ADM 07 - Os Servidores Públicos
14 pág.

ADM 07 - Os Servidores Públicos


DisciplinaDireito Administrativo I50.743 materiais964.291 seguidores
Pré-visualização4 páginas
sua imediata execução, salvo se 
manifestamente ilegais. 
 
 
 Proibições 
 
Não se confundem com os deveres. As proibições são imposições legais ou constitucionais que 
impedem certa atividade ou o exercício de determinado direito. São proibições: 
 
a) a acumulação remunerada de cargo, emprego ou função; 
b) o exercício do comércio ou assumir a direção de empresa comercial ou sociedade civil; 
c) a pratica de usura; 
d) deixar que estranhos à repartição façam o serviço, salvo nos casos previstos em lei; etc. 
 
 
 Atribuição Disciplinar 
 
A atribuição disciplinar, também chamada poder disciplinar, é a que se reconhece a favor da 
Administração Pública para punir seus funcionários pelo cometimento de infrações funcionais. 
 
Punições: 
As punições geralmente encontradas são: 
a) advertência: é aplicada por escrito, nas infrações mais leves; 
b) multa; 
 www.concursosjuridicos.com.br pág. 8 
\uf8e9 Copyright 2003 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. 
É proibida a reprodução total ou parcial desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico. 
c) suspensão: até 90 dias, é aplicada na reincidência de infrações leves; 
d) destituição de função; 
e) demissão: é aplicada nas faltas graves, podendo ser acrescida da nota “a bem do serviço 
público”; 
f) cassação de aposentadoria ou disponibilidade: é penalidade aplicada no caso de falta punível 
com demissão praticada ao tempo em que o servidor, ora aposentado, ainda estava na ativa. 
 
Processo Devido: 
Essas penas só podem ser aplicadas depois de regular processo disciplinar (inquérito administrativo), 
salvo os casos de verdade sabida e de flagrância. Nesses casos, do termo respectivo deve constar a 
confissão do infrator. 
 
! Demissão é dispensa em caráter de penalidade; exoneração ao contrário, é dispensa sem conotação de penalidade. 
 
Disponibilidade: 
A disponibilidade consiste no desligamento do serviço ativo de servidor estável em razão da extinção 
do cargo, da desnecessidade do cargo ou da reintegração de seu titular, com proventos proporcionais 
ao tempo de serviço, até o aproveitamento do servidor em outro cargo vago compatível. 
A disponibilidade figura também como medida disciplinar em certas carreiras, como, por exemplo, 
no art. 42, IV, da Lei Orgânica da Magistratura Nacional, Lei Complementar 35, de 14.03.79. 
 
 
 Processo Administrativo Disciplinar 
 
Sindicância: 
O processo administrativo disciplinar pode ser precedido por uma sindicância, para apuração prévia e 
reservada de irregularidade. 
Nas infrações leves (punidas com advertência ou suspensão de até 30 dias) pode ser aplicada a 
penalidade na própria sindicância, sem a necessidade de processo administrativo. Neste caso porém, 
deve ser garantido o direito de defesa, na própria sindicância. 
 
O Processo na Área Federal: 
O processo na área federal é conduzido por uma comissão de três servidores estáveis, sob a 
presidência de um deles, conforme designação da autoridade competente. Divide-se o feito em três 
fases: 
 
1) Instauração, com a publicação do ato que constitui a comissão processante. 
 
2) Inquérito administrativo, que compreende instrução, defesa, e relatório. 
 
3) Julgamento. 
 
 
 
 
 
 
 www.concursosjuridicos.com.br pág. 9 
\uf8e9 Copyright 2003 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. 
É proibida a reprodução total ou parcial desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico. 
 Responsabilidade do Funcionário 
 
Conceito: 
É em sentido amplo, o dever que o funcionário tem de suportar as sanções que lhe são impostas em 
razão de fato ou ato, comissivo ou omissivo, que lhe seja atribuído. 
 
Espécies de Responsabilidade: 
O funcionário pode ser responsabilizado penal, civil e administrativamente . Essas responsabilidades 
não se excluem mutuamente. Pelo mesmo ato o funcionário pode responder penal, civil e 
administrativamente. A par disso, nem sempre a absolvição em uma esfera acarreta a absolvição em 
outra. 
 
Responsabilidade Penal: 
A responsabilidade penal do funcionário público decorre da prática de qualquer dos crimes 
funcionais previstos nos arts. 312 usque 327 do Código Penal, cujo processo obedece ao que dispõem 
os arts. 513 a 518 do Código de Processo Penal. 
 
Responsabilidade Civil: 
A responsabilidade civil do funcionário público decorre da prática ou da omissão, culposa ou dolosa, 
de atos ou fatos que lhe são atribuídos e que causam um dano à Administração Pública. 
 
Responsabilidade Administrativa: 
A responsabilidade administrativa resulta de cometimento de infração, pelo funcionário, de normas 
internas da Administração Pública ou da violação do correto desempenho das competências de seu 
cargo. Incorrem os funcionários nas punições já vistas. 
 
 
 Extinção do Vínculo Estatutário 
 
A relação jurídica que se estabelece entre a Administração Pública e o funcionário pode romper-se. 
Essa quebra põe fim à relação jurídica que existia, e as partes (funcionário e Administração Pública) 
voltam à situação que vigorava antes desse liame. Diversas são as formas desse rompimento: 
 
1) Extinção por ato da Administração Pública: exoneração e demissão. 
 
2) Extinção por ato do funcionário: exoneração a pedido e aposentadoria facultativa 
 
3) Extinção por fato natural: aposentadoria compulsória, morte e aposentadoria por invalidez. 
 
4) Extinção por lei: perda do cargo em razão de condenação penal. 
 
 
 www.concursosjuridicos.com.br pág. 10 
\uf8e9 Copyright 2003 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. 
É proibida a reprodução total ou parcial desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico. 
 
 Questões de Concursos 
 
 
01 - (Magistratura/SP – 170) Em relação aos servidores públicos civis, consta que: I) os cargos 
públicos são acessíveis a todos brasileiros e estrangeiros residentes no País, que preencham 
os requisitos estabelecidos em lei; II) o funcionário público em estágio probatório não pode 
ser dispensado por conveniência da Administração e independentemente de inquérito ou da 
observância de formalidades para apuração de sua capacidade; III) têm eles direito à 
irredutibilidade dos vencimentos ou salários, à licença paternidade e ao repouso semanal 
remunerado. Pode-se dizer que 
( ) a) apenas as afirmativas I e II são corretas. 
( ) b) apenas as afirmativas I e III são corretas. 
( ) c) apenas as afirmativas II e III são corretas. 
( ) d) todas as afirmativas são corretas. 
 
 
02 - (Magistratura/SP – 171) É incorreto dizer que 
( ) a) o servidor público civil possui direito à livre associação sindical. 
( ) b) o concurso público terá a validade de até dois anos, prorrogável uma vez, por igual 
período. 
( ) c) os cargos em comissão dependem de concurso público. 
( ) d) poderá haver contratação, por tempo determinado, para atender à necessidade 
temporária excepcional. 
 
 
03 - (Magistratura/SP – 173) O servidor público estável 
( ) a) poderá perder o cargo mediante processo administrativo em que lhe seja assegurada 
ampla defesa. 
( ) b) pode ser demitido em decorrência de avaliação insuficiente. 
( ) c) só pode ser demitido por decreto do Chefe do Poder Executivo. 
( ) d) só pode ser afastado por efeito de decisão judicial. 
 
 
04 - (Magistratura/SP – 173) Da independência das instâncias administrativas, civil e criminal, 
resulta que 
( ) a) o funcionário poderá sempre ser punido em qualquer dessas esferas sem a preocupação 
de se esperar o resultado de qualquer outra instância. 
( ) b) a absolvição criminal somente afasta a responsabilização administrativa, quando ficar 
comprovada a inexistência do fato ou a não-autoria imputada ao funcionário. 
( ) c) a absolvição por falta de provas, na esfera criminal, necessariamente terá reflexo no 
processo administrativo. 
( ) d) a absolvição por falta de provas, no processo criminal, somente terá reflexo na esfera 
civil. 
 
 
 
 
 www.concursosjuridicos.com.br pág. 11 
\uf8e9 Copyright 2003 – Todos os direitos reservados