Buscar

TASK75581

Prévia do material em texto

- -1
Evolução das práticas de gestão 
da qualidade
Sabrina Leal Corrêa
Introdução
Compreender o ciclo de vida de um produto faz toda a diferença em uma estratégia. Mas você já pensou como
deve ser esse processo de identificação do ciclo dos produtos e serviços? Seja qual for o nicho do mercado, cada
produto deve passar por estágios claros e bem definidos, para somente depois serem lançados. Junto com a
evolução das práticas de gestão de qualidade, surgem, também, inúmeras ferramentas que podem auxiliar no
processo de compreensão de cada fase existente, desde a criação do produto, até o seu tempo fim ou declínio.
Entender cada um desses estágios possibilita uma visão de qual estratégia deve ser utilizada, seja para se vender
um determinado produto ou melhorar sua divulgação. Isso porque, dificilmente, se consegue atrair novos
clientes para um novo produto utilizando as mesmas ações que foram direcionadas a outro que já foi lançado no
mercado.
Ao final desta aula, você será capaz de:
• compreender a evolução das práticas de gestão de qualidades, identificando o progresso desse recurso e 
deste modo compreender de forma efetiva os seus benefícios.
1 Evolução das práticas de gestão da qualidade
A evolução da gestão da qualidade, no século XX, foi marcada por quatro fases: inspeção, controle, garantia e
gestão da qualidade total dos produtos e serviços. Seu significado modificou ao longo do tempo e, até os meados
da década de 50, a qualidade era vista como o resultado da perfeição técnica do produto. Foi somente depois
disso começou a ser levando em conta o grau de adequação esperado pelo cliente e não somente a qualidade do
produto em si. A partir desse momento, qualidade passou a ser sinônimo de satisfação do consumidor.
•
- -2
Figura 1 - Satisfação do cliente
Desde então, passaram a existir vários atributos relacionados à qualidade do produto, para que seja mais clara a
definição dessas características. Dessa forma, foi possível dividi-los em grupos de características de produtos
/serviços perceptíveis aos consumidores, o que irá depender do alcance ou não da satisfação do cliente. Logo, irá
existir satisfação quando a ideia superar a expectativa ou insatisfação quando o contrário ocorrer.
2 Compreendendo a importância da gestão da 
qualidade e seus benefícios
Seja qual for o nicho de mercado, cada produto/serviço deve passar por estágios bem definidos antes e depois de
serem lançados. Entender o ciclo de vida do produto faz toda diferença em estratégias como de ,marketing
vendas e, principalmente, na qualidade.
O ciclo de vida do produto é um modelo empregado para acompanhá-lo desde sua criação até a saída do
mercado, passando pelo lançamento e seu desenvolvimento junto aos consumidores. Sua função é o
monitoramento do comportamento desse produto, a atração de clientes, assim como as técnicas aplicadas aos
FIQUE ATENTO
É importante compreender que se a avaliação da qualidade não for observada minuciosamente
em uma análise de custo-benefício, ela não terá sentido prático. Isso porque o cliente se
identifica com o produto/serviço desde a aquisição até se desfazer do mesmo.
- -3
monitoramento do comportamento desse produto, a atração de clientes, assim como as técnicas aplicadas aos
preços definidos. O uso dessa ferramenta é de grande importância para a garantia da qualidade, já que alguns
aspectos que interferem no ciclo de vida de determinadas mercadorias apresentam grandes variações entre si.
Figura 2 - Avaliação do consumidor sobre produto
Fonte: bleakstar , Shutterstock, 2019.
O ciclo do produto possui cinco fases e são elas:
Desenvolvimento: Essa é a primeira fase, realizada no desenvolvimento do produto, em que ele ainda pode
estar no processo de definição. É caracterizado pelo esboço inicial do produto, quando nem foi inserido no
mercado. Mesmo não sendo disponibilizado para os consumidores é preciso estudar a sua viabilidade e analisar
suas funcionalidades, para que a ideia seja aprovada. Quando uma nova solução é apresentada se inicia o ciclo de
vida do produto.
Introdução: Está etapa depende da conclusão do desenvolvimento, para que o produto seja introduzido no
mercado da melhor forma possível. Esse é um período bem delicado da estratégia, pois ainda não é capaz de
gerar grandes receitas. Um produto novo possui uma concorrência relativamente baixa ou, até mesmo,
inexistente. Entretanto, é um mercado ainda não explorado e existem muitas dúvidas quanto às melhores
estratégias para alavancar as vendas e prospectar clientes.
Crescimento: Aqui é a hora de desenvolver a participação da empresa no mercado. Quando o produto possui
estabilidade, certamente terá sua produção, distribuição e vendas escaláveis. Dessa forma, quando houver uma
necessidade de consumo relacionada ao produto, sua escolha será automática se comparado aos demais
concorrentes. Para isso, será necessária a realização de ações de que incentive o crescimento domarketing
produto na mente dos clientes.
Maturidade: É comum na maturidade que as vendas se estabilizem, dando a impressão de que já foi alcançado o
máximo de resultados esperados, não havendo para onde crescer, o que pode se tornar um momento delicado e
arriscado ao negócio. É importante não se deixar levar pela zona de conforto, e elaborar uma estratégia para
saber até onde se pode chegar, traçando um plano para se manter competitivo.
- -4
Figura 3 - Ciclo de vida do produto
Declínio: Não é uma tarefa fácil se manter no topo e estender a maturidade do produto por muito tempo. É
necessário possuir uma estratégia resistente para superar as soluções apresentadas pelos concorrentes, a
evolução da tecnologia e, também, o comportamento dos consumidores. É necessário saber que, acima de tudo,
todo produto tem seu fim e essa fase é marcada pela queda das vendas e do lucro. Para superar esse estágio, uma
opção é realizar um redesenho da solução ou, até mesmo, o fim de sua produção, com a substituição por outro
mais adequado ao mercado atual. Fazendo isso, será iniciado um novo ciclo de vida do produto.
Não existe um prazo de validade preestabelecido para aplicabilidade de cada ciclo do produto. Esse período irá
depender das características do mercado o qual está inserido e do nível de aceitação dos consumidores. A
decisão de compra, por sua vez, além de precisar de atributos intrínsecos ao produto ou da relação custo-
benefício, dependerá de outros requisitos que são bem-vistos pelos consumidores, como quantidade,
flexibilidade na entrega, prazo, e pontualidade. Para diminuir a chance de insatisfação, a gestão da qualidade
deve ser total, devendo todos os seus processos serem respeitados, visando o engajamento dos colaboradores
com o foco na melhoria contínua e no cliente.
SAIBA MAIS
No livro "Gestão de Produto para Leigos", de e (Alta Books, 2019),Brian Lawley Pamela Schure
você vai compreender mais afundo as características de cada estágio do produto, qual o
objetivo e função de cada um. Além disso, a obra fornece explicações sobre análises
competitivas, pesquisas e estratégias de mercado.
https://www.amazon.com.br/s/ref=dp_byline_sr_book_1?ie=UTF8&field-author=Brian+Lawley&search-alias=books
https://www.amazon.com.br/s/ref=dp_byline_sr_book_2?ie=UTF8&field-author=Pamela+Schure&search-alias=books
- -5
O segredo do sucesso é investir em uma estratégia que foque no estágio da maturidade, por um prazo maior,
adiando o máximo possível a fase do declínio. Contudo, essa fase não será evitada e é natural que todo o produto
passe pela ciclo e que, habitualmente, chegue ao seu fim.
2.1 Aplicabilidade nas organizações
Há inúmeras vantagens que podem ser listadas utilizando o ciclo de vida do produto. Entre as principais estão:
• Melhoramento nos esforços em vendas.
• Maior controle sobre os resultados.
• Garantia do planejamento estratégico ao longo prazo.
• Organização mais efetiva.
• Otimização dos investimentos em marketing.
• Tomada de decisão mais embasada.
• Melhor preparação para lidar com concorrentes.
FIQUE ATENTO
Todo produto tem suaparticularidade, respeitando o modelo adotado por cada organização
que desenvolverá uma mercadoria diferente. Ainda que possa possuir algumas características
em comum, a lógica é que cada produto tenha seu ciclo de vida próprio. Ainda assim, nem
todas as soluções apresentadas ao mercado irão passar pelo estágio de desenvolvimento, já
que o produto em questão poderá ser uma derivação de outro que já tenha passado por todo o
ciclo.
EXEMPLO
Ciclo de vida do produto da Coca-Cola - Desenvolvimento: Desenvolvimento de seu produto,
que ainda é sucesso e tenta ser copiado. Introdução: Em 1886, passa a ter forte visibilidade no
mercado. Crescimento: Menos de dez anos após o lançamento, já é consumido em todos os
EUA. Maturidade: Não há data fixa de quando a empresa alcançou a maturidade, mas é certo
afirmar que o ciclo de vida do produto passou a maior parte da sua história até os dias de hoje.
Declínio: Desde 2012, a receita da Coca-Cola passou a declinar, mas a empresa se renova
investindo em e em novos produtos.marketing 
- -6
Figura 4 - Ciclo de vida da Coca-Cola
Fonte: urbanbuzz, Shutterstock, 2019.
Além de serem muito parecidas em sua funcionalidade, as ferramentas possuem algumas diferenças. E uma
ferramenta que se assemelha muito ao ciclo do produto é a Matriz BCG. Ela foi criado pelo Boston Consulting
, que deu origem ao seu nome. Ela possui quatro fases e não cinco, que são estrela, em questionamento,Group
vaca leiteira e abacaxi. Apesar de seus estágios serem representados por nomes curiosos, essa é uma ferramenta
muito simples de ser aplicada, podendo ser utilizada para compreender melhor o desempenho e o potencial de
um determinado produto.
- -7
Fechamento
Por todas essas questões, podemos compreender que as práticas de gestão de qualidade vem sendo empregadas
a muito tempo, de grande importância para a gestão da marca ou produto, na obtenção de benefícios. A ideia é
que, após a utilização de ferramentas como o ciclo de vida do projeto e a matriz BCG, o administrador passe a
focar no planejamento e promova ações com mais assertividade, específica para cada estágio.
Foi possível observar, ainda, que se estagnar na zona de conforto e deixar de lado a inovação, certamente fará
com que o projeto encontre antes do prazo previsto o estágio do declínio. Para que isso não ocorra é necessário
tentar fazer com que a etapa da maturidade tenha a sua fase mais extensa, para que o produto possa gerar o
maior lucro, pelo maior tempo possível.
Referências
LAWLEY, B.; SCHURE, P. . 1. ed. Rio de Janeiro: Alta Books, 2019.Gestão de Produto Para Leigos
CARVALHO, M. M.; PALADINI, E. P. teoria e caos. Rio de Janeiro: Elselvier, 2005.Gestão da qualidade:
GARVIN, D, A. a visão estratégica e competitiva. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1999.Gerenciando a qualidade: 
	Introdução
	1 Evolução das práticas de gestão da qualidade
	Satisfação do cliente
	2 Compreendendo a importância da gestão da qualidade e seus benefícios
	Avaliação do consumidor sobre produto
	Ciclo de vida do produto
	2.1 Aplicabilidade nas organizações
	Ciclo de vida da Coca-Cola
	Fechamento
	Referências

Continue navegando