Manual Linguagem Juridica
184 pág.

Manual Linguagem Juridica


DisciplinaArgumentação Jurídica1.151 materiais10.042 seguidores
Pré-visualização18 páginas
(estrang.)]
\u2013 chegar a \u2013 e não chegar em
\u2013 chove-não-molha \u2013 coisa ou situação que não vai para diante nem para
trás
\u2013 cientificar \u2013 cientificar alguém de algo
\u2013 Claúsula Segunda, Cláusula 2ª, etc.\u2013 (Escreve-se, nos documentos ofi-
ciais, com inicial maiúscula a palavra cláusula, quando numerada.)
\u2013 Código brasileiro, Código italiano, Código alemão, etc.
\u2013 Código Brasileiro de Aeronáutica \u2013 CBA
\u2013 Código Civil \u2013 CC
\u2013 Código Comercial \u2013 C. Com.
\u2013 Código Consumerista = Código do Consumidor
\u2013 Código de Defesa do Consumidor \u2013 CDC
\u2013 Código de Hammurabi \u2013 Conjunto de leis da Babilônia, formando o pri-
meiro código conhecido do mundo.
\u2013 Código de Organização Judiciária do Estado \u2013 COJE
cartório \u2013 Código de Organização Judiciária do Estado \u2013 COJE
24 \u2013 Manual de Linguagem Jurídico-Judiciária
\u2013 Código de Processo Civil \u2013 CPC
\u2013 Código de Processo Penal \u2013 CPP
\u2013 Código do João Sem-Terra
\u2013 código falimentar \u2013 (NÃO usar)
\u2013 Código Nacional de Trânsito \u2013 CNT (forma oficial)
\u2013 Código Penal \u2013 CP
\u2013 Código de Trânsito Brasileiro \u2013 CTB
\u2013 Código Tributário Nacional \u2013 CTN
\u2013 códigos \u2013 Seus títulos só vêm abreviados quando precedidos de referên-
cias articuladas (ex.: art. 22 do CPC); desacompanhados de artigos, escrever
por extenso.
\u2013 Colegiado \u2013 inicial maiúscula quando se referir a um órgão específico
\u2013 Colenda Câmara
\u2013 colocar \u2013 (NUNCA usar no sentido de argumentar, explanar, explicar, ex-
por, etc.)
\u2013 Comandante-Geral
\u2013 Comarca \u2013 uso determinado
\u2013 comarca \u2013 uso genérico
\u2013 comarca-pólo
\u2013 com espeque = com apoio
\u2013 cometer algo a = confiar; encarregar algo a alguém
\u2013 Comissão Técnica Nacional de Biossegurança \u2013 CTNBio
\u2013 complementaridade
\u2013 complementariedade \u2013 (forma variante de complementaridade)
\u2013 (a) compra-e-venda, (as) compra-e-vendas
Código de Processo Civil \u2013 CPC \u2013 (a) compra-e-venda, (as) compra-e-vendas
Manual de Linguagem Jurídico-Judiciária \u2013 25
\u2013 comprobabilidade
\u2013 comprovabilidade \u2013 (forma variante de comprobabilidade)
\u2013 com todo o respeito \u2013 (USAR sempre o artigo)
\u2013 comunicar \u2013 algo a alguém (regência correta)
\u2013 concluído \u2013 (particípio de concluir)
\u2013 concluso (adj.) \u2013 na expressão autos conclusos: autos prontos para julga-
mento
\u2013 confessado \u2013 (particípio de confessar)
\u2013 confesso (adj.) \u2013 aquele que confessou
\u2013 conhecer de = apreciar, acolher, julgar, é transitivo indireto (NUNCA usar o
recurso foi conhecido)
\u2013 (o / a) cônjuge
\u2013 Conselho da Magistratura
\u2013 Conselho de Sentença \u2013 Tribunal do Júri
\u2013 Conselho Permanente de Justiça
\u2013 Consolidação das Leis do Trabalho \u2013 CLT
\u2013 cônsono (adj.) \u2013 em harmonia, harmonioso (NÃO existe cônsone)
\u2013 constar \u2013 consta da(s) ou consta na(s) (NUNCA usar consta à / às)
\u2013 Constituição da República Federativa do Brasil
\u2013 Constituição do Estado do Rio Grande do Sul
\u2013 Constituição Estadual
\u2013 Constituição Federal
\u2013 consultor-geral
\u2013 consultoria-geral
\u2013 consumerista \u2013 referente às relações de consumo. Lei Consumerista, etc.
comprobabilidade \u2013 consumerista
26 \u2013 Manual de Linguagem Jurídico-Judiciária
\u2013 conta conjunta
\u2013 conta-corrente (c/c) \u2013 (pl.: contas-correntes)
\u2013 contador-geral
\u2013 contadoria-geral
\u2013 contar (v. t. d.) = ter ou somar (de idade ou tempo de serviço)
\u2013 conteste = concordante (ver inconteste)
\u2013 contrato-padrão
\u2013 contributivo; contributividade
\u2013 Coordenadoria das Promotorias Criminais
\u2013 coordenador-geral
\u2013 coordenadoria-geral
\u2013 coquetel-molotov
\u2013 Corpo de Jurados
\u2013 correcional \u2013 e não correicional
\u2013 Corregedoria-Geral da Justiça
\u2013 corroborar (v. t. d.) = roborar, reforçar, comprovar
\u2013 Corte Maior = Supremo Tribunal Federal
\u2013 cortocontuso
\u2013 cota-parte, quota-parte
\u2013 cranioencefálico
\u2013 credor-arrematante
\u2013 Criciumal
\u2013 crime-fim
\u2013 crime-meio
conta conjunta \u2013 crime-meio
Manual de Linguagem Jurídico-Judiciária \u2013 27
\u2013 cristãmente
\u2013 croqui (port.) \u2013 esboço de desenho [ver croquis (estrang.)]
\u2013 culminar \u2013 chegar ao ponto mais alto (NUNCA usar no sentido de terminar)
cristãmente \u2013 culminar
28 \u2013 Manual de Linguagem Jurídico-Judiciária
D
\u2013 daí por que
\u2013 dar à luz = parir, publicar (sentido figurado: dar à luz uma obra)
\u2013 datas \u2013 separação por hifens e complementação com zeros, para preen-
cher espaços; apenas o primeiro dia do mês pode ser escrito com numeral
ordinal (ex.: 1º-07-01; 01-07-01. Hoje é dia 1º de julho.)
\u2013 dada a vênia \u2013 concedida a vênia (NUNCA usar dada a vênia de; substituir
por com a vênia de); [ver data venia (estrang.)]
\u2013 decêndio \u2013 período de dez dias
\u2013 decisão \u2013 pode ser singular ou colegiada
\u2013 decreto legislativo
\u2013 Decreto Legislativo nº
\u2013 decreto-lei \u2013 pl.: decretos-leis
\u2013 Decreto-Lei nº
\u2013 decujo = falecido; inventariado; que é objeto de inventário; aquele cujos
bens são dados a inventário [ver de cujus (estrang.)]
\u2013 de encontro a = contra (ver ao encontro de)
\u2013 Defensoria Pública
\u2013 deferir = conceder, outorgar (ver diferir)
daí por que \u2013 deferir
Manual de Linguagem Jurídico-Judiciária \u2013 29
\u2013 deferimento = concessão, outorga
\u2013 defeso = vedado, proibido (ex.: É defeso ao réu, neste tipo de crime, recor-
rer em liberdade.)
\u2013 déficit, défice [ver deficit (estrang.)]
\u2013 Delegacia de Polícia
\u2013 Delegacia Regional de Ensino
\u2013 delinqüir (v. def.) \u2013 (NÃO tem as formas em que o i da terminação se
transformaria em o ou a)
\u2013 delito-tipo
\u2013 dentre \u2013 do grupo de. Usado com verbos como: destacar, eleger, extrair
(ver entre)
\u2013 denunciação da lide a alguém, denunciar a lide a alguém \u2013 dar a co-
nhecer, comunicar a alguém a lide (NUNCA usar: o proprietário do imóvel foi
denunciado à lide; substituir por: a lide foi denunciada ao proprietário do imó-
vel)
\u2013 denunciar algo = declarar findo (contrato, etc.)
\u2013 denunciar a lide a alguém = dar a conhecer; anunciar, noticiar a lide a
alguém
\u2013 de per si (arc.) = por si [ver per se (estrang.)]
\u2013 derrogar = revogar parcialmente
\u2013 desaforamento \u2013 partes: requerente \u2013 reqte. / requerido(a) \u2013 reqdo.(a.) /
réu / ré / co-réu / co-ré / vítima / assistente de acusação
\u2013 desapercebido = não-apercebido, desprovido, desprevenido, desprepara-
do, desguarnecido
\u2013 desaprisionar \u2013 retirar da prisão, desencarcerar
\u2013 descriminar = inocentar, tirar a culpa, excluir a responsabilidade criminal,
descriminalizar (ex.: Há grupos feministas que lutam por descriminar o abor-
to.)
deferimento \u2013 descriminar
30 \u2013 Manual de Linguagem Jurídico-Judiciária
\u2013 Desembargador instrutor; Desembargador plantonista; Desembar-
gador-Presidente; Desembargador-Relator; Desembargador-Revisor;
Desembargador-Vogal \u2013 Evitar as formas abreviadas.
\u2013 Desembargadora (Des.a; Desa.), Desembargadoras (Des.as; Desas.)
\u2013 despacho ordinatório = despacho que ordena
\u2013 despejo do prédio \u2013 desocupação de um imóvel por decisão judicial
(NUNCA usar despejo do locatário)
\u2013 despender = gastar, consumir (dispêndio e dispendioso; NÃO existe dis-
pender); (NÃO usar no sentido de expor argumentos)
\u2013 despercebido = não-percebido, não-notado, ignorado
\u2013 despronúncia \u2013 reforma da sentença de pronúncia
\u2013 dês que = desde que
\u2013 dessarte, destarte
\u2013 de vez que \u2013 (NÃO usar com sentido causal; substituir por uma vez que,
visto que, já que, etc.); (ver vez que, eis que)
\u2013 deus-dará \u2013 (ao deus-dará: à toa, a esmo, ao acaso)
\u2013 deus-nos-acuda (subst.) \u2013 (um deus-nos-acuda: desordem, confusão, tu-
multo, balbúrdia)
\u2013 dezembro (dez.) \u2013 (USAR inicial minúscula)
\u2013 (o) dia-a-dia = rotina diária
\u2013 dia a dia = dia após dia
\u2013 dia-multa \u2013 pl.: dias-multa(s)
\u2013 Diário da Justiça
\u2013 Diário Oficial do Estado \u2013 DOE
\u2013 Diário Oficial da União \u2013 DOU
\u2013 diferir = divergir, ser diferente; adiar (ver deferir)
Desembargador instrutor \u2013 diferir
Manual de Linguagem Jurídico-Judiciária \u2013 31
\u2013 diferimento = adiamento
\u2013 Digníssimo, Digníssima \u2013 DD.
\u2013 diploma legal
\u2013 diploma processual
\u2013 diploma