Resumo Sistema Cardiovascular (Reparado)
12 pág.

Resumo Sistema Cardiovascular (Reparado)


DisciplinaBas Morfo Bio Aplic Farmácia I81 materiais538 seguidores
Pré-visualização6 páginas
Resumo Sistema Cardiovascular
ANATOMIA:
Coração bombeia mais de 14 mil litros por dia e bate em torno de 100 mil vezes no repouso.
Coração apresenta forma cuneiforme, estando repousando sobre o diafragma, localizado no mediastino médio, na linha mediana da cavidade torácica. Estende-se do esterno até a coluna, entre os pulmões. De acordo com a linha mediana, apresenta um deslocamento de 2/3 para a esquerda. Apresenta ápice e base.
Apresenta lados e faces. As faces são: esterno-costal e diafragmática. Apresenta margens direita e esquerda, as quais estão em contato com os pulmões respectivos. Apresenta também pontos superiores (direito e esquerdo) e inferiores (direito e esquerdo). Tais pontos determinam o tamanho do coração, verificando se há algum tipo de alteração ou patologia.
Os grandes vasos do coração emergem da base. 
O coração apresenta pericárdio, o qual envolve e protege o coração.
Fibroso: é mais externo e superficial, formando um saco de TCPD denso modelado.
Seroso: é mais interno e apresenta camada dupla:
Lamina parietal: mais próxima ao pericárdio fibroso, fundindo-se a ele. Entre a lâmina parietal e o epicárdio corre o líquido pericárdico, cuja função é reduzir o atrito entre as duas laminas.
Lamina visceral: mais interna, está em contato direto com o coração. É o epicárdio.
Camadas do coração:
Epicárdio: constituído de TCPD frouxo, sendo a ultima camada do pericárdio seroso.
Miocárdio: constituído de músculo estriado cardíaco.
Endocárdio: constituído de endotélio sobreposto por TC. É do endocárdio que se originam os grandes vasos do coração.
Câmaras do coração:
Átrio direito: recebe sangue desoxigenado, drena sangue desoxigenado das veias cavas superiores e inferiores, além do seio coronário, o qual drena sangue do próprio coração. Apresenta músculos pectíneos, exclusivos da musculatura atrial. Apresenta a aurícula direita. O sangue é impulsionado para o ventrículo direito pela valva atrioventricular direita, ou tricúspide. Entre os átrios direito e esquerdo há o septo interatrial.
Ventrículo direito: apresenta trabéculas cárneas, as quais são compostas por fibras musculares cardíacas estando presentes apenas nos ventrículos. As valvas atrioventriculares e arteriais estão ancoras por cordas tendíneas, as quais são similares a tendões, estando presas a músculos papilares, ambos presentes apenas nos ventrículos. A artéria tronco pulmonar sai do ventrículo direito, transporta sangue para os pulmões e apresenta a valva arterial pulmonar ou tronco pulmonar. O tronco pulmonar se bifurca em artérias pulmonares direita e esquerda as quais direcionadas aos pulmões direito e esquerdo a fim de oxigenar o sangue.
Átrio esquerdo: o sangue oxigenado retorna pelas veias pulmonares, as quais são em nº de 4, duas de cada pulmão. Também apresenta aurícula e músculos pectíneos. Apresenta a valva atrioventricular esquerda ou bicúspide ou ainda mitral.
Ventrículo esquerdo: também apresenta trabéculas, cordas tendíneas e músculos papilares. Entretanto, sua camada muscular é mais proeminente que do ventrículo direito, em função do esquerdo bombear sangue para a circulação sistêmica, enquanto o direito bombeia para a circulação pulmonar. A artéria aorta sai do ventrículo esquerdo, levando sangue oxigenado para todo corpo, apresenta a valva arterial aórtica. A artéria aorta apresenta 3 porções importantes: o ramo ascendente (sai do ventrículo esquerdo e dá origem as artérias coronárias, as quais irrigam o coração); o arco aórtico e o ramo descendente que se ramificará conforme os órgãos.
O arco aórtico dá origem a 3 artérias: a artéria subclávia esquerda, a carótida comum esquerda e o tronco braquiocefálico. O tronco braquiocefálico se ramifica em: artéria carótida comum direita e artéria subclávia direita.
As valvas são envolvidas por anéis fibrosos de TC e músculo. Cada valva tem seu anel fibroso: anéis fibrosos valvas atrioventriculares, anel fibroso valva pulmonar e anel fibroso valva aórtica. As valvas impedem o retorno (refluxo) do sangue de uma câmara a outra. As valvas aórtica e pulmonar são menores que as atrioventriculares.
Estenose é quando a valva não abre completamente.
Insuficiência cardíaca é quando a valva não fecha completamente e o sangue vai e volta. Acontece principalmente com a atrioventricular esquerda, num quadro chamado prolapso da valva atrioventricular esquerda.
Os músculos papilares e as cordas tendíneas estão relaxados e encurtados quando a valva está aberta, quando a valva está fechada eles se encontram contraídos e esticados.
As bulhas cardíacas são as batidas do coração e correspondem à turbulência do sangue pelo fechamento das valvas. A primeira bulha é mais alta e longa e corresponde ao fechamento das valvas atrioventriculares. A segunda bulha corresponde ao fechamento das valvas arteriais pulmonar e aórtica.
No sopro cardíaco ouve-se as duas primeiras bulhas e mais algum outro barulho de turbulência de sangue, o qual pode estar relacionado com algum prolapso de valva.
HISTOLOGIA:
Tecido muscular:
Compõe 40% da massa corporal.
Liso, estriados: cardíaco e esquelético.
Ação voluntária (estriado esquelético) e involuntária (estriado cardíaco e liso).
Célula muscular = fibra muscular.
Miofibrila \u2013 fibra \u2013 endomísio \u2013 feixe \u2013 perimísio \u2013 fascículo \u2013 epimísio. O endomísio apresenta colágeno III, perimísio e epimísio apresentam TCPD denso.
Sarcômeros:
São delimitados pela linha Z.
A banda I tem filamentos finos (actina) e a banda A filamentos grossos (miosina).
Ao deslizar o miofilamento não muda de tamanho na contração. As linhas Z se aproximam. Fazendo a actina deslizar sobre a miosina, encurtando o sarcômero e, portanto a miofibrila, as fibras musculares, promovendo a contração muscular.
O complexo troponina-tropomiosina se conecta a actina a fim de que esta deslize.
O Ca++ se liga a troponina C, mudando sua conformação liberando o sitio da actina, que em tal sitio se ligará a cabeça da miosina, a qual apresenta ATPase que promoverá a fosforilação do ATP, levando ao deslizamento.
O Ca++ presente no Retículo Sarcoplasmático está sequestrado pela proteína sequestrina. Quando ocorre despolarização da placa motora, chegando pelos túbulos T às cisternas do Reticulo Sarcoplasmático, fazendo a liberação de Ca++ para este se ligar a troponina C, liberando o sitio da actina a fim de que este possa ligar com a miosina.
No músculo esquelético há a tríade (2 cisterna de Reticulo Sarcoplasmático + túbulos T), enquanto no cardíaco há a díade (uma cisterna de Retículo Sarcoplasmático+ túbulos T).
Estriado esquelético:
Apresenta células multinucleadas com núcleos na periferia. Presença de estriações transversais (sarcômeros).
Apresenta endomísio composto por TCPD, o qual reveste as fibras musculares mais a lamina basal.
Apresenta miofibrilas contendo sarcômeros que executam a contração muscular.
Estriado cardíaco:
Células alongadas, núcleo central, uninuclear ou binuclear. 
Presença de sarcômeros.
Apresenta partes mais coradas entre as células, as quais são os discos intercalares. Discos intercalares são especializações de membrana que apresentam junções GAP, as quais permitem a passagem do potencial de ação cardíaco.
Em isquemia há a retração das células e poucos dias após a lesão há a atrofia do tecido muscular e a cicatrização de TC.
Liso:
Citoplasma homogêneo sem estriações.
Células mais fusiformes com núcleos alongados e centrais.
Uninuclear.
Presença de corpos densos, os quais são análogos à linha Z, que ancoram os filamentos.
Não forma miofibrilas.
Sitio ativo da miosina se liga à actina sem o complexo troponina \u2013 tropomiosina, geralmente a cauda da miosina obstrui o sitio ativo da actina. Quando ocorre o estimulo para a contração há a retificação das caudas liberando o sitio ativo para se conectar com a actina.
Sistema Cardiovascular:
Dependendo do vaso e seu volume de sangue a parede muscular pode ser mais espessa ou menos. As que apresentam parede mais espessa contraem para bombear sangue para regiões mais distantes do coração.
Nodo sino atrial apresenta cardiomiócitos especializados