CEL0017-WL-SIA-07-Formatação de Trabalhos
29 pág.

CEL0017-WL-SIA-07-Formatação de Trabalhos


DisciplinaMetodologia Científica47.119 materiais976.478 seguidores
Pré-visualização2 páginas
1
Profª Clara Brum
BEM-VINDO À DISCIPLINA
METODOLOGIA CIENTÍFICA
AULA 7
2 \u2013 Formatação de Trabalhos
Algumas regras são importantes para a formatação 
dos trabalhos acadêmicos. 
Qual a importância da padronização dos trabalhos 
acadêmicos?
Aprendemos nas aulas anteriores que os trabalhos 
precisam observar as normas da ABNT. Mas o que 
entendemos por normas da ABNT? 
AULA 7
São padrões que as instituições de ensino adotam 
no que diz respeito à apresentação de trabalhos 
acadêmicos e científicos.
3 \u2013 Formatação de Trabalhos 
Vamos ver o que se entende por formatação?
AULA 7 
Entende-se por formatação a ação de dar forma. No 
nosso caso, a um trabalho acadêmico, um projeto. 
Entretanto tudo possui uma forma. Lançar letras 
aleatoriamente sobre uma folha de papel já faz com que 
o escrito, mesmo caótico, já possua uma entre muitas 
formas. (...) Não existe conteúdo sem forma. E, em se 
tratando de um trabalho acadêmico, a forma é 
uniformizada por padrões normativos dados pela 
metodologia (KAHLMEYER-MERTENS, 2007, p. 101).
4 \u2013 Formatação de Trabalhos 
Como começar?
AULA 7
A primeira e fundamental fase de qualquer trabalho de pesquisa é 
a definição do que vai ser estudado. Se o tema da pesquisa não 
for estabelecido pelo professor, o estudante deve ter cautela ao 
escolher o assunto que pretende investigar, porque a escolha do 
assunto não é tão simples, não devendo ocorrer ao acaso 
(SANTOS; MOLINA; DIAS, 2007). 
5 \u2013 Formatação de Trabalhos 
Vamos organizar o pensamento?
Um aspecto ou uma área de interesse de 
um assunto que se deseja provar ou desenvolver.
AULA 7
O QUE VOU PESQUISAR?
6 \u2013 Formatação de Trabalhos 
Originalidade não é pré-requisito. Pesquise um tema 
interessante que não precisa ser inédito. Fontes de 
assuntos: vivência diária, questões polêmicas, reflexão, 
leituras, conversações, debates, discussões...
AULA 7
PRECISA SER ORIGINAL?
7 \u2013 Formatação de Trabalhos 
Procure trabalhos semelhantes ou idênticos. Pesquise 
publicações na área. Leia bastante!
AULA 7
QUEM JÁ PESQUISOU ALGO SEMELHANTE?
8 \u2013 Formatação de Trabalhos 
AULA 7
Que vantagens e benefícios a pesquisa irá 
proporcionar? Qual a importância profissional e 
cultural da pesquisa? São as razões que nos levaram 
a estudar determinado tema.
POR QUE ESTUDAR ESSE TEMA?
9 \u2013 Formatação de Trabalhos 
AULA 7
Deve-se definir claramente o problema, apresentá-lo no 
formato de perguntas e delimitá-lo em termos de 
tempo e espaço.
QUE QUESTÕES ESTOU DISPOSTO A 
RESPONDER?
10 \u2013 Formatação de Trabalhos 
AULA 7
É importante formular um único objetivo geral que 
apresente qual o propósito da pesquisa. Os objetivos 
específicos representam a divisão do objetivo geral em 
outros menores.
O QUE PRETENDO ALCANÇAR COM A 
PESQUISA?
11 \u2013 Exemplo!!!
AULA 7
Tema: Liderança autoritária e a motivação
Problematização: Como a liderança autoritária pode comprometer a 
motivação dos funcionários da Empresa XYZ.
Objetivo Geral: Investigar como o estilo de liderança autoritária 
compromete a motivação dos funcionários na Empresa XYZ.
Objetivos específicos: 
Definir o conceito de liderança autoritária;
Descrever alguns exemplos de liderança autoritária na Empresa XYZ;
Definir o conceito de motivação;
Analisar a relação entre liderança e motivação nas organizações.
12 \u2013 Resumo da Ópera
AULA 7
Você percebeu que os objetivos específicos 
desdobram o objetivo geral da pesquisa? Observou 
também que o objetivo geral expressa exatamente o 
que se pretende provar a partir da problematização do 
tema?
13 \u2013 Tema da Pesquisa 
AULA 7
Deve-se observar que escolher um tema é mais 
difícil do que parece de início. Assim, resista à 
tentação de escolher um tema antes de ter 
realizado uma pequena investigação. Prepare-se 
bem e você economizará tempo mais tarde! 
Um planejamento irá ajudá-lo a escolher um 
tema que possa ser de seu interesse e você 
caminhará com mais segurança, porque terá 
uma boa chance de concluí-lo. Valerá o esforço! 
E mais. Poderá ter uma aplicação prática mais 
tarde (BELL, 2008). 
14 \u2013 Problematizar!!!!
AULA 7
Os dicionários problema científico como: assunto 
controverso, ainda não satisfatoriamente respondido, em 
qualquer campo do conhecimento, e que pode ser 
objeto de pesquisas científicas ou discussões 
acadêmicas. Ou, questão não solvida e que é objeto de 
discussão, em qualquer domínio do conhecimento. 
Problematizar, eis a questão!
15 \u2013
AULA 7
Problematizar consiste em formular questões sobre o 
tema, ou seja, apresenta-se um questionamento que 
envolve o tema da pesquisa. É preciso esclarecer que 
não se trata de uma simples pergunta, mas de um 
enunciado construído pela observação e investigação a 
partir de leituras aprofundadas sobre o tema escolhido. 
Como elaborar problemas científicos?
16 \u2013 Problema científico
AULA 7
Não são problemas científicos (GIL, 2010) e devem ser evitados: 
Problemas de engenharia \uf0d2 como fazer algo de maneira eficiente. 
Exemplo: \u201cComo fazer para melhorar os transportes urbanos?\u201d, 
\u201cComo aumentar a produtividade no trabalho?\u201d
Problemas de valor \uf0d2 aqueles que indagam se algo é bom ou 
mau, desejável ou indesejável, certo ou errado, melhor ou pior, se 
algo deve ou não ser feito. Exemplo: \u201cOs pais devem dar palmadas 
nos filhos?\u201d, \u201cQual a melhor técnica para a propaganda?\u201d
17 \u2013 Atividade! 
AULA 7
Classifique os problemas abaixo segundo sejam: problemas de
engenharia (E), de valor (V) ou científico (C):
a) É lícito fazer experiência com seres humanos? 
b) O que pode ser feito para melhorar a distribuição de renda? 
c) Qual a melhor técnica psicoterápica? 
c) Em que medida a escolaridade determina a preferência político 
partidária? 
18 \u2013 Uma observação importante!
AULA 7
\u2022 Um problema é considerado de natureza científica quando envolve
variáveis.
\u2022 O termo variável é o dos mais empregados na linguagem dos
pesquisadores. Seu objetivo é o de conferir maior precisão aos
enunciados científicos, sejam hipóteses, teorias, leis, princípios ou
generalizações.
\u2022 O conceito de variável refere-se a tudo aquilo que pode assumir
diferentes valores ou diferentes aspectos, segundo os casos
particulares ou as circunstâncias (GIL, 2002, p.36).
Problema científico
19 \u2013 Exemplo1
AULA 7
\u201cEm que medida a escolaridade determina a preferência 
político-partidária?\u201d
Aqui temos duas variáveis relacionando-se: 
Variável 1: escolaridade
Variável 2: preferência político-partidária
20 \u2013 Exemplo 2
AULA 7
\u201cA classe social da mãe influencia no tempo de
amamentação dos filhos.\u201d
Variável 1: classe social
Variável 2: tempo de amamentação 
21 \u2013 As variáveis podem ser
AULA 7
Independente: 
a que influencia, determina ou 
afeta outra variável. A 
condição ou a causa para 
certo resultado, efeito ou 
conseqüência. Exemplo: \u201cSe 
dermos uma pancada no 
joelho dobrado de um 
indivíduo, 
sua perna esticar-se-á\u201d.
22 \u2013 As variáveis podem ser
AULA 7
Dependente:
consiste nos valores a serem 
explicados ou descobertos, em 
virtude de serem influenciados, 
determinados ou afetados pela 
variável independente. Exemplo: \u201cSe 
dermos uma pancada no joelho 
dobrado de um indivíduo, sua perna 
esticar-se-á\u201d.
23 \u2013 As variáveis podem ser
AULA 7
\u2022 Interveniente: é aquela que numa sequência causal, se 
coloca entre a variável independente e a dependente, 
tendo como função ampliar, diminuir ou anular a 
influência de uma sobre a outra. Exemplo: \u201cA liderança 
autoritária influencia na motivação dos colaboradores.\u201d
Agora você já sabe 
como
Construir uma 
questão problema!
24 \u2013 Observação Importante
AULA 7
Assim como a descrição de um tema, sua delimitação, a explicação de 
um objetivo, seja ele real ou específico, a formulação do problema é 
imprescindível à pesquisa. O mesmo deve ter as seguintes 
características: clareza, objetividade, concisão e especificidade, 
evitando, assim, formulações genéricas que lembrem um 
questionário qualquer, em que não se consiga um desenvolvimento 
mais profundo