CCJ0006-WL-PP-Rita-Curso-Metodologia

CCJ0006-WL-PP-Rita-Curso-Metodologia


DisciplinaMetodologia Científica46.427 materiais970.934 seguidores
Pré-visualização13 páginas
na investigação de um fenômeno.
*
PORQUE O MÉTODO É UTILIZADO?
Produzir um conhecimento prático e aplicável, que pode ser usado diretamente para a previsão e/ou controle de fenômenos e ocorrências;
Utilizar uma expressão objetiva e detalhada não apenas do saber que é produzido mas também do modo como se chegou até ele, permitindo um conhecimento:
1. Amplamente compartilhável e transmissível, independente do conteúdo;
2. Verificável e passível de quantificação do grau de confiança que se pode ter nele.
*
PORQUE O MÉTODO É UTILIZADO?
Redução dos vários tipos de interferências pessoais (emocionais e/ou culturais) que podem surgir na observação e experimentação dos diversos fenômenos em estudo.
*
*
*
Em sentido amplo, ciência (do grego episteme e do latim scientia) refere-se a qualquer conhecimento sistemático
Metodologia Científica
Em sentido mais restrito, ciência refere-se a um sistema para adquirir conhecimento baseado no método científico, assim como ao corpo organizado de conhecimento conseguido 
através de tal pesquisa
Trataremos com detalhes mais tarde
*
O MÉTODO É UTILIZADO PARA EVITAR...
CONHECIMENTO
MENTIRA
ERRO
INVERDADE
ILUSÃO
*
Uma capacidade e uma necessidade inerentes ao ser humano
Manifestação da consciência de conhecer 
Forma de solução para os problemas da vida
Processo dinâmico e inacabado
Construção do conhecimento
*
O Conhecimento é...
Uma relação que envolve:
O sujeito
O objeto
A imagem da realidade
*
O Conhecimento
SUJEITO
OBJETO
A função do sujeito consiste em
 apreender o objeto.
*
O Conhecimento
Ao captar o objeto, o sujeito pode obter dele uma fiel representação mental
Pode-se afirmar que atingiu um conhecimento verdadeiro, que obteve a VERDADE. (?)
*
O que é a VERDADE? 
*
O que é a VERDADE? 
Somos capazes de conhecer a verdade?
É possível ao sujeito apreender o objeto?
*
*
O que é a VERDADE? 
O que vemos é sempre determinado por uma força que não vemos à primeira vista... e esse algo escondido, essa força que não aparece logo é o que chamamos de ESSÊNCIA
A essência é o miolo da realidade
A REALIDADE É CONSTITUÍDA DE APARÊNCIA E DE ESSÊNCIA. 
*
O conhecimento
 A realidade é constituída por fatos e coisas que geram, que determinam os fenômenos do mundo
 	Assim, não podemos dizer que a aparência é a mentira e que a essência é real?
 	As duas (aparência e essência) co-existem formando a realidade, se relacionando
*
O conhecimento
 A essência determina a aparência, é o que faz com que ela seja o que é 
E a aparência esconde e, ao mesmo tempo, dá sinais de essência. 
É como um pisca-pisca... um vaga-lume... esconde e mostra a essência... 
*
O conhecimento
E então, como é que nós, homens e mulheres que fazemos a história da nossa sociedade, pensamos a realidade?
Como nos apropriamos dessa realidade em nosso pensamento?
*
O conhecimento
 O senso comum, que é o nosso pensamento comum, que é o pensamento comum de nossa sociedade, fica muito na aparência, fica muito na casca da realidade... pode até desconfiar do miolo, da essência, MAS NÃO CONSEGUE CHEGAR LÁ!... ele não sabe descobrir a luz a partir do que é apresentado pelos fenômenos.
*
Senso comum
O senso comum contribui para que a ciência progrida a partir de dificuldades que emergem no dia-a-dia das pessoas. Poderíamos elencar várias situações problemas vividas em contextos sociais que exigem da comunidade científica a necessidade de pesquisar, de aprofundar interpretações dos achados e propor soluções ou indicar caminhos para as dificuldades enfrentadas pela população.
*
O conhecimento
E, então, o que faz o senso comum? Qual o seu limite? Até onde ele vai?
O senso comum VÊ, SENTE, CONSTATA, PERCEBE os fenômenos... e pronto! Ele não procura explicar e compreender as coisas, os fenômenos.
*
O conhecimento
 E como chegar à essência? 
Como é que, segundo o pisca-pisca dos fenômenos, nós podemos chegar à luz do que determina a realidade, do que está por trás das coisas?
*
O conhecimento
É preciso seguir um caminho específico, com um esforço específico
É preciso começar a questionar, a procurar uns óculos que nos permitam ver mais longe! 
Seguir um percurso, ir desenvolvendo um raciocínio que saia do senso comum. 
*
Como adquirir conhecimento?
Por meio de várias fontes:
Sensação
Percepção
Imaginação
Memória
Linguagem
Raciocínio
Intuição
Por meio da Pesquisa.
*
TIPOS DE CONHECIMENTO
*
TIPOS DE CONHECIMENTO
*
Tipos de Conhecimento
Teológico
Filosófico
Empírico
Científico
*
Conhecimento Empírico
Também chamado de vulgar, intuitivo, de senso comum ou popular
Conhecimento dos fatos sem lhes inquirir as causas
É superficial, acontece por informação ou experiência casual
É não metódico e assistemático
Constitui a maior parte do conhecimento de um ser humano.
*
Conhecimento Empírico
Conhecimento gerado para resolver problemas imediatamente. Ex. Homem abrigando-se nas cavernas
Elaborado de forma instantânea e instintiva
O sujeito é um expectador passivo
Conhecimento vivencial
*
Conhecimento Empírico
Tem um caráter utilitarista
Tem objetividade limitada
Muito ligado à vivência, à ação, à percepção
Subordinado a um envolvimento afetivo do sujeito
Incapaz de ser submetido a uma crítica sistemática e imparcial
*
Conhecimento Empírico
Linguagem vaga:
Difícil determinar o que se encaixa e o que escapa de sua significação
Significado dos termos depende do contexto
Conduz a uma dificuldade de controle e avaliação experimental
O que implica (muitas vezes) na impossibilidade de diálogo crítico
*
Conhecimento Empírico 
Difícil reconhecer os limites de validade
Útil e eficaz quando estamos nos referindo à rotina
Por ser vivencial torna-se impreciso ou mesmo incoerente
Pode gerar inúmeras interpretações.
*
CONHECIMENTO CIENTÍFICO versus
CONHECIMENTO DO SENSO COMUM
*
O Conhecimento Cientifico
Procura conhecer, além do fenômeno, suas causas e as leis que o regem
Descobrir os princípios explicativos que servem de base para a compreensão da organização, classificação e ordenação da natureza
*
O Conhecimento Cientifico
Surge da necessidade descobrir princípios explicativos.
Resulta da Investigação Científica
Identificação da Dúvida
Conhecimento existente não basta
Precisamos de uma resposta para a dúvida
Resposta tem que oferecer provas de segurança
*
Características do Conhecimento Científico
É crítico
Busca causas para os fenômenos
É genérico
Divulga resultados
*
O Método Científico
MÉTODO: conjunto de passos a serem seguidos ordenadamente na busca da verdade
Conduzir à descoberta
Permitir demonstração e prova
Permitir a verificação de conhecimento
TÉCNICA: procedimentos utilizados dentro das etapas do método
*
Conhecimento Teológico ou Religioso
Mesmo objeto de estudo dos outros conhecimentos.
É valorativo
Inspiracional
Infalível
Exato
Sistemático
Não verificável
*
Conhecimento Teológico
Conhecimento Científico
Exige autoridade divina
Procura rever os ensinamentos para não contradizer o Conhecimento Científico.
Não pressupõe dons especiais para conhecimento da natureza
Estuda fenômenos e se renova com as novas descobertas
Pede entendimento a partir da evidência.
*
Conhecimento Filosófico
Filósofo : \u201camigo da sabedoria\u201d
Filosofia: esforço da razão para questionar os problemas humanos e discernir entre o certo e o errado
Mesmo objeto das outras ciências, mas finalidades diferentes
*
*
Características da Filosofia
Universalidade \u2013 É a reflexão crítica sobre a totalidade do real e os seus problemas dizem respeito a todos os homens.
Radicalidade \u2013 A filosofia vai ir à raiz das coisas, aos seus fundamentos, procura a sua origem e essência.
Autonomia \u2013 É um saber independente, construído através de um pensamento próprio. A filosofia tem um objeto e um método próprio.
Historicidade - Embora as grandes questões e inquietações da filosofia sejam intemporais, elas são tratadas de modos diferentes consoante as épocas. Também há problemas próprios de uma época
*