Aula 01

@direito-do-trabalho-i ESTÁCIO

Pré-visualização

voluntária. 

( ) É ampla a permissão do ato de disposição do próprio corpo,

inclusive para fins de transplante, in vida. 

( ) O nome da pessoa pode ser empregado por outrem, sem

autorização, em propaganda comercial, desde que não a exponha ao

desprezo público. 

( ) O pseudônimo adotado para atividades lícitas não goza da

proteção que se dá ao nome. 

a) V, V, F, V 

b) F, V, F, V 

c) F, F, V, F 
d) V, F, F, V 

e) F, F, F, F 

Questão 12. (ESAF/PROCURADOR DF/2006) O juiz poderá

desconsiderar a personalidade jurídica da sociedade quando, em

detrimento do consumidor, houver abuso de direito, excesso de

poder, infração da lei, fato ou ato ilícito ou violação dos estatutos ou

do contrato social. 

Questão 13.  (ESAF/PROCURADOR DF/2006) O juiz também poderá

desconsiderar a pessoa jurídica sempre que sua personalidade for, de

alguma forma, obstáculo ao ressarcimento de prejuízos causados aos

consumidores. 

Questão 14. (ESAF/PROCURADOR/DF/2004) Quanto aos direitos de

personalidade, pode-se afirmar que: 

a) é vedado, seja qual for a hipótese, à pessoa juridicamente capaz,

dispor gratuitamente de tecidos, órgãos e partes do próprio corpo

vivo, pois os direitos de personalidade, entre os quais se pode citar a

integridade física, são irrenunciáveis. 

b) é viável a utilização, por terceiro, da imagem de uma pessoa,

desde que tal uso não lhe atinja a honra, a boa fama ou a

respeitabilidade, ou se destine a fins comerciais. 

c) os direitos de personalidade, além de irrenunciáveis, não admitem

limitações voluntárias, razão pela qual o Ordenamento Jurídico Pátrio 
permite que um filho, seja ele capaz ou incapaz, seja reconhecido

pelo verdadeiro pai ainda que não almeje tal reconhecimento. 

d) embora o nome de uma pessoa goze de proteção legal, o mesmo

não se dá quanto ao pseudônimo utilizado em atividades lícitas. 



CURSO DE DIREITO CIVIL (TEORIA E EXERCÍCIOS) P/

AUDITOR FISCAL DA RECEITA FEDERAL – AFRF e 
AUDITOR FISCAL DO TRABALHO – AFT – BANCA ESAF 

79  Prof. Márcia Albuquerque          www.pontodosconcursos.com.br 

e) apenas o titular do direito de personalidade pode exigir que cesse

a ameaça, ou a lesão, a direito da personalidade, e reclamar perdas e

danos, sem prejuízo de outras sanções previstas em lei, sendo

vedado a qualquer outra pessoa levar a efeito tais medidas, ainda 
que o titular do direito de personalidade já tenha falecido. 

Questão 15 (ESAF/PROCURADOR/DF/2004) Os Procuradores de um

determinado Ente da Federação criaram uma Associação para a

defesa dos seus interesses. Sabe-se que o ato constitutivo da

Associação foi corretamente levado a registro. Quanto a essa

entidade, é correto afirmar: 

a) omisso o estatuto quanto às cláusulas de exclusão de associado, é

vedado, ainda que por deliberação da Assembleia, que um Procurador

seja expulso da Associação. 

b) para que se possa alterar o estatuto da associação é mister que a

reforma seja deliberada por dois terços dos competentes para gerir e 
representar a associação, não contrarie ou desvirtue o fim dessa e

seja aprovada pelo órgão do Ministério Público, e, caso esse a

denegue, poderá o juiz supri-la, a requerimento do interessado. 

c) os associados devem ter iguais direitos, sendo vedado, pelo Código

Civil, ao estatuto, instituir categorias, entre os associados, com

vantagens especiais. 

d) constatada a inadimplência de alguns sócios quanto às obrigações

sociais, estão todos os demais autorizados a, em nome próprio,

demandar contra os inadimplentes para exigir o cumprimento das

obrigações estatutárias. 

e) dissolvida a Associação, silentes os associados e o estatuto, os

bens remanescentes da extinta pessoa jurídica deverão ser

devolvidos à Fazenda Pública do Estado, do Distrito Federal ou da
União, caso não exista no Município, no Estado, no Distrito Federal ou

no Território, em que a associação tiver sede, instituição com fins

idênticos ou semelhantes ao da Associação de Procuradores. 

Questão 16 (ESAF/PFN/2005) Assinale a opção correta a respeito de

prescrição. 

a) A prescrição somente pode ser interrompida uma vez. 

b) A prescrição atinge as ações pessoais que protegem os direitos a

uma prestação. 

c) A interrupção da prescrição promovida por um credor aproveita

aos demais. 

d) O juiz não pode decretar de ofício a prescrição, mesmo para
favorecer a absolutamente incapaz. 

e) Antes de consumar-se a prescrição pode haver renúncia expressa

ou tácita por parte do interessado. 



CURSO DE DIREITO CIVIL (TEORIA E EXERCÍCIOS) P/

AUDITOR FISCAL DA RECEITA FEDERAL – AFRF e 
AUDITOR FISCAL DO TRABALHO – AFT – BANCA ESAF 

80  Prof. Márcia Albuquerque          www.pontodosconcursos.com.br 

Questão 17 (ESAF/2009/AFRF) Na criação de fundação há duas fases: 

a) a do ato constitutivo, que deve ser escrito, podendo revestir-se da

forma particular, e a do registro público. 

b) a do ato constitutivo, que deve ser escrito, pois requer
instrumento particular ou testamento, e a do assento no registro 

competente. 

c) a do ato constitutivo, que deve ser escrito, e a da aprovação do

Poder Executivo Federal. 

d) a da elaboração do estatuto por ato inter vivos, (instrumento

público ou particular), sem necessidade de conter a dotação especial,

e a do registro. 

e) a do ato constitutivo, que só pode dar-se por meio de escritura

pública ou testamento, e a do registro. 

Questão 18 (ESAF/Auditor do Tesouro Municipal/Recife-PE/2003)

Assinale a opção correta. 
a) Pelo Código Civil (art.14, parágrafo único) não está nítida a

consagração do princípio do consenso afirmativo, pelo qual cada um

deve manifestar sua vontade de doar seus órgãos e tecidos para

depois de sua morte, com objetivo terapêutico. 

b) A senilidade, por si só, é causa de restrição da capacidade de fato. 

c) O agente diplomático do Brasil que, citado no estrangeiro, alegar

extraterritorialidade, sem indicar seu domicílio no País, poderá ser

demandado no Distrito Federal ou no último ponto do território

nacional onde o teve. 

d) Os portadores de deficiência mental, que sofram apenas uma

redução na sua capacidade de entendimento, poderão praticar atos

na vida civil sem assistência de curador, mesmo que interditos. 

e) A capacidade de gozo não se distingue da legitimação. 

Questão 19 (ESAF/2010/TEM/Auditor Fiscal do Trabalho) Assinale a

opção incorreta. 

a) As pessoas jurídicas de direito público a que se tenha dado
estrutura de direito privado são regidas, no que couber, quanto ao

seu funcionamento, pelo Código Civil, salvo disposição em contrário. 

b) A existência civil das pessoas jurídicas de direito privado
começa com a inscrição do ato constitutivo no respectivo registro,

precedida, quando necessário, de autorização ou aprovação do Poder

Executivo, averbando-se no registro todas as alterações por que

passar o ato constitutivo. 

c) Nos atos judiciais e extrajudiciais, as pessoas jurídicas serão
representadas, ativa e passivamente, por quem os respectivos 

estatutos designarem, porém, não havendo designação estatutária,

serão representadas pelos seus prepostos. 

d) As pessoas jurídicas de direito público interno são civilmente
responsáveis por atos dos seus agentes que, nessa qualidade, 




CURSO DE DIREITO CIVIL (TEORIA E EXERCÍCIOS) P/

AUDITOR FISCAL DA RECEITA FEDERAL – AFRF e 
AUDITOR FISCAL DO TRABALHO – AFT – BANCA ESAF 

81  Prof. Márcia Albuquerque          www.pontodosconcursos.com.br 

causem danos a terceiros, ressalvado direito regressivo contra os

causadores do dano, se houver, por parte destes, culpa ou dolo. 

e) A constituição das pessoas jurídicas de direito privado pode ser
anulada, por defeito do ato respectivo, dentro do prazo decadencial 
de 3 anos, contado a partir da data da publicação de sua inscrição no

registro. 

Questão 20 (ESAF/ACE/TCU/2005) As associações públicas são 

a) pessoas jurídicas de direito público interno de administração

indireta. 

b) empresas públicas. 

c) autarquias federais especiais. 

d) agências reguladoras. 

e) pessoas jurídicas de direito

Ainda não temos comentários aqui
Seja o primeiro!