadeias proteicas alfa (α) e duas cadeias proteicas 
gama (γ). 
- No adulto normal, em torno de 97% da hemoglobina circulante possui 2 cadeias alfa e 2 beta, a chamada 
hemoglobina A (ou hemoglobina A1). Cerca de 2% da hemoglobina circulante possui 2 alfa e 2 delta, ou hemoglobina 
A2; e o 1% restante possui 2 alfa e 2 gama, denominada hemoglobina F (fetal). Esta última, como o nome sugere, é a 
principal Hb da vida fetal 
6. CITE ALGUMAS FORMULAÇÕES UTILIZADAS NO TRATAMENTO DA ANEMIA POR 
CARÊNCIA DE FERRO? 
 
- A dose recomendada para a correção da anemia ferropriva é de 60 mg de ferro elementar (o que equivale a 300 mg 
de sulfato ferroso) 3-4x/dia. Em crianças, a dose deve ser 5 mg/kg/dia (3-6 mg/kg/dia) de ferro elementar, dividido em 
3 tomadas 
 
NAYSA GABRIELLY ALVES DE ANDRADE 4 
 
- A absorção do sulfato ferroso é melhor quando administrado de estômago vazio, 1-2h antes das refeições, de 
preferência associado à vitamina C ou ao suco de laranja 
- Os efeitos colaterais gastrointestinais do ferro oral são bem conhecidos e incluem náuseas, vômitos, desconforto 
epigástrico e diarreia. Eles incidem em cerca de 15-20% dos pacientes e geralmente são contornados quando as 
cápsulas passam a ser ministradas junto às refeições. Ou seja, o sulfato ferroso só deve ser dado junto com a comida 
em caso de intolerância gástrica 
- Deve-se observar a resposta terapêutica,
Página123