Buscar

trabalho de processo do trabalho

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 3 páginas

Prévia do material em texto

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR FRANCISCANO – IESF 
Recredenciado pela Portaria do MEC Nº 725, de 20 de julho de 2016 
publicado no D.O.U de 21 de julho de 2016 
 
Curso: Direito Período: 7º 
Disciplina: Direito Processual do Trabalho I Data: 26/03/2023 
Docente: Glaydson Rodrigues 
Alunos (as): Neidyeli Santos Pereira 
1° Bimestre 2° Bimestre 2ª Chamada Prova Final 
ATIVIDADE AVALIATIVA BIMESTRAL – PESO 4 
 
1-Quais são os critérios de classificação das ações? 
• As ações podem ser do tipo: o provimento pedido pelo autor que se classificam em 
processo de conhecimento, execução e cautelar, e o tipo de tutela pleiteada no 
processo de conhecimento que podem ser através de Sentenças de mérito: 
declaratórias, constitutivas e declaratórias. 
 
2-como é que podemos classificar os dissídios individuais trabalhistas? 
 
• Os dissídios individuais de trabalho são divididos em três grupos, quais sejam: ações 
de conhecimento; ações executórias e ações cautelares, sendo que a primeira se 
subdivide em: condenatórias, constitutivas e declaratórias. 
 
3-Explique os tipos de dissídios coletivos trabalhistas. 
 
• Natureza econômica: São aqueles nos quais o pedido refere-se as normas e 
condições de trabalho. Ressalta-se a sentença proferida a produzir efeitos para todos 
os trabalhadores das empresas representadas pelos sindicatos litigantes, filiados ou 
não aos sindicatos. 
Natureza jurídica: são os Dissídios do artigo 114 da Constituição federal, nos quais a 
justiça julga os efeitos provocados por eventuais descumprimentos de sentença, ou 
aqueles que visam apenas o esclarecimento das sentenças. 
 
4- A tutela antecipada é compatível com o processo trabalhista? Justifique. 
 
• Conforme, o Art. 769 das Consolidações Das Leis Trabalhistas CLT a tutela 
antecipada é sim compatível com os litígios trabalhistas, sendo possível, liminarmente, 
INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR FRANCISCANO – IESF 
Recredenciado pela Portaria do MEC Nº 725, de 20 de julho de 2016 
publicado no D.O.U de 21 de julho de 2016 
 
após a contestação, entre o encerramento da Instrução e a Sentença, assim como 
após a prolação da Sentença. 
 
5-A concessão da tutela antecipada deve ocorrer, necessariamente, antes da 
prolação da sentença de mérito? 
 
• Não , visto que a tutela antecipada nas ações trabalhistas também se molda após a 
prolatação da Sentença de mérito pelo MM. 
 
6-A ação monitória colide com o teor do artigo 876 da CLT? Justifique. 
 
• É plenamente possível a ação monitória em relação ao Artigo 876 e seguintes da 
CLT, pois não há colisão quando duas condições são cumpridas, a saber: omissão e 
a incompatibilidade comuns com a sistemática processual trabalhista vide artigo 796 
da CLT e artigo 15 do CPC. Cominando esses dois dispositivos, permite-se a 
celeridade processual com a eliminação do processo de conhecimento, ocorrendo 
tudo nos trâmites legais, isto é, nas regras estipulados nos dispositivos acima, o 
magistrado prosseguirá com a execução nos moldes do artigo 876 e seguintes para 
garantir o seu cumprimento o mais breve possível. 
 
7-A ação declaratória é compatível com o processo trabalhista? 
 
• A ação declaratória é plenamente compatível com a legislação processual trabalhista 
podendo ser de cunho positivas e negativas, sendo o exemplo mais corriqueiro de 
declaração individual trabalhista a solicitação quanto ao reconhecimento do contrato 
de trabalho com pedido de anotações na CTPS como também a expedição de ofícios 
à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego – SRTE. É importante citar 
também que a Justiça do Trabalho vem analisando várias ações de forma incidental 
no que tange à falsidade ou não de prova documental. Não obstante, o TST entende 
que é incabível ação de declaração de direito à complementação de aposentadoria 
caso não haja os requisitos necessários para a sua concessão, seja por via 
regulamentar ou ação coletiva, conforme (OJ 276, SDI-I). 
 
8-A ação trabalhista somente é lastreada em título judicial? 
INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR FRANCISCANO – IESF 
Recredenciado pela Portaria do MEC Nº 725, de 20 de julho de 2016 
publicado no D.O.U de 21 de julho de 2016 
 
 
•Não é somente em título judicial que se demanda as ações trabalhistas, pois também 
se observa os institutos da conciliação, a arbitragem, a autocomposição e outros e 
havendo divergências entre as partes no que foi acordado vale este como título 
executivo extrajudicial, podendo ser pleiteado na justiça do trabalho.

Outros materiais